Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

56dc68f80cf221dcc3d070e4_gif.jpg

 

Um artigo interessante publicado no MaisFutebol que consta de uma análise (do autor) sobre o rendimento dos jogadores emprestados pelos "grandes", tanto a emblemas nacionais como estrangeiros. Limitei-me a transcrever a parte que se relaciona com atletas do Sporting.

 

SPORTING: Iuri Medeiros, Palhinha e Geraldes a rever

 

O que mais jogou? Já com quase 3000 minutos nas pernas, André Geraldes, lateral cedido ao Belenenses, é o leão que mais tem jogado noutras paragens, esta temporada. Já é, de resto, a época mais produtiva da carreira, neste quesito.

 

O que mais jogou na Liga portuguesa? A resposta é a mesma, naturalmente. Mas os números da dupla de Moreira de Cónegos (Iuri Medeiros-João Palhinha) são também bem interessantes.

 

O que marcou mais golos? Neste campo ninguém fica, sequer, perto de Iuri Medeiros. O avançado do Moreirense leva nove golos apontados, mais cinco do que o segundo, que é Heldon, do Rio Ave, com quatro.

 

Emprestado em Janeiro que se destaca: Jonathan Silva pegou de estaca no Boca Juniors. A verdade é que a sua saída por empréstimo não entra no campo tradicional de ganhar rodagem para voltar. Sublinhe-se, contudo, que o empréstimo, iniciado em Janeiro, foi de apenas seis meses e sem opção de compra, o que pode significar que o Sporting não desistiu dele.

 

Outros destaques positivos: A equipa de Alvalade é, dos grandes, a que menos jogadores emprestados tem e, além dos referidos, merece a pena salientar a época de Miguel Lopes no Granada (23 jogos), que pode ajudar o Sporting a conseguir encaixar algum dinheiro.

 

Destaques negativos: Em Janeiro, o Sporting corrigiu bem as cedências que não estavam a resultar. Filipe Chaby pouco jogava no União da Madeira e voltou à equipa B. Luís Ribeiro trocou o Huelva pelo Feirense. Assim, há a salientar apenas a escassez de utilização de dois nomes cedidos na última janela: Oriol Rosell e Labyad. Ambos têm quase tanto tempo nas novas equipas como nas respectivas formações secundárias.

 

publicado às 05:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds