Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Que fazer com a Juve Leo ?

Rui Gomes, em 14.11.18


Este artigo já estava pensado antes da detenção do líder da Juve Leo e as consequentes reflexões não são afectadas por essa circunstância.

20450744_u1Btt.png

Assisti ao aparecimento, ainda no Estádio antigo, da Juve Leo; foi uma lufada de ar fresco, uma alegria contagiante no apoio à equipa, uma plástica inovadora, abrilhantada com a música dos Vapores do Rego. Nesta, como em muitas outras frentes, o Sporting inovou, foi o primeiro.

Outros comentadores mais abalizados explicarão as razões desportivas, e outras, que conduziram à subversão deste espírito inicial e empurraram a Juve Leo para aquilo que hoje é. Não quero adjectivar, mas quero dizer que nesta história não há inocentes, de agora ou de antes.

Em minha opinião, há coisas que mais vale atalhar do que remediar; o que a Juve Leo fez assume tamanha gravidade que é inaceitável à luz dos valores que devem reger o clube e este não pode deixar-se ficar.

Com todo o respeito, não creio que o assunto se resolva com a proibição de ir no charter da equipa ou no encurtamento do prazo de reembolso dos bilhetes; compreendo a boa intenção, mas viu-se a reacção e esta diz tudo.

O Sporting CP tem, de uma vez por todas, de demarcar-se da Juve Leo; e, se não a pode juridicamente extinguir, pode exercer os seus direitos enquanto entidade promotora do espectáculo desportivo, nomeadamente denunciar com justa causa o protocolo existente, proibir o acesso ao estádio, acabar com as tolerâncias e o apoio financeiro.

Costumo dizer que a Justiça distributiva em Portugal só poderá existir quando houver um governo que não ceda à chantagem dos sindicatos dos professores (os funcionários mais bem pagos de Portugal, na opinião da OCDE); só existirá paz no Sporting no dia em que o clube se livrar da nefasta dependência da Juve Leo.

A argumentação de que tudo é permitido porque esses adeptos é que se sacrificam pelo clube e o apoiam em todo o lado tem limites. Haja alguém que assuma que gente da laia de Fernando Mendes ou de Mustafá não é digna de chefiar uma claque do Sporting, que comportamentos como Alcochete, as tochas em cima de Rui Patrício, as intimidações e agressões, a ordinarice das palavras de ordem não são toleráveis e que, conclusão lógica, a Juve Leo, tal como é hoje, não tem lugar, não encaixa nos valores e práticas do clube.

Se houve, no passado, o rasgo de criar a Juve Leo, haverá que ter agora a clarividência de acabar com ela. Até porque há mais claques e outras podem ser criadas. E haverá sempre, mas sempre, adeptos que apoiem o clube.

 

Carlos Barbosa da Cruz, jornal Record

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


45 comentários

Sem imagem de perfil

De Júlio a 14.11.2018 às 06:41

Nem mais. Haja coragem para acabar com essa claque dominada por um grupo de marginais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2018 às 09:51

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2018 às 09:40

Eu gosto das claques, que se tirem os marginais, ou melhor, que se identifiquem os marginais
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.11.2018 às 11:02

Não sei o que se passou. Governo Verde
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 11:39

Quem vai fazer e como se faz a identificação dos ditos marginais?
Sem imagem de perfil

De E-mocho a 14.11.2018 às 11:51

Perguntar à PSP, eles sabem bem quem são (uma porrada deles)!

A menos de cadastro, não se consegue fazer à priori. À primeira chatice detetada e identificada serem expulsos das claques e de sócios (e impedidos de entrar em qualquer estádio). O problema é ter “coragem” para fazer isto de forma tão “severa”. A coragem não é só dos clubes, tem de vir também das entidades responsáveis e estado.
Sem imagem de perfil

De Governo Verde a 14.11.2018 às 11:58

Mão de ferro, com quem prevarica...
Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 14.11.2018 às 12:15

Mas não é suposto ser a Juve Leo uma claque legalizada? Uma claque que cumpre com todos os preceitos da lei, entre os quais a identificação de todos os seus membros? Não somos todos nós lestos a apontar o dedo às claques dos vizinhos pelo simples facto de não serem legalizadas? Então afinal para que serve a legalização das claques? Como arma de arremesso entre clubes? Para incendiar ainda mais os ódios que dirigentes irresponsáveis (entre eles o destituído) andam há anos a semear? Onde está agora o IPDJ para opinar sobre este caso?
Meus caros, eu digo isto sem qualquer tipo de problema. Sou sportinguista com muito orgulho, mas não me revejo nesta forma de hoje se ver o futebol onde o que menos conta é o que se passa entre as quatro linhas. Tenhamos de uma vez por todas a coragem e o desassombramento de apontar dedos àqueles que só têm feito mal ao desporto no geral e ao Sporting em particular. Claque como a JL há muito que deveriam ter sido desmembradas e banidas dos estádios. Querem tratamentos de favor para quê? Para comportamentos de arruaceiros até contra sócios e simpatizantes do próprio clube? Para coagiram direcções atrás de direcções a suportá-los a custo de "não terem problemas"? A mafia comporta-se assim. Para isso não muito obrigado. Não pago as minhas quotas para andar a financiar grupos de proto marginais. Tenhamos, dizia, mas é a coragem de até nisso sermo pioneiros em Portugal. Acabem com os grupos organizados de adeptos, ou claques ou cliques ou bandos ou o que lhes quiserem chamar. Devolvam o espectaculo às familias, aos sócios, adeptos e simpatizantes. Tenho a certeza que se puserem os meninos da JL e de outras coisas a andar, aqueles espaços serão preenchidos por gente que realmente aprecia o desporto e ama o Sporting em primeiro lugar!

Saudações Sportinguistas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 15:56

A questão da legalização é lateral. O facto de quem é legal infringir as leis, não anula a necessidade de legalização de quem não está.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 14.11.2018 às 10:45

Claques haverá sempre e por um bando de marginais nao se pode, nao se deve destruir todos os outros (principalmente jovens) que não têm qualquer culpa .
O que sempre disse é que as claques nao devem ter qualquer tipo de apoio a nao ser a orientação de um espaço no estadio para que fiquem juntos , nada mais alem disso.
Comprem eles (os elementos das claques) as bandeiras e as camisolas e apurem as gargantas para gritarem os canticos de apoio á equipa.

Afinal seria como desarmá-las e torná-las pacificas .
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 11:38

O enquadramento de acções da Juve Leo não será corrigido com meias medidas.

Pensar isso, é ser ingénuo.
Sem imagem de perfil

De CB a 14.11.2018 às 14:32

Então diga lá como fazer?!
O Roquettttte (fiquei com o dedo preso no t) quando entrou no Sporting quis acabar com o apoio às claques, e depois..teve que por o rabo entre as pernas.
Lembra-se?
E o SCP tem mais claques legalizadas além da JL.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 15:49

Eu não estou aqui para ensinar ninguém, até porque para fazer recomendações, terão forçosamente de ser bem informadas. O que nós sabemos do processamento interno é apenas o que é divulgado pelos media.

Em termos gerais, parece-me óbvio que quaisquer medidas que venham a ser tomadas terão de ser severas, daí a minha afirmação que "meias medidas" não resolverão o problema.
Sem imagem de perfil

De José Lima Curral a 14.11.2018 às 11:57

Completamente de acordo. E como já afirmei em comentário anterior, o problema é geral. Por outras palavras, ouvi ontem um comentador sportinguista dizer, com toda a razão, que as claques são escolas de crime. Pelo que se ouve dizer há muitos anos, estamos perante organizações mafiosos. Extinção ou refundação com regras muito exigentes e sob supervisão do CD, alguma coisa é preciso fazer e, infelizmente para nós, já é muito tarde.
Como poderia ter sido na recente invasão/assalto ao hotel dos adeptos do Ajax...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 15:59

Há muito que as claques, nomeadamente a Juve Leo, mostrou as suas verdadeiras cores. Nunca houve a coragem por parte de dirigentes do Sporting para rectificar o problema, e daí que tenhamos chegado ao ponto em que estamos.
Sem imagem de perfil

De João a 14.11.2018 às 12:50

Este momento tem de ser aproveitado para fazer alterações de fundo, se passar pelo fim da JL que seja

Acho curioso alguns defensores das claques, dando quase uma responsabilidade social às mesmas....se a JL os seus membros (não delinquentes) podem continuar a ir aos jogos, ninguém fica órfão....o que não pode ser aceitável é pactuar com quem continua a meter o nosso nome na lama...
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 14.11.2018 às 13:51

Meu caro ja pertenci em tempos á Juve Leo no tempo da presidencia do Joao Rocha e ja havia de tudo ,inclusive passarem cigarros de haxixe de mao em mao em pleno estadio durante os jogos.
Só "entra " quem quer, quanto aos marginais são arvores daninhas que nascem na floresta , á que separá-las dos restantes que nao têm culpa e que só pretendem irem em grupo apoiar a sua equipa com ações conjustas , canticos e coeregrafias.

Decisões radicais de acabarem com tudo é sinal de incapacidade humana de resolver os assuntos mais dificeis, é a fuga para as soluções mais faceis .
São ações tiranas de ditadura , á que puxar pela cabeça e encontrar melhores soluções , afinal os marginais deixam cadastro, estão identificados a maior parte deles, então..........!!!!
A puniçao exemplar aos prevaricadores deixa sempre avisos serios.
Sem imagem de perfil

De João a 14.11.2018 às 14:01

Nunca falei em ordenar o fim da JL mas devem ser criadas regras muito claras e rígidas....se como consequência dessas regras vier o fim, que seja.... até porque desconfio que o principais dinamizadores das claques o fazem por razões menos claras e não por amor ao clube...
Basicamente, acho que se acabar a promiscuidade, os benefícios económicos e a leviandade ao nível das regras vamos assistir a muito “fanáticos” a perderem o interesse
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 14.11.2018 às 14:58

Mas é precisamente isso que sempre defendi , retirar os apoios . de dinheiros , de bilhetes gratuitos , de transportes gratuitos , as claques têm que ficar por sua unica conta , depois as autoridades fazem o resto , vigilancia apertada aos delinquentes .
Sem imagem de perfil

De Ana Dias a 14.11.2018 às 15:24

O Indiana é mesmo um artista completo, até já foi colega do Mustafá!!
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 14.11.2018 às 17:04

será?
Artista????Ainda mais completo vayaaaaa!!!
Nunca dei espectaculos, nao tenho geito nem motivações para tal.
Mustafá é um nome arabe , por se acaso até vivo num pais de muitos Mustafás mas nao convivo com nenhum deles .
Sabia que Ana quer dizer eu? Eu Dias, bom, há dias e dias como se vê.
Nao sou robosito , recuso-me a tal tecnologia.E jamais serei cara Eu Dias.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 14.11.2018 às 13:10

Já manifestei a minha opinião no fim de semana, mas volto a dizer, este é o momento ideal para expurgar os elementos que não interessam ao Sporting, muitos deles dentro da Juve Leo.

A esse tipo de gente não interessa o Sporting, não interessa o futebol, não interessa nada.

Só lhes interessa as negociatas e beneficios que poderão daí advir, mesmo que para isso seja necessario ultrapassarem todos os limites da lei. Não passam de criminosos.

Acabem-se os apoios, rapidamente a claque desaparecerá.

Os que a ela pertencem, ou vão desaparecer com ela ou então continuarão a apoiar como os restantes adeptos do Sporting.

Deverá haver o cuidado de não deixar este mal contagiar as restantes claques, senão ficamos na mesma.

Veremos se esta direção tem essa coragem
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 16:02

Essa "expurgação", na prática, não é muito fácil de levar a cabo. Terão de haver meios muito eficazes para identificar e seleccionar os respectivos elementos.

Concordo na íntrega que nas circunstâncias todos os benefícios devem ser revistos e onde aplicável, anulados.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 14.11.2018 às 18:23

Não sei se será assim tão difícil. Desde logo todos os que não forem sócios e a seguir os que já tiverem estado envolvidos em desacatos e já identificados pelas autoridades.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 20:19

E o Sporting é que terá que fazer toda essa fiscalização?

Não os vejo quererem dar-se a esse trabalho.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 14.11.2018 às 20:49

Também não sei mas que era importante, lá isso era.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 20:59

Veremos...

Mais do que nunca acredito que tem de haver uma "limpeza" absoluta e total, deixamo-nos de brincadeiras.
Sem imagem de perfil

De Leão da Guia a 14.11.2018 às 13:29

Estou totalmente de acordo. Pelos enormes e irreparáveis danos danos causados ao Sporting - com destaque para o desprestígio e a má-fama em que envolveu a Instituição, não só dentro do país, mas sobretudo internacionalmente - a Juventude Leonina (ou Juve Leo) deve ser imediata e radicalmente extinta e as suas instalações no Estádio prontamente encerradas.

Os objectivos idealistas da sua criação foram abandonados e atraiçoados ao longo dos anos com a infiltração sucessiva de gente indesejável, desordeira, de instintos delinquentes e práticas mafiosas - transformando-se numa organização própria e profissionalizada, de inadmissível pressão e nefasta influência na vida do Clube. Convertendo-se em guarda pretoriana de aventureiros e oportunistas sem escrúpulos, por ela erguidos ao poder em troca de privilégios absolutamente descabidos e intoleráveis. VContemple-se o resultado...

Infelizmente, Juventude Leonina (ou Juve Leo) passou a arcar com uma conexão
imoral e repudiável, profundamente prejudicial ao honroso nome do Sporting.

Sem imagem de perfil

De António a 14.11.2018 às 13:33

1. O problema destes opinadores é a sua falta de brio e de honestidade intelectual. O que o CBC escreve sobre os professores é uma garotice.

2. Relativamente às claques, ou se extinguem ou se atua sobre elas de forma rígida e com regras muito claras.

3. A patetice da discussão da legalização ou não, como escrevi em devido tempo, era apenas uma arma de ataque ao Benfica. É tudo a mesma ... legais ou ilegais.

4. As direções são as culpadas de tudo isto, são elas a base de todo este desgoverno. Como em quase tudo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 15:51

Não traga a legalização para este debate. É num contexto completamente lateral.
Sem imagem de perfil

De sloct a 14.11.2018 às 15:11

A culpa está longe de ser apenas das direcções dos clubes.
No antigo Alvalade, na Superior Sul o tráfico era feito completamente às claras, os saquinhos com "açúcar" eram retirados dum bolso e as notas eram colocados no outro.
Era à vista de toda a gente, polícia incluída. Nunca nenhuma autoridade mexeu uma palha para resolver esse problema.
Sem imagem de perfil

De Governo Verde a 14.11.2018 às 15:44

Ora nem mais...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 15:53

Como quase sempre, em Portugal, deixa-se um problema ir além do limites de controlo e só depois há qualquer reacção, tardia, morosa e mais vezes do que não, de resolução mínima.
Sem imagem de perfil

De sloct a 14.11.2018 às 15:55

Infelizmente tem toda a razão, caro Rui.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 14.11.2018 às 21:02

Comunicado da Juve Leo " Musta tens um exército ao teu lado". É preciso dizer mais alguma coisa ? É acabar com estes marginais!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 22:42

Com um cartaz a dar destaque à propaganda.

Enfim, mais do mesmo de quem já conhecemos pela baixeza absoluta dos seus princípios, ética e moral.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.11.2018 às 22:45

P.S.: Salvo erro, surge num post de Facebook.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo