Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em 2017, depois de uma longa ligação de 16 anos ao Sporting CP, Adrien Silva deixou o clube para rumar ao futebol inglês, numa aventura que acabaria por não se traduzir nos resultados que todos esperavam, especialmente o próprio médio, agora com 31 anos. Em entrevista ao 'The Athletic', o internacional português lembrou todo o processo, admitiu que poderia perfeitamente ter ficado nos leões para sempre, mas assumiu que sentia nessa altura necessidade de se testar. E mesmo não tendo dado certo, Adrien garante que não se arrepende.

img_920x518$2020_11_15_18_48_56_1779540.jpg

"Não, nunca!... O mais importante era o desejo que tinha de experimentar a Premier League. Não queria acabar a minha carreira sem jogar noutro país, noutra cultura e noutro grande campeonato. Por isso quis ir para o Leicester, para sair da minha zona de conforto. Sim, podia ter ficado para sempre no Sporting, pois foi lá que me fiz jogador e homem, cheguei lá com 12 anos. Foi uma longa caminhada... Dá um sentimento diferente à minha carreira. Mas todos os passos que dei foram para me tornar melhor jogador", começou por explicar o médio.

"Quando decidi ir para o Leicester foi apenas porque pensei que precisava de testar os meus limites. Joguei contra jogadores e equipas de topo. Poderia ter corrido melhor, mas agora que olho para trás estou muito feliz por ter vivido essa experiência, por ter tido a chance de jogar nesses tipos de estádios - que nessa altura estavam cheios. Um jogo sem adeptos não é bem a mesma coisa", referiu, em alusão ao facto de agora os encontros de praticamente todos os campeonatos europeus serem disputados sem público.

Adrien Silva lembrou ainda que a transferência para o Leicester poderia ter sido fechada no ano anterior. "As conversas começaram então com o Sr. Ranieri. Por uma ou outra razão, acabou por não acontecer. O Sporting CP não aceitou a oferta, por isso fiquei. No ano a seguir surgiu nova tentativa, já sem o Ranieri e aconteceu", lembrou o médio, antes de recordar também o processo do famoso atraso de 14 segundos na sua inscrição, que o fez ficar sem jogar até Janeiro.

"É um momento difícil quando um jogador não pode jogar, especialmente por não ser devido a uma lesão, mas sim por algo que está fora do seu controlo. Foi muito frustrante, mas tive de seguir em frente. Ainda assim tive a chance de jogar em Inglaterra e na Premier League. Tentei adaptar-me o mais rápido possível, manter o meu nível e esperar por Janeiro.

Também não foi nada fácil para a minha família, pois era uma cultura e um modo de vida totalmente diferentes. Havia duas coisas principais às quais tinha de me adaptar: o novo futebol e o estilo de vida, mas a minha mulher esteve sempre lá a apoiar-me. Isso foi importante para mim", referiu o jogador, que agora actua nos italianos da Sampdoria, isto depois de ter jogado uma temporada e meia por empréstimo no Mónaco.

adrien-silva-uc-sampdoria-1604586007-50589.jpg

Em Itália acabou precisamente por encontrar o técnico que o quis levar pela primeira vez para o Leicester, o veterano Claudio Ranieri. "A primeira coisa que procuro saber é o treinador e percebe se ele me conhece bem. Se me quer e se o clube me quer. Quando vi que era o Ranieri, sabia que ele já me tinha tentado contratar, por isso tinha a garantia de que ele gostava das minhas qualidades e do que podia fazer pela equipa. Foi muito importante para mim e por isso decidi vir", admitiu.

Adrien revelou ainda que houve dois jogadores portugueses decisivos na sua opção. "Não perguntei a nenhum jogador do Leicester sobre o Ranieri, mas sim ao Bruno Alves e ao Bruno Fernandes. Um porque jogou lá [na Sampdoria] e outro porque joga em Itália. Quis saber a opinião deles sobre o campeonato e tudo isso. Disseram coisas boas sobre o clube e sobre a sua mentalidade, mas também sobre o campeonato. Tudo estava no ponto certo para tomar a melhor decisão", concluiu.

Na Sampdoria, refira-se, Adrien Silva regista quatro partidas disputadas até ao momento, ainda que nenhuma tenha sido na Serie A.

Reportagem de Fábio Lima, em Record

publicado às 04:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 16.11.2020 às 10:00

Rui Gomes

Se estava bem no SCP não percebo porque saiu. Aliás , todos sabemos porque razão os jogadores saem de Portugal. Compreendo isso, só não entendo é que ao fim de 3 épocas, jogando pouco nos clubes por onde tem passado, um jogador que é campeão da Europa pela seu selecção, ande a limpar os bancos de suplentes. São feitios, pois eu preferia jogar em Portugal , ser internacional pelo meu País, e segundo eu leio já há jogadores , que ganham muito dinheiro e ainda há dias saiu um, que ganhava no SCP, por ano/época (?) 4/5 milhões de euros, que é uma fortuna, que 90% ou mais dos Portugueses trabalhando uma vida nunca viram esse dinheiro passar pelas suas algibeiras.
Os Sportinguistas conhecem o Nani, o João Mário, etc, que na devida altura vieram ajudar o clube que os ensinou a dar pontapés na bola. Fernando Albuquerque (SCP)
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.11.2020 às 10:20

"... só não entendo é que ao fim de 3 épocas, jogando pouco nos clubes por onde tem passado, um jogador que é campeão da Europa pela seu selecção, ande a limpar os bancos de suplentes. "

Desculpe, mas discordo da análise. E só não compreende, quem não quer compreender...Ou entende que pelo facto de um jogador ser campeão da europa lhe dá o direito de exigir aos treinadores das equipas por onde tem passado de jogar sempre? Era só o que faltava!...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.11.2020 às 11:59

Caro Fernando Albuquerque,

Bem... ele explica o que o levou a sair do Sporting na altura. Se concordamos ou não, é outra conversa, mas não me parece que seja segredo algum.

Quanto à aventura dele fora fronteiras, sofreu a infelicidade de ficar cerca de seis meses sem jogar, sem culpa própria, e parece que desde esse ponto nunca mais foi o Adrien que conhecíamos.

Neste período terá auferido um salário muito superior ao do Sporting, mas em termos desportivos foi um fracasso.
Imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 16.11.2020 às 12:57

Rui Gomes

Todos nós compreendemos, que os jogadores necessitam de mudar de ares, e usufruir melhores vencimentos.

Não entendo, se calhar por burrice minha, quando uma pessoa chega a um patamar que ele chegou, andar a ser suplente , se não seria melhor retornar a uma casa, que conhece bem onde os ordenados não são baixos, pois como digo ganhar 3/4/5 milhões de euros, não sei se justifica baixar de qualidade. Só faz falta quem neste momento nos dá prazer ver jogar bom futebol. Fernando Albuquerque (SCP)
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.11.2020 às 16:08

"...quando uma pessoa chega a um patamar que ele chegou, andar a ser suplente , se não seria melhor retornar a uma casa, que conhece bem onde os ordenados não são baixos,..."

Desculpe de voltar à carga, mas se leu a internet nas últimas semanas, pôde verificar que foi o que ele tentou fazer, mas o Sporting não aceitou o seu regresso, supostamente por não ser o jogador que a equipa técnica precisava para o sistema 3-4-3 implantado na equipa.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 16.11.2020 às 12:49

Uma trapalhada de uma transferência com consequências óbvias a nível desportivo para o jogador, infelizmente foi atrás de um contrato milionário e foi o que se viu, desportivamente foi muito mau, anda de empréstimo em empréstimo.
Houve uma altura que talvez tivesse dado jeito ao Sporting o seu regresso, agora não.
Desejo-lhe toda a sorte do mundo mas a sua carreira já não passa mais pelo Sporting.
SL
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 16.11.2020 às 14:51

O Adrien estagnou a partir de certa altura. Já na sua última época no SCP se notou isso. Foi bem vendido. Não viria fazer nada para o SCP exceto tirar o lugar a jovens muito mais promissores.
Sem imagem de perfil

De RCL a 16.11.2020 às 17:51

Adrien dez um grande jogo na Taça de Portugal a jogar pela Académica, contra o ....Sporting. O melhor em campo. Sim senhor. No Sporting lembro o marcador de penaltis. Um sufoco!
Seguiu a sua vida, ok que seja feliz.
Actualmente Adrien não tem lugar no Sporting no 3x4x3, nem no 2x5 x3 . Em sistema nenhum.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo