Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 11.09.19

c22a87c47d46064b020253a870a44d17.jpg

*** Entendi que vale a pena rever este excelente texto do nosso leitor London Lion, a quem agradecemos desde jásobre o Relatório e Contas da Sporting SAD.

"Eu leio este blogue há muito, mas por norma não escrevo muito. Peço desculpa pelo meu português escrito, consequência de estar há duas décadas em Londres.

Sou director financeiro aqui na Inglaterra. Serei melhor que o Zenha, mas visto que ganho razoavelmente bem neste momento, não teria condições para reduzir o meu vencimento consideravelmente por amor ao Clube. Dito isto, não critico nem o aumento dele nem o do Varandas, dado que ambos auferem bem menos que eu.

Tendo em conta o que pagamos, acho que até temos uma Direcção bastante competente (tenho a certeza que mesmo o Zenha teve um bom corte de vencimento para se juntar a esta Direcção). Criticar é sempre fácil. Em relação ao Relatório acho bem sportinguistas interessarem-se pelo Clube e lerem-no na integralidade e ignorarem as “headlines” de Records e afins.

A começar nas páginas 9 e 10 é normal referir uma série de factos que aconteceram depois do fecho das contas, pela movimentação do mercado em Agosto. Neste ano em particular, a maioria das vendas foi nesse período. Tendo presente a data do fecho do mercado, seria melhor apresentar os resultados anuais de 1 Outubro a 30 de Setembro do ano seguinte e alguns clubes estão a mover-se nesse sentido.

Na página 11 estão listadas as contratações desta Direcção. Dado um custo médio de 3.3m por contratação o mesmo que o Benfica ou Porto gastam em 1,5 a 2 contratações o sucesso é notável. Em 10, 4 são mais valias claras ou fazem parte da equipa principal (LP, Renan, Neto e Vietto) 1 e uma promessa, 4 ainda são uma incógnita e so Ilori falhou.

No fundo desta página, o número que salta à vista é 109.1m de gastos operacionais. Isto é incomportável para o Sporting e vai longe para explicar a grande necessidade da Direcção em reduzir salários.

Na página 14 podemos ver que a reestruturação das VMOCs ainda está em curso. Visto que isto é uma operação que pode reduzir (em muito) o passivo do Sporting (e viu-se a quase histeria do Benfica e Porto quando foi anunciada) é reconfortante ver que apesar de ter sido inevitavelmente atrasada com o caos que se instalou no clube a actual Direcção compromete-se a concluí-la pelo fim do ano.

Na página 16 verifica-se uma grande 'limpeza' da casa em termos de excedentários.

Páginas 17 a 26 são mesmo as mais interessantes para mim. Os resultados operacionais sem quaisquer transacções de jogadores são - 19m em 2017/18 e - 29m em 2018/19. Isto é a actual realidade dos 'grandes' portugueses que têm de vender para equilibrar as contas. A deterioração em 10m deve-se principalmente à não participação na Champions, mas há a necessidade de reduzir a folha salarial e fazer o Clube mais sustentável.

Não há muito a dizer dos ganhos, da pequena queda de receitas de bilheteira e de direitos televisivos que são igualmente causados pela não participação na Champions que ao todo gerou uma quebra de 14m.

Dado a redução salarial substancial mesmo depois do aumento do Bruno Fernandes e as receitas de jogadores em Agosto, acho que a SAD está no bom caminho e nos anos com Champions deveremos conseguir equilibrar o suficiente, que só venderemos para comprar.

Em relação aos resultados eu ignoro “Amortização e perdas imparidade passes”, é uma categoria que gera muita confusão, particularmente em jornaleiros. Para os propósitos de análise de resultados operacionais, eu prefiro substituí-la pelos montantes gastos em aquisições de jogadores.

Por exemplo, se compramos um jogador por 20 milhões, com um contracto de 4 anos, o tratamento contabilístico é não reconhecer o gasto imediatamente, mas simplesmente que se comprou um activo de 20m. Cada ano amortiza-se 5m nesta categoria e o activo reduz por 5m. Quando se vende o jogador o que falta amortizar é deduzido do preço da compra e o resto é considerado lucro. Já vi jornalistas do MaisFutebol confundir amortizações com comissões! Para calcular lucro ambos são deduzidos do preço da venda mas o que falta amortizar não e pago a ninguém e simplesmente referente ao que se pagou pelo atleta no passado.

Em termos contabilísticos, a 'prata da casa' vale zero e não entra nas contas de activos, por conseguinte, qualquer clube formador tem sempre mais activos que os contabilísticos".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De PSousa a 11.09.2019 às 07:54

Boa explicação, mas que não implica que nesta altura não é o timming para se aumentar ordenados.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 11.09.2019 às 08:10

Gostei deste comentário. A minha crítica original não é ao ordenado e nem sequer ao timming do aumento do ordenado, mas sim ao facto disso ter sido criticado no anterior presidente quando é uma prática comum.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.09.2019 às 08:13

Mike,

Reconheço as suas simpatias, não são mistério algum, mas aceite esta minha recomendação de evitar evocar o anterior presidente seja em que contexto for.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.09.2019 às 08:27

P.S.: "Timing" é com um "m". Um erro que eu vejo repetido vezes sem conta à mistura com português.

Permita-me o reparo...

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 11.09.2019 às 08:29

Todas as correções são bem vindas.
Em relação a falar no antigo presidente foi mesmo para indicar o porquê da minha crítica de ontem e não para evocar o nome dele ou algo do género.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.09.2019 às 08:36

O problema MIke, é que esse tema tem muito que se lhe diga além do mais transparente.
Sem imagem de perfil

De Carla Pinho a 12.09.2019 às 10:39

Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 11.09.2019 às 11:27

Excluindo tudo o resto,que me parece algo optimista, retive a questão evocada no ultimo paragrafo.

Aqui há uns anos, lembro-me que a própria UEFA, baseada em R&C dos clubes/SAD, avaliava os planteis dos grandes clubes, num estudo feito pela KPMG.

Tal suscitou alguma admiração, pelos baixos valores referente a alguns clubes, nomeadamente o Barcelona.

Isto porque no R&C do Barcelona, Messi, Iniesta, Xavi, Pique, Puyol, Busquets, que juntos tinham um valor de mercado de pelo menos 300M, valiam "0".

Isto é uma prova que a formação compensa, até pelo impacto bastante forte que a venda de um activo de valor contabilístico "0" tem no balanço das SAD.

O valor de Messi não tem impacto no R&C do Barcelona, no entanto é o principal activo do clube.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.09.2019 às 20:01

As análises sérias e honestas não interessam à turma do bota-abaixo.
Sem imagem de perfil

De António Tavares a 11.09.2019 às 17:58

O Sporting consegue um corte de quase 100M de euros (perdão da dívida), com a reestruturação e depois falam da "benfiquização". Eu também, esta mama para o Benfica.

E para o autor, Benfica pedir este apoio é histeria.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo