Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rumores ou realidade?

Rui Gomes, em 25.01.22

img_467x599$2022_01_25_01_11_08_1954133.png

Não é segredo algum que o Sporting CP precisa de dinheiro, especialmente se pretender reforçar a equipa nesta janela de transferências com a contratação de Marcus Edwards e, ao que consta, um defesa central.

Haverá alternativa salvo vender um dos actuais melhores activos do plantel?

Por outro lado, também é verdade que com a eventual saída de João Palhinha, Rúben Amorim tem em Manuel Ugarte um substituto à altura de assumir a missão da posição "6".

Os rumores sensacionalistas também fazem referência a Matheus Nunes, consideração que, na minha opinião, não tem fundamento algum, salvo surgir uma proposta irrecusável.

publicado às 14:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 25.01.2022 às 17:48

O dilema é sempre o mesmo e difícil de resolver: por um lado, ficar com o Palhinha pode dificultar - mas também espicaçar, nunca se sabe - o crescimento de Ugarte; por outro, transferi-lo pode levar-nos a ficar apenas com um jogador capaz de apresentar rendimento semelhante naquela posição. E a questão financeira entra também aqui. Palhinha afirmou-se e chegou a um patamar muito elevado, hoje em dia é uma vassoura com olhos, por isso suscita muito interesse e de certeza que há clubes dispostos a abrir os cordões à bolsa por ele. Se perder espaço, entretanto, para Ugarte, mesmo que com eventual benefício desportivo do Sporting, corre-se o risco de que o valor dele também diminua. É um problema de gestão desportivo-financeira e acredito que a estrutura do clube saiba solucioná-lo. O elemento mais próximo de aproveitar a vaga é Dário Essugo, como Rúben Amorim já deu a perceber, e na minha opinião, sempre discutível, ainda falta algum tempo para que o miúdo tenha a estaleca necessária. Seja como for, parece-me acertada a política de formar jogadores de categoria para cada função, e a de médio-defensivo estará salvaguarda por alguns anos, pois além de Essugo temos o João Daniel, que a ganhar mais cabedal ficará excelente, pois alia visão de jogo a uma invulgar capacidade de passe, o Renato Veiga, que tem evoluído bastante e cuja presença física impõe respeito, e sobretudo, ainda que mais novo, o Eduardo Felicíssimo, um Busquets 2.0, para mim uma verdadeira promessa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.01.2022 às 20:36

Boas informações sobre os jovens da formação.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo