Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidente Carvalho: 3 anos duas fases

Naçao Valente, em 23.03.16

 

th.jpg

Até ao momento, o mandato de Bruno de Carvalho divide-se, claramente, em duas fases. Nos dois primeiros anos o presidente optou , em grande parte devido à situação existente, por baixar as espectativas no plano desportivo. Baixou-as para valores consentâneos com as receitas esperadas no Orçamento para a equipa de futebol, que se traduziu no estabelecimento de um tecto aplicado aos vencimentos dos jogadores. Constituiu planteis modestos , reforçados com jovens da formação. Contratou treinadores de “baixo valor”, mas com enorme potencial. Os resultados falam por si: um segundo lugar no Campeonato Nacional, com entrada directa na Liga dos Campeões na primeira época e a conquista da Taça de Portugal na segunda. Em dois anos conseguiu atingir dois objectivos, a contenção dos prejuízos financeiros e a formação de uma equipa competitiva, maioritariamente constituída por jogadores portugueses.


A segunda fase marcou um corte radical com a estratégia anterior. Na sequência da atribulada dispensa de Marco Silva e colocado perante a discordância de muitos adeptos, encetou uma fuga para a frente com a contratação do mais caro treinador português, a actuar em Portugal. Seguiu-se uma política despesista com a contratação de jogadores de altos vencimentos e em consequência a melhoria de contratos com outros. Num ápice furou-se o tecto salarial e mandou-se para as urtigas o plano de recuperação do equilíbrio financeiro. Porquê esta mudança brusca? Caiu dinheiro do céu?


A minha explicação, que vale o que vale, para esta repentina abundância de meios, é muito simples: a continuidade do Presidente Carvalho. Dito de outra forma, objectiva criar as condições para a sua reeleição, sem dar hipótese a qualquer oposição. Para além da apregoada gestão virtuosa do Presidente, a conquista do Campeonato Nacional, colocá-lo-ia numa posição privilegiada, apesar de uma actuação nem sempre consentânea com o prestígio de uma colectividade como o Sporting.


A possível não conquista de um título desportivo relevante, nesta época, explica o levantamento de processos judiciais a antigos dirigentes do Sporting, com o intuito de recuperar 70 milhões de euros. Embora a acção mereça, em si, uma análise aprofundada, parece não ter pernas para andar. Por isso, vejo-a, apenas, como uma cortina de fumo que servirá para distrair as hostes de eventuais desaires. Até porque os anteriores Presidentes, denominados croquetes, que, bem ou mal, serviram o Sporting, com prejuízo da sua vida profissional, não são nenhuma ameaça para o poder do Presidente Carvalho, nem nunca precisaram do Clube, com excepção de Bettencourt, para sobreviver. No fundo o que está em causa, na minha análise, em mais este imbróglio, é a manutenção do  poder por Bruno de Carvalho e não, exclusivamente, os interesses do Sporting. 


Assumo que não o desejo, mas penso que o Presidente Carvalho, porque continua a ter o apoio da maioria dos adeptos, tem condições para renovar o mandato, sem o recurso a estas manobras de diversão. Duvido até que, perante as circunstâncias, se perfile no horizonte uma candidatura séria para o enfrentar.

 

publicado às 16:57

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


26 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé Vieira a 23.03.2016 às 17:35

O Bettencourt também não precisava do Sporting para nada. Ele tinha um bom cargo no Satander e agora continua a desempenhar um bom cargo noutro banco (já não me lembro qual).

A diferença para os antecessores é que Bettencourt não tinha fortuna própria e por isso para se dedicar ao Sporting precisava de um ordenado. Mas como a carreira dele, antes e depois do Sporting demonstra, não precisava nada do Sporting para viver, sendo que ganhava bastante menos no Sporting do que no banco.

Caso diferente de Bruno de Carvalho que não tinha modo de vida conhecido antes de ser presidente e provavelmente continuará sem ter quando for finalmente corrido do Sporting.

(Já agora lembro que houve um tempo onde dizer mal do Bettencourt era quase tão grave como hoje dizer mal do BdC... São os mesmo que hoje apelidam quem é contra o BdC de croquetes e outras coisas, que aplaudiram a eleição do Bettencourt...)
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 19:41

Explicito: Bettencourt precisava do vencimento do Sporting por não ter meios próprios para além dos provenientes da sua profissão, como referiu, e não do Sporting para ganhar a vida. Os mesmos que apoiaram Bettencourt e hoje apoiam BdC, serão os mesmos que abominam Bettencourt e abominarão BdC se cair em desgraça. É assim que funcionam as massas acríticas.
Sem imagem de perfil

De António Sarapatel a 23.03.2016 às 17:53

Viró'disco e toca o mesmo.

O coitadinho do Marco Silva - uma pequena minoria queria a sua continuidade

Reeleição - O costume. O princípio da não contradição que é pau para toda a obra https://pt.wikipedia.org/wiki/Princípio_da_não_contradição

O treinador português mais bem pago - É o 2º, visto que o primeiro é o mourinho

"serviram o Sporting, com prejuízo da sua vida profissional, não são nenhuma ameaça para o poder do Presidente Carvalho, nem nunca precisaram do Clube, com excepção de Bettencourt, para sobreviver" - lol

"Duvido até que, perante as circunstâncias, se perfile no horizonte uma candidatura séria para o enfrentar" - Porque não? Se for alguém com sentido crítico de qualidade e que traga ideias inovadoras e que possam dar melhor futuro ao clube tem todas as hipóteses de ser eleito. Agora não esperem é que aconteça como no passado, que para se ser presidente bastava ser o mais bem vestido e com o apelido mais nobre entre os candidatos, isso mudou radicalmente.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 19:57

Muito obrigado por me corrigir. Todos falhamos. O Presidente não é caso único. De facto JJ não é o treinador português mais bem pago, mas é-o em Portugal. Mea culpa.
Muito obrigado por me esclarecer que o "coitadinho" tinha o apoio minoritário dos adeptos. Não tinha essa ideia. Erro meu. Todos erramos.
Obrigado por colocar uma interrogação pertinente que me escapou: se me quiser candidatar, já sei qual a estratégia, estar" mal vestido" e ter um "apelido nobre". Pelos vistos é meio caminho andado.
As minhas desculpas por não saber ler siglas. Falta na minha formação.
Imagem de perfil

De Profeta a 23.03.2016 às 18:09

Quanto a possíveis oposicionistas, há quem fale muito em Rogério Alves. Penso que seria um nome que traria unanimidade entre os sportinguistas. E se o Sporting não for campeão esta época, e principalmente, dependendo da forma como decorre a próxima temporada, creio que não será assim muito difícil derrubar o artista.

Acredito que a maioria dos sportinguistas ainda são gente de bem e com o mínimo de QI, e que nada tem a ver com a cambada de imberbes surgiram em 2011 e 2013.

Comigo não contém para a destruição do melhor clube do mundo!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 20:04

Profeta, o Rogério Alves parece que merece o apoio de muitos sportinguistas. Resta saber se quer ser candidato. De acordo com o perfil traçado num comentário tem um handicap: usa bons fatos.
Imagem de perfil

De Profeta a 23.03.2016 às 20:09

É mais do que isso. É um excelente orador, um advogado de mão cheia, e será certamente desenrascado. Não sei se teria capacidade para gerir o futebol, mas num post anterior, até já propus o José Couceiro como presidente da SAD.
Acho que poderia dar uma excelente dupla.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 23.03.2016 às 21:39

Nação Valente boa noite.

1º Rogério Alves nao tem qualquer disponibilidade nos tempos mais próximos para tamanha responsabilidade mesmo sendo uma personagem que muito provávelmente reuniría concenso entre os Sportinguistas , 2º Rogèrio Alves já o disse que nao será candidato contra Bruno de Carvalho .
3º seja quem fõr o candidato BdC ganha por larga margem , a esmagadora maioria apoia-o e está satisfeita com os resultados na generalidade.
É facil perceber isso basta analisar .
Por ultimo nenhum presidente no passado conseguiu consenso da totalidade dos sportinguistas porque todos cometeram erros , BdC uma personagem controversa com o feitio muito especial cometeu tambem vários erros como novato no mundo do Futebol mas teve tambem inumeras virtudes e a que mais destaco a sua enorme disponibilidade 24 horas ao serviço do clube.

Agora sendo isso um facto é motivo para os adeptos do clube que nao gostam dele deixarem de criticá-lo? Claro que não é até saudável porque em vários aspectos até ajudam a corrigi-lo se ele assim o quiser.
E tambem toda a legitimidade de apresentarem-se candidatos mas estou convicto que ele ganhará por larga margem.
Independentemente de ganhar ou não a liga.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 21:55

,Július coelho, concordo com o escreveu, de uma forma geral. Quanto à disponibilidade plena de BdC, é quase uma obrigação, pois para isso é remunerado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2016 às 22:02

Julius,

Não pretendo responder ao seu comentário - deixo isso com o meu colega - mas não resisto a tentação de lhe dizer que o primeiro instinto foi para mandar tocar o quarto de violinos, tal a sinfonia que o meu amigo apresenta aqui.

"Seja quem for o candidato BdC ganha por larga margem" !?!... Se o título não se concretizar, fico com curiosidade de ver essa "larga margem".

O Julius, a exemplo de alguns outros, deixa-se induzir pela presença pública dos apoiantes do actual presidente, esquecendo que, mais vezes do que não, a maioria é silenciosa.

Por fim, meu caro, não venha dar garantias absolutas sobre o que Rogério Alves fará ou não. Até poderá acontecer como diz, mas não pelas afirmações do Julius que nem sequer conhece a pessoa e muito menos sabe das suas reais intenções.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2016 às 22:03

Perdão... queria dizer "quarteto de violinos".
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 22:24

Rui
É a pessoa indicada para rebater, ponto por ponto, as teorias de Julius coelho, com o qual mantém um longo debate. Na parte que me toca não vou entrar nessa discussão de saber quem tem mais ou menos apoios, porque não tenho informação segura. Penso que ainda é cedo para contar espingardas. Até às eleições correrá muita água debaixo das pontes. E sobre quem poderá ou não ser candidato, só Deus sabe, se é que sabe.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2016 às 22:42

Concordo na íntegra. Ainda é muito cedo !
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 23.03.2016 às 22:26

Rui pensa mesmo que opino sem quaisquer bases para o efeito? Menospreza-me ou então ofende-me.

Vejo todos os programas desportivos " O Dia Seguinte"na SIC desde que deu início á participação do Rogério Alves em representação do Sporting.

Nesses inumeros programas e aos poucos vamos conhecendo o individuo , a sua personalidade , se recuar no tempo o Rui vai encontrar comentários meus em que fui dos primeiros a trazer o seu nome aqui ao CL a elogiá-lo e a dar a minha opinião que possívelmente daría um bom presidente para o Sporting.

Agora o que comentei á pouco foi baseado nas afirmações do próprio Rogèrio Alves nesse programa em que afirmou nao ter disponibilidade pela sua actividade profissional para ser presidente do Sporting e que mesmo o estar presente nesse programa lhe causa muitas vezes transtorno.
Afirmou tambem que não tem pretensões a candidatar-se á presidencia do Sporting e muito menos contra BdC .

Nao são opinões minhas foram afirmações do próprio durante esses programas passados em directo.
Eu simplesmente as reproduzi.

Quanto ao ter escrito que BdC ganhará por larga margem isso sim é uma opinião minha.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2016 às 22:41

Julius ,

Não tem nada a ver com menosprezo e muito menos ainda ofensa. Estamos aqui a debater questões.

O Julius fala/escreve como se o que indica seja um facto consumado, quando não o é. Teria de fazer pesquisa para transcrever o exacto discurso de Rogério Alves, no entanto, indiferente do que disse, pensa porventura que ele alguma vez se pronunciaria tão prematuramente sobre uma eventual candidatura à presidência do Sporting ?

A realidade, não obstante qualquer conhecimento de causa, é que ainda não é a altura para falar nestas coisas e não vejo nenhum potencial candidato a comprometer-se tão cedo. Não podemos, portanto, avançar com "garantias".

Sobre Bruno de Carvalho, compreendi que é a sua opinião e não mais do que isso.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 23.03.2016 às 22:54

Eu enviei-lhe particularmente uma resposta mais completa e sustentada ao que comentei aqui Rui
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 23.03.2016 às 22:58

Esse discurso do Rogèrio Alves foi em respostas ás achegas do Gomes da Silva em que se sentiu obrigado a esclarecer essas questões.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2016 às 23:17

Compreendo essa parte.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 23.03.2016 às 18:13

SL
Apesar de ser um POST com mais do mesmo, ou seja o mesmo tema dos 3 anos do presidente do nosso clube, só quero dizer que pode existir uma candidatura séria para o enfrentar e que tenho quase a certeza que ganharia... é preciso ele querer, é preciso saber se nesta fase seria bom para a sua carreira. Todos saberão de quem falo se disser que cala muitas vezes "o" Gomes da Silva desta terra!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 20:08

PSousa, Rogério Alves tem uma excepcional capacidade na utilização da retórica. Para mim um bocadinho palavroso, mas reconheço que tem granjeado popularidade entre os sportinguistas.
Sem imagem de perfil

De jpinto a 23.03.2016 às 19:47

Caro Nação Valente

Concorde-se ou não é sem duvida uma analise séria ao que foi até agora o mandato de BC.

Concordo com a divisão que faz, mas não me parece de todo que haja uma mudança assim tão radical como refere

Mas antes de fundamentar o que estou a dizer, lembre-se também que BC era acusado pelos seus opositores de investir pouco no futebol, que com orçamentos de 1/3 ou 1/4 dos rivais nunca poderiamos ser campeões, pelo menos com alguma regularidade

E na minha opinião foi isso que aconteceu esta epoca - uma aposta mais forte, num treinador "feito" e campeão e em jogadores experientes, mas por outro lado também foram resolvidos alguns casos de jogadores com vencimentos altos que já não estão no clube

Os custos subiram, mas as receitas também - mesmo falhando a champions, arrecadamos, salvo erro cerca de 7M ou 8M de euros

No primeiro semestre apresentamos salvo erro 15M de prejuizo, mas 12M dos quais respeitantes ao caso Doyen que como obvio será uma conta que provavelmente mais cedo ou mais tar de terá de ser paga, mas é algo que vem de trás.

Ou seja todos estes aumentos com o pessoal traduz-se num prejuizo de 3M ou 4M euros e pelo que percebo a expectativa é que o proximo semestre se volte a apresentar lucros já que deve entrar a negociação dos direitos televisivos com a PPTV

Para além disso - temos neste momento jogadores com muito mercado e que podem ser vendidos em caso de necessidade, como alias têm feito os nossos rivais

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 20:19

Jpinto, muito obrigado pelas "achegas". Espero que as contas que apresenta estejam certas. No entanto, discordo da estratégia do tudo ou nada. Acredito que se não tivesse acontecido o desentendimento com Marco Silva e este tivesse continuado como técnico, com um plantel melhorado, estaríamos a dar passos mais seguros para sermos campeões com mais regularidade.
Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 23.03.2016 às 21:51

No que discordamos primeiro é que como tentei explicar não é uma estrategia do tudo ou nada

Não houve uma mudança de 180 graus - houve um aumento dos custos, um aumento do investimento que claro deverá ter um acompanhamento da receitas

Esse acompanhamento já se faz sentir na bilheteira e na cotização, mas tem também de existir na Champions (e neste caso, sim será complicado se não formos regularmente à fase de grupos) e em valorização e venda de jogadores

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 23.03.2016 às 21:34

JPinto comentário bem ponderado no entanto permita as seguintes correções:
1. O prejuizo nestes 1ºs 6 meses foi de 18M€ sendo que 14M€ são relativos à Doyen.
2. O aditamento do contrato com a PPTV penso que já foi incluído no 1º semestre, o que ficou de fora foi o patrocínio das camisolas e das restantes rubricas relativas à publicidade no estádio(apenas para ja excluida a SCP TV).
3. Será ainda refletido neste 2ª semestre as saídas do Viola e do pesadíssimo Labyad e restantes saidas, embora as mesmas sejam amenisadas com as entradas do Coates, Barcos e restantes reforços, por último os 5M€ do Montero.

SL,
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.03.2016 às 21:52

Nação Valente
De facto, a questão da reeleição de bruno de Carvalho terá sido determinante para a mudança de política financeira no Sporting. Até Maio/Junho de 2015 prevaleceu o discurso da contenção financeira, execraram-se jogadores que se dizia terem salários elevados ou atletas da Formação que exigiriam este mundo e o outro. Para muitos dos sportinguistas havia algo de virtuoso naquele apertar do cinto e no mal-estar com tudo e com todos.

De repente, houve uma viragem de 180 graus e muitos dogmas que sustentavam a orientação programática e decisória do Sporting foram pela borda fora. E dos “jogadores jovens e de elevado potencial” passou-se para os “jogadores experientes”. E surgiu uma nova narrativa que se instalou como a verdade inquestionável.
Há sempre uma razão, sem dúvida. A tentativa da reeleição presidencial.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.03.2016 às 22:10

Leão Zargo
Está claro que a contratação de Jesus e a aquisição de jogadores experientes teve como razão principal ganhar de imediato o campeonato. Nele se apostaram todas as fichas, sacrificando até outras provas que poderiam trazer vantagens financeiras. Acresce que a menor capacidade dos adversários directos levou a acreditar que esse objectivo estava seguro. Na hipótese de tal não acontecer , pois está tudo em aberto, outros planos serão apresentados para manter o apoio dos adeptos. Decerto não é por acaso que veio de novo à baila a questão do Pavilhão que está pago. A campanha eleitoral veio para ficar.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo