Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

95ZZ2YV2.jpg

 

Considerações de Jorge Jesus, esta segunda-feira, na conferência de imprensa de antrevisão ao jogo com o Légia Varsóvia, a contar para a segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões:

 

«Vamos jogar em Alvalade com um adversário com as mesmas ambições que nós. Os treinadores têm de estar habituados, porque não têm muito tempo para preparar. Trabalhámos em função da recuperação do jogo com o Estoril e o que temos de pôr em campo é o que temos feito até aqui. Vamos ter um jogo dividido com uma equipa muito agressiva do ponto de vista competitivo. Espero que a maior parte do tempo o Sporting seja melhor e que isso faça a diferença».

 

«Não me lembro do nome da equipa polaca, mas a minha estreia foi contra uma equipa polaca... Isso já tem para aí 20 anos (risos)...».

 

«Jacek Magiera é um treinador jovem, está a começar a carreira dele e espero que o seu primeiro jogo na Champions não corra muito bem. O conselho que eu dava ao meu colega era para não pensar muito neste jogo e para se preocupar mais com o próximo no campeonato polaco».

 

«Os jogos da Champions são sempre diferentes devido aos elevados níveis de adrenalina, motivação e concentração. O caso do Légia não estar a fazer um campeonato tão bom como está habituado não o vai enfraquecer em relação ao objetivo de amanhã na Champions».

 

«Não posso fazer comparações com o jogo com o Borussia Dortmund - derrota do Légia por 0-6 em casa. Parece-me que é uma boa equipa, muito competitiva, muito agressiva na disputa da bola, tem alguns jogadores com muito valor e penso que vai ser um jogo dividido. Quem está na Champions tem de estar preparado para as dificuldades e nós estamos preparados. No confronto directo das duas equipas pode decidir-se muita coisa».

 

«Tudo o que seja estratégia já foi elaborado por mim e pela minha equipa técnica. Aí, não é muito importante. Outra coisa é o que acontece no momento, no jogo. Um treinador não poder estar no banco não pode reagir. Mas tenho colaboradores que já trabalham comigo há 20 anos, conhecem-me por dentro e por fora e sabem o que fazer».

 

«Todos os momentos do jogo interessam ao treinador, seja o ataque ou a defesa. Para ganhar temos de marcar golos e já fizemos 14 golos. É verdade que defensivamente, normalmente, não sofremos muitos golos, mas a minha preocupação é no que podemos marcar e sofrer. Se marcarmos cinco e sofrermos um golo, estou satisfeito. Agora se sofremos um golo e não marcamos, aí não estou satisfeito. Quando olho para o jogo vejo as duas componentes. Todos os momentos me preocupam. Procuro que os momentos defensivos sejam rigorosos».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Imagem de perfil

De PF a 27.09.2016 às 04:51

"O conselho que eu dava ao meu colega era para não pensar muito neste jogo e para se preocupar mais com o próximo no campeonato polaco", sinceramente simpatizo com este Homem, quem mais se lembraria de dizer algo parecido que não Jorge Jesus.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo