Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Portugal enfrenta hoje a Alemanha

Rui Gomes, em 19.06.21

A selecção nacional disputa hoje um dos grandes desafios da fase de grupos do Euro 2020, frente à selecção alemã, que vai jogar em casa, em Munique. Em caso de triunfo, Portugal garante presença nos oitavos de final.

A equipa de Fernando Santos vai entrar em campo num contexto oposto ao alemão, uma vez que chega com o "conforto" de ter vencido a primeira jornada, frente à Hungria, por 3-0, enquanto que a Alemanha perdeu na estreia com a França, por 1-0.

2021-06-18t144345z-948490524-up1eh6i14wubh-rtrmadp

O histórico das duas selecções não é nada favorável para Portugal. Num total de 18 jogos, Portugal só venceu três vezes e é preciso recusar 21 anos para o último triunfo, na fase de grupos do Euro 2000, por 3-0.

Desde então, Portugal jogou quatro vezes contra a Alemanha e perdeu sempre: 4-0 na fase de grupos do Mundial 2014, 1-0 na fase de grupos do Euro 2012, 3-2 nos quartos de final do Euro 2008 e 3-1 no jogo de terceiro e quarto lugar do Mundial 2006.

Fernando Santos

"Esta equipa alemã é fantástica, muito colectiva e dominadora, mas sabe que vai ter pela frente uma grande equipa. Não tenho medo nenhum da Alemanha, mas daí a acharmos que Portugal é favorito a jogar na Alemanha contra a Alemanha é abusivo, e se o fizéssemos estaríamos muito perto de nem sequer empatar o jogo".

A opção de utilizar dois médios-defensivos William Carvalho e Danilo Pereira foi muito contestada no jogo frente à Hungria, mas Fernando Santos deverá manter a escolha, num jogo em que terá de defender mais do que contra os húngaros.

Um dos muitos palpites sobre o 'onze' inicial para hoje:

... Rui Patrício, Nélson Semedo, Pepe, Rúben Dias, Raphael Guerreiro, Danilo Pereira, William Carvalho, Renato Sanches, Bruno Fernandes, Diogo Jota e Cristiano Ronaldo.

Nuno Mendes e João Félix vão estar ausentes, por lesão. Um terceiro jogador será relegado para a bancada, uma vez que só 23 são permitidos no jogo.

Depois de ter jogado com o estádio cheio na Puskás Arena, em Budapeste, Portugal volta a jogar em terreno inimigo, mas com um ambiente que se espera menos hostil, uma vez que a Allianz Arena, em Munique, vai receber apenas 14.500 espectadores.

O inglês Anthony Taylor será o árbitro. Natural de Manchester, o árbitro de 42 anos terá como assistentes os compatriotas Gary Beswick e Adam Nunn, enquanto o quarto árbitro será o sérvio Srdjan Jovanovic. O videoárbitro será o inglês Stuart Attwell.

_____________________________________________________

Screenshot (164).png

Fernado Santos a jogar a medo novamente, com a estratégia de dar o meio campo aos alemães. E, para agravar as coisas, os dois laterais portugueses têm estado ausentes.

Tem de haver mais disputa de bola no meio campo e não devemos limitar as nossas acções ofensivas a contra-ataques. Esta Alemanha não é nenhum "papão"!

___________________________________________________

Screenshot (165).png

Esta derrota começou a ser construída com a estratégia de Fernando Santos. Acobardou-se e cedeu o meio campo e o comando do jogo aos alemães. O que veio a seguir tem como grandes cúmplices uma defesa muito vulnerável, laterais completamente alheios ao jogo e dois trincos, William e Danilo, que pouco ou nada contribuiram.

A única substituição que de facto melhorou a performance de Portugal foi a de Renato Sanches. Entrou muitíssimo bem no jogo, sustentando o argumento de muitos que devia ter integrado o onze inicial.

Temos no banco o segundo melhor marcador da Alemanha, André Silva, mas esse só serve para decoração. Entrou ao cair do pano sem qualquer hipótese de fazer mais. Já sabíamos que Pote pouco iria pisar o relvado, a sua não utilização não é surpresa alguma.

Enfim... muito mais para dizer, mas ficamos por aqui. Somos agora obrigados a vencer a França - o empate pode não ser suficiente, mas a jogar como hoje, vai ser uma missão muito complicada.

P.S.: Tantos anos a jogar e Rui Patrício ainda não aprendeu a meter a bola em jogo? Incrível!!!

publicado às 13:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds