Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 25.02.19

 

download.jpg

 

"Toda a gente entende a afirmação de Frederico Varandas segundo a qual o ataque à Academia de Alcochete constituiu "o maior rombo financeiro e desportivo da história do clube" e toda a gente sabe quem gerou as condições para que o Sporting visse rebentar dentro das suas próprias instalações um dos barris de pólvora mais indignos da história do futebol.
 
Parece fácil restaurar todos os estragos (e as consequências financeiras, cujas contas finais serão apuradas a seu tempo), mas não é. O Sporting precisa de tempo para sarar feridas tão profundas. E isso só poderá ser feito, se os sócios do Sporting perceberem o que aconteceu ao clube e quem o atirou para uma situação tão delicada.
 
Frederico Varandas — sem ruído mas com coragem — colocou o dedo em várias feridas. Uma delas foi a das claques. Na verdade, é preciso ter coragem para mexer no vespeiro. Naquilo que ele representa de subversão de todos os valores que devem estar associados ao desporto e às sociedades. Varandas relembrou que fez parte da Juve Leo quando não (lhes) era dado nada em troca.
 
As claques, entretanto, por responsabilidade das Direcções, passaram a ser espaços de negócio e de poder. E o clube ficou e estava refém das claques. Dos seus caprichos e das suas exigências. Desmantelar o todo desse processo não é fácil. Mas é um imperativo de consciência para quem quer fazer crescer o clube. E, para isso, como diz Varandas, as claques não podem estar acima dos sócios que pagam as suas quotas e bilhetes e que se devem enquadrar num regime de normalidade".

 

Um breve excerto da crónica semanal de Rui Santos, no Record.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


54 comentários

Sem imagem de perfil

De Pepeu a 25.02.2019 às 06:39

Uma coisa é compreender o alcance nefasto de uma actuação totalmente reactiva e inconcebível da anterior direcção protagonizada na personalidade de alguém absolutamente instável como Bruno de Carvalho que teve óbvias repercussões voluntária ou involuntariamente - e isso é algo que só a justiça poderá sentenciar - na actuação de adeptos imbuídos de um espírito completamente inaceitável de detentores do direito de fazerem seus reféns um grupo de jogadores exigindo-lhes sucesso desportivo e arrogando-se da autoridade para os sentenciar pelo incumprimento.

Outra coisa bem diferente é, fazendo uso desse acto absolutamente inaceitável e reprovável, tudo se desculpar branqueando-se a incompetência e incapacidade para se alcançar o sucesso exigível nestas actuais condições.

O Sporting está a cumprir uma época desportiva aquém dos esperado mesmo sabendo-se da dificuldade para se ir até ao topo muito por força também de escolhas e opções altamente discutíveis feitas pelos seus técnicos e dirigentes.
Mais grave ainda, quanto a mim, é ter-se, em nome da necessidade de nada se poder agora criticar que susceptibilize a acção dos intervenientes, permitido alguma displicência profissional que levou a encarar que a exigência é sucesso desportivo possa ser, de certa forma, secundado quando não mesmo menosprezado.

A este clube e equipa exigia-se mais sucesso interno e externo face àquilo que todos assistimos até aqui.
Por isso a mim pouco me importa o que ficou para trás, cuja importância nesta fase deve ser apenas relativa e entregue às devidas instâncias, sob pena de lhe darmos um destaque que, de todo, não merece.
Enquanto isso saber preparar o presente e o futuro com rigor, exigência e competência.
Ora isto é algo neste momento perfeitamente questionável apesar de qualquer outra contingência.
É isso não vai lá com simples discursos de circunstância sobretudo de quem não os sabe de forma alguma fazê-los.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 25.02.2019 às 08:18

Rui Santos tem alguma razão, mas falta ainda aqui uma das partes indiretamente envolvida. O TAD. Se este orgão não demorasse tanto tempo a resolver os casos das rescisões, o SCP podia recuperar bem mais rápido. Não tenho dúvida que o SCP irá ganhar todos os casos e quando isso acontecer, o dinheiro que nos é devido entrará no clube e poderá ser usado para sanar a parte financeira. Estes diferendos entre clubes e jogadores não deveriam demorar tanto tempo a ser resolvidos, pois a vida dum jogador profissional é mais curta que o normal e a vida dum clube é feita época a época.

Em relação ao trabalho de Varandas, ainda é demasiado cedo para poder julgar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 16:15

O problema é que o todo do processo é muito complexo e moroso, como é qualquer caso que vai parar aos tribunais.

Há recurso após recurso e até chegar ao fim leva o seu tempo.

Custa-me muito ver activos que na realidade são do Sporting - a exemplo de Gelson Martins e Rafael Leão - a produzirem para outros clubes sem o Sporting ter qualquer palavra e/ou benefício disso.

A FIFA ter recusado intervir só deu ensejo que o processo se tornasse mais longo.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 25.02.2019 às 16:18

Acredito, mas penso que neste caso não há recurso possível. A decisão do TAD é final.
Imagem de perfil

De Clorophilo a 25.02.2019 às 17:23

Gostava de ter tanta certezas como o Mike.
Oxalá esteja certo e que o Sporting consiga recuperar o valor dos passes!
Na verdade, como não percebo nada do assunto, nem sequer consigo formar opinião.
Uma coisa eu sei: as perdas desportivas foram imediatas. E essas, lamentavelmente, são irreparáveis!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 17:32

Também não partilho dessa convicção. O mundo do futebol é cada vez mais imprevisível.
Imagem de perfil

De Clorophilo a 25.02.2019 às 17:38

Está a referir-se a quê?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 17:43

A (não) "convicção" é referente a uma decisão final favorável ao Sporting. A "imprevisibilidade" do futebol é um assunto muito complexo, mas refere aos interesses partidários, e por vezes obscuros, que falam mais alto.
Imagem de perfil

De Clorophilo a 25.02.2019 às 17:55

Ah! sim. Claro.
Desculpe, não estava a perceber.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 25.02.2019 às 09:44

Assino por baixo as questões das claques, podem ter um ou outro apoio pontual mas nunca ter mais privilégios que os sócios.
No meu tempo o valor para apoio das claques, era realizado pelos próprios, com venda de merchandising alusivo à claque.
Quantos e quantos eu comprei para colocar num especial casaco de ganga.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 12:42

As claques têm de saber o seu lugar e não mais do que isso!!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 25.02.2019 às 09:47

Duas considerações:

1) em relação às claques, concordo que tenha de haver algum controlo, não tem sentido o normal sócio do Sporting ter menos direitos que um membro da JuveLeo, fico pelo menos satisfeito por sermos o único clube em Portugal que de facto faz algo sobre esta problemática…. não nos limitamos a assobiar para o lado e dizer que eles não querem mudar como faz um outro clube em Portugal...quem lidera um clube, tem de ter a força para mudar as coisas que estão mal!

2) tenho e referir um aspecto que se prende com esta afirmação de "o maior rombo financeiro e desportivo da história do clube".... associado a este rombo está não só o próprio ataque, mas o pior de tudo foi a traição de alguns jogadores símbolos do clube, tais como o Rui Patrício que chantageou o clube, e outros como o B.Fernandes ou o Battaglia que receberam prémios de assinatura, outros ainda que não rescindiram porque afinal não tinham os papeis em dia, caso do Acuña…. passado meio ano, percebemos que a principal razão era comissões e dinheiro o principal factor para rescindirem com o Sporting…. incluindo aquele que era o maior símbolo do Sporting disse que não tinha condições para respeitar o contrato assinado com o Sporting…. hoje o Sporting continua o seu caminho, mas o Rui Patricio hoje ganha o dobro num clube de meio da tabela de Inglaterra, portanto, os objectivos do Mendes foram atingidos, e por isso o Rui Patricio está feliz… quando rescindiu, foi aplaudido em pleno estádio da Luz, como nunca o tinha sido até então…. nem o titulo europeu, lhe deu direito a tanto aplauso! Falar em rombo financeiro e desportivo da história do clube e excluir a traição de alguns jogadores não é sério!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 25.02.2019 às 10:23

Schmeichel,

BdC, os jogadores, o Mendes e a Juve Leo. Todos têm culpa no que aconteceu no caso das rescisões. Todos, sem exceção. E se se vier a confirmar que há mesmo uma clausula de venda obrigatória de Bruno Fernandes por €35M, nem quero ver o que vai acontecer. Mas por outro lado, prefiro ter cá o jogador mesmo que haja essa clausula, do que ter perdido o jogador e ter que esperar anos até receber algum dinheiro da sua venda.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 25.02.2019 às 10:40

O Sporting é uma instituição que foi alvo de um ataque terrorista e além disso ainda foi alvo de chantagem e de especulação por aqueles a quem considerava como símbolos do clube…. alguém que me explique porque razão receber um prémio monetário reduz os calafrios noturnos e aumenta a capacidade de jogar com a camisola verde e branca?!

Analisar que foi preferível pagar ao B.Fernades do que ele sair em litigio está correcto…. o problema é não analisar a podridão dos valores do balneário do Sporting….
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 25.02.2019 às 10:58

Schmeichel,

A expressão correta é: "...podridão de valores no balneário."
Hoje já não há "amor" à camisola por parte dos jogadores. Não é apenas no SCP.
Não consegues mudar isso. É preciso adaptar a essa realidade.
Repara no episódio recente no Chelsea com o GR Kepa. Os jogadores, pelo que ganham, acham-se superiores a tudo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 12:51

Esse guarda-redes exige ser disciplinado internamente, mas o treinador também não soube controlar a situação. Dava ordem ao quarto árbitro para a substituição e não recuava.
Sem imagem de perfil

De Governo Verde a 25.02.2019 às 11:56

Este sábado cruzei- me com Acuna, apesar de ter tirado,simpaticamente, uma foto com o meu filho, senti genuinamente que o mesmo estava apreensivo, muito mesmo....sempre a olhar por cima do ombro e isso não é normal, ...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 12:36

Talvez seja apenas impressão sua ou até a maneira de ser dele.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 11:00

Essa dos 35M nao quero acreditar , na potética hipotese de ter alguma verdade Sousa Cintra irá ficar em muitos maus lençóis.

Sinceramente nao acredito , agora se esta Direção o pretende aumentar então que esclareça de uma vez essa duvida.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 12:39

Não acho essa pseudo-notícia credível.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 12:42

O unico lugar onde vi essa noticia foi para variar no CM por isso fiquei mais descansado.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 25.02.2019 às 14:15

Amigo juliuscoelho,
Não acredito nessa história dos 35M, e logo vinda CM que dá as notícias em 1º mão...tanto as verdadeiras, como as que inventa.
Não faz sentido nenhum o jogador ter uma cláusula de rescisão de 100M e depois existir essa nuance.
O que foi acordado então? Um acordo de cavalheiros que Sousa Cintra assumiu, sabendo que o clube teria novo presidente 2 meses depois?
Acredito que tenha existido alguma contrapartida, existem detalhes por explicar até à data, mas não pode ser essa história dos 35M.
A explicação dos termos em que voltaram os jogadores que rescindiram, bem como o ponto de situação dos restantes em que não houve acordo, eram situações que gostava de ver visto esclarecidas na última 6º feira.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 14:28

Para mim nao faz sentido nenhum mas urge o esclarecimento.
De todas as formas o Bruno ja se mostrou por varias vezes muito receptivel a prolongar o vinculo ao clube com nova assinatura que terá um aumento susbtancial e aí tera obviamente a clausula que se exige.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 14:41

O Julius é o único que está a dar muita importância a esta questão.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 14:43

Entao ainda bem é sinal que "no pasa nada"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 16:18

Devido ao blogue, eu percorro tudo quanto é notícia, mas determinadas reportagens em determinados jornais/tv eu ignoro completamente, com muita rara excepção. Apenas e tão só por carecer de credibilidade.
Imagem de perfil

De Greenlight a 25.02.2019 às 09:53

Não sou grande apreciador do Rui Santos pois vai dizendo umas coisas acertadas aque e acolá mas sempre com grande preocupação de manter uma suposta equidistâcia, é dos tais que diz que os clubes, chamados grandes, são igualmente beneficiados pelas arbitragens o que é, obviamente, mentira e o Rui Santos sabe isso muito bem.
Quanto ao que diz na crónica é, evidentemente, acertado e só não vê, como já se pode ler nalguns comentários ao post, quem não quer ver ou, pior, tem agenda de pretender que a actual Direcção e Presidente do Sporting são incompetentes, não sabem comunicar e que não estão à altura da grandeza do Sporting. A "pesada" herança que receberam da gestão desatrosa do Destituído e sua trupe não não interessa nada e é para esquecer, nomeadamente, a invasão da academia e as consequências que teve na desvalorização do plantel quer financeira quer futebolísticamente. Essa gente assiste impávida e serena, ou pior, aplaude, o circo que o Destituído continua a promover, para ganhar uns trocos e perturbar a recuperação do Sporting; o que o Destituído deseja, todos os dias, é que o Sporting perca e definhe para que ele continue a alimentar o sonho de voltar à presidência do Sporting para continuar o festim que os sócios, com dois dedos de testa, terminaram acertadamente.
A actual Direcção e Presidente poderão vir a revelar-se incapazes para "dar a volta por cima" e não devem ser imunes a críticas, excepto das críticas que provenham do Destituído e da sua camarilha.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 11:06

O ex presidente nao voltará ao Sporting nos proximos 40/50 anos só mesmo quando todos nós estivermos ás portas de ficarmos gagás se ainda por cá andarmos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.02.2019 às 12:15

O Badocas mentiroso e terrorista vai andar anos nos tribunais ora por causa do ataque à academia do qual é responsável moral, assim como por causa da sua gestão "brilhante" à frente do Sporting. E no fim, e isto é apenas o meu feeling, irá para o Linhó comer de marmita, como dizia o outro.

José Silva


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 12:24

Caro José Silva,

É o último comentário seu que publico, sem estar identificado como compete. Já o alertei várias vezes.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 25.02.2019 às 11:46

Completamente de acordo Greenlight.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 25.02.2019 às 10:29

Posso criticar várias vezes Sousa Cintra mas a sua actuação teve o mérito de estancar esse falado rombo.

Na prática aquando da chegada de FV o Sporting perdeu 3 titulares e desses 3 só um é que saiu sem que o Sporting recebesse o valor da transferência.

O Sporting tinha e tem um plantel que vale o dobro do do Braga por exemplo.

A situação não é fácil e acho que temos todos de dar tempo ao tempo, mas também esperamos que haja uma recuperação como aconteceu em 2013 por exemplo.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 25.02.2019 às 11:15

Não dou muito crédito a Rui Santos porque foi sempre uma figura que quer estar bem com Deus e com o Diabo.
Rui Santos gosta muito de dar "uma no cravo e outra na ferradura"...faz lembrar alguém.
Entendo e apoio que a situação das claques tenha que ser resolvida duma vez.
Não entendo que se meta todas as claques no mesmo saco, pois o SCP não se resume à Juventude Leonina. Parece-me que a Torcida Verde sempre foi um bom exemplo de como deve ser uma claque.
Quem apoia o SCP por este país fora e muitas vezes no estrangeiro, fá-lo por gosto, é um facto...costuma-se dizer que "quem corre por gosto, não cansa"...mas considero que deveria existir uma abertura das partes para um possível entendimento entre o clube e as claques.
Porque não é o sócio normal que presta esse apoio ao clube interna e externamente, e de forma regular.
Sabe bem ver e ouvir o apoio prestado ao nosso clube no futebol e/ou modalidades...pois então que se chegue a um acordo que satisfaça ambas as partes.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 11:38

No meu tempo (eu pertenci á Juve Leo) so tinhamos descontos nos bilhetes quem tivesse o famoso cartão jovem e direito a entrar no estádio mais cedo , nada mais , nos é que organizavamos internamente tudo , as coreografias e cozer pintar os panos das tarjas de maior dimensão, nem sede tinhamos, nao havia telemoveis, encontrava-mos muitas vezes nas casas de uns e de outros ou em largos , onde acabavamos por fazer uma jogatana de rua.
Tudo muito saudável , era , foi , um orgulho pertencer a uma claque genuina no unico acto que era o de apoiar a equipa principalmente nos jogos no velho Alvalade.
Sem imagem de perfil

De Cantona a 25.02.2019 às 13:22

"Quem apoia o SCP por este país fora e muitas vezes no estrangeiro, fá-lo por gosto".

Quem faz do Sporting um clube grande são precisamente os adeptos anónimos, as claques são irrelevantes para a dimensão do clube, por isso o bom senso diz que quem devia estar no centro do clube são esses adeptos "sem líder", os que decidem eleições, os que fazem os filhos adeptos, os que só são leais a um símbolo.

A única coisa que os privilégios garantem é, como disse o Varandas, o "negócio". De resto uma claque que apoie "por gosto", a primeira coisa que diz é "não queremos nada do clube". Isso é que é apoiar por gosto: não pedir nada em troca. O Sporting não tem adeptos espalhados pelo mundo que se for preciso gastam mais de 1000 euros num jogo, ou que viajam das ilhas, do Algarve, do norte, de todo o lado. A ideia que sem as claques o apoio ao Sporting desaparece não tem qualquer base na história do clube, nem na realidade europeia, onde as claques desempenham um papel insignificante nos maiores clubes.
Sem imagem de perfil

De Cantona a 25.02.2019 às 13:00

"as claques não podem estar acima dos sócios"

Não deveriam estar, mas Varandas apenas reforçou esse estatuto ao oferecer-lhes bilhetes a preços "especiais". Mais: a "casinha" continua na posse das claques? Não foi utilizada para organizar o ataque de Alcochete? Foi, é público que foi, mas eles por lá continuam felizes da vida.

Só num futebol completamente podre como é o português um presidente deixa de dar bilhetes à borla (diz ele, porque bilhetes no Sporting existem muitos, por exemplo, nas modalidades), e é descrito como se estivesse a enfrentar os interesses instalados. Errado, os interesses continuam lá, intactos.

Enfrentar as claques foi o que fez o Florentino:

"Real Madrid afasta grupo de extrema-direita do Santiago Bernabéu

Eram a face mais visível (e violenta) dos grupos de apoio ao Real Madrid, mas os “Ultras Sur” têm os dias contados. Uma luta pelo poder no seio da própria claque estará na base da decisão de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, de barrar o acesso dos elementos do grupo ao Santiago Bernabéu. O sector até agora ocupado pelos “Ultras Sur” deverá passar a acolher, a partir de Janeiro, grupos de adeptos jovens, revelou a emissora espanhola Cadena COPE."

A ideia que o Varandas está a fazer algo de extraordinário só dá para rir. O problema é que as claques foram sendo colocadas, por sucessivas direcções, numa patamar tão alto, que agora se confundem migalhas com um banquete. É melhor que nada? Sem dúvida, mas está muito mais próximo de "nada" que de "tudo".
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 25.02.2019 às 14:37

A mim faz-me tremenda confusao, mas custa assim tanto a um presidente figura maxima do clube pôr um travâo a esses grupos intitulados por claques ? Que o impede ?
Quem dita afinal as regras ?

Faz-se um vendaval tâo grande por um assunto sue nem o devia ser, é caso para perguntar afinal ; "que pasa"?
Porque para mim , claques?? No pasa nada!!!!!!
Sem imagem de perfil

De Cantona a 25.02.2019 às 15:15

A questão é que o presidente não quer meter um travão, mas sim proteger as claques, porque acredita que são importantes para o clube.

É uma ideia que está generalizada em Portugal, e para mim é uma idiotice, mas quando se acredita que as claques são importantes o objectivo passa sempre por protegê-las.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 25.02.2019 às 15:27

Caro Cantona...o Cantona jogador era soberbo, e poeta ainda por cima, mesmo com mau feitio!

As claques têm mesmo importância.
Todos juntos representam muito votos na hora de eleições que ninguém quer desperdiçar (João Benedito que o diga nas últimas eleições), além do dinheiro das quotas de sócios que podem deixar de entrar no clube, bem como ter o estádio mais bem composto por representarem um número ainda considerável.
Se fosse tão fácil acabar com as claques (e volto a repetir que não se devem meter todas no mesmo saco), acha que no passado já não o tinham feito?
Não faltou vontade a alguns presidentes que passaram pelo SCP, mas não é tão fácil como parece.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 16:10

O conceito original de claques foi fantástico e, em geral, prestam um apoio de valor a todas as modalidades do Sporting.

Dito isto, necessitam urgentemente de serem controladas, de serem postas no seu lugar. Não sou contra a terem alguns benefícios moderados, mas sem exageros.

No entanto, não vejo como a Juve Leo pode ser recuperada depois do evento da Academia e afins. Por lamentável que seja, esta claque devia ser abolida, não pode haver meias medidas.

Na Inglaterra aboliram os "hooligans" e o futebol só beneficiou com isso.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 25.02.2019 às 16:16

Concordo plenamente com o Rui. A questão é que já ouvimos várias vezes o presidente insurgir-se contra a Juve Leo e entretanto ainda não se viu nenhuma medida.

Estes meninos não vão lá com meia cantiga, ou há medidas efetivas ou voltam ao mesmo. Dizer-se apenas que se está desapontado com eles, não os aquece nem arrefece
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 25.02.2019 às 16:21

Já agora, a titulo de curiosidade e porque o Rui falou nos hooligans ingleses, aconselho a todos a leitura do livro "Entre os Vândalos" de Bill Buford.

Retrato bastante interessante dos hooligans ingleses dos anos 80, feito por um jornalista americano que estava longe de conhecer essa realidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.02.2019 às 16:49

Rui Gomes,
"Dito isto, necessitam urgentemente de serem controladas, de serem postas no seu lugar. Não sou contra a terem alguns benefícios moderados, mas sem exageros."
Foi que escrevi lá mais acima. As partes sentarem-se à mesa e falarem abertamente. De certeza que resolvem as questões.
As claques têm um papel importante em qualquer clube. Não sei como surgiram...lá está, nunca tive um fáscinio especial por elas. A Juve Leo, por exemplo, tem praticamente a minha idade, daí não saber a sua origem e nunca ter tido essa curiosidade.

Sem imagem de perfil

De José Sousa a 25.02.2019 às 16:49

Meu comentário...desculpem!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 17:31

Não vejo como se pode sentar à mesa com a Juve Leo, especialmente considerando que ainda tem a mesma liderança.
Sem imagem de perfil

De Cantona a 25.02.2019 às 16:20

A média de idades das claques é baixa, o que reduz bastante o peso nas urnas. Isso ficou claro nestas eleições, com a derrota do Benedito. Além disto, não me recordo de alguma vez no Sporting (e Benfica) se dizer que um candidato venceu devido às claques.

Quanto às quotas e assistências, não encontro dados concretos para defender que as claques sejam relevantes. Ao valor que pagam em quotas, que representará sempre uma pequena percentagem do total, é preciso subtrair as multas geradas por essas pessoas, que todas as épocas andam na casa das centenas de milhar de euros, portanto essa receita é em grande parte absorvida por despesa (multas e não só). Nas assistências é mais fácil fazer o balanço, pois os bilhetes são vendidos a um preço mínimo, logo é garantido que têm um peso reduzido nas receitas.

Não digo que é fácil acabar com as claques, mas que as direcções justificam o apoio que lhes dão com argumentos falaciosos, e acima de tudo que as claques são totalmente irrelevantes para a força do clube, tanto desportivo como financeira.

Era uma falta de bom senso exigir que se fizessem desaparecer as claques de um dia para o outro, mas era fácil exigir muito mais a nível financeiro (afinal, é isso que se faz aos restantes adeptos, em prol das finanças do clube), algo que esta direcção, tal como todas as outras, se recusa a fazer, perpetuando aquela que é a maior falácia que existe no futebol português: os clubes precisam mais das claques que as claques precisam dos clube.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 16:41

Na minha opinião, o dilema com as claques tem muito pouco ou até nada a ver com considerações financeiras, ou regalias, se desejar.

O que é necessário redifinir é a razão da sua existência e as regras que regem o seu comportamento.

Esta Direcção não se "recusa a fazer", assim como outras não se recusaram, mas é um problema muito complexo que não se pode fazer desaparecer de um dia para o outro.

O ideal seria a intervenção do Governo, a exemplo do que ocorreu na Inglaterra, mas não é expectável que os nossos políticos tenham a espinha dorsal para agir.
Sem imagem de perfil

De Cantona a 25.02.2019 às 17:07

O Varandas acabou de dizer que as claques são um "negócio", e não tem nada a ver com dinheiro? Pelo contrário, tem tudo a ver com dinheiro, tanto o que entra nas claques como o dinheiro do clube.

A direcção recusou acabar com os privilégios das claques, isso é inegável, pois já foi anunciado que vão continuar com bilhetes a um preço especial.

O governo tem uma postura miserável, mas não vamos inverter as responsabilidades. Quem gere os clubes são as direcções, e até hoje fizeram sempre questão de alimentar as claques, de as reforçar, de lhes dar poder, de tornar o clube dependente delas. Como disse noutro comentário, o Florentino Perez já acabou com uma claque, é uma questão de querer ou não querer.

Se depois do ataque e da rescisão de meio plantel a grande conclusão é "acabaram-se as borlas, mas de resto continuamos amigos", acho que está tudo dito sobre a real vontade de mudar a relação do clube com as claques. O governo tem sido inútil precisamente porque são tão cegos sobre o papel das claques no futebol são como os dirigentes, e os adeptos em geral.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 17:28

Compreendo o argumento, mas a minha referência era no contexto dos interesses do Clube e não dos interesses dos elementos das claques.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.02.2019 às 16:22

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 25.02.2019 às 16:25

Letal a tudo e a todos é a estupidez humana.

O cerebro é um orgão tão interessante que toda a gente devia ter um.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 16:35

Infelizmente, esse é mesmo um IDIOTA irrecuperável!!!
Sem imagem de perfil

De Pelisca a 25.02.2019 às 17:12

Boa tarde, já fui mais adepto das claques, neste momento assumo estou em cima do muro, como está não pode ficar, mas também penso que iriam fazer falta se fossem extintas no curto prazo .....visto que muitas vezes o apoio começa ali.

Talvez se possa fazer um estatuto da claque dentro do clube com mão de ferro quem não cumpre não têm direito a nada bilhetes casinha etc.

S.L.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2019 às 17:29

Exige ponderação profunda e acção, deixar andar com um encolher de ombros é que nada resolverá.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo