Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 19.02.19

 

5.jpg

 

"Era capitão do Sporting e a minha mudança para o FC Porto não foi fácil. Uma grande decisão, uma boa decisão, uma das melhores que tomei no futebol, porque ganhei muitas coisas".

 

João Moutinho, em recém-entrevista à Premier League

 

publicado às 04:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


74 comentários

Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.02.2019 às 05:53

Na altura fiquei furioso com Moutinho e com quem permitiu a saída.
Assim fiquei durante anos.
Hoje considero que Moutinho tomou a melhor opção para a sua carreira.
Nunca mais o quero ver no SCP seja porque for, mas a vantagem desportiva que tirou é evidente, e a vantagem pessoal também porque valorizado foi/é acarinhado.
No SCP temos tendência a tratar bem o errado, e a tratar mal o bem.
Não assim Nani? Porque raio foste falar e meter-te com quem não devias?
A corda partiu para o teu lado. Lógico!

Recordar o que disse Nani e ver o que aconteceu depois disso....pois.
“Não foi o Bruno que tomou esta decisão [de rescindir contrato]! Talvez um empresário, um familiar. Fizeram-lhe a cabeça e ouviram os ‘dlim-dlims’.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:26

Ele terá tomado a melhor decisão para a sua carreira, nunca saberemos o que teria acontecido no Sporting, mas essa circunstância não altera o facto que ficará para a vida marcado como um homem (com "h" pequeno) sem o mínimo de carácter.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.02.2019 às 09:37

Rui Gomes,
Concordo consigo.
É inevitável que o nosso clube transfira jogadores formados por nós, pois o clube quer fazer um encaixe financeiro, os jogadores por vez querem exprimentar ligas mais fortes e mediáticas...e obviamente o dinheiro!
O que me chateia desde os tempos de Futre, é a forma como muitos deles saiem. Deixam o clube a mal e uma relação que devia ser de respeito mútuo, transforma-se numa relação amor/ódio.
É nisto que ainda não arranjamos um equilíbrio, e muitas vezes tratamos e somos mal tratados. Não vejo isto nos rivais, e falo somente de jogadores formados nos clubes.
O único caso que lembro, posso estar errado, que sucedeu no SCP com jogadores formados nos rivais...foi Rui Jorge, e mesmo assim nunca maltratou o FC Porto e muito menos fez juras de amor ao SCP.
O mal está no clube, ou nos jogadores? Não lhe consigo responder.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:18

Sempre considerei o Rui Jorge o maior erro da carreira de Pinto da Costa, por razões óbvias.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.02.2019 às 08:08

Não me importo que os jogadores queiram sair, só não quero é que roubem o clube (rescisões e afins). E como até recebemos um bom valor em troca, com este não fiquei muito chateado.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 19.02.2019 às 09:19

Metade do que ele valia e para um rival directo
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.02.2019 às 10:52

Cris Dileo,
Na altura foi um desconto de amigão!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:23

O Mike deve ter uma memória muito fraca.

Pela maneira como agiu, este roubou o clube e demonstrou toda a sua ingratidão por quem o ajudou, e à familia, quando precisou de ajuda para pagar dívidas do pai e afins.

Forçou uma venda para um rival directo e por valores muito inferiores.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.02.2019 às 09:39

Não que considero €12M tenha sido pouco pelo que ele valia.
Considerando que não foi convocado para a Seleção de propósito para não se valorizar, eu achei um bom valor.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:58

Os valores da transferência não explicam tudo e muito menos justificam, salvo que o Sporting, na altura José Eduardo Bettencourt, temia perder tudo se assumisse uma posição mais firme com o jogador.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.02.2019 às 09:41

Além disso, eu não estou a dizer que a atitude dele foi a correta.
Óbvio que um jogador que era capitão de equipa fazer as cenas que fez, só mostra o (não) valor do mesmo. O que digo é que não fiquei muito chateado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:16

Tudo bem, mas o Mike não ter ficado chateado não é dizer muito, em contexto.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 19.02.2019 às 09:56

Passou -se muito pior do que esta a ser comentado , pior foi o péssimo ambiente que ele criou propositadamente para obrigar a Direção a aceitar a sua saída chantageando-a e prejudicando a equipa e o Sporting tipo puto vadio sempre com bocas foleiras ; - Quero que isto tudo se f.... quero sair, deixem-me sair quero ir ganhar dinheiro.

Os colegas constantemente a ouvirem isto que tipo de balneario tinha o Sporting? , Quem permitiu tudo isto?Como foi possivel Paulo Bento nao ter mão forte

Era encostado e terminava o seu contrato na bancada até acalmar.
Era necessário esse exemplo para todos, mas eramos dirigidos por anjinhos e bananas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:00

A responsabilidade superior foi sempre de José Eduardo Bettecourt, como presidente. O Paulo Bento estava numa posição muito ingrata.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.02.2019 às 10:02

julius,

Certo. Mas liderança fraca foi sempre um dos problemas no SCP.
Tendo um regulamento disciplinar mais severo, poderíamos ter multado o jogador para lhe doer no ordenado e encostado, mas a direção precisava de vender...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 19.02.2019 às 10:15

Mike que fique claro e para todos os que lerem isto

Por muito dificil que seja a situação nenhum clube irá resistir e ter uma vida normal se nao tiver um exigente regulamento disciplinar e o fazer cumprir , e quando começam a ceder a chantagens é o principio do fim , quando têm que vender ao desbarato para sobreviver é o principio do fim..
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:21

Há muito de verdade nisso Julius, mas nós cá fora não vivemos o dilema de quem lida com os problemas internos.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 19.02.2019 às 09:14

Prezado Rui Gomes---- Este jogador foi na minha opinião bastante ingrato, pois teve ajudas que nenhum colega teve. Se não estava bem no clube que o formou e lhe deu regalias, que outros colegas nunca tiveram só tinha um caminho a seguir, que era falar com quem mandava no clube e chegarem a acordo sobre a sua venda.
Como capitão teve uma atitude impensável afirmando que nunca mais jogava no SCP e faltando a treinos etc.etc. Pessoa com falta de carácter.que não respeitou ninguém, que o ajudou a andar e a pagar dividas.

Gente desta, que não respeita o meu clube não quero ouvir ou ler mais nada sobre eles. Estas pessoas que não conhecem o dono, são piores que os animais que são nossos amigos e nos protegem. .

Cumprimentos Fernando Albuquerque
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:19

Caro Fernando Albuquerque,

Subscrevo genericamente as suas considerações. Também para mim este jogador, como homem, vale absolutamente zero, e o sucesso desportivo que teve no clube do Norte e algures não altera isso.

Toda a sua vida será conhecido como um sem-carácter que cuspiu na cara de quem o criou para o futebol e o ajudou em momentos de maior necessidade.
Sem imagem de perfil

De antonio a 19.02.2019 às 09:20

Maçã podre.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:27

Mesmo podre!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.02.2019 às 09:33

Não critico a mudança pois se calhar foi o melhor que fez, um grande jogador quer sempre mais para si.

Mas acho errado o facto de nunca ter agradecido ao clube que o formou como jogador e homem.

Nunca o ouvi dizer nada e isso foi o que mais me custou. Um agradecimento uma palavra aos adeptos e sócios no sentido de dizer "vou-me embora por que quero mais mas agradeço tudo o que o SCP me ofereceu."

Para mim continua a ser uma maça podre.

SL
Perfil Facebook

De Leila Coutinho a 19.02.2019 às 09:33

Não me identifiquei.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:41

Cara Leila,

Não podemos esquecer as circunstâncias na altura. Depois do Clube o ajudar muito além do que era expectável, ele praticamente recorreu a chantagem para forçar a saída, apenas e só para receber um prémio de assinatura, ou seja cash, para fazer face às dívidas assumidas pelo pai num negócio qualquer.

Foi indiscutivelmente um bom jogador, mas o rótulo de sem-carácter vai acompanhá-lo toda a vida.
Perfil Facebook

De Leila Coutinho a 19.02.2019 às 13:18

Já me esquecia dessa divida do pai, de facto homem sem carater nenhum.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 19.02.2019 às 09:52

Xiii tanta raiva vai, por aqui.
Mas esquecemo-nos todos que, até mesmo nos nossos trabalhos, se alguém se chega junto a nós com uma proposta profissional melhor, substancialmente melhor do que a que temos atualmente, vamos ficar a pensar nisso até ao termo do prazo de resposta????? Mais, quem aqui vai dizer "não" a uma proposta profissional substancialmente melhor?!?! Eu não, certamente! Se tiver melhores condições de exercer a minha profissão, com melhor vencimento e melhores oportunidades de crescer dentro da profissão que escolhi, vou recusar apenas porque a entidade patronal atual me contratou inicialmente?

Os jogadores de futebol já não jogam por amor à camisola!!!! Metam isso na cabeça. Jogavam nos tempos idos, quando saiam do trabalho, nas docas ou do estaleiro, e iam treinar para jogar no fim de semana apenas porque sim. Hoje em dia, a partir do momento que se pagou o primeiro milhão por um jogador se transferir para um clube, todos esses valores morais que nós, adeptos, gostamos e preservamos, acabaram! A partir dessa altura, em que se faziam contratos com um aperto de mão sobre um whiskey e a palavra era firma como aço, só temos que exigir profissionalismo dos nossos jogadores, nada mais! Também gostei muito do Nani, gostei muito do Gelson, do J. Mário, mas eles fizeram pelas suas vidas e pelas suas carreiras! Todos gostam muito do Cristiano Ronaldo mas ele não calçou uma época inteira, transferindo-se para o ManUnited logo no final da temporada por tuta e meia. Onde está a vossa indignação e raiva por ele?!?!? Onde?

E não se esqueçam, o Sporting não é campeão à 18 anos! Isso deixa uma marca muito forte no currículo de um jogador, ao contrário de disputar campeonatos a par com os outros dois. Se não somos campeões à 18 anos, um jogador não terá o mesmo valor e as mesmas oportunidades de atingir o máximo do futebol europeu do que se disputássemos e vencêssemos campeonatos ora ano sim, ora ano não... Um jogador campeão tem sempre outros valores e outras oportunidades profissionais do que um que anda pelo campeonato a disputar 3º e 4º lugares todos os anos, ou vão dizer o contrário?

Prefiro apreciar os jogadores pelo que fazem pelo meu Sporting, quando vestem a camisola do Sporting, com honra e dedicação! Mas não quero andar a idolatrar pessoas que também precisam de fazer pelas suas vidas e pelas suas famílias. Foi triste ver o Moutinho mais a sua família ameaçado de morte apenas porque corre atrás de uma bola de pano. É muito triste, mesmo! São profissionais e têm que ser tratados como profissionais. É por isso que o clube tem sanções para aplicar quando o jogador não cumpre com aquilo que se espera dele por birra ou porque quer sair. Se tem mais 2 anos de contrato, são 2 anos para a equipa B ou tentar vender a um qualquer clube chinês, perdido nos meio das montanhas; multas; não calçar e ficar constantemente na bancada a ver os companheiros de equipa a jogar com a nossa grande camisola. São tudo opções, entre outras mais que agora não estou a ver, para mostrar que quem veste a nossa camisola tem que ter orgulho e não ser apenas e unicamente um meio para passar para outros clubes. O Sporting, em constante litígio com os jogadores, só fica prejudicado, tanto em termos financeiros, como de imagem. São vários jogadores que perdemos assim sem qualquer necessidade para isso. Reitero, há muitas outras formas de mostrar a um jogador que ele está a proceder mal e que deve querer vestir a camisola e calçar todos os fins de semana, para além de berros, birras e confusões desnecessárias. Tivemos 5 anos disso e já se percebeu que também não foi por aí que o assunto ficou melhor para o Sporting.

PS: Caro Rui, desculpe lá mais uma vez isto, mas é a única forma que tenho de me expressar
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 09:55

Estes seus "livros" impossibilitam resposta, mas a partir do primeiro parágrafo comecei a discordar da sua opinião.

Há circunstâncias neste caso que não podem/devem ser ignoradas!
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 19.02.2019 às 09:58

É bom que assim seja, é o que leva ao debate
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:06

Se for outro leitor a dar resposta, tudo bem, mas no meu caso concreto, não posso nem quero estar a escrever "post" atrás de "post" para responder devidamente a comentários excessivamente extensos.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 19.02.2019 às 09:57

Para além que, não nos podemos esquecer que existe uma grande e monstruosa máquina no futebol e constantes transacções de jogadores que tem que ser alimentada, pelo que estão constantemente e a todo o tempo a fazer a cabeça aos jogadores, que não sabem melhor do que apenas jogar futebol. Vimos isso o verão anterior, onde o próprio Benfica tentou contratar jogadores que tinham rescindido unilateralmente com o clube. Salários astronómicos fazem qualquer um pensar na sua vida e na vida da sua família e esses cheques estão aí, ao virar da esquina.

Concordo com o facto de poderem mostrar alguma gratidão pelo clube. Uma mensagem, como o Nani fez, fica sempre bem a todos eles e, assim, podem encerrar esse capítulo da sua vida. Mas também acredito que nem todos os dirigentes sejam tão cordiais nas renegociações de contratos, pelo que a animosidade deve ser uma constante a cada 4 anos destes atletas. Era isto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:03

A recém-exemplo do lunático destituído, mas cada caso é um caso, e este de Moutinho tem circunstâncias muito específicas que, no seu todo, tinham como objectivo único encostar o Sporting à parede.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 19.02.2019 às 10:07

Caro Ribeiro deixe-se disso , esses romances nao cabem neste caso , todos têm o direito de procurar as suas melhores vidas obviamente, mas existem formas dignas de o fazer sem ser com chantagens e prejudicando da pior forma o ambiente de uma equipa de futebol em que ele era "só" o capitão.

Pode sim apontar tambem o dedo aos responsaveis pela Direção nessa altura incluindo o treinador mas a ameixa podre nao tem qualquer desculpa pelo seu mau caracter demonstrado .

Há formas e formas de fazer as coisas

Há que saber separar as aguas meu caro.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.02.2019 às 10:15

R. Ribeiro,

"Xiii tanta raiva vai, por aqui.
Mas esquecemo-nos todos que, até mesmo nos nossos trabalhos, se alguém se chega junto a nós com uma proposta profissional melhor, substancialmente melhor do que a que temos atualmente, vamos ficar a pensar nisso até ao termo do prazo de resposta????? Mais, quem aqui vai dizer "não" a uma proposta profissional substancialmente melhor?!?!"

Não foi isso que se passou. Moutinho estava numa situação pessoal complicada ...vulgo falta de pilim...e decidiu que queria sair, mesmo antes de existir qualquer proposta em cima da mesa.
Encostou JEB às cordas e voilá!!!
Moutinho queria dinheiro, não interessava a proveniência do mesmo...calhou ser o Porto, mas podia ter sido outro qualquer.
Sem imagem de perfil

De José Lima Curral a 19.02.2019 às 11:54

R.Ribeiro, acho que não percebeu o essencial. É óbvio que os profissionais têm o direito de ambicionar o melhor para as suas carreiras. O que está em causa com o João Moutinho e Simão Sabrosa é a pública ingratidão que fazem questão de manifestar. Ricardo Quaresma não esconde a sua preferência pelo FCP, mas não deixa de também referir a sua gratidão pela instituição que o formou.
Os profissionais de futebol têm um estatuto diferente. Quando de livre vontade assinam um contrato, sabem que até ao seu termo só podem mudar de entidade patronal, mediante acordo mútuo ou pelo pagamento da rescisão unilateral. Se aceitam cláusulas de rescisão tão elevadas, a troco de aumentos salariais, depois não podem queixar-se. Se em lugar de exibições bem sucedidas, que motivam o interesse de terceiros no decurso da vigência do contrato, tiverem pelo contrário uma evolução deficiente, não estão os clubes obrigados a pagar até ao final? Então os contratos só são para cumprir quando jogam mal? Haja equilíbrio e honestidade. Nada justifica comportamentos chantagistas. E aí sim, merecem resposta à medida, mais fácil de adoptar, quanto mais duradouro for o contrato. Já não concordo com retaliação, tipo André Carrillo, em final de contrato. Não quer, vá à sua vida. Mas enquanto receber, deve trabalhar e jogar, desde que o treinador o entenda como melhor para a equipa.
Sem imagem de perfil

De Robbie Fowler a 19.02.2019 às 12:27

O Simão Sabrosa fez questão de dar dinheiro a ganhar ao Sporting, renovou antes de ser vendido ao Barcelona.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:38

Fala-se no comportamento dele pós Barcelona e até no processo de transferência para o Benfica.

Esse também é um sem-carácter, por razões várias.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.02.2019 às 10:01

O Moutinho foi apelidado pelo então presidente (atenção não era o BdC…. ) de maçã podre…. com toda a certeza se fosse no ultimo verão seria um herói para alguns sportinguistas!

Moutinho é um traidor, e juntamente com ele estão o conjunto de empresários que fez a jogatana de o colocar no porto…. relembro os mais esquecidos que no verão anterior foi o Mundial da Africa do Sul, onde foi convocado o lesionado Ruben Amorim em detrimento do Moutinho, com o único propósito de não o valorizar e colocar o Sporting numa posição complicada, por não existir propostas equiparáveis ao do porto….no fundo o Sporting foi chantageado pelo jogador e empresário…..

O conjunto de interesses que proliferam no futebol português deveriam revoltar os sportinguistas….. mas hoje andamos mansos ao gosto dos nossos rivais…. veremos a titulo de exemplo se B. Fernandes se vai lhe ser dada oportunidades na Selecção Nacional….
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:11

Não venha com o lunático destituído para a conversa porque ele não serve de exemplo em nada.

Intervenções do género da transferência de Rui Patrício que impossibilitaram a mesma na altura e que levaram à sua rescisção, que, ainda hoje estou convencido, serviram de "mola" para as outras rescisões.

Há muito que acredito que salvo esse infeliz episódio, não teriam havido quaisquer rescisões. Ainda estamos por saber quantos activos e milhões isso custou ao Sporting.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.02.2019 às 10:28

o empresário do Moutinho não era o Jorge Mendes?! e do Rui Patricio?!

fica a pergunta…..
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.02.2019 às 10:53

Schmeichel,
Que mau feitio! Não acredita em coincidências?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:25

Schmeichel,

Indiferente de quem são os intermediários, os jogadores têm cabeça para pensar por eles próprios.

No caso de Rui Patrício, não foi o Jorge Mendes que surgiu a pedir mais dinheiro já depois de haver um acordo entre as partes, negociado por Pinheiro.
Sem imagem de perfil

De MMoedas a 19.02.2019 às 10:08

É verdade que os jogadores são profissionais e que pretendem o melhor para as suas carreiras, pese embora não os possamos comparar a trabalhadores "normais", até porque são ativos dos clubes e podem representar bons encaixes financeiros para ambas as partes.
A ética e o carácter têm de acompanhar o jogador, mas o que se verifica vezes sem conta é que estes são influenciados por terceiros e tomam decisões em prol do sucesso/dinheiro imediato, alguns conseguem o sucesso relativo, mas muitos ficam no esquecimento, exatamente por decisões precipitadas.
Aquilo que aprendi enquanto sócio e adepto do Sporting é que deixei de idolatrar quem quer que seja...só importa quem lá está, quem quiser ir embora de uma forma pouco ética, não tem a minha raiva, apenas a minha indiferença...aliás nunca concordei com aquela recepção ao Moutinho na primeira vez que se deslocou a Alvalade...demos-lhe demasiada importância para aquilo que ele valia na realidade como homem e como jogador...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 10:14

Bem... na altura foi uma manifestação dos sentimentos dos adeptos. Difícil simplesmente ignorar um caso como o dele.
Sem imagem de perfil

De MMoedas a 19.02.2019 às 10:18

Sem dúvida que é difícil racionalizar uma situação daquelas, onde os sentimentos estavam à flor da pele...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:26

Tanto assim, que ainda hoje é um caso que não foi apagado da memória dos adeptos.
Sem imagem de perfil

De Pelisca a 19.02.2019 às 10:49

Bom dia, gostava de comentar o post de outra perspetiva, o que levou ou quem tomou a opção de tornar o sr João Moutinho Capitão??
Nao devia ser exemplo? Sentir o clube, fazer sentir o mesmo aos colegas portugueses e estrangeiros.
Não consigo entender estas opções que lesam o SCP.É incrível um jogador
que entra no SCP desde pequeno não sentir o clube.
Vejam o exemplo de Bernardo Silva e Cancelo quase não jogaram na equipa A do SLB , e falam do clube com estima.
SL
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 19.02.2019 às 11:44

O Luisão também fala do clube com estima, aliás até ficou por lá a fazer qualquer coisa... Só que... também me lembro do Luisão chegar constantemente atrasado depois das férias, fazendo birra, enquanto teve pernas para ir jogar noutros carnavais. Ou seja, é tudo farinha do mesmo saco! Deixei apenas este exemplo, porque o ser humano tem a memória curta e já não nos lembramos destes episódios que até não foram assim há tanto tempo.
Sem imagem de perfil

De Amaral Dias a 19.02.2019 às 12:03

Não compares o incomparável.
O Luisão quando ouviu falar pela primeira vez no nome Benfica já era homem.
O Moutinho fez-se "homem" no Sporting, por isso é que não se pode tolerar estas traições.
Sem imagem de perfil

De Zé Manel a 19.02.2019 às 12:13

O meu comentário não foi no sentido de alguma vez defender o que o Moutinho fez. Para mim, sim é um traidor. Apenas queria dizer que a realidade nos outros clubes não é assim tão diferente do Sporting. Há excepções? Há. E também as há no Sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:28

Nunca há dois casos idênticos, pelas circunstâncias, daí que cada um tenha de ser analisado por seu próprio (de)mérito.
Sem imagem de perfil

De RCL a 19.02.2019 às 12:05

Moutinho, como sabem algarvio, quando júnior, viveu na casa do padrinho penso que ao tempo dirigente do Sporting. Foi sempre muito trabalhador e ia muitas vezes com o padrinho para o campo de Alvalade treinar o pé esquerdo, dizia-se.
Foi para o FCP, ok!
Se fosse ao contrário( se fosse jogador do FCP) Moutinho faria essa cena?
Com Pinto da Costa??!
No Sporting foi sempre isso, com algumas raras exceções, presidentes fracos. Mas, temos um presidente eleito há 6 meses, já muitos falam em novas eleições, outros até em destituição? Varandas que é médico militar, com o curso da Academia Militar tem que dar um murro na mesa, isto não vai lá com sorrisos.
Eu não votei nele mas é o presidente do Sporting
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 19.02.2019 às 12:22

Ai nao vai não com sorrisos , nunca foi , o futebol é uma selva pior da que vivi na amazonia , é a lei da sobrevivencia , a lei do mais forte , a lei do machão .

Os machitos só machitos não têm hipotese.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:41

Julius,

Não é só futebol, mas muito do desporto profissional de alta competição.

Em Portugal o impacte talvez seja mais sentido, pelas circunstâncias do país.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 12:30

O Sporting, pela cultura do Clube e pela postura dos dirigentes foi sempre mais vulnerável, é verdade. Mas no Norte também houve casos bicudos e nem o ditador os conseguiu resolver inteiramente à sua satisfação.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 19.02.2019 às 12:55

Os grandes clubes necessitam de presidentes frios, convictos, com grande sentido de liders , amor á causa , implacáveis , equilibrados e com visão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2019 às 13:29

Por outras palavras, perfeitos:)

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo