Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ng3650394.jpg

 

Não faço a mínima ideia se há algum fundamento concreto no que o diário reporta, mas a verdade é que o eixo defensivo do Sporting não está à altura do resto da equipa, desde o primeiro dia, e a responsabilidade, ou seja, a culpa, é inteiramente da estrutura da SAD.

 

Os argumentos em contrário são vários e já bem conhecidos, mas pela mais do que provável venda de Marcos Rojo, na altura, o dossier Eric Dier devia ter sido lidado com outros cuidados, não obstante a cláusula de 5 milhões. A realidade nua e crua - e já tive ocasião de a sublinhar aqui - é que Bruno de Carvalho até ficou satisfeito com a saída do jovem defesa central. Livrou-se de alguém que não se subjugava à sua inflexibilidade e ainda recebeu os muito desejados 5 milhões de euros.

 

O outro cenário, também então muito evidente, era a contratação de um defesa central com a capacidade para entrar de imediato na equipa e fazer a diferença além da que está ao alcance dos que se encontram no plantel ou na equipa B.  A solução, obviamente, não passa por um jovem e inexperiente francês, que tem dado o seu melhor, mas que está longe de estar à altura da responsabilidade, neste momento da sua carreira.

 

Veremos se em Janeiro será ou não tarde para corrigir esta lacuna, mas mais vale tarde do que nunca.

 

De certo modo relacionado com esta temática, este interessante artigo sobre Maurício, que nos chegou pela referência do nosso leitor Leão 1906.

 

publicado às 05:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Imagem de perfil

De sportingsempre a 24.10.2014 às 11:36

Sobre o Maurício não podia estar mais de acordo com a análise, de tanto querer fazer por vezes acaba por prejudicar-se e prejudicar a equipa. Vide penalti com o Jackson.

Mas então como não presta mesmo vende-se por 4 milhões. O Garay foi por 6. Estou cá para ver.

De qualquer forma, não é nada que o Luis Duque não resolvesse com a vassoura e o libro de cheques.

Oxalá encontremos algum Luisinho (ou Naybet ou Marco Aurélio ou André Luís) perdido por aí...



Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 24.10.2014 às 11:43

Não será André Cruz em vez de A Luis ?
Imagem de perfil

De sportingsempre a 24.10.2014 às 11:59

André Cruz obviamente, peço desculpa pelo lapso.
Que saudades aiai
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 24.10.2014 às 20:35

Aqueles livres ora para o lado esquerdo do GR ou para o lado direito ... até parecia fácil :)
Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 24.10.2014 às 12:07

Ou seja: não havia como mantê-lo, mas isso, para o Rui Gomes, é um pormenor. O importante, e condenável, é que o Bruno de Carvalho "até ficou satisfeito" com a venda do jovem central. Veja-se só que pecado! Convém referir que na época passada - se olharmos à temporada inteira - o Maurício foi mais regular que o Rojo. Não contesto que este já mostrasse outro potencial (que o Maurício nunca teve), mas por alguma razão o "Xerife" foi o brasileiro. Este ano era de supor que ele se afirmasse mais ainda, mas tem acontecido o contrário. Precisamos efectivamente de um central que imponha a sua autoridade e ajude a estabilizar o eixo defensivo. Ainda não vimos Rabia, mas é jovem e vem de um futebol muito diferente. Tobias Figueiredo borrou a pintura no passado fim-de-semana, como que a contrariar quem não entendia a sua inclusão imediata na equipa A. Mas olhemos um pouco para os outros: o Benfica, a defesa-esquerdo, tem o Eliseu e o Benito - fantástico...; o FC Porto, a médio defensivo, tem o Casemiro e a criança Rúben Neves - excelente; o Benfica, a guarda-redes, tem o Artur e o Júlio César - incrível; o FC Porto, a defesas-centrais, tirando o Indi, tem o Maicon, o Reyes e o Marcano - fabuloso. E verba tinham eles, ao contrário de nós. Como o Rui gosta de dizer, é preciso ver as coisas em contexto. Já agora, aproveito para referir que, pouco a pouco, as tais contratações cuja não utilização tinha legitimado dúvidas, primeiro, e críticas, depois, parecem estar a justificar a aposta. Jonathan Silva, Rosell, Paulo Oliveira... Outros virão, de certeza.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.10.2014 às 13:38

Se ler alguns dos meus escritos mais atrás, eu sempre insisti que o Maurício não voltaria a fazer uma época como a passada. Mas nem pretendo fazer alvo dele, porque faz o seu melhor, apenas que esse melhor é insuficiente. Aos poucos, contudo, está a "castigar" o resto da equipa.

O estado/erros dos outros pouco nos interessa, não é por aí que vamos ter sucesso.

Cada caso é analisado individualmente. Enquanto há mérito com alguns, há demérito com outros, sobretudo, um excesso de contratações desnecessárias, sejam elas para a equipa principal ou para a B.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo