Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

Rui Gomes, em 13.11.19

img_797x448$2019_11_06_15_07_11_608078.jpg

Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto, voltou a fazer alvo de Luís Filipe Vieira e do Benfica, desta feita partindo de uma reportagem da revista Sábado, segundo a qual o líder dos encarnados é suspeito de beneficiar de fraude no BES.

Para o dirigente portista, este é mais um exemplo da "subserviência que existe no país para com o Benfica" e do "escudo que é ocupar o lugar de presidente" das águias:

"Há influências na arbitragem, com o Ferreira Nunes. Na política também, com o IPDJ e o Secretária de Estado do Desporto. Restava o poder judicial e nesse também há dúvida de algumas coisas. Quando falamos no Benfiquistão estamos a falar de uma tomada do poder onde quem não serve os interesses do Benfica tem de ser afastado. O ex-presidente Vale e Azevedo só foi confrontado após sair do Benfica. Imediatamente após.

O lugar de presidente do Benfica foi um óptimo escudo para o Vale e Azevedo e também será para Filipe Vieira. Todos nos lembramos da rábula da amnésia. Tudo possivel foi feito para que o presidente do Benfica não prestasse declarações no Ministério Público no Verão passado".

*** Em causa também, o Tribunal Central Administrativo do Sul que deu provimento ao recurso apresentado pelo Benfica sobre um castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da FPF - depois de os recursos apresentados pelos encarnados terem sido chumbados pelo Pleno do CD e pelo Tribunal Arbitral do Desporto -, relativo a incidentes no encontro Benfica - FC Porto, de 15 Abril de 2018, considerando inconstitucional imputar ao clube da Luz responsabilidades por eventuais comportamentos de outrém, neste caso das claques. O Benfica tinha sido punido em 8.645 euros por incidentes com os adeptos.

E, ainda, os 7 jogos em carteira para cumprir, dois à porta fechada, por castigo do IPDJ e do CD, e cinco interdições ditadas pelo CD da FPF, que já se arrastam há cerca de um ano.

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


51 comentários

Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 04:22

Sobre o poder judicial todos sabemos que o capo orelhas manda nisto tudo.

"O Tribunal Central Administrativo Sul deu provimento ao recurso apresentado pelo Benfica sobre um castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da FPF - depois de os recursos apresentados pelos encarnados terem sido chumbados pelo Pleno do CD e pelo Tribunal Arbitral do Desporto -, relativo a incidentes do Benfica-FC Porto, de 15 abril de 2018, e considerou inconstitucional imputar ao clube responsabilidades por eventuais comportamentos de outrém, neste caso das claques. O Benfica tinha sido punido em 8.645 euros por incidentes com os adeptos.

"É inconstitucional, por violação do princípio jurídico-constitucional da culpa e do princípio da presunção de inocência, presunção que o arguido beneficia em processo disciplinar, inerente ao seu direito de defesa do regulamento disciplinar da LPFP, no sentido que a indicação, com base em relatórios da equipa de arbitragem ou do delegado da Liga, de que sócios ou simpatizantes de um clube praticaram condutas social ou desportivamente incorretas é suficiente para, sem mais, dar como provado que essas condutas se ficaram a dever à culposa abstenção de medidas de prevenção de comportamentos dessa natureza por parte desse clube, o que desde já se argui, para todos os efeitos e consequências legais: é inconstitucional porque materialmente, na prática, significa impor ao clube uma responsabilidade objetiva por facto de outrém", pode ler-se na decisão do tribuna"

Estes juízes devem ser compinchas do rangel e da ana peres
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 06:26

No benfiquistão tudo é possível. Metes uns juízes no bolso e está feito.

"O Tribunal Judicial de Lisboa anulou o castigo de realização de um jogo à porta fechada decretado pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Como se lê no acórdão do Juízo de Instrução Criminal, a que Record teve acesso, os encarnados são absolvidos da acusação de apoio a Diabos Vermelhos e No Name Boys, claques ilegais, por permitirem que esses grupos organizados de adeptos (GOA) coloquem tarjas e outro material no estádio, antes dos encontros.

"Pode concluir-se que a permissão, por parte da recorrente [Benfica, SAD], de uso e porte pelos No Name Boys e Diabos Vermelhos de faixas e bandeiras para sectores determinados do estádio não constitui uma forma de apoio aos mesmos, nos termos previstos no artº 14º/2, mas sim constituem medidas de segurança a que qualquer promotor de espetáculo desportivo está vinculado a fim de assegurar que o espetáculo desportivo decorra com todas as condições de segurança para os adeptos e espectadores em geral", pode ler-se.

O Benfica foi condenado, a 27 de agosto de 2018, pelo IPDJ, com a realização de um jogo à porta fechada e multa de 56.250 euros. Em causa estavam 14 contraordenações – destacando-se o apoio a claques ilegais –, em oito jogos da Liga (V. Guimarães, Sp. Braga, Belenenses SAD, Portimonense e P. Ferreira), Liga dos Campeões (CSKA e Besiktas) e Taça da Liga (Sp. Braga) – sete em 2017 e um em 2016. A acusação apontou para faixas com alusões diretas e indiretas a ambas as claques, exemplificando com a que refere ‘E pluribus unum Sport Lisboa e Benfica o Glorioso desde 1904’, "ostentando os dois ‘N’ invertidos", dos No Name Boys, e a ‘Demasiado fiéis para desistir’, dos Diabos Vermelhos.

A existência desses grupos foi admitida pela SAD. Mesmo não estando constituídos como associações, são "marcas registadas junto do Instituto Nacional da Propriedade Industrial por um conjunto de pessoas singulares". "A exibição de marcas registadas não pode ser genericamente impedida", defendem as águias. "Não se pode concluir que ao permitir a entrada de faixas e tarjas para os sectores das claques acima indicadas, a recorrente promove uma discriminação positiva dos mesmos em relação aos demais adeptos, permitindo-lhes uma liberdade de atuação e de expressão que não é, de todo, deferida aos restantes adeptos e espectadores, uma vez que tais facilidades de acesso são obrigatórias por lei", sublinha-se ainda no acórdão.

O Tribunal ouviu várias testemunhas, designadamente elementos da PSP e colaboradores do clube encarnado, como Miguel Bento, diretor comercial e marketing, e Rui Pereira, à data diretor de segurança."

Anda o Varandas preocupado em retirar as faixas e restante material do estádio....
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 08:40

Escreva mais umas vexes a ver se se torna Verde o que diz, então um declara inconstitucional e fundamenta e voce não gosta do slb e então o juiz tá errado, grande argumento hahahaha
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 08:41

Escreva mais umas vezes a ver se se torna verdade era o que queria dizer
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 08:56


"Pode concluir-se que a permissão, por parte da recorrente [Benfica, SAD], de uso e porte pelos No Name Boys e Diabos Vermelhos de faixas e bandeiras para sectores determinados do estádio não constitui uma forma de apoio aos mesmos, nos termos previstos no artº 14º/2, mas sim constituem medidas de segurança a que qualquer promotor de espetáculo desportivo está vinculado a fim de assegurar que o espetáculo desportivo decorra com todas as condições de segurança para os adeptos e espectadores em geral", pode ler-se.



É suposto isto ter alguma credibilidade? Mas siga que no benfiquistão vale tudo. Devem fazer parte dos que recebem billhetes ou são amigos do rangel.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 09:15

Ao preparar o post, pensei logo em si a ser o primeiro a vir defender o indefensável.

Ou seja, nada de novo, portanto!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 12:32

Este meu comentário é dirigido ao leitor Hugo Gomes.
Sem imagem de perfil

De RASR a 13.11.2019 às 10:00

Caro hugo gomes, existe ou não existe uma lei, depois afixada pelos clubes em todos os pilares e portas dos estádios, sobre material que não pode acompanhar o adepto para dentro do estádio e, na sua posse continuar, no decorrer do jogo? Todos nós temos que deitar pacotinhos de leite fora, não podemos entrar com uma bandeirola, as malas das senhoras são revistadas, etc, etc, etc...
A única excepção que foi aberta a esta lei são aqueles que se integrem as claques legais, registadas e responsabilizadas sob o poder disciplinar do IPDJ e do próprio clube. Ora, se uma claque não for claque, quer dizer que aquelas pessoas, independentemente do lugar onde façam poiso, são adeptos "normais", não excepcionados pela lei. Logo, todo o material proibido de entrar no estádio devia ficar à porta. Se eles conseguem entrar com o material dentro do estádio, é porque o clube está a dar apoio a um grupo que não está legalmente registado. Quer então dizer que qualquer adepto pode levar uma bandeira, potes e flares porque são como os outros que fazem poiso no lugar comum de uma claque normal

Ainda contestam e recorrem da decisão. Este país dá-lhes razão... Para que servem as leis, então???
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 10:28

O problema aqui é que mesmo as claques registadas trazem material proibido para as bancadas, ex potes de fumo, tochas e material pirotecnico, logo claques legais e ilegais estão todos em incumprimento da lei. Segundo como se vê agora pelo sporting as claques são nocivas aos clubes, logo são voces que estão a defender o idefensavel. Terceiro os clubes tem seguranca privada e à agentes da autoridade a revistar pessoas logo se alguma coisa passar não pode ser imputada aos clubes. Se eu decidir formar uma claque do sporting, em que o clube não me reconhece como tal, mas vestir a camisola e mais uns amigos e decidirmos lancar very lights para dentro do campo antes do jogo e encher o estadio de fumo, acha que o clube deve ser sancionado?
Sem imagem de perfil

De RASR a 13.11.2019 às 12:54

Claro que deve ser sancionado! As tochas e os very lights passam porque as medidas de segurança e revista são muito mais lenientes para os elementos das claques. Por isso é que são claques, para serem a excepção à lei e para serem responsabilizados pelo órgão disciplinar do clube. Eu quando lá vou, só falta realizarem o exame retal para poder entrar sem objectos proibidos, e estes elementos conseguem, constantemente, entrar com tochas e very lights, com bandeiras e com tarjas, quando o clube já disse que não são uma claque oficial? É isso o que o Benfica tem feito com os seus, diz que não tem claques oficiais mas depois trata-os como tais, com despesas pagas, com segurança mais solta na hora de entrada no recinto... Isto só devia ser possível para claques OFICIAIS, que é o que se espera que o Sporting passe a fazer, a partir de agora. Não pode e não deve existir uma única bandeira, uma única tarja nem um único megafone ou bombo nas mãos de elementos da JL, porquanto, neste momento, devem ser revistados como se fossem adeptos "normais" e devem cumprir a lei geral.

É aí que o seu argumento falha, o Benfica permite que claques não-oficiais, ou seja, adeptos "normais", possam entrar com megafones, com bombos, com bandeiras, com tarjas, etc para um recinto onde tal é estritamente proibido, alegando um enorme contrassenso. São apenas adeptos, não são claque, mas apoia financeira e logisticamente estes adeptos. Quer dizer que, se for ao Estádio da Luz, poderei levar o meu bombo, o meu megafone, a minha bandeira de 35m2 e sentar-me nos restantes lugares abertos ao público em geral e ainda ser financeiramente apoiado pelo clube e passar pela segurança com tudo isto, visto que os restantes também o fazem porque não são uma claque, são adeptos normais... É totalmente diferente.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 12:42

Não sei o que anda a fazer o "Varandas", ou o que o preocupa, mas sei que o Benfica pagou mais de 10M a advogados, precisamente para, ora bem, como é que hei-de dizer isto, será para fazerem o seu trabalho?

Toda a gente sabe que a justiça é forte com os fracos e fraca com os fortes, qual a novidade, independentemente dos méritos deste e de outros acórdãos?

Um destes dias, só para entreter, ponho aqui uma lista de acórdãos sobre as tropelias do FCPorto, a ver se alguém se indigna.

Vai ocupar é umas 10 páginas do blogue.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 13:10

O caro desvia sempre os seus argumentos para o FC Porto, como se isso atenuasse as acções do Benfica e seus dirigentes.

Neste post debatemos o Benfica e os processos que lhe são associados. Recentemente publiquei um post sobre declarações de Pinto da Costa para permitir debate sobre esse clube.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 13:46

Não deixa de ter razão, eu sei que sendo o Benfica o que é, é natural que a CS dê mais foco a estas noticias, e por arrasto os blogues e outras plataformas.

O que me parece, é que é desproporcionado a divulgação deste tipo de declarações, relativamente à do FCPorto em especifico, por isso é que trago sempre o assunto à colação.

E porquê? Porque existe uma teia dominada por esse clube nos media, onde se denigre constantemente o nome do Benfica e do Sporting, e se protege o do FCPorto.
Isto é um facto, não é a minha opinião de benfiquista, e podia dar milhares de exemplos.

O FCPorto é um clube protegido pela CS, e goza de um estatuto diferenciado e lesivo da equidade e distanciamento que é devido a todos os seus concorrentes.

O meu ponto de vista em relação ao post , é aquele que escrevi acima, a justiça é forte com os fracos e fraca com os fortes.

O Benfica mover influencias para que não saia prejudicado, é uma verdade de La Palisse, e contratou uma equipa de advogados principescamente paga para se defender de um ataque concertado à sua credibilidade.

Existem aqui dois temas- a opinião de FJ Marques, que vale o que vale, é uma opinião como a minha ou a sua.

Outra coisa, que é um facto, são as deliberações da justiça, que foram ao encontro das pretensões do clube.

A polémica, é apenas pela extrapolação que se faz destes acórdãos ( que Francisco Marques e os Guedes e Serrões desta vida fazem), e quem conhece os mecanismos da propaganda identifica logo o que se pretende.
Bastam os 2 primeiros princípios da propaganda de Goebbels:

Princípio da simplificação e do inimigo único.
Simplifique não diversifique, escolha um inimigo por vez. Ignore o que os outros fazem concentre-se num até acabar com ele.

Princípio do contágio
Divulgue a capacidade de contágio que este inimigo tem. Colocar um "antes perfeito" e mostrar como o presente e o futuro estão a ser contaminados por este inimigo.

Para mim, esse clube é uma entidade maligna que corrompeu todo o edifício do futebol português.
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 14:10

Porto um clube protegido pela Cs? Esta gente do benfiquistao vive mesmo num estado de alienacao permanente
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 18:22

Hugo,
Não vou comentar a sua análise psicológica a "esta gente".

Limito-me a deixar o seguinte, relativo ao "seu" Porto, noticias de hoje, nem vale a pena ir ao arquivo:

"A imprensa faz hoje notícia de que o Ministério Público requereu que um homem que atirou uma garrafa de água ao árbitro durante um jogo de futebol no campo de Aldão, Guimarães, seja proibido de aceder a recintos desportivos, anunciou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada na sua página da Internet, aquela procuradoria acrescenta que o Ministério Público acusou o arguido de ofensas à integridade física qualificada, em concurso aparente com um crime de arremesso de objectos ou produtos líquidos."

Acontece que isto se passou nos distritais ou CN.

No recente Portimonense-FCPorto, depois do golo marcado pelo FCPorto, 1 minuto depois da compensação dada pelo arbitro, adeptos desse clube atiraram para o arbitro assistente nº2, garrafas de agua que o atingiram nas costas, conforme consta no relatório do arbitro.

Por acaso leu alguma noticia sobre processos ao FCPorto por causa dessa ocorrência?

Se no estádio do Dragão é permitido que um adepto entre no relvado e agrida pelas costas o Pizzi ( agrida não, acho que lhe foi alisar a camisola), tendo como consequência uma multa, e isto seja discutido como um fait-divers, é natural que se considere que o FCPorto não é protegido.

"Esta gente" já vê futebol há mais de 40 anos, por isso sei aquilo que vi e que vejo.

Há adeptos que têm 30 anos de idade e falam como se soubessem alguma coisa do que se passou no futebol português.
E se não têm, parece.
Sem imagem de perfil

De Jo a 13.11.2019 às 08:37

Dizem que em tempos idos houve alguém que fez uma viagem a Vigo, esta minha fraca memória não me deixa recordar quem foi, mas certamente foi visitar a família.
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 08:43

Jo e o homem que se suicidou no estadio e depois de disparar contra ele mesmo fez desaparecer a arma.
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 08:51

Tera sido o que invocou amnesia antes antes de depor no Ministério Público? Ou o que tinha viagem marcada para o Brasil?
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 10:34

Tinha viagem marcada mas não foi, mas houve alguem que viajou dentronde uma mala de um carro mas não convem dizer porque voces são aliados, o que interessa é o criminoso ja julgado dz.francisco j marques não é aquele que foi julgado e condenado por teuncar e adulterar emails e mentir na tv, grande credibilidade
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 08:57

Ou aquele cujo motorista fo apanhado com 9kg de branca.
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 10:29

Se voce tiver uma empresa e o seu motorista andar a transpotar droga, voce deve ser preso? À com cada parvoice .
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 11:39

Claro que nao. O orelhas tem apenas muito azar com as companhias.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 12:43

Ehehehhe, de repente regressei à infância, "quem diz é quem é"
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 14:34

Então o bruno de carvalho devia ter sido preso por ter sido encontrada cocaina na casinha da juveleo que é dentro do estadio do sporting ou não?
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 14:53

Este tal motorista era da confianca de lfv de longa data. Mas longe de mim desconfiar do capo orelhas. Tal como com Pg ele tem azar com as companhias e nunca sabe nada do que se passa
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 14.11.2019 às 14:46

E o Mustafa nao é amigo de longa data de bruno de carvalho?
Sem imagem de perfil

De Eduardo a 13.11.2019 às 11:35

É a justiça cor de rosa de que a maioria deste povo gosta.
Têm a justiça, a saúde, a escola etc que merecem .
Este fim de semana já vão ter assunto para se rirem à porta das urgências do Garcia da Horta. Devem parar por lá muitos dos que não são apoiados pela instituição presidida pela cadastrado.

É um orgulho para mim saber que na cidade em que vivo, voto e cujo clube apoio o partido do governo não foi o mais votado e os seus apoiantes geringoncianos tiveram uma queda eleitoral.

Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 12:33

A ser verdade que o Benfica consegue dominar a justiça, não me parece caso único.

Do protectorado que existe na Comarca do FCPorto, digo, do Porto, já todos sabemos, embora o Rui Gomes opte por dirigir a sua atenção para o Benfica, e ainda por cima citando um criminoso, conhecido por não honrar as suas dividas, e condenado por difamação, violação de correspondência privada, e infelizmente escapará a muitas outras tropelias, precisamente pelo tecto protector onde se abriga, e onde o vasto rol de acusações vai passando impune.

Agressões e ameaças a atletas, funcionários públicos, dirigentes de outros clubes, árbitros, jornalistas, corrupção de resultados desportivos, processos na justiça prontamente anulados, prostituição no Calor da Noite, trafico de influencias, lenocínio, e outros que seria fastidioso enumerar, são a carta de apresentação de um clube forjado pela corrupção.

Um clube de gente intocável, que sabe que tudo pode, useiro e vezeiro em manobras subterrâneas e mafiosas, que devia militar nos escalões da sua filial caneleira, a vir falar de justiça e de honra, não lembra ao diabo.

Mas falando de outro clube qualquer, por exemplo o Sporting, temos um presidente que disse :
- "«Tenho na minha lista dois juízes-conselheiros do Supremo, um procurador da República, um juiz-desembargador. Acha que estas pessoas não vão fazer braço-de-ferro na justiça pelo Sporting?»

Eu acho que vão, e muito bem, afinal todos têm direito a usar trunfos.

E lá pelo Norte então, os trunfos nunca acabam.

E os anjinhos do Sul lá se vão entretendo, ao som da Mafalda, "pássaros do Sul"....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 12:41

A sua conclusão, portanto, é que o ocorrerá no Norte desculpa/justifica o muito que no Sul é relacionado com o Benfica.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 12:49

Caro Rui Gomes, a conclusão é a que cada um quiser tirar, mas permita-me que lhe diga que, pelo que escreve, o acho uma pessoa inteligente e conhecedora, logo, tem mais do que capacidade para interpretar o que escrevi.

Acho que a minha forma de olhar para os assuntos é suficientemente clara.
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 14:14

Esta gente tem a lata de falar em gente que nao honra as suas dividas quando o seu presidente e um condenado pela justica conhecido pelos calotes que deixa aos contribuintes para pagar.
Guardem essas conversas para os lampioes que comem tudo o que lhe dao
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 13.11.2019 às 14:36

Que se saiba ele pagou as suas contas não foi perdoado pelos bancos intervencionados pelo governo como o sporting clube de portugal.
Sem imagem de perfil

De Hugo a 13.11.2019 às 14:56

Pagou onde? So no BPN e no NB ja tem uns belos calotes. Deixe-se de fazer essas figuras ridiculas. Ou entao espero que lhe paguem bem ao comentario
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 18:02

Não se importa de colocar aqui, para "esta gente" onde foi essa condenação na justiça?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:33

Pode ser "clara", mas não deixa de ser tendenciosa!
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 22:37

Sim, eu reconheço que tento ser pouco faccioso ou tendencioso, mas nem sempre consigo.
Mas vou tentando.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:38

Reconheço o esforço, embora nem sempre com sucesso:)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:40

P.S.: No seu caso, opto por "tendencioso" e não tanto "faccioso", mais vezes do que não:)
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 13.11.2019 às 22:48

Sim, na verdade faccioso pode ter uma conotação muito negativa.

Troquemos a adjectivação por "parcial/imparcial"
Sem imagem de perfil

De Hugo a 14.11.2019 às 00:36

Condenado pelo roubo do camiao. Mas eu sei que isto nao chega ao benfiquistao
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 14.11.2019 às 10:03

Eu não sei o que chega ao "benfiquistão", o que escreveu é que o presidente do Benfica foi condenado por calotes, e eu nunca li sobre isso.

Quanto à condenação sobre o roubo de um camião, toda a gente sabe que é verdade, e conhece o que se passou.
Cada um que tire a conclusão sobre isso, mas obviamente que não fica bem no "curriculo" ter uma condenação por roubo, por maior que tenha sido a justificação dada.
Sem imagem de perfil

De António a 13.11.2019 às 13:11

É óbvio que o destaque dado a alguém que preside ao SLB, SCP ou FCP lhe dá um manto protetor relativamente a muita coisa.

Dito isto, a pessoa que produziu esse discurso é um sacripanta hipócrita, ou então está a ver-se ao espelho. Nada disto anula o que de verdade contêm as suas palavras, mas retira-lhe toda a credibilidade, por motivos óbvios.
Sem imagem de perfil

De J.Oliveira a 13.11.2019 às 14:46

É a guerra Benfica-Porto, sempre com novos episódios. Estes lutam pelo Poder, no Sporting lutam uns contra os outros. Ou para serem presidentes, ou para derrubar presidentes, ou porque o amigo seria melhor presidente, ou porque o presidente é que tem a culpa por o jogador falhar o golo, ou porque o presidente...Por isso é que não somos campeões há 17 anos! Os nossos rivais não perdem tempo connosco, sabem que os "sportinguistas" fazem o trabalho por eles...
Uma tristeza e uma vergonha!
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:34

Eles trabalham nos bastidores obscuros e nós gritamos na praça para inglês ver.
Sem imagem de perfil

De Hugo boss a 13.11.2019 às 18:48

Isto dos tribunais darem razão às pessoas ou entidades, são coisas que nem lembra o diabo!!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:35

Sarcasmo "espectacular"!... Não se desfaça desse disco.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 13.11.2019 às 19:45

Creio que esta decisão irá provocar muita confusão, trapalhadas na orgânica do futebol e imbróglio jurídico.
O Conselho de Disciplina (CD) da FPF, decidiu aplicar um castigo que foi ratificado pelo Tribunal Arbitral do Desporto.
Na sequência de recurso apresentado pela instituição visada, veio agora o Tribunal Central Administrativo do Sul, anular as anteriores decisões, fundamentando a sua apreciação com base em inconstitucionalidades.
Sendo o CD um órgão disciplinar que integra a FPF e esta uma entidade tutelada pelo Governo, perguntaria:
- os Regulamentos e normativos há muito em vigor na FPF, assim como, as sanções nos mesmos previstas, estão feridos de inconstitucionalidades e em clara violação da Lei e do Direito?
- em caso afirmativo, a FPF ao não cumprir com a Lei fundamental do País (a Constituição) está desautorizada e a ser colocada em situação marginal, face ao incumprimento da mesma?
- quais as implicações que poderão resultar ao nível da FIFA, face a estas medidas violadoras do Direito Constitucional?
- creio como imperativo e necessário que seja clarificado o espírito e forma dos Regulamentos e doravante decidirem a quem compete e tem legitimidade para sancionar e penalizar os clubes - a FPF ou os Tribunais Civis?
Por aqui fico, deixando à reflexão, debate e esclarecimento, pois estes é que são temas do maior interesse para quem gosta do desporto e de futebol.
Fico igualmente expectante e curioso, para perceber em que medida esta decisão poderá (ou não) impactar ou reverter o conjunto de sanções e multas já aplicadas ao Sporting Clube de Portugal.
Força Sporting.
SL

Sem imagem de perfil

De João Gil a 13.11.2019 às 20:07

O Sporting acaba de ser multado pelo lançamento de tochas para o relvado pelos energúmenos do costume. Que recorra para os tribunais, como fez o SLB, a ver o que acontece. A partir da rescisão dos protocolos com parte das claques os indivíduos que as compõem passaram a ser terceiros como outros quaisquer. Agora então que se encontram formalmente suspensas e com participação na polícia, ainda menos têm a ver com o Sporting. Muito boa oportunidade para o Sporting invocar o estado de direito e trazê-lo para o futebol. Os tribunais servem aos outros, também servem ao Sporting. Os energúmenos das claques são um problema de segurança pública e de segurança do estado. E a segurança pública e do estado não competem ao Sporting. O Sporting tem de usar todos os recursos e instâncias de poder que os outros clubes usam para se defender em causas idênticas emotividade equidade no tratamento. Queixar-se por uma decisão do tribunal que reverteu uma decisão da justiça desportiva não tem qualquer interesse estratégico para o Sporting.
Acho. A via é a da igualdade no acesso e uso dos instrumentos legais. Os tipos têm bons advogados. Que os nossos se mexam e o façam tão bem, é o que podemos reivindicar e “reclamar” dos nossos dirigentes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.11.2019 às 22:37

Será que vale a pena despender os 10 milhões, ou lá o que foi, que eles despenderam com advogados para este fim?
Sem imagem de perfil

De João Gil a 13.11.2019 às 23:56

Os 10 milhões eles gastam em advogados para se livrarem dos processos judiciais e das acusações de bandidagem e porque estão convencidos que vão sacar o dinheiro ao Porto e ao Sporting. Esses processos comportam risco maior, que justifica o gasto. Ou não o fariam.
Felizmente o Sporting parece não precisar de um exército de advogados para se defender em processos do género.
Apesar da justiça ser lenta e cara em Portugal, meter um recurso em tribunal para se livrar de uma multa qualquer advogado estagiário faz e não custará 10 milhões de euros.
Os adeptos deles não dão multa. Nos tribunais comuns. Os do Sporting dão 18mil euros..nos tribunais desportivos. Os advogados sempre servem para alguma coisa.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo