Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem tem Bruno Fernandes

Rui Gomes, em 11.02.19

 

hqdefault_live.jpg

 

Reconhece-se que não é fácil jogar futebol no recinto de Santa Maria da Feira e ainda mais difícil perante um adversário excessivamente agressivo e faltoso - seis cartões amarelos no jogo, mas ainda ficaram alguns mais por mostrar -, mas o Sporting tem de arranjar mais e melhores argumentos para ultrapassar equipas deste nível e, em simultâneo, evitar o futebol medíocre a que assistimos, nomeadamente nos primeiros 45 minutos.

 

O Sporting alinhou de início com Renan; Ristovski, Coates, Ilori e Borja; Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes; Diaby, Acuña e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin, Abdu Conté, Bruno Gaspar, Doumbia, Francisco Geraldes, Raphinha e Luiz Phellype.

 

img_770x443$2019_02_10_08_54_26_1503720.jpg

 

Confrontado com a óbvia necessidade de uma maior rotatitividade do plantel, esperava que Marcel Keizer efectuasse uma ou duas alterações, mas salvo dar continuidade à titularidade de Borja, nada mudou. Diaby no 'onze' no lugar de Raphinha, apenas isso.

 

No entanto, no segundo período, e com os três pontos praticamente garantidos, Bruno Fernandes, Wendel e por fim Diaby, tiveram a oportunidade de descansar um pouco as pernas que já tinham pedalado uns bons quilómetros na partida. Neste processo, viu-se Francisco Geraldes regressar ao relvado de "leão ao peito", após um longa ausência.

 

A defesa leonina sente imenso a falta de Mathieu. O experiente central francês é quase tão importante como o uruguaio Sebastián Coates, e Tiago Ilori, sem ser desastroso, ainda não convence. Borja não deslumbra, mas registou mais uma exibição com nota positiva. Do outro lado, Ristovski, faz-nos esquecer Bruno Gaspar.

 

download (1).jpg

 

Bas Dost não marcou nesta partida, mas trabalhou muito e invariavelmente bem, até no sector defensivo. Foi marcado impediosamente e frequentemente em falta pelo adversário, mas faltou maior verticalidade no que à baliza do Feirense diz respeito.

 

Deixando o melhor para o fim, acredito mesmo que quem tem um jogador excepcional como Bruno Fernandes na equipa tem quase tudo. O melhor leão no relvado, com a sua usual carga pesada de trabalho e dois golos de encher os olhos, os seus nono e décimo da Liga NOS e o vigésimo da época. Sublinha a minha opinião que estamos perante o melhor jogador do campeonato português.

 

O Sporting foi mais uma vez socorrido pelo VAR, no golo anulado ao Feirense. Confesso que fiquei com algumas dúvidas sobre o mérito da decisão, mas uma coisa é certa; mesmo havendo alguma interferência em Renan, ele tem de ser muito mais agressivo na bola em cruzamentos e pontapés de canto. Curioso, este guarda-redes brasileiro; tem a capacidade de cometer erros grosseiros e fazer defesas espectaculares no mesmo jogo.

 

download.jpg

 

Ainda falando da arbitragem, se há alguma causa para debater o referido golo, também há para o segundo cartão amarelo que Manuel Mota perdoou a Vítor Bruno, aos 30', por uma entrada duríssima sobre Bas Dost. Isto, e mais dois ou três cartões amarelos que ficaram por mostrar.

 

Com este resultado, o Sporting não se aproximou do SC Braga e Benfica, dado que ambos venceram os seus jogos, (ouvi dizer que o clube da Luz ganhou por falta de comparência do Nacional), apenas reduziu a distância para o FC Porto para nove pontos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


169 comentários

Imagem de perfil

De Greenlight a 11.02.2019 às 09:39

Primeira parte muita fraca do Sporting. Fica a ideia que os nossos jogadores se assustaram com as entradas assassinas, logo nos primeiros minutos, dos jogadores do Feirense que o árbitro fez que não viu. A partir daí os jogadores do Feirense chegavam sempre primeiro à bola. Enfim, o VAR descortinou uma falta duvidosa no lance do golo anulado ao Feirense, em que o Renan se deixou ficar.
Quanto ao resto, foi show de Bruno Fernandes bem secundado por Acuna que é muito melhor a médio ala que a defesa.
Quanto ao Keizer, dou-lhe o benefício da dúvida até ao jogo com o Braga que venceu, dificilmente, tirando vantagem de invenções tácticas de Tiago Fernandes.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 11.02.2019 às 09:50

Em relação ao golo anulado, acho que existe falta e acho que existe também fora de jogo….. mas independente de tudo…. inaceitável a forma leviana como defendemos este tipo de lances, um GR naquela situação tem de empurrar os avançados para ganhar espaço, e nunca ter aquele comportamento facilistista.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 10:35

Naquele lance, fora de jogo como??? É um pontapé de canto.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 11.02.2019 às 11:14

Existe antes um toque de cabeça de um outro jogador do Feirense, sendo que o jogador que marcou o golo está em cima da linha de golo….logo fora de jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 11:22

Parece-me que esse outro jogador não chega a tocar na bola.
Sem imagem de perfil

De RCL a 11.02.2019 às 12:32

Pareceu que o Jogador do Feirense estorva a acção de Renan, na pequena área é falta. Renan, contudo, sai mal desse lance, no tempo do Costa Pereira ia bola e jogador tudo à frente.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 12:56

Aquela bola tem que ser sempre de Renan, estorvado ou não. Não pode sofrer golos desses a este nível.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 11.02.2019 às 15:09

Sérgio Piscarreta no “Juízo Final” na Sporttv explica porque é bem invalidado o golo. Ainda bem que não foi o Pedro Henriques...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 16:47

É um lance muito subjectivo. Nunca será consensual entre adeptos.

De qualquer modo, continuo a insistir que a postura de Renan deixou muito a desejar.
Imagem de perfil

De MASM17 a 12.02.2019 às 09:42

Não existe tal regra que os GR são deuses na pequena área, apenas não podem ser empurrados, atropelados, etc como qualquer jogador de campo.

Neste caso como em tantos outros que o Renan já teve, não teve a reação necessária para se sair a bola e tirá-la dali. (Como o Rui disse e bem: "Curioso, este guarda-redes brasileiro; tem a capacidade de cometer erros grosseiros e fazer defesas espectaculares no mesmo jogo."

SL
Sem imagem de perfil

De antonio a 11.02.2019 às 15:38

Nao retiro o mérito e justica da vitória do Sporting, mas esse golo foi limpo.

Eu compreendo que o Schmeichel queira levantar dúvidas sobre o lance. Já o VAR sentado na sua cadeirinha a fazer replay do lance para trás e para a frente tem obrigacao de ajuizar o lance corretamente. Coisa que nao fez e eu sei por que motivo o fez.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 11.02.2019 às 19:14

A dúvida do Schmeichel é legítima.

A bola é cabeceada pelo jogador do Feirense, vai ao corpo do Renan, salta no relvado fora da linha de baliza, bate no rabo de outro jogador do Feirense e só assim é que vai para a baliza. Ora este segundo jogador do Feirense está em fora de jogo na altura do cabeceamento, está adiantado à bola e a qualquer jogador do Sporting.

Portanto este lance para mim tem duas irregularidades:
1.ª O jogador do feirense estorva na pequena área a acção do GR. Tanto assim é que o Renan até lhe dá um empurrão para tentar chegar à bola. As regras dizem que o Gr não pode ser estorvado na sua acção.
2.ª A questão do fora de jogo. É o rabo do jogador em fora de jogo que coloca a bola dentro da baliza.

Por isso, sim, o VAR chamou o árbitro e bem para analisar o lance que é duvidoso, sem dúvida, mas que parece mais ilegal do que legal e portanto bem invalidado. Já não consigo compreender a falta sem cartão sobre Bruno Fernandes (Ilori por muito menos levou amarelo na luz) e a falta sobre o Bas Dost na área assinalada ao contrário. É verdade que o Dost acaba a cair em cima do Gr e a estorvar a sua assim, mas está a ser completamente placado. Que o árbitro não veja (estava do lado oposto) compreendo, que o VAR não reveja o lance é que não compreendo..


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 20:01

Qual cabeceamento?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 20:04

P.S.: Estive mesmo agora a rever o lance pela décima vez e confirmei mais uma vez que não há cabeceamento nenhum, anulando, portanto, a tese do fora de jogo.

Dois jogadores do Feirense saltam e ambos falham a bola.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 11.02.2019 às 22:08

Há dois pares de jogadores a saltar à bola antes de chegar ao renan. Parece-me que o primeiro toca a bola de raspão e a desvia mas posso ter visto mal.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 22:17

Desculpe, mas os dois saltam e nenhum toca na bola.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 22:20

P.S.: Acho que podemos concordar que Renan reagiu muito mal, indiferente do resto.
Sem imagem de perfil

De antonio a 11.02.2019 às 20:44

Não há cabeceamento nenhum. E essa regra da pequena área está muito mal aplicada a este caso.

É por estas e por outras que o áudio do VAR devia ser público, mas transparência é coisa que não se quer.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2019 às 21:36

Um adepto ferrenho do clube da Luz a evocar transparência. A ironia do século!!!
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 11.02.2019 às 22:16

Está mal explicada porque lhe dá jeito? Então fazemos assim, no próximo jogo num canto contra o benfica o adversário decide plantar 4 jogadores à volta do svilar dispostos em quadrado. Marca-se o canto e o svilar quer fazer-se ao lance e não pode porque está entalado entre 4 jogadores. É estorvado ou não?? Admita até que os jogadores adversários nem se mexem fizeram apenas um quadrado e nem se mexeram, mas tb não saíram do sítio e não permitiram que o svilar se pudesse fazer ao lance. E dá golo. É ou não golo? É que se vamos pela justificação que o jogador não se mexe dá azo a no futuro os jogadores trabalharem a melhor forma de impedir o GR de jogar a bola...
Sem imagem de perfil

De antonio a 11.02.2019 às 23:02

A mim não me dá jeito nenhum, mas se o Benfica sofresse um golo exatamente igual eu aceitaria.
Apenas procurava ajudá-lo a compreender por que motivo foi mal anulado. Parece-me um lance facílimo de ajuizar.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo