Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

SCLM 59-60.jpg

Sporting de Lourenço Marques - 1959/60

 

 

São conhecidas as palavras injustas de Eusébio sobre o Sporting de Lourenço Marques (SCLM), associando-o ao racismo. O jogador foi injusto com o clube que o projectou e que levou o Benfica a contratá-lo por uma elevada quantia para a época. Foi injusto com o director Vigorosa Almeida e o treinador Nuno Martins que sempre o apoiaram nos seus primeiros anos de futebolista, para além dos companheiros brancos, negros, mestiços, indianos e chineses que, como ele, vestiam a camisola leonina laurentina. 

 

O SCLM, na década de 1950, era um produto da sociedade em que estava inserido, mas nunca possuiu uma “política racial” para os seus atletas no sentido restrito da expressão. A certidão de assimilado que exigia aos jogadores negros era injusta e cruel, mas usual nas sociedades coloniais. A sociedade moçambicana evoluiu bastante a partir do início dessa década e com ela o SCLM. Na verdade, os dirigentes do SCLM daquele tempo eram cidadãos comuns, normais, sabendo-se que pessoas como Nelson Mandela é que são raras, únicas.

 

Apesar da certidão ser obrigatória, o poeta José Craveirinha, que jogou futebol no rival Desportivo, escreveu que na secção de atletismo do SCLM havia, no início da década de 1950, muitos negros e “nenhum deles possui alvará de assimilação e no entanto são dos mais disciplinados e bem comportados atletas da cidade”. Considerou o comportamento do clube “um rasgo de puro e desassombrado desportivismo, um caso absolutamente ímpar”. (in “Brado Africano”, 23 de Janeiro de 1954). Uma coisa é certa: o SCLM nunca aceitou fazer uma digressão pela África do Sul deixando de fora alguns dos seus jogadores em virtude da cor da pele. Iam todos ou não havia digressão.

 

O magriço Hilário foi o primeiro negro a jogar no clube (1956). Entretanto, em virtude da evolução social e cultural em Moçambique, nos anos seguintes jogaram no SCLM, para além de Eusébio, outros jogadores que não eram brancos: Satar, Merali, Maurício, Sérgio Albasini e Roberto da Mata, entre muitos. Para além de Morais Alves e Armando Manhiça que também representaram o SCP. Madala, talvez o melhor amigo de Eusébio no clube, era um dos avançados em 1960 e negro como ele. Os moçambicanos de origem chinesa possuíam, por tradição, uma grande ligação afectiva aos leões laurentinos. Socialmente, a equipa de futebol do SCLM tornou-se transversal.

 

As sociedades estão muito longe de serem as ideais e os homens não são perfeitos. Mas, as sociedades e os homens para serem compreendidos têm de ser inseridos no seu contexto histórico. É um princípio que permanece válido, ontem como hoje, e que permite entender o passado e tomar boas decisões no presente.

 

O Maxaquene, que substituiu o SCLM, não reivindica actualmente a condição de filial nº 6 do SCP e talvez agora seja a ocasião para reatar uma antiga amizade. No Maputo, o Núcleo Sportinguista de Moçambique pode constituir uma excelente ponte entre os leões de Portugal e o Maxaquene. Oxalá o Conselho Directivo do SCP sonhe com um reencontro. É que, como cantam os Deolinda numa belíssima canção de amor, “tem de acontecer, porque tem de ser e o que tem de ser tem muita força”.

 

publicado às 13:07

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds