Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 09.05.19

 

-i-3-grandes-i-calendario-ate-ao-final-do-ano.jpg

 

"(...) O desequilíbrio crescente do campeonato é uma realidade. A tendência não é nova e tem-se agravado nos últimos anos, desde que a UEFA começou a colocar os clubes da Champions a nadar em dinheiro. Mais: não é um exclusivo do português – basta olhar para o que acontece habitualmente em Espanha, França, Itália ou até na Alemanha, apesar da temporada mais atípica do Bayern. Os grandes estão cada vez maiores, em alguns casos maiores do que as próprias ligas.

 

O grande paradoxo é ver que são grandes de Portugal os primeiros a pedir proteção antes das jornadas europeias, argumentando que estão a representar os interesses do país e a contribuir para o ranking. Nada mais falacioso: o ranking de clubes da UEFA é algo que não aquece nem arrefece 14 ou 15 equipas do campeonato. Fazê-las submeterem-se aos interesses das maiores é contribuir para a ditadura".

 

Sérgio Krithinas, Director Adjunto Record

 

publicado às 05:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.05.2019 às 11:24

Mike,

Não concordo nada com o teu argumento…. é precisamente por eles distribuírem equitativamente que permitiu aumentar progressivamente a competitividade do campeonato…. e isso demora muitos anos a acontecer!

Essa dos treinadores estrangeiros a revolução em Inglaterra aconteceu com o Wenger, desde ai já houve Mourinhos e companhia…. o que acontece neste momento é que a Inglaterra atrai os melhores treinadores e jogadores do Mundo.

Em Espanha a discussão sempre foi baseada no Real/Barça…. pouco interessante para um consumidor internacional….. a liga espanhola está condenada a perder competitividade resultado de uma mentalidade latina, que só vê o umbigo do clube grande, em vez de dar mais receita aos clubes pequenos.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 09.05.2019 às 11:39

Dizes que não concordas com o meu argumento mas depois repetes o mesmo que eu disse. lol

É óbvio que se todos os clubes tiverem mais dinheiro podem ir buscar melhores jogadores e treinadores. A questão é que tu não vias muitos treinadores de jeito nos clubes Ingleses de topo, embora tivessem bons jogadores. E um bom treinador, como sabes, faz toda a diferença. Agora já vês bons treinadores lá e com isso as equipas de topo ganham poder para combater contra Reais e Barças.

Mas não podemos desligar-nos do que está a acontecer nos outros países. Barça e Real estão em declínio nesta época e isso ajuda a dar montra a outras equipas, como Ajax e afins.

Não estamos assim tão em desacordo.
Sem imagem de perfil

De J. a 09.05.2019 às 12:13

Eu estou em acordo e em desacordo com vocês os dois.
Em acordo com a desigualdade de receitas e de apoio mediatico que existe em Portugal, sendo excessivamente centrado nos 3 grandes o que cria imediatamente a desigualdade de meios e de orçamentos.
Mas não acho que a diferença com o campeonato inglês seja só por isso. Um Bournemouth terá mais receitas e seguidores em % que um Maritimo por exemplo, mas não tenho a certeza de que seja melhor equipa.
A meu ver o que criou a diferença entre a liga inglesa e as outras equipas, é a quantidade de milionários á frente dos clubes ingleses dispostos a gastar milhões em épocas sucessivas ou a manter os melhores jogadores com salarios milionários.
Qual será a diferença de orçamento na Europa League entre Arsenal e Chelsea comparado com Napoles ou Frankfurt por exemplo?
Claro que haverá sempre excepções como o Ajax, mas por norma quem mais gasta mais vai estando mais próximo de ir mais longe
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.05.2019 às 18:53

O PSG também teve investimento forte…. e hoje em dia os investidores querem sair de França…..

A mentalidade inglesa está bem adaptada ao investidor estrangeiro, porque encara o campeonato como uma Liga onde todos podem ganhar….. acham que o facto de o Leicester ter sido campeão se deve aos investimentos ou à mentalidade inglesa? atenção mentalidade inglesa é adeptos, jogadores, treinadores, árbitros, transmissão televisiva, etc... É isto que motiva quem está em casa a ver um jogo!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.05.2019 às 20:19

Mike,

É verdade que os treinadores estrangeiros trouxeram mais qualidade à Premier, mas não é esse o factor que a torna a melhor liga do mundo. Eles foram lá parar porque é lá que toda a gente quer estar desde há uns 15 anos e ainda o Ferguson lá estava. Estes excelentes resultados europeus são devidos à grande qualidade dos planteis aliado a grandes treinadores. Vejo a liga italiana como provável de ultrapassar a liga espanhola, investimentos na Roma, Inter, Milan, Nápoles, podem criar um ciclo de investimento em clubes como Lazio, Torino, Sampdoria, e acedito que em 2/3 anos vamos ver a liga espanhola em crise....

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo