Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Primeira derrota da pré-época

Rui Gomes, em 29.07.14
 

 

 

Apenas assisti aos derradeiros 25 minutos da derrota do Sporting frente ao Twente, por 0-2, pelo que só me é possível escrever um breve comentário para permitir uma troca de impressões entre leitores, caso desejarem. Cheguei a tempo, no entanto, para ver a jogada algo infantil de Mauricio ao tentar marcar um golo com a mão, que resultou na sua expulsão, por acumulação de amarelos.

 

Segundo as informações que me chegaram, foi um Sporting sem grandes ideias que entrou no relvado do "Sportpark Het Midden", em Vriezenveen, para o último particular do estágio na Holanda. Marco Silva efectuou algumas alterações relativamente ao último onze inicial, com André Geraldes no lugar de Cédric Soares, e ainda William Carvalho, Carlos Mané e Junya Tanaka. Pouca profundidade ofensiva e sem qualquer penetração pelo corredor central, uma já conhecida característica do Sporting da época passada que ainda perdura no início da nova temporada.

 

André Carrillo terá sido o "leão" mais dinâmico em campo, mas mal acompanhado neste jogo. William Carvalho ainda muito preso nas movimentações e Tanaka, a ponta de lança, sem oportunidade alguma para ameaçar a baliza adversária. Com a entrada de Rosell, Diego Capel e Fredy Montero na segunda parte, o Sporting apresentou-se mais destemido, mas não o suficiente para fazer a diferença no marcador.

 

Mais um jogo em que o jovem Ryan Gauld não entrou. Cada vez mais estou a ficar com a ideia de que é mais um para fazer estágio de longo prazo em Alvalade, antes de começar a jogar.

 

O Sporting regressa amanhã a Portugal, para se preparar para o jogo de apresentação aos sócios e adeptos, frente à Lazio, no dia 1 de Agosto.

 

publicado às 03:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Marco Silva a 28.07.2014 às 22:47

Não foi a derrota que me preocupou ou que me deixa preocupado nem sequer a forma como se perdeu.
O que me preocupa é o Sporting não conseguir (não sabe) criar desequilíbrios no corredor central sobretudo no último terço e com isso criar claras oportunidades de
golo. E não consegue porque não utiliza um único jogador com essas capacidades ou características
Dum lado Capel, corre, corre e centra normalmente mal e, quando bem, não está lá ninguém.
Do outro lado Carrilo a eterna esperança que não passa disso. De tantas jogadas que inicia, a poucas dá sequência pois as perdas de bola ou passes errados durante
o jogo é de arrepelar os cabelos.
André Martins. Ainda não consegui perceber o que é se vê neste jogador. É uma aflição vê-lo jogar no meio de jogadores com mais de 1,70 de altura. Fazer um jogo
razoável de vez em quando é razão para lhe dar a titularidade?
É uma aflição ver a qualidade do Montero desaproveitada pois nenhum dos jogadores em seu redor tem qualidade ou inteligência para aproveitar e potenciar o seu talento. Já alguém conseguiu ver, por exemplo, uma jogada de envolvimento ou de tabela entre o Montero e qualquer um dos jogadores à sua volta?
No banco o Sporting tem um jogador que lhe custou 3 milhões de euros que na época transacta jogou mais de 35 jogos pelo seu clube no campeonato escocês em
campos muito adversos pelas rigorosas condições climatéricas enfrentando jogadores adversários de grande porte atlético com os resultados que se conhecem. È um jovem de grande valia técnica. Forte no 1 para 1, capaz de criar desequilíbrios e mestre no último passe alguns deles são mais de meio golo. Não joga porquê? Nem sequer meia dúzia de minutos? Por que tem 18 anos? Mas desde quando a idade é factor de exclusão? Ronaldo estreou-se com 17 anos; Futre com 16 anos; Sterling com 18 anos foi titular na selecção inglesa neste último mundial e tantos exemplos que se podem apontar por esse mundo fora.
Depois destes 6 jogos já comecei a preparar-me para uma época de grandes emoções sobretudo nos jogos em tenhamos o azar de sofrer primeiro um golo.
Sem imagem de perfil

De Noivo de Verde a 28.07.2014 às 23:35

Também concordo Marco, a única excepção é quando refere o André Martins. Tem feito uma boa pré-epoca, hoje não correu tão bem mas é um bom médio.

Tudo o resto subscrevo.

Também não entendo levar-se jogadores para um estagio fora de portas e não jogarem. Rui Patricio, Stojkovic, e Slimani não fizeram um único minuto, Chaby, Gauld, Wallysson, Iuri, Heldon fizeram meia dúzia de minutos no primeiro jogo.

Pensava que alem de criar automatismos estes jogos serviam para ver jogadores que costumam ser pouco utilizados e ver se têm capacidade para ficar no plantel principal.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds