Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

img_770x433$2017_01_22_22_18_15_1212055.jpg

«Espero que o voto dos sportinguistas seja no Sporting e pensando no futuro do Sporting, acima de tudo. O que serão os próximos quatro anos com a actual liderança – e acho que as pessoas já perceberam o que pode ser – e o que serão os próximos quatro anos connosco. É verdade que tenho sido criticado por algumas pessoas que se calhar não gostam tanto, mas há muitas outras que têm manifestado apoio. Vou contar com todos os sportinguistas. Eu noto que há um cada vez maior desgosto com o que está a passar-se no Sporting, um cada vez maior afastamento da linha orientadora desta Direcção e as pessoas estão a virar-se para nós. Estão a conhecer-nos ainda agora…

A Comissão de Honra, de facto, deixa-me extremamente preocupado. Acima de tudo com nomes de pessoas ligadas àquilo que nós, sportinguistas, não gostámos no passado e, refiro-me, em concreto, a José Maria Ricciardi. Uma pessoa que foi identificada pelo actual mandatário de Bruno de Carvalho como sendo o rosto, digamos assim, do projecto Roquette e que foi a pessoa que foi escolhendo presidentes, até treinadores e jogadores, sendo que o sistema está agora completamente instalado, mais uma vez, à volta de Bruno de Carvalho.
 
Ainda estamos todos à espera de saber quem foi o tal investidor dos 18 milhões que entrou recentemente no Sporting. Há aqui uma grande falta de transparência.
 
Quero um treinador ganhador, que saiba lidar com os jovens. Tinha a expectativa que, com Jorge Jesus bem enquadrado, poderíamos trabalhar juntos, mas ainda este fim de semana vimos mais uma vez que seria extremamente complicado. Queremos uma liderança pedagógica e não egocêntrica. É preciso limpar a cabeça destes jogadores e voltar a motivá-los.
 
Temos uma lista de três treinadores - um português, um europeu e outro argentino - mas só falarei disso quando estiver tudo fechado.
 
Sou a antítese de Bruno de Carvalho. Sou um líder que trabalha em equipa e que acredita na qualidade das pessoas que me rodeiam. Quero uma equipa a jogar à Sporting, raçuda e com uma simbiose perfeita entre jovens e jogadores com maturidade e qualidade inquestionável, para se poder voltar a conquistar o campeonato. O clube precisa de estar bem representado nos órgãos de decisão do futebol nacional, em vez de passar o tempo a queixar-se deste e daquele».
 
O candidato Pedro Madeira Rodrigues em entrevista à Antena 1. A pergunta do título do post é minha, dado que não tinha conhecimento do acima referido recém-investidor dos 18 milhões.
 

publicado às 09:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


60 comentários

Imagem de perfil

De PF a 07.02.2017 às 06:11

No meio de tanta confusão que graça no SCP, com informação e contra-informação, corre-se o risco de não se responder ao essencial.

O SCP estava ou não em risco de desaparecer à 4 anos atrás como diz Bruno de Carvalho? e agora o risco já desapareceu?

Nestes 4 anos de mandato os resultados desportivos foram ou não um fracasso completo?

Como está saúde financeira do SCP? tendo em conta :
- O caso Doyen;
- 50% das mais valias nas transferências pertencentes à banca, por liquidar;
- Gastos absurdos, nomeadamente com a equipa técnica;
- A compra de mais de uma dezena de profissionais que viraram fiasco;
- A possível não ida à Champions;

A aposta nas modalidades amadoras está a resultar?

O projecto de Bruno para o futuro alguém percebe? e JJ entende?

Bruno mostrou sabedoria em decisões importantes como são exemplo o despedimento de Marco, o caso Doyen o julgamento dos ex-presidentes ou uma alarmante impreparação?

EM SUMA O SCP ESTÁ MELHOR OU PIOR DO QUE À 4 ANOS?



Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 07.02.2017 às 10:23

É o lampião residente o objetivo dele está mais do que identificado.É ignorar.
Sem imagem de perfil

De André a 07.02.2017 às 10:25

As questões do rapaz são legitimas ou não? Qualquer conversa que não agrade e é logo lampião. Haja paciência.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 07.02.2017 às 10:44

Caro André,

Na realidade, as questões do rapaz não são assim tão legítimas.

i) Relativamente ao Caso Doyen, o prejuízo para o Sporting, como já foi várias vezes referido, cifra-se entre 1/2M;
ii) "As 50% das mais valias nas transferências pertencentes à banca" são largas dezenas de milhões, cativas em contas reserva, que servem para abater passivo do Sporting e implicam que recebemos... outras dezenas de milhões de euros.
iii) A equipa técnica representa um gasto de 7/8M / ano é provavelmente excessivo, mas não implica um desequilíbrio estrutural particularmente significativo nas contas do Sporting, face ao aumento de receitas que se tem verificado;
iv) Quanto à "compra da dezenas de profissionais que viraram fiasco", uma infelicidade é certo, mas alguns casos já foram resolvidos sem prejuízo significativo para as contas da SAD;
v) A possível não ida à Champions, essa sim é preocupante, mas implica uma redução do orçamento do próximo ano, não afecta este ano ou os 4 anos passados.

Em suma, alguns dos problemas são "não-problemas".

Por outro lado, quem fala em aumento da despesa, tem de falar de aumento de receitas. Gamebox's, direitos televisivos, Champions, vendas de passes... E isso contribui para a saúde financeira da SAD.

É evidente que a SAD não respira saúde financeira, por outro lado, é evidente que a situação não é comparável a 2013.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2017 às 11:10

Não me vou alargar muito, mas reparei na parte que refere que um gasto de 7/8 milhões (se for só isso) com a equipa técnica é PROVAVELMENTE excessivo. A sério ???

Dizer que a SAD está melhor do que em 2013 não é dizer muito.

Alguns dos problemas são "não-problemas"... boa !!!
Sem imagem de perfil

De Diogo a 07.02.2017 às 11:44

"Alguns dos problemas são "não-problemas"... boa !!! "

Por exemplo, o PF falou de "50% das mais valias nas transferências pertencentes à banca, por liquidar".

Ora, isto é um não-problema, porquanto só existe este pagamento porque foram feitas vendas significativas, com avultado lucro financeiro para o Sporting, não concorda?

SL
Sem imagem de perfil

De Jorge a 07.02.2017 às 13:11

Parece-me a mim que o que torna isto uma questão relevante é o "por liquidar". Convenientemente, passa por cima disso....
Sem imagem de perfil

De joao pereira a 07.02.2017 às 12:00

No seu 2º ponto (ii), refere que recebem várias dezenas de milhões, 50% vai para o Clube 50% para a Banca.

Mas no ponto (iv) refere que os casos foram resolvidos sem prejuizo para o Clube.

Ou seja juntanto o (ii) e o (iv)... todas as vendas de jogadores têm de ser feitas pelo dobro do valor da acquisição, visto que 50% da venda vai para a Banca.
E não estou aqui a contabilizar comissões, prémios de assinatura...

Ou seja, jogador A custa 5M €, é vendido 6 meses depois por 6M..
Cenários possiveis, visto que não fico totalmente esclarecido se a Banca fica com 50% das vendas dos passes ou só das mais-valias:

- Banco fica com 3M, Clube fica com 3M, perdeu 2 M no negócio do passe do jogador ( acresce de comissões, prémios e outros custos...)

- Banco fica com 500 mil, 50% da mais valia que foi 1M, Clube ganha 500mil no negócio do passe do jogador ( acresce de comissões, prémios e outros custos...)

Sem imagem de perfil

De Fernando Soares a 07.02.2017 às 12:18

Fala-se em "perder dinheiro para a banca" como se se tivesse a mandar para o lixo.

Esse dinheiro é usado para pagar a DÍVIDA que o Sporting tem e para cativar dinheiro para, entre outras coisas, recomprar o montante necessário das VMOCS para manter a maioria da SAD.

Ou seja, se um jogador for comprado por 1,2,10,20M e for vendido por mais, nunca representa prejuízo para o Sporting.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 07.02.2017 às 12:20

Caro João,

Tem razão no que diz.

Mas o "ir para a Banca" significa, na realidade, diminuição do passivo da SAD (ou seja, o dinheiro vai para o Sporting, mas obrigatoriamente retido para pagamento à banca). Daí que o malefício da operação é para efeitos de tesouraria, não tanto de "prejuízo". Era este o ponto que queria referir no iv).

SL

Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 07.02.2017 às 12:25

João Pereira, o Diogo explicou e muito bem, o dinheiro das transferências vai todo para o Sporting, e as contas assim o vão reflectir. O que acontece é que o Sporting tem depois (no final da época desportiva) de canalizar 50% das mesmas para o abate do passivo, da dívida bancária. Ou seja, o passivo decresce. É uma contrapartida que a banca exigiu, a troco de outras medidas que favoreceram o Sporting (como o adiamento das VMOC, por ex), mas que em nada prejudica o Sporting. Até acho bem que assim seja!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2017 às 13:16

Pode elaborar um pouco sobre esses "cativos em contas reserva"? O dinheiro está guardado nos banco sem contas em nome do Sporting, é?
Sem imagem de perfil

De Manuel Pedro Pinto a 07.02.2017 às 10:29

Sendo lampião ou não, sendo branco ou não, sendo sportinguista ou não... as questões do PF são pertinentes. Vieram logo aqui alguns malhar, arranhar no argumentador, para evitar de rebater os seus argumentos. Um até falou nos erros de gramática, para o tentar rebaixar. Com erros ou não, sendo ou não sportinguista, as suas questões continuam de pé. - Quem foi que investiu (adiantou) mais 18 Milhões? A resposta é óbvia: foi o dono, o patrão do Sporting e do BdC. Uma tal de Holdimo.A partir daqui podem fazer os filmes que quiserem ou podem fazer como o Saraiva que até veio tentar branquear as palavras, os actos e as imagens do Treinador que se escusou com a treta de em 18, 10, serem dos Juniores, de em 11, 6 serem dos Juniores!!Na minha terra a isso chama-se atirar areia para os olhos!!
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 07.02.2017 às 10:42

Sim, o Sporting estava em sério risco de acabar. Tinha um défice de tesouraria cerca de 4M€ todos os meses, e já não tinha nada. Nem património, nem jogadores (passes cedidos a outras entidades), nem receitas (assistências e nr de sócios a decrescer imenso), nem ajuda bancária (a banca tinha fechado a torneira, e por isso Godinho tinha-se virado para a Holdimo, que emprestou ao longo dos últimos meses 20M€ em troca de passes de jogadores).

E sim, BdC e a sua direcção reveteram a situação com a reestruturação financeira, que solucionou os problemas com as VMOCs emitidas pelo Bettencourt e que venciam em 2016 e podiam representar a perda da maioria da SAD, emagreceu os custos para quase metade na 1a e 2a épocas. As assistências subiram, o nº de sócios também, e as receitas começaram a subir. As participações na Champions e na Europa foram uma ajuda. Neste momento, as receitas são o dobro do tempo do GL. E os jogadores voltaram a ser do SCP, o que já permitiu vendas avultadas neste último defeso e vamos ver o que ainda vem.

O investimento foi feito no sentido de tentar aproximar-se do título. O ano passado, apesar de não o ter conseguido, no que toca ao desempenho, fizemos um campeonato à campeão. Este ano, correu mal, muito mal.

A Doyen, pouca influência tem nas contas. Ou se cedia e pagava na hora, não apresentando os 20M de lucro na 2a época, ficando com cerca de 5M€ de lucro. Ou não se conseguia e pagava-se isso mais tarde, não apresentando também os 30M€ de prejuízo do ano passado, mas sim cerca de 15M€ negativos. Ok, vamos pagar mais devido aos juros, mas isso representa cerca de 2/3M€ ( não sei ao certo), o que pouco impacto tem no balanço total.

Muitas compras não resultaram, sim. Mas isso não acontece noutros clubes? Foram todos assim tão maus? Faz parte do futebol, mas não nego que há espaço para melhorar neste aspecto.

Modalidades? Vamos ver, a época não terminou. Mas vejo com bons olhos o investimento nas modalidades. Mesmo assim o clube (sem SAD) dá lucro. O aumento enorme de sócios ajudou imenso. E o pavilhão também irá ajudar. Vai ser mais difícil para os adversários jogar neste pavilhão, que numa casa emprestada...

Sim, o Sporting está muito melhor hoje que há 4 anos atrás. Há muito espaço para melhor em muita coisa, mas só nós sportinguistas, que estivemos lá a sofrer com aquele período negro de 2012/2013, sabemos como era o ambiente que se vivia em Alvalade e os riscos que se correram.


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2017 às 11:05

Não me vou dar ao trabalho de debater seja o que for consigo, perante esse "disco" pré-preparado para propagar a já bem conhecida "banha da cobra". Deviam ser um pouco mais inovadores e terem "discos" diferentes para apresentar.

Gostei especialmente da parte que refere "a Doyen pouca influência tem nas contas" !?!

Mas uma vez que está tão "bem" informado, quem é o investidor dos 18 milhões ? Essa informação não está gravada no "disco" ?
Sem imagem de perfil

De Diogo a 07.02.2017 às 11:47

Caro Jorge Miguel,

O seu post é objetivo e racional, subscrevendo na íntegra.

E lamento que a sua opinião bem estruturada e baseada apenas em factos e não em opinões seja logo rebatida com um "disco riscado" e "banha da cobra". Mas a adjetivação que lhe é dirigida evidencia, por outro lado, a falta de argumentos em contradizê-la.

A questão da Doyen está bem explicada. O prejuízo não é nem nunca foi de 15M. Mas sim do correspondente aos juros de mora. Como é absolutamente evidente.

SL
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 07.02.2017 às 12:38

Já sei que a minha opinião é sempre considerada por si banha da cobra, mesmo assim não deixo a partilhar quando posso, pois considero este um espaço pluralista, com diferenças de opiniões, normal em qualquer blog/fórum. Encaro isso com normalidade, gostava que o Rui também o fizesse. Eu nunca insultei ninguém aqui neste espaço, por isso acho que não mereço esse tipo de intervenções.

A Doyen sim, tem pouca influência nas contas e acho que não preciso de explicar porquê outra vez, nem fui só eu que já o fiz hoje aqui. A única coisa que podem apontar aqui é os juros que terão de se pagar a mais, esqueçam os 15M€.

Eu tenho a opinião que os investidores devem ser conhecidos. E não lhe sei responder, como é óbvio. Mas julgo que BdC já referiu que os mesmos preferem manter-se no anonimato, pelo menos para já. No entanto, temos a garantia que o capital social da SAD vai ser aumentado em 18M€, e julgo que esses investidores ficam com uma participação na SAD. Lembro que isto foi previsto na reestruturação financeira.

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2016/11/22/sad-leonina-esclarece-entrada-de-investidores
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.02.2017 às 13:17

E não acha minimamente estranho esse anonimato dos investidores e será para o benefício deles ou da imagem do Bruno ? Não vejo como é que o Sporting beneficia com isso.
Sem imagem de perfil

De joao pereira a 07.02.2017 às 11:47

"Muitas compras não resultaram, sim. Mas isso não acontece noutros clubes?"

O facto de acontecer noutros Clubes é desculpa ?
Os outros Clubes não são factor de desculpabilização de fracassos de planeamento, prospeção, adaptação...

"Foram todos assim tão maus?"
Tirando Bas Dost.... mmmhhh foram assim tão maus.

"A Doyen, pouca influência tem nas contas."
A sério ???? ok, voltamos às almofadas virtuais de BdC.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 07.02.2017 às 12:50

Caro João Pereira,

Contratações no futebol nunca se sabe aquilo que dão, qualquer uma é um risco. Até contratar o Bas Dost tinha um certo risco. Como tal, todos os clubes acertam numas, erram noutras. No fim, é sempre fácil falar. No final do defeso estava tudo eufórico com as contratações. Joel Campbell, o preferido dos adeptos do Arsenal injustiçado pelo Wenger; Elias, o internacional brasileiro, estrela do Brasileirão, que passou no Sporting na época mais conturbada se sempre; Markovic, um jogador com potencial tremendo quando passou pelo benfica, podia ser muito útil num campeonato que já conhecia e tinha estado muito bem. Infelizmente, as coisas correram mal com estes. Alan Ruiz foi o mais caro (para já, longe de justificar o dinheiro investido), mas dá mostras de poder vir a ser um excelente jogador, ainda não dou este caso como encerrado. Mas volto a dizer, a prospecção é uma área que o Sporting tem muito espaço para melhorar.

A Doyen neste momento já só não entende quem não quer.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 07.02.2017 às 14:52

Nós sabemos que o meu amigo tem uma narrativa para defender, tendo que:

- nos chamar estupidos umas quantas vezes ao longo do caminho;
- relativizar os erros do Bruno tanto quanto possivel, caso sejam tão evidentes que não dá para negar;
- Falar no GL sempre que a oportunidade surja;
- caso tenha os calos apertados, pode sempre dizer que "o problema X neste momento já só não entende quem não quer", não explicando nada, como é natural;
- e até tem que dizer que outros explanaram magnificamente a questão do valor das vendas que vai para a banca, quando, qualquer aluno da secundária com 2 aulas de contabilidade vê que a "explicação" é uma treta pegada;

Isso eu percebo tudo... agora o que eu gostava de perceber é de onde tirou esta conclusão: "Joel Campbell, o preferido dos adeptos do Arsenal injustiçado pelo Wenger;"

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo