Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 12.02.19

 

simoes_770x433_acf_cropped.jpg

 

António Simões, em entrevista ao jornal Observador, comenta a recém-goleada do Benfica ao Nacional:

 

“Isto não é usual, não é uma goleada ‘à antiga’, como falam por aí. É uma goleada que não tem tempo, é intemporal. Jogo com ‘molho à espanhola’ e ‘piri-piri’ é só conversa.

 

Não faz nenhum sentido que haja estes resultados quando o conhecimento do treino e do jogo é muito maior do que há 50 anos. É difícil acreditar que os treinadores não tenham qualidade para criar uma estratégia de jogo que impeça resultados destes.

 

Os únicos que ficam contentes com isto? O Benfica. Ganhou 10-0. Extraordinário. E do outro lado? Os profissionais do Nacional foram completamente arrasados durante 90 minutos e foram completamente impotentes face ao desequilíbrio que existe!

 

É o momento de a Federação, a Liga e os Sindicatos se juntarem e reflectirem, pensarem bem no que querem para o futebol português. Até podem dizer que não tenho razão, mas eu quero lá saber. Não faço é de conta que isto é um momento de celebração e não de se reflectir e pensar sobre o que queremos, afinal para o nosso futebol”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


88 comentários

Sem imagem de perfil

De RT a 12.02.2019 às 13:09

Ontem o cartilheiro Rui Pedro Brás até já fazia comparações entre Messi com 18 anos e João Félix com a mesma idade quando este já vai a caminho dos 20!!
Então mas o Bernardo Silva nao era o futuro Messi e o João Félix o CR7 mais evoluído?!
Fiquei confuso!
Onde chega a propaganda da dita...!!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2019 às 13:11

Acho que o Pizzi também entrou na mesma conversa de Messi...

Quanto ao miúdo, está tudo dito, salvo para a máquina propagandista encarnada.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2019 às 13:14

Tudo o que mexe no Seixal é candidato a Messi
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 12.02.2019 às 13:33

Não...nem tudo é Messi.
Mantorras era o "novo Eusébio", Gonçalo Guedes era o "novo Ronaldo", Renato Sanches era o "novo Eusébio", e o Félix será o "novo Ronaldo"...vão alternando.
Pelo menos na hora de almoço, alguém que renda o Marco Marques que está de serviço hoje.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2019 às 13:11

É simples Joao Felix a presidente,O Vieira ja nao vai durar muito.
Sem imagem de perfil

De Tiago Santos a 12.02.2019 às 13:35

Não deve ter visto o jogão do Bernardo contra o Chelsea. Ou o facto de ter os dois recordes de mais quilometros por jogo na Premier League este ano. Ou os elogios de Guardiola, em que já afirmou que a equipa estava a ser Bernardo e mais 10. No Man. City.

O facto de os portugueses não gostarem de Messi nunca fez muito sentido para mim mas aceitava-se. O Argentino estava em competição directa com Ronaldo. Mas diminuirem outro portugues so porque foi formado no no Seixal e não em Alcochete é simplesmente triste.

Bernardo infelizmente não teve hipotese de jogar na equipa A. Tinhamos o genio da tatica como treinador na altura. Acabou sendo muito mal vendido ao Monaco. Felix está a ter. Só o futuro dirá se temos ali um grande jogador, mas uma coisa é certa. Está "nas mãos" dele se-lo. Nas mãos e na cabeça. Quem viu o passe que ele faz para Seferovic no segundo golo do Benfica, de costas para ele e sem olhar, isolando o Suiço, sabe que esta ali uma perola. O resto é conversa.
Sem imagem de perfil

De JCR a 12.02.2019 às 19:57

Caro RT, a propaganda da dita, até já chega ao Maradona, pelo menos, nos adeptos com mais idade, é só para ver a irrealidade das coisas, feitas sobretudo, para incendiar a euforia das massas, e exponenciar o valor do jogador, mas cuja realidade irá tomar conta, quando for contratado por 1 clube Europeu, abaixo da cláusula de rescisão, que é o que se costuma passar, em Portugal, porque infelizmente, a nossa sociedade permite que os 3 clubes ditos grandes, tenham dívidas acima dos 1000 milhões de euros, e como os clubes estão em falência técnica, vendem sempre abaixo da cláusula, por estarem desesperados por dinheiro, para poderem manter os salários pornográficos que alguns jogadores têm, tendo eles as dívidas ainda mais pornográficas, e é por isto, que o nosso campeonato está como sempre esteve, desequilibrado, acentuando-se esse desequilíbrio, a cada ano que passa!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo