Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Por mais isentos que queiramos ser, e eu procuro sê-lo, não conseguimos que as nossas opiniões não sejam influenciadas pelos nossos posicionamentos “ideológicos”.

Enquanto adepto de futebol, em geral, e adepto sportinguista muito em particular, procuro sempre manter uma posição equilibrada, conjugando a paixão clubística com alguma racionalidade. E nesse sentido coloco-me no lugar do contrário, tentando compreender as suas razões.

Screenshot (499).png

Vem isto a propósito da polémica gerada pelo jogador Otávio, do Famalicão, ao afirmar no pós-jogo que Gyokeres devia ter sido expulso, depois de ter feito uma agressão a um colega seu, quando já tinha um cartão amarelo. Sobre este assunto, li opiniões de peritos de arbitragem e vi veredictos com conclusões opostas, o que prova que a situação é discutível.

Mas o que me parece que extravasa o papel de um jogador, é vir para as redes sociais alimentar a polémica, o que tenho alguma dificuldade em perceber, porque na prática, era um assunto ultrapassado. Em consequência, sujeitou-se a ter o confronto de adeptos com frases como “preto de *** , Macaco do c****e “volta para a tua terra”.

Não me considero racista e condeno quem o é no verdadeiro sentido da palavra. Não faço distinção entre cor da pele ou qualquer nacionalidade, por exemplo. Sei que teoricamente, somos todos iguais, mas na prática não é bem assim. Costumo dizer que tirando aspectos comuns, somos todos diferentes. E é nesse sentido que avalio as pessoas. Há pessoas bem e mal formadas em todos os países e concretamente entre atletas ou adeptos de futebol.

E é nesse aspecto que considero a atitude do cidadão e profissional de futebol Otávio, no mínimo, pouco prudente. Que necessidade tem de vir para o Instagram abordar um assunto já ultrapassado? Claro que se pôs a jeito.

Na minha perspectiva a sua função é jogar futebol e não assumir o papel de adepto. Claro que não concordo com atitudes/palavras que têm a intenção de ofender, mas elas são recorrentes nas redes sociais, onde o civismo não é a norma.

Como se costuma dizer, quem não quer ser lobo não lhe veste a pele. O jogador Otávio fez o mal e caramunha. Desencadeou o problema, deu azo aos insultos e a seguir fez-se de vítima. Para princípio de conversa, não é um bom cartão de visita.

P.S.: E já agora expliquem a esse futebolista que os jogos são onze contra onze. Procurar ganhar com o adversário com menos jogadores, não revela muito desportivismo.

publicado às 01:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


41 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 30.08.2023 às 03:23

Concordo!..
Racismo, xenofobismo e tudo o demais é feio, horrível e sem necessidade.
Estes temas sâo sempre muito controversos e polémicos.
Mas,
Vitimizar-se por causa de 4 tipos que o insultam, é ridiculo!.
E mais, atreve-se a comparar com o caso de Vinicius Jr.😊

As palavras do Otávio nesse twitt são sinceramente uma estupidez.
Mal aconselhado está!.
Sem imagem de perfil

De Calheiros a 30.08.2023 às 06:37

estamos a desfocar a questão

uma coisa é a provocação, outra é a resposta

não é a provocação que torna as pessoas racistas...

uma pessoa racista reage à provocação de forma racista.
uma pessoa não racista reage à provocação de forma não racista
Sem imagem de perfil

De Leão de Sta.Engrácia a 30.08.2023 às 09:43

Parabéns pelo comentário.
Podiam-lhe chamar fiteiro, chorão ou aldrabão. Preferiram chamar-lhe preto e mandá-lo para a sua terra porque são racistas (Sim, é mesmo verdade. Também há sportinguistas que não valem nada como pessoas).
SL
Sem imagem de perfil

De Satori a 30.08.2023 às 10:19

Concordo em absoluto.
Por mais estúpido que pudesse ser o conteúdo do tweet do Otávio, o mesmo teria de ser respondido com argumentos.
Partir para insultos é inaceitável. E os adeptos que partem para o racismo neste caso (e que são, obviamente, racistas) esquecem-se que o Sporting é um clube que (felizmente) tem e sempre teve muitos atletas de muitas cores e raças diferentes.
Estes insultos também acabam por ser endereçados, indirectamente, a todos esses atletas do Sporting (ou acham que esses atletas, ao lerem esses comentários do "vai para a tua terra" não ficam incomodados?).
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 15:25


Satori

As minhas desculpas pela discordância, mas a questão do racismo não tem apenas uma face. É contra o outro, o diferente, independentemente da cor, ou local de origem. E quantos vezes existe entre pessoas com a mesma nacionalidade a nível clubístico, ou até dentro do mesmo clube. Lembro-me do caso Esgaio que foi vítima de insultos no Instagram por adeptos do Sporting. Usando a mesma bitola não é também racismo?

Na minha perspetiva esses comportamentos reprováveis são antes de mais, resultado de falta de uma formação cívica para os valores, e não têm horizontes limitados. As pessoas que insultaram o jogador Otávio, são as mesmas que o teriam elogiado se fosse atleta do Clube, em circunstâncias idênticas.

Costuma dizer-se que a ocasião faz o ladrão. Estes comportamentos provocados por rivalidades clubísticas existem existirão, enquanto não conseguirmos educar para o civismo.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 13:00

A questão de ser ou não racista não é linear. A reação contra o outro depende de circunstâncias pontuais. E há quem não seja visceralmente contra o "estrangeiro", por exemplo, e que tenha um momento de raiva, em situações específicas..

Neste caso concreto, não consigo afirmar que estas pessoas são racistas assumidos. Pode uma reação momentânea contra quem nos ataca. E é sem dúvida uma falta de civismo.
Sem imagem de perfil

De Leão de Sta.Engrácia a 30.08.2023 às 14:55

Em conclusão: se nem assim é racismo, nada é racismo. Fica ao critério de cada um. Está bem, pronto.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 15:44

Leão de Sta. Engrácia

Não me lembro de ter escrito que "nada é racismo". O que quero dizer é que a questão é completa e não se esgota em sim ou não. Nem pretendo aqui fazer esse tipo de debate.

O que está em causa são insultos a uma pessoa, que, com todo o direito, se vitimizou. Não conheço quem os fez, mas fê-los num contexto muito específico. Também não sei se essas pessoas no caso do jogador ser do nosso Clube, o teriam defendido em vez de o atacar.

Racismo, xenofobia existem e sempre existiram, e são um comportamento ideológico, no qual não sei se se enquadra o caso concreto. Pode ser, se a pratica de essas pessoas for coerente com a mesma atitude.

Sem pretender ilibar ninguém, (nem tenho esse poder) também não me acho com direito de colocar rótulos, que não sei se são corretos. Julgamentos na praça pública não faço. Que os faça quem tenha a competência e os meios para os fazer.



Sem imagem de perfil

De Jorge a 30.08.2023 às 15:08

Assumido ninguem é... há sempre uma desculpa. Mas se a primeira reacção que temos contra quem nos ataca (no instagram, note-se...) é baseada na raça, então é porque somos racistas. Tanta coisa para lhe chamar e foi isso que lhes ocorreu? porque será?
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.08.2023 às 07:57

Gyokeres nem deveria ter visto o amarelo, o lance ocorreu quando fez a rotação, não houve intenção de agredir o adversário, falta sim , amarelo não.
Otávio é mais um que quando for embora, ninguém irá reparar.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 30.08.2023 às 11:45

RCL,

tanto batem no ceguinho que todos começam a ver problemas donde munca existiram.
O Gyökeres em nenhum momento usa o cotovelo, sem querer ou por querer ou até mesmo ao fazer qualquer rotação.
Os braços estiveram sempre em posição natural .. e não há mais nada a discutir.
Senão, cortem-lhe os braços!.

P.S.. Estes cartilheiros, twitteiros "anónimos", "adeptos populares" são uns craques.
Assim fazem de um hormonado(dopado) um craque mundial.
Assim fazem do gigante e potente Gyökeres o mau da fita.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 13:03

RCL

Se não fosse este episódio ninguém saberia quem é o Otávio. Mais um entre os muitos brasileiros que jogam cá.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.08.2023 às 07:57

?????? (à falta de um emoji de queixo caído).

"Mas o que me parece que extravasa o papel de um jogador, é vir para as redes sociais alimentar a polémica o que tenho alguma dificuldade em perceber, porque na prática, era um assunto ultrapassado. Em consequência, sujeitou-se a ter o confronto de adeptos com frases como “preto de *** , Macaco do c****e “volta para a tua terra”."
O jogador do Famalicão não alimentou qualquer polémica, os adeptos é que foram ao Instagram insultá-lo. Assim escrito parece a história da mulher violada ter culpa por andar de mini saia (ou neste caso do cordeiro que vestiu pele de lobo).
Quanto ao episódio, cito o que um certo Rui Gomes escreveu quando Esgaio foi "obrigado" a fechar as redes sociais:
Como atleta profissional, terá de aceitar as críticas quando as coisas não correm bem, mas há muita maneira de criticar.
E uma delas não é invadir o Instagram do jogador com insultos, deste género e pior, (...) como é o meu estilo, aqui não há meias palavras: a estupidez não tem limites!!!


E isto é que está certo, a estupidez (e o racismo, neste caso) não têm limites. E como diz o Calheiros em cima, não é a "provocação" (que não houve) que é racista, é a forma como as pessoas reagem.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 13:30

LG

Há aqui alguns equívocos. Primeiro o Rui Gomes não manifestou qualquer opinião aqui, sobre este assunto concreto. Em segundo lugar o jogador tem tanto direito a manifestar-se como outros frequentadores do Instragram. Que a estupidez campeia nesses espaços é um dado adquirido. Por isso não os frequento. Quem os frequenta sujeita-se. Esse tipo de de linguagem insultuosa, é sobretudo fruto de falta de civismo que existe na nossa sociedade.

Comparar umas "bocas insultuosas e malcriadas" com uma violação também me deixa de "queixo" caído". No mínimo é muito infeliz.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.08.2023 às 13:47

Muitos equívocos, mesmo. Quando a opinao de um e do outro está tão longe, nãom sei se haverá forma de nos encontrarmos a meio, mas vou tentar.

A referência ao comentário do Rui Gomes (num assunto antigo, relativo a Esgaio) é apenas para referir que é tudo uma estupidez, ainda o jogo não acabou e já estão grunhos a insultá-lo nas redes sociais.

Quanto à comparação com assuntos tipo a minissaia, é por causa das suas expressões "pele de lobo" e "mal e caramunha". Que pele de lobo é que vestiu o jogador? Que culpa teve o jogador para merecer insultos racistas feitos DURANTE e logo após o final do jogo?
É a mesma lógica de culpar a vítima/desculpabilizar o agressor que se encontra presente na história da minissaia ou no famoso acórdão da coutada do macho ibérico (se não sabe o que é, é fácil pesquisar): a culpa é do jogador porque simulou uma agressão, logo podemos desculpabilizar/relativizar o que lhe acontece nas redes sociais



Esse tipo de de linguagem insultuosa, é sobretudo fruto de falta de civismo que existe na nossa sociedade.

NÃO. É fruto do racismo que a nossa sociedade de "brandos costumes" finge ignorar.

E para acabar, veja o comunicado que o Sporting lançou. está lá tudo o que deveria ser dito, e em lado algum se acusou o jogador de ter sido lobo


Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 16:21

LG

Estamos longe de estar de acordo, porque como é habitual dizer-se, uma moeda tem duas faces, e quando se esquece que isso acontece, analisamos como se estivesse só uma.

Na abordagem que fiz, tive o cuidado de procurar ver a questão de um ponto de vista global. Os comentários insultuosos são altamente reprováveis, mas o jogador também não é um anjinho: vai queixar-se para o Instagram que o seu clube foi prejudicado, para não dizer roubado, que o árbitro errou e não foi sério, que um jogador adversário devia ter sido expulso. E não sabia que se ia expor ao contraditório? A única razão que lhe assiste é ter sido insultado de forma soez.

Eu continuo a manter a mesma posição. Não conheço as pessoas em concreto, e sei que agiram em função da clubite e da falta de civismo. Se o mesmo protagonista fosse nosso, creio que o apoiariam. Por isso, não faço julgamentos à priori, em relação à questão de racismo. Não considero a nossa sociedade racista. Se há país onde convivem desde há muito tempo diversas culturas é no nosso.

Quanto ao comunicado do Sporting não podia ser de outro modo, porque é uma Instituição Centenária, e que tem que agir em conformidade. Nunca poderá aceitar que pessoas que se identifiquem com o Clube tenham comportamentos condenáveis.

P.S. : Referiu o caso Esgaio. Também foi racismo? Ou terá sido a habitual falta de civismo.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.08.2023 às 17:02

Para acabar:
a) Em primeiro lugar o seu artigo tem um erro original, o jogador não se queixou no Instagram de o clube ter sido prejudicado.
Os prints com os insultos racistas são de domingo, alguns feitos em hora a que o jogo estava a decorrer e outros logo no final do jogo.
E mesmo que se tivesse queixado no Instagram no final do jogo, era desculpa para os insultos? Mais uma vez, o jogador tem culpa de quê?

b) P.S. : Referiu o caso Esgaio. Também foi racismo? Ou terá sido a habitual falta de civismo
Acho que não é preciso explicar porque é que "macaco", "preto de merda" ou "escravo", foram utilizados para o Otávio e não para o Esgaio.
O que significa quando uma pessoa quer insultar outra e a primeira coisa que faz é olhar para o tom de pele?

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 17:57

Para terminar um debate onde não vamos concordar, o que é normal, até porque partimos de premissas diferentes.

A versão que agora coloca não é igual à que tive acesso, Se a sua estiver correta altera logicamente a situação.

Nunca desculpei os insultos, antes pelo contrário e várias vezes. O que sempre disse, é que não tenho a certeza se os insultos são ou não racistas. Já vi muita gente até com bons modos, chamar "anão", a indivíduos de estatura mais baixa, por exemplo.

No Sporting existem atletas de várias nacionalidades e cores. Será que os mesmos indivíduos os insultam?
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.08.2023 às 09:06

Por falar em Otávio, o outro que jogou no FC Antas, atualmente no Al Nassr, mudou radicalmente, já não é aquele jogador quizilento, matreiro e provocador. Joga à bola , e bem. Terá prejudicado, e muito, a sua carreira por ter passado pelo Antas.
A Liga da Arábia Saudita é mais atraente do que a nossa. É vista em todo o mundo; a nossa não passa das Berlengas.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 30.08.2023 às 13:10

Sem imagem de perfil

De José Santos a 30.08.2023 às 09:57

Isto cheira a "encomenda" da casa mãe portista para abafar o escândalo de Vila do Conde....
Sempre que o foco é o fcporto....aparece sempre algo para o desviar para outro lado.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 15:03

José Santos,

Não diria tanto, mas que o assunto abafou um pouco o que aconteceu em Vila do Conde. é um facto.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 30.08.2023 às 15:33

Caro Nação Valente
Todos sabemos como está implantado o sistema fc das antas.....
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 30.08.2023 às 15:41

José Santos
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.08.2023 às 10:36

Caro amigo Nação Valente,

É uma situação que me incomoda e que analiso sobre dois prismas. O social e o desportivo.
A análise que faço destes dois prismas é individualizada para cada um e não quero, de forma alguma, interligá-los ou com um justificar o outro. Percebo o efeito que o comportamento do jogador pode desencadear, mas entramos em reacções que ultrapassam os limites toleráveis para a nossa sociedade.

Do ponto de vista social estamos perante uma situação repugnante, inqualificável e que, se realmente são adeptos do nosso Clube, a mim, como sportinguista, mais me envergonha.
Não há, seja qual for a motivação, nenhuma razão para este comportamento e não pode existir a mínima tolerância ou compreensão.

Do ponto de vista desportivo o comportamento do atleta do Famalicão é, no mínimo, dispensável. Não lhe compete entrar em avaliações sobre comportamentos de colegas de profissão, nem, directa ou indirectamente, patrocinar campanhas que visam atingir esses colegas. O seu dever como figura pública exige perceber o contexto em que se movimenta e a repercussão que as suas afirmações têm.

Todos conhecemos a irracionalidade do ambiente associado ao futebol, mas estas duas realidades têm de ser tratadas de forma separada. Há valores que estão acima de qualquer irracionalidade ou emotividade.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 14:58

Amigo Leão do Norte

Concordo com a análise que faz da situação gerada nas redes sociais e que está aqui em debate.

A separação que faz entre o social e o desportivo faz sentido. No entanro, esses comportamentos não são exclusivos do mundo do futebol. A irracionalidade está presente em muitas outras vertentes, como por exemplo na dimensão política, onde as rivalidades levam muitas vezes a atitudes reprováveis.

Para mim, a questão de fundo tem a ver com a falta de civismo, de respeito pelo outro, e de se colocar no seu lugar. A manifestação desses comportamentos lamentáveis, comuns nas redes sociais, mostram que falhamos enquanto educadores na construção de uma sociedade, onde predominem os valores fundamentais.


Imagem de perfil

De Julius Coelho a 30.08.2023 às 12:22

A primeira tentação é cair na armadilha, mas trata-se do futebol e toda a sua envolvência, a via mais fácil é todos mostrarem-nos que são todos muito machos, donos da razão, da verdade, pregadores dos bons exemplos e não enxergam o resto.

Vou sempre mais a fundo da questão, o Otávio pretende mesmo e só falar do assunto do racismo? Todos nós vimos e percebemos como o Famalicão se apresentou em Alvalade, a fazerem o jogo das suas vidas e é legítimo de se apresentarem como entenderem, de usarem no jogo os fins que entenderem mesmo que sejam anti-desportivos, algo os moveu para todos aqueles limites e no final com a derrota ficou a clara ideia que perderam algo muito maior que os 3 pontos do jogo.
Fica a ideia que alguns jogadores estavam convencidos que iriam sacar pontos em Alvalade e o Otávio é um deles, notou-se logo nas suas declarações no final do jogo no flash interview, ficou ressabiado e tudo lhe daria motivo para mostrar a sua frustração, veremos agora se irá delatar públicamente em todas as vezes que maltrataram a cor da sua pele no Instragram.

Condena-se sempre quem toma essa via, é desprezível e entristece-nos a todos, porque é transversal, passa-se em todas as partes infelizmente e num universo tão grande como o do Sporting era impossível também não acontecer.

O Otávio aproveitou para atingir o Sporting e os sportinguistas está no seu pleno direito mas deverá reclamar sempre, não só quando é conveniente.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 30.08.2023 às 15:38

No Brasil por exemplo, o racismo, o xenofobismo e outras discriminações são o pão de cada dia.
O português é padeiro, burro, atrasado e ladrão.
O negro/preto se não é desportista ou músico não tem escapatória. Nem sequer como militar, onde noutros países, é também uma oportunidade.
Ser pobre, é ser condenado a uma morte lenta.

P.S. Nesta vida há de tudo. Bons e maus!..
Os bons são ainda a grande e imensa maioria.
Há os que tem ética, outros moral e aqueles que necessitam de leis para conviver em paz, numa qualquer sociedade do mundo.
Achar que Portugal é racista, é no minimo estranho.
Há racistas, não somos racistas!.
É tudo!.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 15:50

Pois amigo Carlos N.T., as moedas têm sempre duas faces, mas que não saiba.

Racistas há todo o mundo e em muitas vertentes. Concordo que genericamente Portugal não é um país racista.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.08.2023 às 16:25

Correção: mas há quem não saiba
Sem imagem de perfil

De Yazalde a 30.08.2023 às 17:04

Vinha com a lição estudada, se calhar para tirar pontos ao Sporting, para beneficiar terceiros, o Famalicão veio Alvalade jogar mas menos futebol, se calhar foi pelo Ivan Jaime ,tinham algum prêmio, um arruaceiro,foi se embora o Octávio veio outro.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo