Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 17.08.19

GettyImages-1125509802.jpg

Luís Filipe, ex-jogador tanto do Sporting como do SC Braga, comenta o jogo de domingo entre os dois clubes, em breve entrevista à Rádio Renascença:

"Tendo em conta os dois últimos jogos oficiais [Benfica, na Supertaça, e Marítimo, na abertura do campeonato], porque esses é que importam, e não tendo vencido nenhum deles, o Sporting está muito mais pressionado a vencer, do que o Sp. Braga. Não saber se o seu melhor jogador vai continuar, ou não, e depois estes pequenos focos - como o Bas Dost - cria alguma instabilidade e incerteza.

O Sporting devia vir a público dizer o que vai acontecer e acaba-se com esta novela. Os outros clubes já estão com as coisas definidas e o Sporting ainda tem os seus jogadores mais importantes sem verdadeiramente saberem o que vai acontecer. E isso acaba por criar instabilidade".

Compreende-se a intenção de Luís Filipe, mas parece-me que se esqueceu que o mercado só fecha no dia 2 de Setembro e, até essa data, não há nada que o Sporting possa ou deva dizer sobre rumores do mercado e/ou o possível interesse de terceiros nos seus jogadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De PSousa a 17.08.2019 às 10:07

Rui,
Estou de acordo que até 2 de Setembro o Sporting pouco pode fazer, no entanto, podia e devia, vir dizer por exemplo que os valores para levar Bas Dost são "x" mas que nós contamos com ele se não sair. E isso também para BF, estas noticias plantadas só têm um fim....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2019 às 10:25

Discordo. O Sporting não deve mostrar a mão em qualquer aspecto. Há contratos e há cláusulas de rescisão, a partir desse ponto compete a terceiros apresentar propostas caso haja interesse.

Não se pode nem se deve reagir a cada rumor que surge na praça.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 17.08.2019 às 12:42

Creio que Luis Filipe tem total razão. Se calhar Luís Filipe não se esqueceu que o mercado fecha a 02 setembro. O que Luís Filipe não confunde é mercado de transferências com a praça do peixe. O que se passou em torno de BF foi confrangedor para a imagem do Sporting e o que se está a passar com Bas Dost, um dos maiores goleadores de sempre do clube, é inclassificável. O Sporting vem permitindo a especulação total sobre meia equipa, sem a desmentir. É legítimo questionarmos porque deixa o Sporting correr sem freio a desinformação em torno do destino de meia equipa. A exibição do clube, neste capítulo, tem sido tão fraca quanto as exibições da equipa em campo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2019 às 13:04

A crítica está à vista, já o mesmo não se pode dizer da acção que deveria ter sido tomada pela Direcção, na sua óptica.

Como é que um clube impede especulações da imprensa, sem adiantar informação que é melhor preservada no foro interno.

O Luís Filipe, com ex-jogador, analisa a situação somente por esse prisma, mas há mais considerações a ter em mente.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 17.08.2019 às 13:28

Trava-se mais e por exemplo, como o Benfica travou. Assim que foi preciso o presidente do Benfica veio dizer exactamente em que condições quem quisesse podia levar os jogares do Benfica. O Sporting faz o contrário, deixa que comentadores, ex jogadores, jornais, jornalistas, cronistas, agentes, empresários, estações de televisão, etc. dêem livre curso à especulação, sem que se ouça ou leia uma voz do clube e da SAD a esclarecer nada. Um verdadeiro mercado do peixe, o mercado de transferências na perspectica onde o Sporting se deixou colocar. O Sporting tem um departamento de comunicação. A comunicação, numa sociedade aberta como é o Sporting é crítica para transmitir a informação que melhor defende os interesses da sociedade. Se o que se passa salvaguarda os interesses desportivos e económicos do Sporting, não sei, ver-se-á mais adiante. Que tem produzido mau resultado desportivo nos poucos jogos disputados, tem. Essa constatação pode fazer-se, embora não seja hora de balanços. O meu ponto de vista é que a falta de clareza e definição fragilizam a equipa e comprometem os resultados. Partindo de uma posição mais débil que os adversários, desportiva e financeiramente, espera-se do Sporting ainda mais inteligência e sagacidade na defesa da equipa para não comprometer a época toda logo no arranque. Não é uma crítica, é um desejo forte e um pedido ao meu clube. Fortaleza absoluta.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2019 às 13:38

É um tema muito subjectivo, especialmente ao fazer comparações, dado que cada clube vive as suas próprias circunstâncias. Actualmente, o SLB tem mais trunfos na mão para defender os seus interesses no mercado. Nem sempre foi esse o caso.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 17.08.2019 às 14:50

Não acho. O adepto primário não gosta, percebe-se, mas o Sporting compara-se com Benfica e com Porto, não é com a loja que vende ceroulas. Consideradas as circunstâncias de cada um, é com esses que temos de nos comparar. Estamos no mesmo mercado e no mesmo negócio. Não o fazendo, estamos apenas a enganar-nos. Portanto, saber exactamente onde estão os outros, para percebermos exactamente onde nós estamos e o que precisamos de fazer. Não é “ciência” nova. Fernando pessoa escreveu e bem sobre o tema há 90 anos atrás. Deve ser unânime entre os Sportinguistas que o Sporting tem uma comunicação pobre e que não nos fortalece. Corrijamo-la, então.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2019 às 14:59

A questão da comunicação é um tema separado.

Já no que diz respeito a activos e ao mercado, a posso concordar de modo algum com a sua perspectiva.

Começa logo pela não conquista do título em anos recentes e a ausência da Champions, factores que fazem toda a diferença e que nos separa do SLB e do FCP, por muito ingrato que seja.

Não tenha dúvidas, por exemplo, com o Bruno Fernandes a jogar na Champions ao nível que jogou o resto da época passada, acredito veemente que até uma venda pelo valor da cláusula de rescisão era muito viável.

O que distngue os três grandes é precisamente o registo competitivo em tempos recentes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2019 às 14:59

Perdão... quis dizer "não" posso concordar...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo