Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem diria ?

Rui Gomes, em 13.06.14
 

 

O jogo que muitos consideravam uma final antecipada, acabou por se tornar numa muito inesperada goleada, com a Holanda a marcar 5 golos à Espanha e a reduzir os Campeões do Mundo, em título, quase ao insignificante, uma autêntica humilhação.

 

Não obstante o resultado, a arbitragem esteve novamente em destaque - embora não tanto como no jogo do Brasil e no do México - Camarões - com uma grande penalidade assinalada por uma muito discutível falta sobre e Diego Costa e, já na segunda parte, salvo erro no terceiro golo holandês, terá havido carga ilegal sobre Casillas.

 

Com um falhanço colectivo desta dimensão - nomeadamente nos segundos 45 minutos - não será justo apontar o dedo a Casillas, mas cada vez mais se verifica que ele já não é guarda-redes que foi e, a exemplo do que acontece no seu clube - não justificará a titularidade.

 

Os homens do jogo, na minha opinião: Robin van Persie com dois golos, o primeiro dos quais um golaço à ponta de lança, e o inevitável Arjen Robben, que também bisou e esteve muito activo no jogo.

 

Com tudo isto, é apenas um jogo e com todo o talento disponível, não se deve menosprezar os espanhóis.

 

publicado às 21:38

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 22:44


Esta selecção da Espanha já foi acusada de tudo no último ano, parece que se esquecem que esta geração já ganhou tudo o que havia para ganhar e ganhar também cansa. Veja-se a França que nunca mais se levantou e já passou no mínimo outra geração tão boa ou melhor. Qual idade qual carapuça, quanto muito uma Liga Espanhola jogada a um ritmo como poucas, o que também é um mau sinal para alguns jogadores portugueses. De qualquer forma era impossível terem um treinador com mais experiência para recuperar a rapaziada toda. Faz-me sobretudo muita confusão tanta qualidade no banco, podiam emprestar alguns. Já o Diego Costa não podia escolher um ano melhor para fazer o que fez e acaba por afectar a equipa toda duplamente. E a primeira é que não faz falta nenhum a este futebol espanhol.
Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 22:52


Em contrapartida a Holanda, muito à frente de Portugal no prometer, é talvez a última grande selecção do mundo que nunca ganhou nada.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 13.06.2014 às 23:20

Tirando um campeonato da Europa

Mas concordo no essencial no que diz da Espanha
Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 23:43


Estava precisamente a pensar nessa geração campeã da Europa e na geração do Cruyff, em termos de Mundial, onde nunca chegaram. Se bem que com Cruyff foram muito prejudicados em 74, para não dizer outra coisa. É aliás a principal razão pela qual os portugueses deviam perceber que não chega ter uma grande equipa. Actualmente Portugal já chega às fases finais com uma predisposição completamente diferente do que chegava por exemplo a geração de Figo e Rui Costa, até superior. Têm que ser os outros a conceder-nos o favoritismo. A não ser um milagre, mais fácil de acontecer em Europeus, é preciso muito mais experiência do que uma selecção que só há pouco tempo deixou de ficar de fora das fases finais.

Em relação à Espanha, que também atravessou precisamente o mesmo deserto e com grandes equipas, para esta geração já julgo mesmo ser muito mais um problema de motivação. Agora com o que eu não posso é ver bater em grandes campeões e nunca fui propriamente um grande fã desta Espanha.
Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 23:51


E desta Espanha, leia-se o tiki-taka catalão, porque a nível de médios são mesmo os melhores do mundo. A prova é que não desequilibram só em Espanha.
Sem imagem de perfil

De Mário a 14.06.2014 às 00:09

Vi uma Holanda com ganas de vingança, suportada num magnífico ataque, um apagado Sneijder e alguma debilidade defensiva, que pode pôr em cheque o caminho maior.
Vi uma Espanha com pouco tiki-taka, muito cansada (com razão) e sem muita motivação. Não estou a vê-los ir muito longe.
Sem imagem de perfil

De L a 14.06.2014 às 09:05


Com o tiki-taka espanhol passou-se a contar os passes certos em vez dos golos e pelo menos eu é o que acho mais aborrecido mas numa altura em que o jogo se preocupa antes de mais com a ocupação dos espaços não ponho dúvida que a posse de bola é o que melhor se adequa ao adn de jogadores mais fracos fisicamente mas muito evoluídos tecnicamente. É também aliás a principal razão porque o Diego Costa - um bombardeiro na linha dos melhores como Gerd Muller - na selecção espanhola faz lembrar um elefante numa loja de porcelana. Apesar da pressão ser tanta que nem consegue levantar a cabeça, ontem tem duas oportunidades que nos pés de David Villa podiam ter matado o jogo.

À Holanda correu tudo bem e fez um jogo perfeito onde praticamente as transições ofensivas rápidas entraram todas. Com a mesma sorte e adversários tão cansados Portugal é campeão do Mundo porque é uma equipa muito mais equilibrada.

Só para terminar sobre a Holanda e nunca esquecendo os grandes contributos de vários treinadores holandeses, Sacchi com 3 dos expoentes máximos da geração campeã da Europa criou um losango no Milão que tinha ganho no mínimo 2 campeonatos do Mundo. Para ver se o ditadorzito do Van Gal aprende alguma coisa:) Uma Espanha ao melhor nível ridiculizava aquele homem a homem na defesa.
Sem imagem de perfil

De comentador desportivo a 14.06.2014 às 18:22

Amigo, é um prazer ler os seus comentários.
Não percebi porque o Villa, não foi convocado
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 14.06.2014 às 01:29

Vida dificil para a Espanha, que provavelmente precisará de ganhar os dois proximos jogos (com o Chile pode não ser facil) para depois medir forças com o Brasil nos oitavos
Sem imagem de perfil

De comentador desportivo a 14.06.2014 às 18:26

" «Casillas fez o pior jogo que vi na minha vida. Agora, quero recordar as palavras do meu amigo Mourinho quando disse que Casillas já não era o mesmo guarda-redes e isso custou-lhe caro. Teve de sair do Real Madrid e hoje dou razão ao meu amigo Mourinho», afirmou Maradona"

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo