Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

1966143_w2.jpg

 

O Comité Executivo da UEFA vai decidir, esta quinta-feira, a possibilidade de desqualificação da Rússia e da Inglaterra do Euro 2016.

 

De acordo com o que adianta o diário desportivo Mundo Deportivo, o organismo que tutela o futebol europeu vai debruçar-se sobre os dois casos, com o processo russo em claro destaque, na sequência dos graves incidentes protagonizados pelos adeptos daquele país nas ruas e estádios franceses.

 

Após a pena suspensa de afastamento do Europeu aplicada à Rússia, a informação de novos confrontos protagonizados por cidadãos de nacionalidade russa levará a UEFA a ponderar aplicar mesmo a pena de desqualificação à selecção comandada por Leonid Slutsky.

 

Ora, a Rússia poderá não ser a única visada. E isto porque, devido ao envolvimento de vários adeptos ingleses em autênticas “batalhas campais”, a selecção britânica pode também ser punida.

 

publicado às 04:51

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 16.06.2016 às 08:40

Confesso que estou um bocado dividido sobre o assunto.
Por um lado as seleções não têm culpa nenhuma do que os seus adeptos fazem nas ruas da cidade (nem sequer estamos a falar de comportamentos dentro do estádio).
Por outro lado os países dessas seleções têm um grande historial de violência no futebol e parece que podiam fazer mais para o impedir.

Eu, obviamente, resolveria a situação com uma chuva de balas em cima dos agressores.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.06.2016 às 11:49

Andas muito violento Mike:)
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 16.06.2016 às 12:05

Boas,

à uns dias num post do Drake eu falava da falta de profissionalismo do jornalismo e este é um claro exemplo disso... a desinformação é total e muito por culpa dos jornais... à custa disso, meio mundo anda baralhado...

Vejo por este mundo fora, pessoas a favor e contra a Russia, a favor e contra a Inglaterra e muitos até teimam em fazer uma "colagem" à politica internacional com este assunto.

Ora vamos a factos e não a teorias e desinformação:
- Houve confrontos graves e generalizados nas ruas de França, que envolveram adeptos, não só Russos e Ingleses, mas também de outras nacionalidades;
- Houve confrontos graves dentro de um estádio do Euro, motivados por adeptos Russos;
- A UEFA actuou somente sobre adeptos Russos. Porquê? Porque a UEFA apenas tem "jurisdição desportiva" sobre acontecimentos dentro dos recintos desportivos. - Dentro dos Estádios, apenas uns adeptos causaram problemas graves, neste caso, os Russos;
- A desqualificação da Russia com pena suspensa, foi baseada somente nos acontecimentos dentro do Estádio, se bem que também serve de "alerta" para o que se passa nas ruas de França;
- A desqualificação suspensa, apenas será efectivada se houver reincidência DENTRO do Estádio, nomeadamente de: agressões, uso de pirotecnia e comportamentos racistas;
- Após o jogo da Russia de ontem houve novamente confrontos graves, motivados em muito por adeptos Ingleses que juntamente com adeptos de outras nacionalidades foram em busca de "vingança" pelo que se passou anteriormente;
- A UEFA estará obviamente muito preocupada, mas não tem forma de controlar o que se passa "fora" dos Estádios, pelo que, será quase impossível haver consequências para a Selecção Inglesa;
- Para a Selecção Russa, SIM, pode haver consequências, mas ao contrário do que os jornais divulgam, não é por causa dos distúrbios de ontem, mas sim, porque durante o jogo de ontem os adeptos Russos voltaram a fazer uso de engenhos pirotécnicos e tiveram novamente comportamentos racistas.

Assim, a única selecção que está em risco é a Russa e não por causa das batalhas campais que se vêm nas ruas. Querer colar uma suspensão a essas batalhas é criar conflitos, pois nesse caso os Russos sentir-se-iam discriminados por aos ingleses não estarem a ser dadas as mesmas consequências.

Num outro comentário referi a psicologia por trás do Hooliganismo e "previ" que à 2ª jornada houvessem problemas menos graves e que à 3ª, caso a Russia estivesse desqualificada (como se antevê), seria sim o "fim do mundo". Infelizmente está-me a ser dada razão.

Para o Euro não ficar ainda mais manchado, a UEFA deveria efectivar a desqualificação da Russia com efeitos imediatos. Isto iria afastar os adeptos Russos dos estádios e ruas e iria evitar conflitos à 3ª jornada, pois estando a Russia eliminada, o efeito da desqualificação suspensa perde todo o valor e não tendo os adeptos "nada a perder", poderão então protagonizar o seu "fim do mundo".
Além da desqualificação a UEFA deveria ponderar a realização dos 4 jogos do EURO2020 em território Russo, se bem que esta decisão possa ficar para mais tarde.

É normal haver pessoas que digam que a Selecção não deve ser punida por causa dos seus adeptos. Compreendo e muitas vezes penso da mesma forma e às vezes dá a ideia que estas punições de nada servem como se verifica em alguns países da América do Sul, Turquia e mesmo na Grécia. No entanto temos de ver que os responsáveis também têm a sua quota parte de culpa e no caso russo isso é evidente, basta ver as declarações de incentivo de responsáveis federativos russos, a promiscuidade politica no assunto dos passageiros russos retidos e mesmo na participação activa nos confrontos, por parte do próprio Presidente dos Adeptos Russos. A Russia e seus responsáveis (seja politicos ou federativos) não tiveram ainda uma voz critica, activa e dura para com os seus adeptos, pelo contrário, o que se tem ouvido é incentivos, desresponsabilização e alheamento ao que se tem passado.

A UEFA já vai tarde em mostrar ao Mundo que o futebol é um desporto e que quem não o sabe viver, deve ficar em casa.

Fortes Rugidos
RR
Sem imagem de perfil

De PSousa a 16.06.2016 às 12:25

SL
A desqualificação de qualquer uma das selecções só acontece (pelo que ouvi) se acontecerem mais desacatos dentro dos estádios.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo