Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 12.02.19

 

simoes_770x433_acf_cropped.jpg

 

António Simões, em entrevista ao jornal Observador, comenta a recém-goleada do Benfica ao Nacional:

 

“Isto não é usual, não é uma goleada ‘à antiga’, como falam por aí. É uma goleada que não tem tempo, é intemporal. Jogo com ‘molho à espanhola’ e ‘piri-piri’ é só conversa.

 

Não faz nenhum sentido que haja estes resultados quando o conhecimento do treino e do jogo é muito maior do que há 50 anos. É difícil acreditar que os treinadores não tenham qualidade para criar uma estratégia de jogo que impeça resultados destes.

 

Os únicos que ficam contentes com isto? O Benfica. Ganhou 10-0. Extraordinário. E do outro lado? Os profissionais do Nacional foram completamente arrasados durante 90 minutos e foram completamente impotentes face ao desequilíbrio que existe!

 

É o momento de a Federação, a Liga e os Sindicatos se juntarem e reflectirem, pensarem bem no que querem para o futebol português. Até podem dizer que não tenho razão, mas eu quero lá saber. Não faço é de conta que isto é um momento de celebração e não de se reflectir e pensar sobre o que queremos, afinal para o nosso futebol”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


88 comentários

Sem imagem de perfil

De JCR a 12.02.2019 às 19:10

O caro Jorge Pereira, esqueceu-se foi do principal: o SLB não pode ter 1 ou 2 jogadores, a ganharem de salário, o mesmo que toda a equipa do Nacional, tendo ainda por cima, uma dívida de 300 ou 400 milhões de euros, é disto que todos devíamos falar, e não, de futebol bonito ou bem jogado, o resultado de 10-0, se fosse o SCP, também ficava indignado, por mostrar por A+B, que o nosso campeonato, deve ser dos mais desequilibrados da Europa, é tão simples quanto isso, mas o Governo, FPF, Liga, assobiam para o lado, logo, só poderemos vir a ter mais resultados destes, o futebol só é bem jogado, quando ambas as equipas sejam parecidas, em termos monetários, e é por isto que eu defendo de todas as equipas só poderem gastar o mesmo, terem todas o mesmo orçamento, não precisando claro está, de haver limitação de salários, se uma equipa quer ter jogadores a ganhar milhões, tudo bem, mas o total dos salários pagos, não podia ultrapassar um determinado valor, e depois iríamos ver, se os 10-0 existiam ou não, só desta maneira, é que se daria valor à formação de cada clube, mas como nem na Europa isto se passa, logo, é 1 mal eterno, sem possibilidade de resolução!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo