Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quando tomar medidas drásticas...

Drake Wilson, em 10.12.16

 

20110247_WCFKZ.jpg

  

O dia em que David venceu Golias

 

Decorria o ano em que 11 estados-membros da união europeia introduziam no seu sistema financeiro uma nova unidade monetária: o Euro. Era igualmente o ano em que chegava a Portugal, aos 55 anos, um dos mais consagrados treinadores de futebol daquele período – trazia no currículo, entre diversos títulos, uma Champions League alcançada 2 anos antes ao serviço do Real Madrid. Uma reputada presença no nosso campeonato, embora de efémero estado de graça. Austero na manobra relacional com os seus atletas e desfasado da realidade económica portuguesa – como distante da reduzida margem de manobra do futebol lusitano no que respeita a projectos sustentados vs resultados imediatos –, o treinador sucumbiu ao óbvio: não conquistou os jogadores, não conquistou resultados, nem conquistou os adeptos. Acabou mais tarde por ser despedido, sem honra nem glória.

 

Curiosamente, a maior derrota que o referido treinador teve em solo nacional, foi perante o Estrela da Amadora. Três-zero na Reboleira, numa partida em que o consagrado foi vulgarizado táticamente pelo homólogo adversário. A perder por 1-0 ao intervalo, inicia a 2ª parte com um 11 reformulado: retira um central e opta por uma espécie de Catenaccio…atacante. O então treinador do Estrela não se fez rogado: fã e apreciador da filosofia totaalvoetbal, proporcionou um recital táctico em 45 minutos, no velhinho Estádio José Gomes.

 

O titulado treinador era o alemão Jupp Heynckes. O técnico do saudoso Estrela da Amadora era Jorge Jesus, de 45 anos. Na Reboleira, naquele dia, Jesus era um homem feliz. Aquele resultado foi provavelmente, ao longo de toda a sua carreira, a melhor prestação que o técnico português alcançou perante um currículo internacional superior ao seu. O Sporting, curiosamente, acabaria nesse ano, por se sagrar campeão nacional.

 

“Coisas” que só no Sporting acontecem

 

16 anos mais tarde, toda a história se inverte. 7 de Dezembro de 2016, na Polónia, o inexperiente técnico de 39 anos Jacek Magiera defronta com o seu plantel de €30 Milhões o técnico Jorge Jesus, hoje com 62, ao leme de uma equipa valorizada em quase €200 Milhões – o Sporting. Disputa-se a última jornada da Champions League, cujo interesse à nossa equipa somente se reflecte agora na entrada para a Liga Europa, à distância de um mero empate. Curioso que 24 horas antes da partida, Jorge Jesus afirma que a “sua” equipa está 90% focada no embate a ser disputado em Varsóvia. Talvez os restantes 10% estivessem destinados ao Dérbi a realizar em breve. Curioso também que 3 dias antes, talvez “embriagado” de felicidade em Atenas pelo aluguer de um empreendimento do qual se designará Academia, Bruno de Carvalho revelava-se focado provavelmente com os mesmos 90%, mas no vestido vermelho de uma qualquer apresentadora de TV.

 

Por vezes, parece-me que no Sporting se pensa mais no vermelho do que no verde, seja à proporção de 10%, seja à proporção de 90%. A partida, essa, terminou com uma derrota miserável perante uma equipa €170 Milhões mais “barata” que a nossa. Fazendo fé em teorias que validam custos de quase €11 Milhões/mês de operacionalidade verde-e-branca no sentido de se tornar o nosso Clube competitivo, no final fica para a história um gesto que nos leva às lágrimas de comoção: a utilização do Twitter oficial do Sporting para desejar boa sorte ao adversário polaco na competição europeia que este acede. Coisas “à Sporting”. Haja dinheiro…

 

E por falar em Custos Operacionais de quase €11 Milhões/Mês…

 

Dei por mim, após o jogo terminado, a proceder a algumas contas “despretensiosas”. Aparentemente, hoje o Sporting tem o plantel de Futebol mais caro da sua história – avaliado em aproximadamente €200 Milhões, como referi. Porém, este vosso caro amigo sportinguista descobriu que se analisarmos temporalmente a época onde brilhavam nomes como Balakov, Figo, Peixe, Paulo Sousa e Juskowiac, entre outros – 1993/94 –, hoje tal aglomerado de vedetas valeria (com a respectiva influência da inflação temporal aplicada) aproximadamente €222 Milhões. Agradecendo a Sousa Cintra o despretensioso uso do livro de cheques verde-e-branco, o Sporting nesse ano “desmaia” num qualquer Casino austríaco nas competições europeias e despede um treinador que um ano mais tarde viria a sagrar-se campeão pelo FC Porto com uma percentagem de vitórias no campeonato de 85% – em 22 anos, a segunda maior taxa de vitórias no campeonato, apenas atrás dos 90% de André Vilas Boas, no mesmo clube em 2010/2011, mas tanto quanto os mesmos 85% de Rui Vitória, na época passada.

 

Percentagens de aproveitamento: quando manter o Treinador, ou quando o despedir…

 

Quando foi despedido à 11ª jornada, Bobby Robson contava com uma percentagem de aproveitamento de 72% no campeonato – 8 vitórias em 11 jogos. Se analisarmos a mesma equação aplicada ao vencedor do Campeonato Nacional desse ano (Benfica), verificamos que aos encarnados bastaram 67% de aproveitamento ao longo das 34 jornadas, para alcançarem o título. Um facto interessante, que nos revelava que nesse ano de 93/94, mantendo o referido aproveitamento de 72% do nosso Clube sob orientação do técnico britânico, o Sporting poderia mesmo ter sido campeão. Trata-se apenas de um dado estatístico, obviamente, mas algo curioso.

 

No ano 1999/2000, o Sporting é campeão com 67% de aproveitamento no campeonato, contra os 64% do 2º classificado, FC Porto. Volta o Sporting a sagrar-se campeão em 2001/2002, com 64% de aproveitamento versus os 61% de Boavista, 2º classificado. Daí em diante, apenas Benfica com 55% de aproveitamento conseguiu o título em Portugal, numa época pobre em termos desportivos, de todos os 3 rivais – Sporting com 52%, FC Porto com 50%. Aqui percebemos que só numa época de baixo rendimento simultâneo dos 3 grandes, alguém se sagra campeão com aproveitamentos inferiores a 70%.

 

Desde que o Campeonato Nacional se configurou com os 3 pontos por vitória (na época 95/96), a percentagem de aproveitamento do clube campeão (vitórias) cifra-se em média nos 74,2% de vitórias. Desde os invulgares 90% de André Vilas Boas (época 10/11), que a média destas 5 épocas está nos 79,2% – no ano passado, o Sporting atingiu os 79% (!) perante os 85% de Benfica, algo invertível se, por exemplo, o Sporting tem ganho ao Benfica em Alvalade.

 

Algumas notas sobre aproveitamento

 

#1 - Benfica vs Sevilha, Final da Liga Europa 2013/2014 – Plantel do Benfica avaliado em €242 Milhões, perante os €152 Milhões do plantel espanhol. Jorge Jesus era o treinador, o Benfica perde o jogo.

 

#2 - Légia Varsóvia vs Sporting, jornada Champions 2016/2017 – Plantel do Sporting avaliado em €191 Milhões, perante os €30 Milhões dos polacos. Jorge Jesus treinador, Sporting perde o jogo.

 

#3 - Época 2016/2017 – Aproveitamento global do Sporting, em todas as competições, situa-se nos 57%…! Aproveitamento nas 12 jornadas do campeonato, encontra-se apenas nos 66%, 13% abaixo da média dos 79% em média exigidos para se ser campeão neste nosso Portugal. Ok, façamos 81%. Não vá o Diabo tecê-las…

 

Em suma

 

€24,530 Milhões de custos trimestrais para não se perceber que alguma coisa não está a funcionar. Basta fazer contas. Ou melhorar urgentemente, se tal não for impossível...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


43 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 11:34

caro Drake,

Como norma utiliza dados que são factuais... mas eu tenho de fazer o contraditório, porque se exige...

1- vai buscar o exemplo do Heynckes (que até foi campeão europeu no Bayern... que muita gente chegou a dizer que foi um dos melhores Bayerns de sempre!).
Acho muito importante ter ido buscar essa exemplo, porque só vem demonstrar o que era o benfica antes do JJ.... se fosse hoje, não tenho qualquer duvidas que o Heynckes faria um bom trabalho! Foi o JJ que transformou a mentalidade do benfica...

2- se o objectivo do seu post é dizer que uma equipa com orçamento superior tem de ganhar à equipa de orçamento inferior.... então o Sporting será sempre o 3º classificado em Portugal.... qual a diferença de orçamento entre o benfica e o Sporting, por exemplo o ano passado?!

3- em relação à percentagem de vitórias.... relembro que há coisa de 3 anos, com outra direcção, tivemos 36% de vitórias no campeonato nacional!

SL
Sem imagem de perfil

De Mijatovic a 09.12.2016 às 11:59

"se fosse hoje, não tenho qualquer duvidas que o Heynckes faria um bom trabalho!"
O Benfica de 2000 para o de hoje o que mudou foi a mentalidade?e o responsável foi o JJ? O presidente nem era o mesmo.
Então se em 2000 o JJ fosse treinador tinha sucesso?Fiquei confuso
Ou será que o Heynckes faria um bom trabalho tal como o RV conseguiu ser campeão no 1º ano com base numa "estrutura" forte, a mesma que o Vale Azevedo não tinha em 2000?



Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 12:38

Quantas vezes foi o benfica campeão (no tempo de LFV) antes de JJ? ...., em 7 anos foi uma vez campeão!

Essa famosa estrutura não existe.... tal como no porto também não existe.... o que existe é a estrutura das vitórias, e essa foi JJ que a criou na época 2009/10 com as goleadas e futebol ofensivo....

Se o benfica (nessa época de 2009/10) tivesse contratado um outro treinador como por exemplo o Lopetegui, acha que o benfica teria hoje este denominada estrutura vencedora?!?! claro que não.... toda a gente percebe que foi o conhecimento profundo do JJ sobre o futebol português e o seu conhecimento sobre as exigências sobre o benfica, que criaram esta mentalidade actual!
Sem imagem de perfil

De Profeta a 10.12.2016 às 20:14

Julgava eu que tinha sido à pala dos túneis, dos colinhos e dos vouchers.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 12:06

Bom dia Schmeichel.

#1 - Quem segurou Jorge Jesus no Benfica, quando este esteve 3 anos sem ganhar? Jorge Jesus apenas serviu a mentalidade adoptada pelo Benfica desde 2007, quando o clube da Luz decidiu-se pela aproximação a profissionais como o sportinguista Domingos Soares de Oliveira, afim de se transformar numa estrutura profissionalizada e não se manter como um mero clube de futebol.

Foi uma estrutura que permitiu a entrada de grandes nomes do futebol internacional, como Saviola, Aimar, Julio César, e como consequência, contratos com a Adidas, Fly Emirates...

Não entendo este endeusamento sobre a figura do treinador Jesus...

#2 - Gastar por gastar, não resulta em ganhar. Naturalmente que nem sempre os que gastam mais, ganham mais. Deste modo, a escalada de vencimentos no Sporting não faz qualquer sentido...

#3 - O seu ponto 3 não acrescenta nada à discussão, porque carece de lógica quando conotado com a média que apresentei como necessária à conquista de um campeonato nacional em Portugal.

Mas percebi claramente que a sua intenção foi demonstrar que com Bruno de Carvalho, o Sporting está melhor. Respeito a sua opinião.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 12:25

Drake,

1- então porque razão o Quique Flores com os craques todos, ficou no 3º lugar?!

3- você é que apresenta os dados das % de vitórias e depois diz que não acrescenta nada à discussão?!?!

Não é só com o BdC que melhorámos.... mas sim com a dupla BdC/JJ.

- época 2012/13: 36% de vitórias;
- época 2013/14: 66% de vitórias; - Leonardo Jardim
- época 2014/15: 64% de vitórias; - Marco Silva
- época 2015/16: 79% de vitórias; - Jorge Jesus

Ainda alguém tem dúvidas?!?! basicamente no mandato de BdC mais que duplicámos as % de vitórias....
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 12:45

...e já agora:

- época 2016/2017: 57% de vitórias em todas as competições, 66% no campeonato.

Este texto serve o propósito de alertar para o facto da época estar, em termos de números, a correr pior do que o desejado.

Não acompanho a realidade integral do SL Benfica, porém recordo-me que naquele período terão intercedido junto de Erikson, tendo ficado o espanhol ao comando da equipa perante a recusa do sueco, que presumo, estivesse a ganhar um bom dinheiro onde quer que estivesse. Com 56% de vitórias, Quique flores foi naturalmente despedido...

Schemeichel, eu sei que um Clube vive de vitórias, porém não acredito que estas surjam sem o devido planeamento e compromisso de toda a estrutura envolvida no projecto – jogadores, treinador, directores, Presidente.

- Quando um presidente abandona o relvado em direcção aos balneários, deixando o jogadores a explicarem-se sozinhos perante os adeptos...

- Quando um treinador se coloca em "bicos dos pés" na magnitude da sua sapiência, recolhendo a si os louros das boas prestações...

- Quando um director de departamento dá um raspanete a dois atletas perante os demais colegas, avisando-os que não serão toleradas frequências em lojas da Adidas ou ténis vermelhos na rua...

- Quando um director de comunicação vive em romance com comunicados via Facebook...

...para mim, mais parece uma casa de lunáticos do que um Clube profissionalizado, em que o compromisso é Jesus-Carvalho, e tudo o resto é paisagem.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 13:00

Quero acrescentar que me parece que o Sporting estará a fazer um esforço maior do que as suas possibilidades, em sustentar este modos operandis para o qual o Clube não está preparado para lidar.

À exceção de Bas Dost, os que ficaram do ano passado continuam a ser os mais importantes nesta luta pelo primeiro lugar, demonstrando que embora aumentando salários e investimento, o Sporting não ficou mais forte – ficou notoriamente mais fraco, sem João Mário e Slimani, saudando-se a entrada de Gelson e a intermitência do avançado holandês.

Embora sem Champions, na época transacta o Sporting tinha outro futebol, mostrava muito mais consistência, tinha melhores médias...

Veja-se a expectativa gerada em Agosto e Setembro pela participação da Champions deste ano, e veja-se a atitude em Varsóvia de todas as partes envolvidas, quase como se ganhar a partida e garantir a participação da Liga Europa, se tratasse de um "frete"...

Andamos, sportinguistas, a ser enganados com mensagens que se alteram consoante o vento. Veja-se hoje mais uma verborreia de Bruno de Carvalho, qual criança a chorar pelos cantos, a declamar sobre o mal do futebol...

Torna-se deprimente...
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 13:19

No que toca a Jorge Jesus...

Parece-me que todos já percebemos que este não quer mais do que 38 jogos/época nas pernas dos seus atletas. Uma óbvia mentalidade de clube pequeno que não desejo no meu Sporting.

Jesus tem pânico dos grandes palcos, das grandes decisões, porque na maioria das ocasiões estas não lhe foram felizes. Esta eliminação da Europa, os tais "90% de foco" no último jogo, não mais demonstram do que um total desinteresse por uma prova de destaque, tão importante para o Sporting.

Como se pode querer uma Adidas ou uma Nike, quando não se quer ir mais longe do que o campeonato? Fazer uma prova minimamente decente na Liga Europa seria bom para o Clube. Tudo isto é uma desonestidade intelectual para com o nosso Clube...

Esta gente fala em bravura, mas manifestam medo por todos os poros. Felizmente que de cobardes, os adeptos que sustentam a alma do Sporting têm muito pouco...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 14:51

caro Drake,

Acho que está a exagerar um pouco nos seus argumentos.... os dados financeiros demonstram que temos liquidez e os dados desportivos demonstram que somos candidatos ao titulo nacional! A estratégia não pode estar toda errada....

Deixo-lhe outra nota .... o Jorge Jesus com os seus 66% de vitórias este ano, está 2% acima do melhor treinador desempregado do mundo... o Marco Silva!!

As análises ao que foi esta época, só têm sentido no final da época.... ainda há coisa de 1 mês, o porto estava na miséria e o benfica já era o campeão..... vamos ter calma!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.12.2016 às 15:02

Schmeichel,

Uma simples pergunta...

O Bruno de Carvalho paga-lhe para andar aqui a negar o inegável ???

É que a ginástica que o caro faz - e não é o único - é mesmo irrisória, mas não deixei de notar que o caro esperou umas boas horas - um dia salvo erro - para dar a cara depois do desaire em Varsóvia. Fará parte da estratégia da falange brunista ?
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 15:20

Rui Gomes,

Essa sua insinuação é tipicamente de croquete....

Na vossa cabeça não é possível existirem sportinguistas que apoiam verdadeiramente o mandato deste Presidente e não é possível existirem sportinguistas que gostam de JJ.... se assim pensa.... pouco ou não posso dizer para o contrariar!

Eu poderia fazer-lhe a mesma pergunta... Os rivais pagam-lhe para andar aqui a malhar em BdC?!?!

O que você considera ginástica.... eu denomino de sportinguismo vigoroso! Coisa que falta a alguns....

Nota: você acha que eu deixei de comentar 1 dia, só porque perdemos em Varsóvia?!?!? eu nunca deixarei de comentar, mesmo se perdêssemos por 7-0 contra o benfica neste fds.... eu não sou cobarde como muitos que aqui comentam! Se há coisa que nunca deixei de fazer... é dar a cara!
Não comentei logo, primeiro, porque devido a motivos profissionais tive de me ausentar de Lisboa e nem sequer pude ver o jogo... depois, só comento quando tenho algo para acrescentar.... não comento com base em ódios a treinadores e presidentes do meu clube... esse trabalho deixo para os outros!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.12.2016 às 17:53

Fiz-lhe a pergunta, e de forma indirecta não é a primeira vez, porque o Schmeichel não consegue analisar e/ou comentar uma única situação relativamente ao Sporting com cem por cento de objectividade.

Por muito pró-Bruno que seja, acho isso muito estranho. E não me convenceu com essa sua explicação pela ausência de mais de 24 horas após o desaire na Rússia.

As observações por vezes sem nexo, são irrisórias, a exemplo de referir que me poderia perguntar se os rivais me pagam por eu ser crítico do actual presidente. É precisamente esta mentalidade do Sporting de momento que me faz ser ainda mais crítico.

Quanto a Jorge Jesus, não vou repetir o que já afirmei vezes sem conta. Não deixo de lhe desejar sucesso enquanto no Sporting, mas nunca gostei dele e continuo a não gostar.

Por fim, não questiono o seu sportinguismo nem o de ninguém, mas os extremos oblíquos a que leva um bom número dos seus argumentos deixa qualquer um a pensar na sua motivação, por ser tão exagerado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2016 às 17:41

Caro Rui, ja sei que vai considerar-me avençado, mas achomque a sua intervenção é profundamente injusta para o Schmeichel (que só conheço pelos comentários aqui). Já discordei dele muitas vezes, mas pôr em causa o seu sportinguismo parece-me verdadeiramente injusto. O Scmeichel é pago? Sinceramente, Rui, isso nem parece seu.

E já agora, se o Schmeichel é cobarde por demorar 24'horas a comentar depois da derrota, o que são os seus dois colegas pretensos leões (não inclui o LZ, obviamente) que quase só aparecem aqui quando o Sporting perde e não têm qualquer pejo em usar a falsidade, sim a falsidade para não dizer a mentira, para promover os seus pontos de vista?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.12.2016 às 17:44

Quando se identificar, eu respondo, caso contrário apago o seu comentário.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2016 às 17:45

É o HY, não sei porque não estou a conseguir passar o nome.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.12.2016 às 17:58

Já respondi directamente ao Schmeichel e essa resposta serve também para si.

Acho curioso que não tenho visto intervenções suas recentemente, no entanto entendeu ser importante vir em defesa do Schmeichel, a quem, aliás, não acusei de coisa alguma, salvo fazer-lhe uma pergunta, por retórica que tivesse sido, cuja intenção, à raiz, é de sublinhar a aparente incapacidade dele de analisar as questões mais objectivamente.

Quanto à postura dos meus colegas de blogue, deve dirigir-lhes a questão directamente. Eu falo por mim e por mais ninguém. Além do mais, o contexto é distinto.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 19:12

Rui Gomes,

Muito me desiludiu com este seu comentário... e perante o que escreveu tem de me retirar da lista de agradecimentos aquando do aniversário do blogue! Não tem sentido valorizar os comentários de um mero assalariado brunista.

Fico perplexo perante tanta hipocrisia que acabou de escrever.... eu não lhe posso perguntar a mesma pergunta que me fez a mim?!?!?

Este seu comentário é apenas revelador de que este não é um espaço para todos os sportinguistas.... hoje foi muito claro!

SL, se ainda sabe o que isso é....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.12.2016 às 19:23

Caríssimo,

Espanta-me, ou talvez não, esta sua postura de "virgem ofendida", tendo em consideração a sua desde sempre defesa de tudo quanto é Bruno e a desvalorização do Sporting Clube de Portugal pré Abril 2013.

E, mais uma vez, acentua precisamente o que mais detesto do Sporting de momento, nomeadamente a classificação de sportinguistas e de sportinguismo. Como o que eu afirmei não lhe agrada, este blogue passa a não ser um espaço para "todos" os sportinguistas. Depreendo que sublinha a já muito conhecida distinção em voga via Bruno dos "verdadeiros" e daqueles que não são "verdadeiros".

O caro foi sempre respeitado aqui, sobretudo, o seu direito a opinião livre nunca foi condicionado, no entanto, deve esperar oposição no que assume, caso contrário a opinião livre seria apenas e só sua.

Raramente recorro ao termo "Saudações Leoninas", aqui, ou em qualquer outro lugar.

Tudo o que eu lhe dirigi foi num contexto específico, admitindo, no entanto, como já tive ocasião de lhe comunicar, que a sua objectividade num só sentido exaspera.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.12.2016 às 19:47

Você diz que rebater os meus comentários é perguntar-me se eu sou pago por BdC?!
Acho isso um comentário expectável de um Ricardo Leão ou do City Lion.... de si, esperava mais.... apenas isso!

Eu sei que por vezes sou chato a discutir, mas nunca me escondo perante uma discussão .... não mando um bitaite e escondo-me..... bem pelo contrário comento coerentemente num blogue anti-BdC no que eu entendo ser a defesa do Sporting. O facto de termos diferentes visões para o nosso clube, não podem-nos separar do essencial..... reconhecer que ambos queremos o melhor para o nosso clube!
Tente por vezes perceber que quando defendo BdC por vezes é simplesmente porque vocês estão no dito carvão.... e isso terá sempre a minha reprovação! A crítica tem de ser construtiva.... tem faltado um pouco disso recentemente no CL.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 09.12.2016 às 21:49

Caro Schemeichel,
Entro neste debate para me esclarecer uma dúvida: o melhor treinador do Sporting em conquista de títulos, no período Bruno de Carvalho, tinha o mesmo plantel em qualidade e quantidade, de que dispôs e dispõe Jesus? E tinha a mesma satisfação no que diz respeito a reforços que tem tido Jesus? Se a resposta for positiva a sua formulação tem razão de ser. Se não for, lamento, mas é um acto de pura demagogia.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 10.12.2016 às 00:00

Nação valente,
BdC em todas as épocas investiu mais do que nas anteriores. Se a resposta às suas perguntas é sim.... a questão que se coloca é porque razão não é colocada essa mesmíssima questão, de porque razão o plantel do Marco Silva era melhor do que o do Leonardo jardim?! Chama-se evolução....

O problema não é o investimento ser maior ou não, o problema para muita gente foi a solução para a saída do MS ter sido JJ... o resto é treta!
Sem imagem de perfil

De Profeta a 10.12.2016 às 20:32

"O problema não é o investimento ser maior ou não, o problema para muita gente foi a solução para a saída do MS ter sido JJ... o resto é treta!"

uiiii. Contra "fatos" não há argumentos!

É só comparar os títulos e as prestações na Champions ;-)
Sem imagem de perfil

De Daniel a 09.12.2016 às 19:46

Caro Drake,

Só por curiosidade, e em consideração pelos números que apresentou (e sabendo que é só mais um dado a acrescentar):

No período homólogo da época 2015/2016, qual era a taxa de vitórias do Jesus no campeonato, e como compara com o actual período 2016/2017. Ou seja, só a taxa desde o início do campeonato até o mesmo número de jogos realizados em ambas as épocas.

Obrigado pela consideração,
Daniel C
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 20:34

Boa tarde Daniel.

No mesmo período (12ª jornada) da temporada passada, o Sporting apresentava um registo de 83% de aproveitamento, fruto de 10 vitórias em 12 partidas jogadas. O Sporting termina a época com um aproveitamento final de 79% para o campeonato, com uma considerável performance média de 81% nos 34 jogos.

A equipa que se viria a sagrar campeã (SL Benfica), apresentava à 12ª jornada um aproveitamento de 75%, tendo finalizado o campeonato nos 85%, com uma média de aproveitamento em 34 jornadas de 80%.

Daí em ter referido a necessidade dos 81% no ponto 3 do meu texto.
Sem imagem de perfil

De Profeta a 10.12.2016 às 20:17

"Mas percebi claramente que a sua intenção foi demonstrar que com Bruno de Carvalho, o Sporting está melhor. Respeito a sua opinião."

Para eles o padrão não são equipas fortes ou que foram campeãs. O padrão é uma época em que terminamos em 7º lugar, e tudo o que for melhor do que isso já o bruno está garantido para os próximos 50 anos como presidente!
Sem imagem de perfil

De Profeta a 10.12.2016 às 20:12

"relembro que há coisa de 3 anos, com outra direcção, tivemos 36% de vitórias no campeonato nacional!"

LOL

Tinha que ser!
Imagem de perfil

De PSousa a 09.12.2016 às 11:47

Drake,
Aprecio os números...mas não são eles que vão ganhar campeonatos.
Por exemplo, não tenho a ideia de quando o SCP ganhou nos últimos anos 5 DERBYS seguidos! E também não me recordo do SLB perder no mesmo ano 3 jogos contras o SCP...
As estatísticas e os números valem o que valem, nada mais!
No campo são 11 contra 11 e tendo mais ou menos "orçamento" isso lá dentro não significa nada...
Quanto ao "murro na mesa" ele terá de ser dado numa óptica de querer que o SCP entre em todas as provas com o mesmo intuito e com a melhor equipa. Não posso aceitar que andemos na Europa a brincar com o "nosso" nome... o SCP tinha de ganhar estes dois jogos e deveria ter empatado pelo menos um com os Tubarões, a esta hora com um empate ou com a vitória sobre o Légia, a Europa já não era tema!
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 12:12

Esta Direcção tem optado por tomadas de decisões na óptica da emoção, vulgarizando todos os alertas que se tornam visíveis com este rumo:

#1 - Investimento de soberba, sem resultados práticos, à exceção da imagem latente de que estamos "finalmente competitivos" em relação a Porto e Benfica. Uma espécie de milagre de Fátima para os adeptos do Sporting.

A mim particularmente, não me admirou nada o último lugar no grupo da prova maior da Europa... Bastou tomar em análise como esta época começou, para além da questionável política de entradas e saídas de jogadores – um dos quais até foi recebido à boa maneira turca no aeroporto. Por sinal, o que está a render menos...
Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 09.12.2016 às 12:51

E na altura quem colocou em causa o endeusamento de um jogador que nos últimos 2 anos foi um flop em inglaterra e turquia foi logo chamado de croquete e lampião e por aí fora. Agora esses mesmos que estavam no aeroporto à espera do Markovic só porque foi jogador do Benfica... são os mesmos que lhe chamam lampião a ele. Portanto a razão principal do endeusamento é a mesma razão principal para os insultos. É mais um episódio anedótico deste antismo ridículo que esta direcção veio, muito espertamente, acicatar. Com pão e bolos...
Sem imagem de perfil

De Rodrigo a 09.12.2016 às 13:29

Tem toda a razao Gonçalo. Uma autentica vergonha e, como refere, toda a receçao e excitação em volta do jogador deve-se ao facto de ter sido jogador do benfica. Esse tal Markovic ate teve cântico para ele vindo da Curva sul quando entrou em campo logo num dos primeiros jogos em Alvalade.
Desde o primeiro dia que nao o queria aqui. Nem a ele nem ao Elias. E nao me enganei minimamente, sao "apenas" os piores jogadores do plantel. E ja agora, o tempo vai-me dar razao em relação ao Nelson Evora que tambem foi péssima contratação para o atletismo. Tambem ele teve uma receçao inacreditável em Alvalade. So de me lembrar disso...!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 09.12.2016 às 14:12

Uppss!!..
Afinal o Man(Drake) até percebe de bola.. nao só de números ..Parabéns !!
Excelente nos números e bom de bola

P.S. ""...recebido à boa maneira turca no aeroporto LOOOOOOOOOOOOOOLL !!

Extra: Adi.. que, Nik..
Macron é que dá

Nota: Eu sei que o Drake nao é muito virado para a piada mas, o que fazer neste momento??.....Nós, os normais adeptos !!
Contudo, escreva sempre e mais "post" . Aprendemos sempre muito apesar de entender-mos a metade :)))
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 20:40

Tenho a certeza que o Carlos entende integralmente o que escrevo, embora reconheça que por vezes os meus textos tornam-se extensos, ficando porventura maçadores para alguns.

Por vezes utilizo de algum sarcasmo na escrita, e só recentemente descobri o botão na caixa de comentários que permite colocar os bonecos que você tão bem utiliza nas suas intervenções. Que em abono da verdade, humanizam muito qualquer debate.

Obrigado pelas palavras Carlos.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.12.2016 às 13:06

Boa tarde Drake,

Mais um excelente texto! Muitos parabéns pela clareza.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 13:21

Palavras bem recebidas José, obrigado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2016 às 17:44

Uma nota, caro DW: a acreditar no que diz, a conclusão não é que o plantel do Sporting é caro, mas sim que é valioso. Quanto gastou o Sporting para ter esse plantel avaliado em 200 milhões?

É a avaliação que faz do plantel do ano do Robson, baseia-se em que critério, por favor?
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 20:51

O plantel do Sporting, apesar de uma imagem latente aproximada aos €200 milhões, em rigor representa apenas €162 Milhões, fruto de Coates, Meli, Campbel e Markovic estarem ao serviço do Sporting ainda sob alçada/contrato de outras entidades.

A avaliação ao plantel de Robson, a apontar a verbas ao dia de hoje, deverá ser calculada a taxa de inflação progressiva desde esse período até aos dias de hoje, tal como a inflação provocada pela mudança de unidade monetária.

Assim, basta multiplicar os valores dos passes dos atletas naquele perído, por (x 1.3) e (x 1.7). Paulo Sousa ficaria avaliado em sensivelmente €35 Milhões, Figo em €25 Milhões, Juskowiak entre os €15 e os €20 Milhões...
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 21:00

Mas trata-se naturalmente de uma projecção temporal, de algum modo despretensiosa.

Se avaliássemos, tendo em conta o mesmo formato avaliativo de um carro clássico por exemplo, no Sporting os atletas Figo e Paulo Sousa valeriam €50/60 Milhões cada um....
Sem imagem de perfil

De GreenJones a 09.12.2016 às 18:38

Reflexão muito interessante e original, Drake. Parabéns e obrigado. Se houvesse mais adeptos no nosso clube com esta capacidade de análise crítica e adeptos de uma gestão racional, nunca teríamos chegado à actual situação e à actual Direcção, na minha opinião pior ainda do que a do Godinho. SL
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.12.2016 às 20:52

Boa noite Green Jones.

No fundo, este texto permite procedermos a alguma reflexão sobre todas as variáveis existentes, criando mais abertura de discussão entre todos.
Imagem de perfil

De PF a 10.12.2016 às 05:52

Li com atenção o "post" e os diálogos originados pelo mesmo são bem elucidativos acerca do momento que vive o Sporting Clube de Portugal. Bruno de Carvalho está literalmente em pânico com a perspectiva de perder as eleições, entregou-se totalmente a JJ e ficou completamente refém de alguém que não passa de um simples empregado do clube, é como num jogo de casino em que se jogam todas as fichas numa aposta e o resultado pode ser a "gloria" ou a "desgraça", tudo o que um líder inteligente não deve fazer. Jorge Jesus neste momento convive mal consigo próprio, fruto das péssimas opções que fez este ano para o plantel, "cada tiro cada melro", sente-se corresponsável pelo fracasso nas aquisições e parece-me um homem cada vez mais só perdido no seu labirinto. O Sporting como clube está completamente dividido entre os que apoiam a actual direcção e os que estão contra, pelos comentários que tenho lido, vai ser uma luta fratricida entre os dois blocos que já estão de tal modo extremados que só um milagre ou um milagreiro conseguirá juntar os cacos. Aqui chegados parece-me que a actual situação do clube é completamente insustentável, exigia-se uma mudança radical de estratégia de Bruno de Carvalho o que me parece impossível, para isso o QI deveria estar dentro dos padrões médios, e manifestamente não está, ou então ser corrido pelos sócios, o que só acontecerá se os resultados desportivos continuarem a ser negativos, o que não é líquido, até porque o plantel do Sporting é composto por excelentes profissionais. Aqui chegados, parece-me a mim, que só resta uma solução que é os sócios e adeptos do Sporting esquecerem as divergências colocarem os superiores interesses do clube acima de tudo, apoiarem os atletas indiferentes aqueles que tão mal têm feito a esta grande instituição, porque o que realmente importa é sem dúvida a enorme massa adepta deste clube que merece sem dúvida nenhuma grandes alegrias desportivas.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 10.12.2016 às 14:37

Para quem tanto vocifera contra a prepotência de BdC, estranho que tenham apagado o comentário que fiz ontem a este post.
É esta a vossa noção de democracia?
Apagando os comentários que não "alinhem" com a "má língua" dominante?!
hehehehehe! Faz o que eu digo, não faças o que eu faço...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.12.2016 às 15:46

Implacável,

Quando desejar debater esta questão, pode dirigir-se directamente a mim e não em posts de colegas que eu poderei ou não ver.

Já o "disco" que cita no seu comentário deve-o impressionar mas não impressiona a mim.

Esse seu comentário foi apagado porque o caro atacou o autor (City Lion) inclusive declarando que de sportinguista (leão) ele não tem nada. Esta foi a razão e nada relacionado com condicionar a sua liberdade de expressão.

Aliás, para quem tem tido liberdade TOTAL para comentar neste espaço, vir agora com queixas é apenas e tão só hipocrisia.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo