Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os presidentes e as baratas tontas

Rui Gomes, em 13.06.14

 

Os anteriores presidentes do Sporting foram qualificados, sempre, de barata tonta para baixo, por parte dos mesmos comentadores que aqui afirmam ser inaceitável que a estratégia de Bruno de Carvalho seja qualificada assim.

  

O Bruno fartou-se de atacar as anteriores Direcções por não conseguirem ter influência suficiente para realizarem uma limpeza nas cúpulas de poder do futebol português. Ora agora o Bruno também foi posto de lado quando tentou mudar alguma coisa. Mas claro que os outros eram umas baratas tontas porque não conseguiam esse objectivo; já o Bruno é genial, porque tendo os mesmos resultados dos anteriores, foi um "valentão" e mndou ums bocas mal educadas na televisão !

 

Aliás, eu nem quero imaginar o que os de sempre viriam dizer se as mesmas palavras fossem proferidas pelo António Dias da Cunha ou pelo Filipe Soares Franco - suspeito que vinha logo a conversa de já passar da hora de almoço ou coisa semelhante. Mas como foi o Bruno, então as afirmações foram de grande nivel enquanto parte de uma estratégia de altíssimo nível, só ao alcance de um verdadeiro iluminado.

 

Não há espiríto crítico, só facciosismo militante, e não vale muito esperar mais do que isto...

 

Nota: Texto da autoria de Desert Lion em forma de comentário ao post "O percurso errático de uma barata tonta".

 

publicado às 16:38

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.06.2014 às 18:08

Como sempre, "pecamos" pelo exagero dado o intuito único de vir em defesa do Bruno. Ninguém minimamente sensato lhe vai exigir uma resolução imediata para este complexo problema de longa data.

Creio que gostaríamos de compreender melhor a estratégia do Sporting e, sobretudo, que o presidente reflectisse mais e melhor antes de assumir as suas espectaculares oratórias, que não contribuirão minimamente para a concretização dos objectivos desejados.

Se ele reduzisse o foco em si próprio e se concentrasse mais nas questões em discussão, tudo leva a crer que o nível de apoio seria muito mais abrangente. Mas enquanto insistir em navegar um curso demagógico e populista, é de esperar um vasto leque de reacções, muitas pouco abonatórias.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo