Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

mw-860.jpg

 

O FC Porto visitou e foi derrotado pelo Paços de Ferreira este domingo, por 1-0, em jogo da 26.ª jornada da I Liga. O Benfica venceu o Desportivo das Aves no sábado e o Sporting ainda tem pela frente o Desportivo de Chaves, esta segunda-feira.

 

Com estes resultados, o FC Porto continua a liderar a tabela classificativa, com 67 pontos, seguido pelo Benfica com 65 e, por fim, o Sporting, com um jogo a menos, com 59 pontos.

 

Quem mais beneficia com a primeira derrota do campeonato da equipa portista ?

 

Recorde-se que faltam disputar oitos jogos até ao dia 13 de Maio:

 

FC Porto: Boavista (C) - Belenenses (F) - Aves (C) - Benfica (F) - Setúbal (C) - Marítimo (F) - Feirense (C) e Vitória de Guimarães (F).

 

Benfica: Feirense (F) - V. Guimarães (C) - Setúbal (F) - FC Porto (C) - Estoril (F) - Tondela (C) - Sporting (F) e Moreirense (C).

 

Sporting: Rio Ave (C) - SC Braga (F) - Paços Ferreira (C) - Belenenses (F) - Boavista (C) - Portimonense (F), Benfica (C) e Marítimo (F).

 

publicado às 02:51

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


50 comentários

Sem imagem de perfil

De Pinheiro a 12.03.2018 às 09:10

Ok quer uma analise de quem beneficia com esta derrota do Porto?
Simples, a resposta é de novo a verdade desportiva.
Jogos facilitados é prato dado para o Porto e para os de Lisboa são os jogos da vida dos pequenos clubes.
Como tal, a minha resposta mantém-se e é válida.
Uma equipa decidiu jogar à bola e deu no que deu. Revelou fragilidades na equipa do Porto.

O campeonato está lançado, o Benfica está na luta e o Sporting parece ter apostado as cartas todas na liga Europa.
Os problemas com o Gelson e lesões de última hora de jogadores chave revelam estranheza na gerência da equipa leonina.
Matematicamente, tudo em aberto entre os 3 grandes.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 11:23

Nao concordo consigo e se viu o jogo a 2 parte e se entende de futebol nao pode dizer que o que aconteceu ontem no jogo foi verdade desportiva.
Eu nao sou do Porto e para mim podem perder sempre , mas sinceramente aquilo foi tudo menos futebol e 7 minutos dados pelo arbitro nao chegou a metade do tempo perdido com extras futebol o chamado anti-jogo .
Foi deplorável a forma desesperante comos os pacenses jogaram (nao jogaram) a 2 parte.

Inumeras paragens provocadas pela manha que em nada dignificam o futebol eu sou altamente contrário ao elogio deste tipo de futebol que é tudo menos futebol.
Ganha o que for mais manhoso e melhor artista de teatro.
Raras as jogadas em que nao se atirava para o relvado um jogador do Paços agarrado á perna , saia todo cambalido mal podendo andar aparentemente cheio de dores e mal passava a linha lateral pedia imediatamente para entrar e depois como corria para recuperar a sua posição , esta cena repetiu-se varias vezes sem falar do pedido constante de uma cama para o relvado do seu guarda redes , passou a 2 parte mais tempo deitado que a querer jogar futebol.
Se fui fortemente critico ao futebol do Petit apresentado em Alvalade quando da visita do Moreirense tambem tenho que ser coerente com esta 2 parte de ontem.

Estas manhas têm que ser banidas do futebol e nao podem servir de desculpa para as equipas mais pequenas como arma porque isso é anti desportivo.
Por isso quando diz que ganhou a verdade desportiva convido-o a rever de novo a 2 parte de forma isenta e depois volte a comentar.
O arbitro fez o seu trabalho ao sabor da conveniencia .
Nao discuto resultados mas sim atitudes que são claramente anti desportivas e colocam em causa a verdade desportiva é claro.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 12.03.2018 às 11:42

Remédio santo seria parar logo o relógio, assim que o jogo fosse interrompido. Deixa-se de beneficiar o infractor pela perda de tempo. O futebol é um dos poucos que ainda dá tempo de compensação, sendo o jogo mais visto e seguido no planeta. Não entendo como é que a FIFA ainda não se debruçou sobre este assunto. Outra solução seria um jogador ser obrigado a ser substituído quando se atirasse ao chão a segunda vez, caso ainda tivesse substituições, se não tivesse, a equipa jogaria com menos um. Levava um cartão branco ou assim. Está em risco a saúde do jogador, visto que está sempre a atirar-se ao relvado (estou a ser irónico, nesta.) Desta forma, impedia-se que andassem com estas manhas, que em nada beneficiam o espetáculo. Somos a liga mais desinteressante de assistir, quando os jogadores, que são pagos a peso de ouro, passam 45mins no chão a segurar um resultado de 1-0.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 12:14

Devo tambem referir que ontem na 2 parte e vendo a as "estratégias" do Paços fiz a experiencia de colocar o cronometro de meu telemovel a funcionar na 2 parte para somar as paragens forçadas , nao acionei nos lançamentos de linha lateral e faltas onde tambem perdiam tempo exagerado.
So nas supostas lesões dos jogadores e substituições foram 11,32mt e o arbitro deu 7.
Façam a experiencia .
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 12.03.2018 às 15:56

Só vem reforçar os argumento que devemos começar a parar o relógio e não a dar compensação. Apenas se está a beneficiar "o infractor". Temos constantemente equipas a marcar 1 golo na primeira parte e depois a estacionar o autocarro e a fazer todo o tipo de jogo sujo apenas para agarrar esse golo. E ainda vêm chamar de estratégia e de táctica... Por favor. Tudo o que não fosse momento de bola corrida, o relógio parava. Isso ia mudar imenso a forma como as equipas jogariam. Era isso e começar a sacar amarelos a recorrentes piscinas. Mais do que ser pelo Sporting, é o desporto em si que sai prejudicado. É um péssimo jogo de se assistir, para quem compra um bilhete com o seu dinheiro arduamente ganho, para andar a ver meninos constantemente no chão a espernear por causa de uma pena que lhes tocou no ombro...
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 12.03.2018 às 11:52

A questão do anti-jogo não é nova, é recorrente e não se reduz ao jogo de ontem.
Acontece em quase todos os jogos do Sporting e acontece em quase todos os jogos entre os ditos mais pequenos, para quem acompanha é fácil de ver!
O anti jogo só é assunto hoje especificamente porque o porto perdeu!!!
É evidente que, para quem gosta de futebol, trata-se de um grande mal do futebol português em particular, mas não só.
E poderemos realmente criticar as equipas mais pequenas por usarem essa arma?

Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 12.03.2018 às 11:54

Note-se que os três pontos ontem conquistados pelo Paços, podem fazer a diferença entre descer e ficar no 1º escalão!
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 11:59

Meu caro eu comento quando o anti jogo é feito de forma altamente exagerada como a 2 parte de ontem ou quando o Moreirense visitou recentemente alvalade.
Para tudo á limites .Isso nao pode servir nunca de desculpa para que equipa for seja ela pequena porque a jogar (nao jogar) dessa forma ainda fica mais pequenina.
Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 12.03.2018 às 12:02

O guarda redes do Aves começou a fazer anti jogo logo no primeiro minuto, teve 3 assistências médicas e só ficou bom quando o Benfica marcou.
Isto só para dizer que todos os clubes pequenos (e não só) fazem anti jogo e a forma de contrariar é marcar cedo.
Quantas vezes o Sérgio mandou fazer anti jogo, ele que se lembre que já treinou a Académica!
Penso que quem beneficiou mais com o resultado de ontem foi o Benfica, quanto ao Sporting tem que ter muito cuidado com o Braga.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 12:07

Tem que haver no futuro solução , mas de facto o ideal seria um cronómetro gigante que todos vissem e que some o tempo considerado de paragem forçada , depois seria facil todos saberem que o arbitro iria juntar o tempo do cronómetro aos 90 minutos , mas no tempo de descontos o cronometro voltava ao zero e reiniciava as contagens porque nos descontos as paragens sucedem-se.

Entendo por paragens do jogo forçadas , caidas dos jogadores para serem assitidos, VAR, substituições, retirada de objectos atirados pelo publico, marcação de faltas quando demasiadamente prolongadas.

Com esse cronometro tenho a firme certeza que essas tactitas anti-desportivas eram reduzidas ao minimo.
Sem imagem de perfil

De antonio a 12.03.2018 às 12:33

O que o caro está a pedir é a paragem do relógio e há motivos perfeitamente válidos para ela nao existir.
Ficam aqui os principais:

- perda de fluidez e ritmo de jogo
- permite aos jogadores parar o jogo com mais regularidade

Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 12:47

Nada de paragem do relogio mas sim em paralelo um cronómetro que só era acionado quando a paragem é considerada extra , como as ditas supostas lesões , saidas dos jogadores quando são substituidos e outros, esse cronómetro somaria os tempos dessas paragens e daria um total que seria acionado aos 90 minutos , mas á vista de todos e nao ao criterio dos manhosos.

Nos descontos o cronometro voltaria á contagem apartir do zero porque num periodo extra de 7 ou mais minutos as paragens forçadas voltam a suceder-se.

Com esta medida ja diminuiam as ações de puro teatro porque todos sabiam que o cronometro estaria a contar na integra para somar aos 90 minutos.
O jogo decorria normalmente e muito diferente das paragens dos jogos de pavilhão ai sim o relogio pára.
Sem imagem de perfil

De antonio a 12.03.2018 às 13:42

Esse é o trabalho do quarto árbitro. Puro teatro só se combate com mao pesada.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 12.03.2018 às 16:02

Epah, vocês benfiquistas são uma autêntica peça... Já foram usados os mesmos argumentos com a introdução do VAR. Então perde-se fluidez do jogo quando se pára o cronómetro e não se perde quando um jogador está constantemente a atirar-se ao chão para perder tempo... Que lógica daquelas... Parar o jogo com muita regularidade é o que aconteça agora, porque sabem que o árbitro nunca vai dar o real tempo de paragens, mas sim algo aproximado, para menos. Se o cronómetro parasse, os jogadores viam que não havia vantagem nenhuma em estarem a atirar-se ao chão porque assim, o jogo nunca mais acabava e a equipa adversária continua com tempo para virar o jogo. Para além de que eles também querem é terminar o jogo e ir para casa.Realmente pensei que nos fosse mostrar bons argumentos, válidos, mas ficou-se pela boa intenção.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 12.03.2018 às 16:59

Mas esse cronómetro deve estar á vista de todos , estou convicto que as atitudes anti-desportivas no queimar tempo diminuiam considerávelmente.
Sem imagem de perfil

De Pinheiro a 12.03.2018 às 17:37

Indiana, a minha ressalva de apreço pelo jogo do Paços de Ferreira foi precisamente esse ponto.
O anti-jogo foi uma imagem de marca do Paços contra o Benfica, e jogou-se pouco mais de 60 minutos dos 90 se não me falha a memória.
Jogaram da mesma forma contra o Porto.

De resto, concordo que isto estraga o jogo, e é precisamente isto que faz perder interesse no futebol.
Querem exportar o futebol português, mas quem quer comprar jogos em que a média por jogo anda a rondar 70 minutos de jogo jogado? (Li recentemente essa informação, padece de confirmação).

Quem quer comprar jogos de uma liga onde qualquer toque é motivo para a queda do comunismo no campo de futebol?
Onde um terramoto sacode todos os jogadores devido ao efeito do vento das chuteiras dos adversários que nem lhes tocaram, mas passaram de raspão?

Infelizmente, o campeonato precisa de melhorar a sua cultura futebolística.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo