Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

uefa-evropska-liga-ima-novi-ostriji-vizuelni-ident

 

"Por decisão da UEFA - e com base num processo instaurado após o jogo Sporting CP vs Atlético de Madrid realizado no dia 12 de Abril - o Sporting Clube de Portugal foi punido com o encerramento de 3.000 lugares na Central Poente do Estádio José Alvalade devido ao arremesso de um objecto em direcção da equipa de arbitragem.

 

Assim sendo, no jogo da próxima 5ª feira iremos ter bloqueados os seguintes lugares: Sector A1 + A2 + A3 + A4 + A5 (da fila 1 à fila7 inclusive); Sector A6 + A7 (tudo); Sector B1 + B2 + B3 (da fila 1 à fila 3 inclusive).

 

Todos os Sócios com Gamebox nestes lugares irão receber uma comunicação oficial do Sporting Clube de Portugal (SMS e E-mail) a pedir desculpa pelo incómodo e que poderão levantar um convite duplo a partir de domingo – 16 de Setembro) nas bilheteiras do Estádio José Alvalade, na medida em que o cartão Gamebox não dará acesso ao Estádio no jogo de 5ª feira.

 

Os restantes Sócios detentores de Gamebox 2018/2019 (e que não estejam nos lugares acima referidos) deverão entrar no Estádio José Alvalade normalmente com o seu cartão de lugar anual.  

 

Mais do que nunca, e tendo em consideração os últimos acontecimentos no desporto nacional, é importante que todos os nossos Sócios e Adeptos tenham perfeita consciência que o mau comportamento do público pode gerar sérios prejuízos ao Clube.

 

Desta forma, apelamos a que todos os Sócios e Adeptos do Sporting Clube de Portugal (tanto nos jogos em nossa casa, como também nos jogos fora de Alvalade) tenham uma conduta correcta e de ‘fair-play’ para com todos os agentes desportivos".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 16.09.2018 às 14:24

Nem deveria ser preciso o clube ser sancionado para que as pessoas percebam que a urbanidade e o civismo não terminam à porta doseguinte estádios. Tanto lá dentro como cá fora, durante e extra jogos, as pessoas devem-se comportar com civismo, urbanidade e em respeito das liberdades e direitos pessoais de quem os rodeia, em respeito pelas leis da República. Um jogo de futebol e o sentimento de pertença ao futebol não deve nem pode justificar a anarquia.

Não deveria ser necessário a advertência dos clubes.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo