Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

maxresdefault.jpg

 

Segundo um dos principais princípios de jornalismo, "Os jornalistas devem manter a independência relativamente aos alvos de cobertura jornalística".

 

«A independência é uma exigência subjacente ao jornalismo, a pedra angular da sua validade. Independência no espírito e na mente, ao invés de neutralidade, é o princípio que deve guiar os jornalistas. Embora editores e comentadores não sejam neutros, a fonte da sua credibilidade consiste na sua precisão, honestidade intelectual e capacidade de informar – não na sua devoção a um determinado grupo ou resultado. O jornalista, ao manter a independência, deve evitar qualquer tendência para atitudes arrogantes, elitistas, isolantes, ou niilistas».

 

A SIC vai ainda mais longe no seu desrespeito por este "princípio" e mobiliza-se para, no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), contestar o processo disciplinar aberto pelo Conselho de Disciplina (CD) ao patarata Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica e comentador residente do programa 'O Dia Seguinte'.

 

A estação de TV considera ilegal que as opiniões dos comentadores que desempenhem cargos nos clubes possam ser alvo de procedimentos por parte dos órgãos de disciplina do futebol português. Ora, neste momento, e não por mera coincidência, o acima referido é o único elemento dos programas de debate futebolístico da televisão portuguesa que é dirigente de um emblema, neste caso, do Benfica. Por outras palavras "A independência é uma exigência subjacente ao jornalismo". É óbvio, não é ?

 

Consta que a decisão do TAD em relação a esta acção da SIC, não deverá demorar muito tempo a ser conhecida. Ao mesmo tempo, decorre o tal processo disciplinar do CD, que já notificou o vice-presidente dos encarnados e que, em breve, irá ouvi-lo.

 

Existem leis/regras e estas são supostamente iguais para todos, excepto, pelos vistos, no que diz respeito a um dirigente "encarnado" que, pela influência do "glorioso" cá do burgo, faz com que a lei seja um pouco mais igual à sua inteira conveniência, com o apoio de uma estação de TV, "objectiva e independente", que se apresenta para interceder a seu favor.

 

publicado às 14:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


58 comentários

Sem imagem de perfil

De JW_C a 27.09.2016 às 14:30

Não sendo um telespectador desse tipo de programas de entretenimento, não posso no entanto defender uma regra (porque não se trata de uma lei) que na sua essência é anti-constitucional. Argumento também defendido por Rogério Alves.

Há outras regras da liga, nomeadamente as multas aplicadas aos jogadores/treinadores e dirigentes que essas sim são ridiculas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 14:38

Este tipo de regra e outras de semelhante princípio existem em muitas Ligas desportivas por todo o Mundo, mas só em Portugal é considerada "anti-constitucional" ?
Sem imagem de perfil

De Lulu a 27.09.2016 às 14:40

Boa tarde Rui,
Peço perdão mas falar de jornalismo e/ou jornalistas em Portugal é já de si uma utopia tal a distancia que separa os valores e princípios dos mesmos da realidade deplorável a que assistimos.
Não existe investigação, não há honestidade e muito menos se procura apurar qualquer verdade, desde os estagiários aos directores tudo não passa de uma legião para servir agendas pré-concebidas e contratadas, é uma actividade conspurcada e corrupta em que reina acima de tudo o trafico de influencias.
Então se entrarmos na especificidade do jornalismo e/ou jornalistas desportivos multiplicar todos esses males por 10 ainda deve ser pouco tal o grau de lodo em que vivem e se movimentam, deve haver poucas actividades criminosas onde os seus protagonistas consigam sequer ombrear com tais talentos e feitos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 14:46

Boa tarde Lulu,

Limito-me a subscrever, na íntegra.

Certíssimo... "uma actividade corrupta em que reina acima de tudo o tráfico de influências".

Como evidencia este caso que refiro no post, entre inúmeros outros.
Sem imagem de perfil

De Zé Vitor a 27.09.2016 às 14:47

O artigo assenta numa premissa falsa, como tal perde o seu valor.

A premissa falsa, ou melhor o "faz que não sabe" para enganar os tolos, é simples.

O patarata Inácio como toda a gente pode ouvir e ver, continua a debitar alarvidades na SIC. Ora o dito patarata foi, é, e continuará a ser, funcionário do SCP.

Só que em vez de se assumir, faz como mandam lá no clube diferente. Faz que não é, esconde e tenta enganar os outros.

Assim, prefiro de longe o RGS, não engana ninguém e luta pelos direitos.

A SIC está no seu direito de lutar pelos "artistas" que pretende ter nso seus canais. Como entretainer RGS é bem melhor que Inácio.

cumprimentos

Zé Vitor
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 14:55

Meu caro,

Essas suas conclusões são muito suas e, naturalmente, "encarnadas". Não tenho interesse algum em defender Augusto Inácio, mas oficialmente não é dirigente do Sporting.

Que o caro prefira o patarata (termo meu a que o caro recorreu) RGS não diz muito de si, lamentavelmente. Mesmo entre adeptos "encarnados" está em minoria.

Guarde essas teorias da "premissa falsa" para os "tolos" do seu conhecimento.
Sem imagem de perfil

De Lulu a 27.09.2016 às 14:59

Muito bem adjectivado Zé Vitor, deve ter sido precisamente algures entre a vocação para "artista" e o jeito para "entretainer" que foram vislumbradas a esse "ser" as enormes qualidades para ter sido outrora nomeado ministro da republica.
É como canta o Jorge, não o Jesus, o outro:
Ai Portugal, Portugal...
Sem imagem de perfil

De PSousa a 27.09.2016 às 15:03

É por isto que o nosso pais não anda para a frente!
Uns podem, outros não!
Pode ser o melhor entretainer do Mundo, não pode\deve é pertencer ao clube e ainda mais com a função que tem.

Ele até pode pertencer ao clube, tem é de ter cuidado com o que diz... e este senhor é o mais incendiário de todos. Por isso levou duas lambadas (não que eu esteja de acordo com a violência) mas naquela altura forma "bem dadas". Ainda assim não aprendeu a lição toda! Continua a provocação barata! No meu caso é por ele que deixei de ver o programa e não por ele ser do SLB, pois deixo de ver outros como o Pina.. mas nesse são todos do melhor!!!! Também já deixei de ver um outro da RTP por causa do homem do SCP ... ou seja resumindo, esses programas para mim já não valem NADA!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 16:06

A questão aqui é se as regras vigentes são aplicáveis a todos ou só a alguns. Pelos vistos, o RGS pretende ser considerado a excepção à regra e a SIC apoia essa tese.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 17:22

Regras não são leis.
Aplicá-las à prática, como já foi foi dito naturalmente por quem sabe, é anti-constitucional.
Sobre lambadas como aqui já foi referido, qualquer um apanhado na sua boa fé as leva. Não é vergonhoso.
Mas ir para um programa mascarado de palhaço com o nariz encarnado, ouvir de um Serrão " O meu amigo para além de palhaço é mentiroso e aldrabão" Meter o rabinho entre as pernas e ficar caladinho, e ontem voltar à palhaçada com as barbas, isso sim é vergonhoso num homem e numa instituição que ele representa.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 27.09.2016 às 18:47

Cid,
O Pina representa o SCP como poderia lá estar o César Mourão, o que quero dizer é que não é um funcionário do SCP. Quanto a RGS todos sabemos o que ele é na estrutura do SLB e esse sim não deve incendiar as hostes.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 19:32

PSousa.
É muito difícil argumentar com alguém, seja o P Sousa ou qualquer um que é juiz em causa própria. O próprio não descreve um caso sujeito à discussão dos leitores, mas sim é uma denúncia sobre comportamentos, a seu ver, considerados infames.
Assim,. nem o P Sousa nem ninguém de opinião formada, vai condescender em analisar o que aqui já foi repetidamente afirmado. É uma regra e não é lei, logo, qualquer punição não pode ser aceite por inconstitucional.
Se quisermos esquecer isso tudo e cingirmos-nos apenas à personagem RGS, é uma igual entre todas as outras que lá estão, já estiveram e outras que futuramente aparecerão. Tudo farinha do mesmo saco.
Obviamente excluo desse rol de peixeiros o R Alves.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 19:36

O próprio, autor do post
Sem imagem de perfil

De PSousa a 27.09.2016 às 19:41

O que eu acho para além da SIC estar a defender um seu "convidado" aquilo que acho que as regras dizem é que alguém com cargo nos clubes pode ser "punido".
Seja ele RGS ou outro qqr. Podemos também afirmar que defendem RGS pela sua cor e pela importância que pode dar em termos de audiência.
Até estou de acordo consigo, são todos farinha do mesmo saco retirado R Alves.
Por isso eu já não vejo esses programas.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 27.09.2016 às 14:55

Tanto é que o "nosso" Nuno Saraiva já foi castigado com 15 dias de suspensão pelo que escreveu no Facebook. Nem sequer foi na TV.
Portanto é óbvio que RGS tem que ser castigado também.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 14:57

Sim... mas a questão fulcral aqui até nem é o eventual castigo a RGS mas sim a intervenção da SIC no processo.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 27.09.2016 às 15:09

A intervenção da SIC não me surpreende. RGS garante-lhes audiências, portanto eles apenas defendem "a suas dama".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 15:20

As audiências e a sua tendência clubista.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 17:26

Caro Mike.
Nuno Saraiva foi castigado pelo teor do discurso, não por ter discursado.
Porque senão, qual a precisão de um director de comunicação, no Sporting ou em qualquer outro clube.
Director de comunicação, comunica: é para isso que é pago.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 17:29

Nuno Saraiva foi castigado pelo teor da comunicação, não por ter comunicado.
Para que serve um director de comunicação, no Sporting ou em qualquer outro clube senão para comunicar?
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 17:30

Peço desculpa pelo comentário dobrado. Tinha dois e um foi por descuido
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 17:43

Isto é só desconversar e eu não estou disposto a perder mais tempo. O que é que o Nuno Saraiva tem a ver com o teor deste post ?... Nada !!!
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 18:21

Não estou a desconversar e tem a ver com o que comentou o Mike Portugal, para quem, aliás, era a minha resposta.
"Tanto é que o "nosso" Nuno Saraiva já foi castigado com 15 dias de suspensão "
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 19:15

Então a conversa fica entre os dois.
Sem imagem de perfil

De zé vitor a 27.09.2016 às 15:09

Podem dar as voltas que quiserem.

Neste campo perdem em toda a linha. Quem alberga no seu seio, artistas como Inácio, Saraiva e Dolbert, este num orgão oficial do clube....nada deveria dizer sobre o que quer que seja em termos de comunicação e tvs, a vergonha deveria obrigar ao silêncio.

Quanto RGS. Faz o que outros fazem. Não o acho particularmente nefasto. Sectário sim, insultuoso não. Logo até penso ser este, talvez, o programa sobre futebol que menos mal faz .

Quanto à SIC, reafirmo. Está no seu direito de recorrer aos tribunais para poder manter nos seus programas quem acha que mais audiências lhe trás.

Zé Vitor
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 15:19

Não venha com conversa destinada a incautos. Estamos a falar da SIC e do patarata do seu clube e de mais ninguém.

O que está aqui em questão e que o caro muito naturalmente recusa compreender, é a conduta da SIC.

Já o desempenho desse desprezível personagem e outros do género não me incomoda, uma vez que eu há muito deixei de assistir a programas do género. Ainda bem que lhe agradam...
Sem imagem de perfil

De O Cid a 27.09.2016 às 17:34

Nada o obriga, mas seria interessante saber quem são esses tais outros desprezíveis personagens.
Dolberth? Pina? Inácio? Ou são só as personagens do Benfica.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 17:42

O post refere a quem refere e a mais ninguém. Quando eu quiser comentar outros, não hesitarei.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 27.09.2016 às 15:22

RGS não é jornalista. Não sei se esse princípio da independência, citado acima, se aplica a comentadores políticos ou desportivos. Se se aplicasse provavelmente não haveria programas de debate politico em Portugal, muito menos de debate desportivo.

A propósito deste tipo de programas, vi ontem a gravação de Domingo, do Play Off da SIC Notícias. Muito mais grave do que RGS possa ter dito no Dia Seguinte, foi que Augusto Inácio fez com João Alves a determinada altura do programa. Do meio do nada, surgiu com uma acusação directa a propósito da carreira de treinador do João Alves, dizendo que este à segunda feira nunca ia treinar as equipas onde estava, deixando o trabalho para os adjuntos.
Mais rasteirinho do que este Inácio será difícil encontrar neste tipo de programas. Tenho impressão que nem o Pina ou o Pedro Guerra se lhe equiparam. Esses são parvos mas não passam disso.
Inácio que oficialmente pode não ter cargo no Sporting, saiu apenas para poder continuar no programa, mas que não esconde uma total raiva surda, mesmo psicótica, a tudo o que diga respeito ao Benfica. Apanágio da grande maioria de pessoas ligadas a BdC...
RGS pode dizer muita asneira mas ao menos é frontal, honesto e assume o que diz.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 15:37

Leia novamente o post. O "princípio" em questão é aplicável à SIC e não ao personagem.

Outra vez com a conversa sobre Inácio ?... Quando eu desejar comentar esta pessoa, escreverei um texto nesse sentido, que não é este.

Com que então RGS é "honesto" ???... É a pessoa mais intelectualmente desonesta na TV portuguesa. Claro, como defende o "encarnado", aquilo que é desonesto para a ser honesto. Mais do mesmo...
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 27.09.2016 às 15:43

É tudo boa gente ... os presidentes então nem se fala basta ouvir o pessoal do carregado as saudades com que ficam daquele gente boa e honesta quando sai em liberdade.

Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 27.09.2016 às 15:50

Ok. Acrescentei o honesto já depois de ter escrito a última frase...
Dou essa de barato.
Aguardarei pelo dia em que escreva um texto sobre Augusto Inácio e, já agora, sobre o Carlos Dolbeth...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 16:10

Em princípio, nunca escreverei sobre o Carlos Dolbeth. Nunca o ouvi e nunca assisti a programa dele e não tenho intenção alguma de o fazer. Sobre Augusto Inácio já escrevi muitas vezes.

Ainda bem que dá "essa" de barato...
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 27.09.2016 às 15:53

Quanto à SIC, apenas defende um comentador de um programa seu. Acredito que faria o mesmo se ele fosse afecto ao Sporting ou ao FC Porto.
E, se calhar, essa regra da Liga é mesmo anticonstitucional. Razão mais que suficiente para a contestar...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 16:01

Claro que é... basta afectar um elemento do "glorioso".
Sem imagem de perfil

De Dissident a 27.09.2016 às 15:51

Este texto reflete a hipocrisia reinante no futebol actual. Sempre pulularam em todos os meios de comunicação social dirigentes e ex-dirigentes desportivos e politícos afetos aos três grandes (eduardos barrosos, silvios cervans, guilhermes aguiares, rui moreiras... enfim... centenas ao longo dos anos). Desde que estes programas surgiram foi notório qual o substrato nutritivo dos mesmos - a polémica, o ruído e o facciosismo. RGS, personagem com que não me identifico minimamente, é apenas mais um nesta podridão comunicacional dos três grandes. O verdadeiro problema está nos milhões de fanáticos acéfalos que consomem este lixo e lhe dão uma amplitude megafónica nos seus quotidianos. As sociedades são livres e qualquer individuo deve ser livre para expressar as suas opiniões, independentemente dos seus vínculos e funções. Nós, o público, também somos livres para processar, seleccionar e assimilar ou não, a informação transmitida. Mas é aqui, na minha opinião, que reside o verdadeiro problema, os adeptos precisam, como do pão para a boca, que lhes vendam a ilusão que o seu clube é "o mais melhor tudo de bom" e que o dos outros é a reincarnação do diabo na terra. Há já muito que os meios de comunicação perceberam onde é que está o seu filão de ouro... mas o problema para si é se um de entre os milhares de peões que por aí andam é dirigente formal de um dos clubes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 16:04

A hipocrisia reina já há uns bons anos, não é só agora.

A questão vem agora a debate pelas novas regras da Liga e, neste caso concreto, a acção da SIC visando defender o personagem benfiquista de um eventual castigo.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 27.09.2016 às 16:16

Acho mais grave o advogado de JJ estar a comentar sobre o mesmo, num programa de tv, e nota-se bem que, com o seu discurso bonito e redondo, a tentativa de limpar as asneiras que o seu constituinte manda. Mas parece que isso passa ao lado...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 16:29

Ou comenta sobre o post ou será ignorado.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 27.09.2016 às 16:36

Claro, eu compreendo.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 27.09.2016 às 18:53

Aqui a questão é ser sobre os "novos regulamentos", antigamente não os havia para quem fosse ligado aos clubes... mas agora há!
A SIC nem se deveria meter no assunto, apesar de achar que estão só a defender um "convidado" seu! Mas leis e regras são para se cumprir, mas este é o hábito TUGA, chico espertice e isso vê-se tão bem no dia a dia do trânsito! Pena é não haver um policia em cada esquina!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 19:18

A posição da SIC seria mais aceitável se tivesse vários dos seus comentadores nesta situação, mas o único caso é o de RGS e a SIC não conseguiu esconder a sua "costela" encarnada.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 27.09.2016 às 16:31

O artigo de hoje no DN do comentador desportivo Bruno de Carvalho também cai nesta nova norma da Liga de futebol? Se cair, vem aí castigo. Nem que seja inconstitucional...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 17:01

Se vai recorrer a palermices, não vai poder contar comigo para debater seja o que for.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 27.09.2016 às 17:10

"Os dirigentes e funcionários das sociedades desportivas e dos clubes fundadores destas que participem, na qualidade de intervenientes regulares, em programas televisivos que se dediquem exclusiva ou principalmente à análise e comentário do futebol profissional são sancionados com a sanção de suspensão (...) e, acessoriamente, com a sanção de multa"

Ok. Erro meu. É só em programas televisivos.
O que quer dizer que nos outros meios de comunicação podem dizer as barbaridades que quiserem.
Sem imagem de perfil

De CR_7 a 27.09.2016 às 18:41

Se os valores das multas aplicadas forem da mesma ordem de grandeza que o das expulsões de treinadores eu também não sairia da posição e comentador.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.09.2016 às 19:21

Todos, sem excepção, deviam ser proibidos de participar nestes programas enquanto exercem cargos oficiais em clubes. Há um óbvio conflito de interesse que afecta a objectivade da análise e do comentário.

O problema é que estamos numa sociedade em que tudo quanto é "lixo" vende mais e melhor, daí o interesse das estações de TV em ter certos comentadores.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 27.09.2016 às 19:37

A questão abordada pelo Rui é relevante e pertinente. Há uma regra da Liga de Clubes que "proíbe" que dirigentes desportivos representem os seus clubes como comentadores em programas de debate televisivo. E sendo uma regra de um organismo autónomo do futebol, não percebo qual a sua relação com a constitucionalidade, como aqui já vi referir.
O que está em causa é que um dirigente do SLB está a desrespeitar essa regra. Por isso sujeita-se, naturalmente, às respectivas sanções. Mas o que é mais caricato é que haja uma estação televisiva que apoie o incumprimento da regra. Se existe é para ser cumprida. Se for injusta deve ser contestada por quem de direito, dentro das normas previstas e não de forma aleatória com expedientes de "chico espertismo".
Já outro aspecto da discussão aqui travada descamba para a clubite mais ,defendendo o indefensável. Pior, o que se conclui das intervenções de benfiquistas e dos seus argumentos , é o branqueamento de um personagem, um cavaleiro de triste figura, que não conhece a dimensão do ridículo. E se porventura representasse o meu clube diria, exactamente, o mesmo. Se a SIC também o considera indispensável por uma questão de audiências, mostra a baixo nível a que desce esta estação televisiva. Surpreende-me, pois pensava que programas tipo big brother eram mais ao lado.
Sem imagem de perfil

De Zé Moina a 27.09.2016 às 21:16

O Caro anda a divagar.

O canal de televisao nao tem q se submeter a uma regra da liga de clubes, simplesmente pq nao esta sujeito a essas regras.

Quem podera estar a desrespeitar alguma regra é o proprio interveniente e nao o canal televisivo. Esse sujeito é q tera q recorrer as devidas instancias se nao concordar com essa regra, mas o canal televisivo nada tem a ver nem a respeitar.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 27.09.2016 às 21:55

Se ler com atenção o meu comentário verá lá escrito "deve ser contestada por quem de direito". Pelos vistos quem interpreta como sendo a estação televisiva é o Caro. O que digo é que não me parece correcto que uma estação televisiva se apresente como defensora de um comentador que está a desrespeitar a regra. Simples matéria de opinião, mas não deturpe o que escrevi.
Sem imagem de perfil

De Zé Moina a 27.09.2016 às 22:28

"Mas o que é mais caricato é que haja uma estação televisiva que apoie o incumprimento da regra. Se existe é para ser cumprida. "

Foi o caro q escreveu q achava "caricato" q a estaçao televisiva apoie um incumprimento, nao fui eu.

A estaçao nao tem sequer q considerar essa regra.

Tem q ser cumprida por quem ? Assunto irrelevante para a estaçao televisiva.

A estaçao defende os seus interesses independemente de ir contra a regra de um organismo alheio a sua actividade. Pelos vistos tem interesse em manter o sujeito no seu painel sem mordaça.

A estaçao defende o seu "tacho" ponto final.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 27.09.2016 às 23:06

Caro Zé,
Eu tenho o direito de achar caricato, que uma estação televisivão defenda um seu comentador a actuar de forma ilegal. Como escreve Rui Gomes no post "A SIC vai ainda mais longe no seu desrespeito por este "princípio" e mobiliza-se para, no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), contestar o processo disciplinar aberto pelo Conselho de Disciplina (CD) ao patarata Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica e comentador residente do programa 'O Dia Seguinte". Se A SIC como diz na sua argumentação, não é dada nem achada, porque raio tem que se meter no assunto e defender uma ilegalidade que não lhe diz respeito? Na linha do seu pensamento quem deve fazer a sua defesa é o prevaricador. Apenas. Ponto. Agora não pode é defender uma coisa e o seu contrário. Eu percebo que A SIC não queira prescindir por interesses financeiros, e até admito por uma teórica defesa da liberdade, da sua livre escolha de opinadores. Mas isso já é outra discussão e que extravasa o que está aqui em debate.
Cumprimentos

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.09.2016 às 00:50

Excelentes e certeiros argumentos caro Nação Valente. Difícil debater assuntos desta natureza com algumas pessoas, quanto à real essência da questão, quando o único objectivo é "bater no peito" clubista.
Sem imagem de perfil

De Zé Moina a 27.09.2016 às 21:07

Aceito q compete ao "jornalismo" cumprir com essa directrizes, so q confundem comunicaçao social com jornalismo.

Desde quando este tipo de programa é jornalismo ?

Nao passam de arruaceiros q se juntam a mesa pra trocar piropos e bitaites, qt mais peixeirada fizer melhor pras audiencias.

Desde quando tudo q passa na Tv tem q ser jornalismo ? Acredito q a pensar assim qualquer dia confundem telejornal com big brother........

Este programa da Sic tal como o dos outros canais apenas consiste em juntar sujeitos com cor clubistica bem identificada q trocam opinioes pessoais, sem necessidade de nenhum fundamento, sem se apoiar em provas, so pq sim, pq sao opinioes pessoais.

Pressupoe-se q o dito jornalismo deveria ser isento.......acha mesmo q estes senhores (todos eles) conseguem ser isentos por alguns segundos do programa ? Faz sentido se falar em isençao e ir-se buscar estes senhores pra comentar ? POUPEM-ME !

Assim sendo, o dever de independencia do jornalismo, nao se aplica neste tipo de programas, isto é divertimento puro com futebol por tema.

Cumprimentos.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo