Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Euro 2020 vai entrar na fase a eliminar já com dois recordes batidos relativamente a grandes penalidades: o número de castigos máximos assinalados e os penáltis falhados, com Ronaldo outra vez em destaque.

Com apenas os 36 jogos da fase de grupos disputados, este Campeonato da Europa já é o que tem mais penáltis assinalados pelas equipas de arbitragens - 14 até agora -, numa edição em que é utilizado pela primeira vez o videoárbitro.

O anterior recorde pertencia em parceria ao Euro 2000 e 2016, ambos com 12 castigos máximos assinalados durante toda a competição, mas com uma diferença: no Euro 2000 foram disputados 31 jogos, enquanto no Euro 2016 disputaram-se 51.

c3f491b12d1427d0ecb684d8fa8351f591f5b797.jpg

Outro dos recordes batidos é o de penáltis falhados, pois dos 14 assinalados, seis foram desperdiçados e oito marcados. Os anteriores europeus com mais castigos máximos desperdiçados foram também o Euro 2000 e 2016, com quatro falhados e oito marcados.

O primeiro penálti do Euro 2020 foi no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia, que ficou marcado pelo desfalecimento do dinamarquês Christian Eriksen, que levou o jogo a estar interrompido mais de duas horas. Depois do reatamento, e quando já perdia por 1-0, Hojbjerg desperdiçou um castigo máximo que daria o empate à Dinamarca.

Os mais perdulários da marca de castigo dos onze metros no Euro 2020 são os espanhóis, que desperdiçaram os dois penáltis que os favoreceram no torneio, primeiro frente à Polónia, por Gerard Moreno, e depois frente à Eslováquia, por Álvaro Morata.

Já Portugal, é a única selecção que beneficiou de três penáltis, um contra a Hungria e dois contra a França, todos eles convertidos por Cristiano Ronaldo, que é o melhor marcador da competição com cinco golos.

O internacional português é mesmo o único jogador que apontou três castigos máximos numa única edição de um europeu, número que o torna também no futebolista que mais golos de penálti marcou no torneio continental.

CR7 é o único português que foi chamado à marca de 11 metros em Europeus, por quatro vezes no total. A anterior foi no Euro 2016, frente à Áustria, num castigo máximo que Ronaldo acabou por desperdiçar.

Ronaldo alcançou outro registo, o de jogador que foi chamado a marcar dois penáltis no mesmo jogo de um Campeonato da Europa, este em igualdade com o espanhol Dani, no Euro 1980. Ronaldo marcou os dois contra a França, Dani marcou um e falhou o outro com a Inglaterra.

O jogo entre Portugal e a França, da terceira jornada do Grupo F, foi também o primeiro jogo de um Campeonato da Europa com três penáltis assinalados.

Com os dois penáltis contra, a selecção gaulesa ultrapassou a Alemanha e é agora a que mais castigos máximos viu assinalados contra si no torneio continental, com 12, enquanto os germânicos têm 11.

Já nos penáltis a favor, a Espanha lidera a lista, com 12, seguida dos Países Baixos, com oito.

Até ao momento, foram assinalados 84 penáltis em 322 jogos em fases finais de europeus, com 60 convertidos e 24 falhados, não estando contabilizados nestes dados os desempates por grandes penalidades.

Reportagem da Lusa

publicado às 02:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De RCL a 26.06.2021 às 09:07

Quem sabe de futebol é a mãe de Ronaldo(comentário no final do jogo com a Alemanha)
- A linja média está muito fraca, João Mário devia lá estar. Palhinha era para ontem.
.- Diogo Jota joga muito no seu clube mas na seleção não faz nada
- Pedro Gonçalves(Pote) devia lá estar
- Cancelo faz muita falta
E não se lembrou de Bruno Fernandes e Bernardo Silva

E não falou com CR7.
FS anda a abusar da sorte.
Sem imagem de perfil

De RCL a 26.06.2021 às 10:25

- Linha média
Disse mais : O Selecionador é muito teimoso.
É Dª Dolores. Mas há coisas!
Amanhã, não estou muito optimista, mas o Homem tem a Santa, digo eu [:D
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo