Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 26.11.18

 

img_920x518$2018_11_26_00_49_08_1476652.jpg

 

Declarações (acusações) de José Maria Ricciardi, este domingo, à CM TV:

 

"Não subscrevi (o empréstimo obrigacionista) porque não confio nesta Direcção. Para que não fosse um estoiro já, foram os sócios que vieram salvar o Sporting a pedido de um conjunto de notáveis. A Direcção não tem capacidade para resolver os assuntos.

 

Não levo lições de sportinguismo de ninguém, muito menos do dr. Frederico Varandas e da sua Direcção. Fiz mais pelo Sporting nos últimos anos do que toda essa Direcção multipicada por dez.

 

Não aceito de modo algum e considero uma ofensa pessoal que andem a tentar veicular que tentei prejudicar a emissão de obrigações do Sporting. Eu era incapaz de fazer mal ao Sporting, fosse em que circunstância fosse, porque fiz o contrário toda a minha vida".

 

É difícil não chegar à conclusão que José Maria Ricciardi ainda não aceitou o resultado do acto eleitoral. Diz que é incapaz de fazer mal ao Sporting, mas é precisamente isso que está a fazer com esta sua postura oposicionista e rancorosa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


42 comentários

Sem imagem de perfil

De c piedade a 26.11.2018 às 07:20

Este senhor em vez de unir e um foco desuniao
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 26.11.2018 às 08:03

E pensar que foi o 3º mais votado......
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:46

Chegou-se a admitir que lutaria pelo "título"!!!
Imagem de perfil

De Rampante a 26.11.2018 às 08:10

Que criança birrenta... longe de mim querer falar de estratos sociais, mas Ricciardi é o típico "puto", tipo Trump, que sempre teve tudo e sempre lhe disseram sim... agora que ouviu um não (ainda por cima do "povo"), não aceita e faz birra.

Oposição é bom, mas não este tipo de oposição... isto não é oposição à direcção, é oposição ao Sporting... das palavras de Ricciardi, quase depreendo uma vontade de que tudo corra mal para vir ele com capa de salvador. Que sacanice...

Mas um à parte... sou o único que nota que desde o inicio da campanha de eleições que Frederico e Ricciardi não se podem nem ver??? O que é estranho até porque tinham uma ponte pessoal muito forte que os unia (Rogério Alves)... Não sei o que se passou, mas foi algo que fez com que Frederico passasse a ser quase "inimigo pessoal" de Ricciardi. Curioso, eu acho.


Imagem de perfil

De Mike Portugal a 26.11.2018 às 08:56

Rampante,

Não foste o único a ver, não. Eu falei aqui de Ricciardi desde a altura das campanhas. Revê o que escrevi na altura sobre a personalidade dele e verás que é o espelho do que mostra agora.

Ricciardi detesta Varandas porque julgou que ele era o seu maior adversário na altura (esquecendo-se de Benedito) e porque Varandas "ousou" enfrentá-lo nos debates. Acredita que se Benedito tivesse vencido, a atitude de Ricciardi seria exatamente a mesma.
Nota-se a léguas, que Ricciardi é uma pessoa sem princípios, sem moral, apenas regendo-se por um valor: o seu interesse próprio. Não muito diferente de BdC, diga-se, embora este último tenha tido a vantagem de não estar ligado à banca, pelo que não tinha a imagem queimada perante os sócios, inicialmente. BdC era mais populista e Ricciardi mais político.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.11.2018 às 12:58

Mike Portugal,

Ricciardi e Bruno foram duas faces da mesma moeda. Bruno ganhou a fama de salvador à conta das influências de Ricciardi.
Na minha perspectiva coloca, no seu comentário, algumas imprecisões. O debate com Varandas foi o único em que a vida profissional e pessoal de Ricciardi se sobrepôs ao debate de ideias para o Sporting. E nesse aspecto Varandas esteve mal. Nos outros debates houve urbanidade, e se Benedito tivesse sido eleito, as relações seriam diferentes.
Ricciardi não é um santo, mas também não é um demónio como o pinta. Tem defeitos e virtudes como todos nós, e um deles foi ter apoiado até ao absurdo o anterior presidente. Mas de uma coisa estou convicto, deseja e não o esconde, que corra tudo mal a Varandas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:38

Sim... e por consequência incontornável, ao Sporting.

Daí o seu grande erro ao afirmar que não fez e não quer fazer mal ao Clube.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 26.11.2018 às 13:44

O Nação Valente tem o direiro de defender a imagem de Ricciardi, mas a mim ele não me engana.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:48

MIke,

Não creio que seja um caso de "defender a imagem de Ricciardi", mas sim de não ir a extremos exagerados na análise que se faz da pessoa.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 26.11.2018 às 13:53

A "análise" que eu faço da pessoa é simplesmente baseada no que ele demonstra. É o ABC da Psicologia. Quanto muito podem-me questionar: "Se não gostas nada de Ricciardi como é que durante tantos anos apoiaste Bdc?"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 14:09

E qual é a resposta a essa pergunta?
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 26.11.2018 às 14:19

A resposta tem 2 partes:

1ª BdC antes de 2014/2015: BdC tinha uma personalidade que já mostrava egocêntrismo, mas era sobretudo bélico para o SLB e FCP (começou pelo FCP mas depois percebeu que o verdadeiro controlador era o SLB). Ricciardi é bélico para Sportinguistas. BdC criou um projeto desportivo bom, mesmo na aposta em JJ (para mim foi uma boa aposta) e só não fomos campeões no 1º ano de JJ pela influência que o SLB tem nos orgãos de poder (não tenho qualquer dúvida que o 1º campeonato foi-nos roubado). No entanto votei em Couceiro nas eleições que tiveram os 2.


2ª BdC depois de 2014/2015: BdC começou a perder a cabeça e a ser bélico para toda a gente. Deixei de o apoiar (isto não queria dizer que fosse aceitar qualquer tótó para presidente do SCP, sim era uma indireta para PMR). Para mim BdC era só para manter se fosse vencendo. Como não venceu e pior, criou dificuldades à própria equipa para vencer, estava completamente acabado. O ataque à academia apenas acelerou a sua queda.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 14:30

Um dos grandes problemas do lunático foi precisamente num ter um "projecto desportivo" no verdadeiro sentido do termo.

Reforçado ela reestruturação financeira e, entretanto, pela venda de Slimani, entre outras considerações, o seu chamado "projecto" foi gastar milhões sem nexo.

Apesar de uma ou outra boa tomada de decisão, no todo, o tal projecto caiu ao nascimento.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 15:39

Perdão, queria dizer "não ter...".
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.11.2018 às 15:22

Não defendo nem deixo de defender a imagem de Ricciardi. Não o conheço. Apenas procuro observar com equidistância. Esteve com Godinho Lopes, esteve com a loucura brunista, mas não acredito que seja "Lucifer" ou que queira mal ao Sporting. Se vamos por aí nunca mais paramos. Todos temos telhados de vidro.

Varandas é o Presidente. Ricciardi é apenas um sócio, como qualquer outro, e neste momento uma carta fora do baralho. Tem a opinião que tem sobre a nova Direcção, mas não devia confundi-la com o Sporting. E nesse aspecto está errado, como esteve com o anterior presidente.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 26.11.2018 às 12:45

Caro Rampante,

Ninguém é perfeito, e Varandas também não. Na minha observação visível dos factos, o corte radical de Ricciardi com Varandas deu-se quando este no seu afã natural de ganhar votos, atacou Ricciardi a propósito da sua vida profissional, com afirmações distorcidas e que não têm reflexo na realidade. Convenhamos que Varandas esteve mal, até porque não precisava de ir por aí, e ganhou um inimigo para a vida. Mas Ricciardi devia separar as águas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:40

O ego impede-o de separar as águas. Além do que ocorreu nos debates, ele ainda não aceitou ter sido derrotado por um "mero" médico, quando comparado com ele, "gigante" da Banca.
Imagem de perfil

De Rampante a 26.11.2018 às 14:06

Caríssimo Nação Valente,

tal como escrevi à data, considero que Varandas cometeu um erro enorme nesse ataque, no entanto tenho a certeza que a situação já é anterior... porque digo isso? porque anteriormente, no debate da CMTV que alguns candidatos não marcaram presença, incluindo Varandas, Ricciardi afirmou que era uma pena Varandas não estar lá pois tinha algumas perguntas incomodas para lhe fazer... posteriormente passou o debate todo a "mandar indirectas" a Varandas, o ausente que lhe tinha estragado a "noite de esclarecimento".

Resumindo, algo se passou entre os 2 que fez com que Ricciardi marcasse Varandas como um "alvo"...
Pessoalmente acredito que até foi essa situação que fez Ricciardi avançar e dai ele ter apresentado uma candidatura tão à pressa e "amadora"... Terá Ricciardi tentado colar-se à candidatura de Varandas e este tê-lo-à hostilizado? honestamente é o que me parece, mas tudo não passa de "filmes na minha cabeça"
Imagem de perfil

De Greenlight a 26.11.2018 às 08:11

JMR, por qué no te callas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 14:10

Ele não habla espanhol...
Perfil Facebook

De Luis Vicente a 26.11.2018 às 15:53

Caro Rui.
Espanhol não fala de certeza,Castelhano fala por vezes.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 15:59

Obrigado pelo esclarecimento técnico!
Sem imagem de perfil

De HY a 26.11.2018 às 11:45

Isto faz-me pensar em tempos tumultuosos na política portuguesa de 70? Direcção entalada entre a extrema direita e a extrema esquerda...mas os moderados venceram, pode ser que se repita.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:52

Aproveitando o ensejo, o HY já votou no seu blogue favorito?
Sem imagem de perfil

De HY a 26.11.2018 às 17:45

Não, na verdade, nunca votei...vou ler atentamente o post sobre o tema e decidir em consciência (terei direito a um dia de reflexão?)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 17:47

Se ainda necessita de reflexão após tantos anos aqui...

Tem até ao dia 15 de Dezembro.

P.S.: O desafio foi uma brincadeira da minha parte, apenas isso.
Sem imagem de perfil

De HY a 26.11.2018 às 18:45

E o dia de reflexão foi igualmente uma piada minha a pensar na nossa política ...perante candidatos tão fortes, o eleitor vacila (ao contrário do eleitor político, que vacila perante a nulidade dos candidatos)...:-))
Sem imagem de perfil

De José Lima Curral a 26.11.2018 às 13:10

Diz ele “Fiz mais pelo Sporting ....”. Até pode ser verdade, mas foi MAIS mal do que bem, como facilitador do crescente endividamento do clube sem nenhum real ganho desportivo. Não fosse a facilidade com que se obtinham milhões atrás de milhões e não teriam sido necessárias as reestruturações financeiras. “A necessidade aguça o engenho” e nada me diz que não teriam sido obtidos melhores resultados desportivos com menos recursos financeiros. Basta comparar os dois primeiros anos do destituído, com os anteriores de GL ou com os seus seguintes (a excepção do primeiro ano de JJ que confirma a regra). De onde lhe virá a convicção de que não ninguém mais capaz do que ele próprio para gerir o Sporting? Se é sportinguista e acredito que sim, deixe-se ficar em silêncio ao lado da massa anónima, que desinteressadamente apoia o clube e quem o dirige. Isso sim é ser sportinguista, sem outro interesse que não alimentar a paixão clubista e não vaidades pessoais.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 13:44

Veremos o que diz a auditoria forense, mas creio ser indubitável que só o seu apoio permitiu ao lunático ex-presidente levar a cabo a suposta reestruturação financeira que subsequentemente o levou a gastar os muitos milhões de registo.

A exemplo, muito além dos flops, quantos milhões custaram ao Sporting a estada de Jorge Jesus em Alvalade?
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 26.11.2018 às 15:25

Por estes dias, Ricciardi tornou-se talvez a única face visível da oposição à actual direcção.
Não quero com isto dizer que não existam sempre legítimos motivos de crítica ou contestação à actuação de quem dirige.
No entanto é salutar para qualquer clube que tais manifestações se façam de forma ponderada e justificada, especialmente quando nos referimos a individualidades que detém certa notoriedade no seio da vida do clube.
Isto para dizer que, pese embora a total e previsível divergência de JMR com Varandas, tal não não justifica este papel assumido de "enfant terrible" do Sporting que lhe cai muito mal e que não se adapta à imagem que sempre teve e construiu dentro do clube.
Ricciardi para todos os efeitos teve um papel em parte da história recente do clube e como tal deve ter um dever de reserva face à forma como entendem dirigir o clube aqueles que foram legitimamente eleitos, independentemente de quem os tenha apoiado.
Qualquer outra forma de estar neste momento é, obviamente, fazer mal ao Sporting.
Se entendeu não participar no EO estava no seu pleno direito mas afirmar declaradamente essa intenção justificando-a com a falta de confiança nos seus dirigentes é um acto que merece crítica veemente.
Da mesma forma que quando Francisco Zenha veio afirmar ter havido atitudes menos dignas no processo insinuando influência por parte de gente relacionada com o sector da banca, obviamente que, ou concretizava aquilo que quis dizer ou então deixaria sempre a pairar no ar a ideia que teria sido Ricciardi a sabotar o evento, havendo aí lugar justificado à indignação do visado.
No fundo, todos têm ainda que aprender e evoluir com as atitudes e mentalidades.
O Sporting vale muito mais que o ego de cada um e precisa, e muito mais, da colaboração de todos.
Perfil Facebook

De Luis Vicente a 26.11.2018 às 16:08

Boa tarde.
Não sei se o Ricci comprou obrigações.
Duvido que o Ricci queira mal ao Sporting.
O que sei é que houve um accionista de referência da Sporting SAD,que negociou e comprou 5 milhões em obrigações.
Vou aguardar pela próxima AG da SCP SAD,para ver como fica a nova composição accionista.
Vai sair surpresa.
Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 16:17

Primeiro, Ricciardi foi claro ao afirmar que não subscreveu o EO.

Segundo, sendo verdade que alguém comprou 5 milhões em obrigações, como é que isso afecta a composição accionista da SAD?

Terceiro, podemos conjecturar, claro, mas praticamente todos os chamados "notáveis" que estiveram reunidos em Alvalade para debater e promover o EO, são accionistas da Sporting SAD.
Perfil Facebook

De Luis Vicente a 26.11.2018 às 18:49

Rui.
Leia bem o meu comentário.
"Negociou"
Como pode alterar a composição accionista?
Simples,não recebe o investimento e juros e é transformado em Capital Social.
Pode ser?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 19:35

Está a referir um cenário hipotético que aliás não é de simples processamento.
Sem imagem de perfil

De Aracaçu. a 26.11.2018 às 16:08

"Não levo lições de sportinguismo de ninguém, muito menos do dr. Frederico Varandas e da sua Direcção. Fiz mais pelo Sporting nos últimos anos do que toda essa Direcção multipicada por dez. "

Pois fez, mandou e desmandou nos órgãos sociais, deu aval e nega a treinadores, jogadores, também andou em encontros com as claques nas suas casinhas... pelo menos nas últimas eleições assumiu-se como candidato a ser aquilo que durante muitos anos tomou decisões que competem aos presidentes, como é óbvio com o medo, complacência e "beija-mão" que essas pessoas permitiram. Godinho Lopes e Bruno de Carvalho são dois exemplos, ou achamos que treinadores como Domingos ou Jesus que não foram treinadores baratos (principalmente este último) vieram ou saíram sem a concordância do Sr. Conselheiro Leonino, Presidente do Conselho Fiscal (no tempo de Godinho), concordância principalmente derivado da apreciação das claques e financeira??
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 16:20

Bem... não me parece que Domingos tenha exigido grande esforço financeiro, especialmente quando comparado com Jorge Jesus.

Penso que evocar a "concordância" das claques é esticar muito o argumento, mas é óbvio que Jorge Jesus nunca tinha sido contratado sem aval financeiro de quem de direito.
Sem imagem de perfil

De Aracaçu. a 26.11.2018 às 16:27

É verdade que pelo que se disse altura, Domingos recebia 800 mil/ano, e tendo sido despedido em Fevereiro de 2012, recebeu até Dezembro desse ano porque foi para o Corunha, também sem sucesso... mas penso que nessa altura comparado com hoje era um belo valor para Domingos e oneroso para o Sporting, que vinha também de uma crise financeira deixada por vários investimentos inúteis feitos por Bettencourt... lembro-me bem que até benfiquistas na altura achavam um escândalo os famosos 4 milhões/ano pagos a Jesus, o que diriam se soubessem que 5 anos depois iria receber 8 milhões/ano num rival??
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 16:32

Bem...admitindo que era mesmo 800 mil/ano, mesmo em 2012 não são minimamente comparáveis aos 6/7/8 milhões de Jesus em 2015.

Domingos acabou por ser um fracasso, mas para ser justo, todos nós, na altura, concordámos que era uma boa aposta e que fazia total sentido.

Claro, análise função do resultado...
Sem imagem de perfil

De Aracaçu. a 26.11.2018 às 16:42

Eu achei na altura uma boa aposta por parte de Godinho Lopes, Domingos também cometeu vários erros, uma coisa é treinar em Braga outro no Sporting, apesar dos magníficos resultados que conseguiu em Braga, no Sporting o que ele fez no Minho seria sempre curto. Mas não concordei com a política de aquisições, com vários jogadores vindos de todas as partes do mundo o que dificultou a adaptação do plantel, mas também despedir um treinador que pese o mau futebol e os muitos pontos já perdidos, fazê-lo e nem lhe dar a oportunidade de dirigir a equipa na final da Taça que ele e os jogadores tinham chegado (e todos nos lembramos do quão triste foi essa final contra a Académica) não me pareceu correcto de todo... na altura até o Freitas Lobo perguntou "Quem manda no Sporting? Um dia GL diz que não vai despedir Domingos (já após a derrota contra o Marítimo) e no dia seguinte despede-o?" Que sentido é que isso fez? Nenhum, não é?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.11.2018 às 16:52

Como sempre, no Sporting, muito além do treinador A, B ou C, temos a qualidade de liderança e a ausência de estrutura digna do nome.

Veremos daqui a algum tempo se as medidas que Varandas tem vindo a tomar - que inicialmente ma parecem muito positivas - nos facultarão uma verdadeira estrutura.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo