Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




2b0a7baa90646773df6dc617d0f2d902.jpg

Em recém-entrevista ao Porto Canal, Ricardo Quaresma recordou os seus momentos mais importantes no percurso até à equipa principal do Sporting, e adiantou esta interessante consideração:

"Vestir a camisola do leão deixou um sentimento de orgulho e independentemente de hoje assumir que amo o FC Porto, vou ter sempre muito carinho e respeito pelo Sporting.

Jamais me ouvirão falar mal do Sporting CP, não posso cuspir no prato onde comi. Por vezes, acho piada quando as pessoas me perguntam o porquê de não falar do Sporting.

E eu pergunto: porque é que quando falam em jovens que saíram do Sporting nunca falam em mim?... Porque digo que amo o Porto?... Ou porque me esqueceram?... Se não falam em mim, também não tenho de falar em ninguém. Mas vai ser sempre clube que me marcou e vai estar sempre comigo".

publicado às 04:05

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 18.11.2019 às 09:39

Quaresma deve constituir motivo de reflexão para os sportinguistas. A sua atitude decorre de si mesmo, da sua verdade e das suas aspirações enquanto ser humano e profissional de futebol. Não o ouvimos a falar mal do Sporting, mas diz algo que ainda dói mais: trocou-nos por outro clube.

É verdade que se há muitos e muitos jogadores formados no Sporting mantêm uma atitude de reconhecimento, apreço e amor pelo Clube, há alguns (uma clara minoria) que o menosprezam ou até o desprezam, mais do que acontece nos nossos rivais.

Não me parece que os jovens que são formados de leão ao peito sejam diferentes dos outros, o que é diferente sé cada um dos clubes. Se no início todos querem jogar na equipa principal, em breve é o estatuto económico e profissional que se sobrepõe.

O Benfica e o Porto "oferecem" melhor do que o Sporting, e isso é agravado pela crise de identidade leonina que se vem agravando progressivamente desde os anos 80 e 90. O que há trinta anos ainda era embrionário, agora tornou-se endémico. É algo que está presente no nosso quotidiano. Recentemente tornou-se um clube esquizofrénico.
O Porto tem uma particularidade que decorre do seu presidente. Pelo menos até há alguns anos atrás, Pinto da Costa era um "pater familia" que mantinha com os jogadores um relacionamento ao mesmo tempo profissional e "familiar". Estava atento às aspirações dos jogadores, como repreendia ou castigava quem precaricava. Havia regras que todos entendiam que eram permanentes.

O caminho do Sporting é o de se tornar de novo um clube vencedor e estável, que proporcione aos seus formandos o que todos desejam: estatuto profissional e estatuto remuneratório, com uma gestão que saiba conciliar os interesses legítimos do Clube com os naturais interesses dos atletas.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 18.11.2019 às 10:15

O Quaresma não nos trocou por outro clube. Simplesmente o SCP não quis pagar tanto por ele como o FCP esteve disposto a pagar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2019 às 11:00

O mesmo pode ser dito do Futre ou até do Simão Sabrosa, mas nada é tão simples como isso.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 18.11.2019 às 11:05

Pode, mas esses 2 já disseram bastante mal do SCP.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 18.11.2019 às 15:23

Mike Portugal

O Quaresma trocou-nos pelo Porto de um ponto de vista afectivo. Era a isso que me referia quando sublinhei que assim dói mais. No entanto, conhece-se o essencial da ida dele para o Porto e não para o Sporting quando regressou a Portugal. O valor do contrato.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 18.11.2019 às 21:30

Caro Leão Zargo,
É normal os jovens mudarem os seus afectos clubisticos, pela proximidade com o clube que os acolhe.

O Ronaldo, por exemplo, era um benfiquista como o pai, mas depois de vir para o Sporting aos 12 anos, naturalmente que mudou a sua preferência.

Isto é mais comum do que se pensa, eu tive de fazer um grande esforço para o padrinho do meu filho não o ter conseguido convencer a ser sportinguista, depois de anos de benfiquismo ferrenho.
Sem imagem de perfil

De José Lima Curral a 18.11.2019 às 11:21

Não estarei completamente de acordo com o seu comentário Leão Zarco. É verdade que há alguns ingratos. O mais marcante foi Simão Sabrosa e depois, talvez João Moutinho (ao ponto de ser apelidado de maçã podre). Mas também temos exemplos inversos. E, mais recentemente, jogadores que, apesar de insultados, ameaçados e agredidos, não deixam de se manifestar sportinguistas. O nosso drama é que, pelas mais diversas causas, desde a falta de verdade desportiva (alicerce, em épocas diferentes, do poderio desportivo e financeiro dos nossos rivais), até aos erros internos de gestão (desportiva, patrimonial e financeira) e também a quase permanente instabilidade e auto flagelação, o nosso drama, dizia, é que o nosso fosso para os rivais vai aumentando.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 18.11.2019 às 15:27

José Lima Curral

Concordo consigo no que refere no seu comentário. Na realidade, a questão central é o fosso com os nossos rivais de um ponto de vista competitivo e financeiro.
Devo referir que eles também têm problemas com jogadores que saem da Formação como se vai sabendo através da imprensa, mas o que me preocupa é o que se passa no nosso Clube.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2019 às 11:17

Rui nisso tenho que concordar que ha bastante diferenca.

O Quaresma ficou bastante magoado porque ele recusou inicialmente o Porto e arrastou a situação a ver se o Sporting se chegava a frente. Os dirigentes do Sporting na altura prometeram-lhe que sim a situação arrastou-se mas acabaram por não fazer nenhuma oferta. Nao sei quais eram as condições financeiras do clube mas o Quaresma ficou a pensar que o Sporting não o queria realmente e estava só a tentar abortar a transferencia para o Porto.

Quanto ao Simão falou bastante mal do Sporting e até recusou revelar o salário (quando o Sporting tinha um direito de preferência caso o jogador volta-se a Portugal). Na altura falou-se em processar o jogador por quebra de contrato mas nem sei em que isso ficou (de qualquer maneira com a (in)Justiça Portuguesa o Sporting nunca ia ganhar o caso).

Quanto ao Futre nem quero falar. Gostava de nunca o ver nas instalações do Sporting.
Sem imagem de perfil

De LondonLion a 18.11.2019 às 11:19

O comentário acima é meu.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2019 às 11:30

Sim, genericamente e em síntese, descreve bem os casos.

Futre e Sabrosa são casos verdadeiramene indecorosos pela atitude de ambos ao longo dos anos.
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 18.11.2019 às 21:39

O Futre é sportinguista.

O Simão é benfiquista, e realmente excedeu-se em palavras referentes ao Sporting, clube que o formou e onde fez mais de 60 jogos.
No entanto, reconheceu o erro no final da carreira.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.11.2019 às 21:44

Como sportinguista, dispenso o sportinguismo do Futre.

O Sabrosa nem merece mais comentário. Pessoa de carácter muito baixo.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 18.11.2019 às 11:24

Caro Leão Zargo parabenizo o seu comentário pela profundidade analítica e sociológica, merecedora de reflexão.
Revejo-me no mesmo quanto ao espírito e substancia.
Trata-se de um diagnóstico que pessoalmente identifico há muito tempo, ou seja, de forma sucinta, existe excessivo protagonismo e ruído que tem sido e continua a ser nefasto aos superiores e únicos interesses do nosso Sporting Clube de Portugal.
Readquirida a credibilidade institucional, definida a estratégia e rumo, reorganizado o clube e recrutadas as necessárias competências, necessitamos urgentemente de curar e combater as patologias interinas que nos têm corroído e que criaram crostas endêmicas.
Estas têm que ser removidas e combatidas até à exaustão, porque o Sporting pertence aos seus sócios, tem uma incomparável História e um legado de valores que nunca poderá ser esquecido ou aligeirado.
Muito, mas mesmo muito já foi feito, mas ainda outro tanto e ciclope está por melhorar e fazer.
Milagres não há, por isso só com determinação, perseverança, coragem e tempo, o sucesso e os objetivos serão alcançados.
Têm sido dados enormes passos de reconstrução e credibilidade a todos os níveis, pese embora haver necessidade de corrigir o reconhecido menor acerto e sorte na avaliação do quadro profissional de futebol.
Hoje começa o Julgamento sobre o ataque a Alcochete, face ao qual sinto enorme desconforto e mesmo vergonha por o nosso grande amor, ter sido vítima de tão hediondo, vil e traiçoeiro atentado / crime.
Que a Justiça se faça e sentencie sem complacência ou tolerância, quem comprovadamente é mandante, participante, culpado e/ou responsável.
Esta página negra da História do Sporting, tem que ser virada, mas jamais esquecida, pois estes actos bárbaros, insanos e inadmissíveis, foram tudo o que de pior se pode fazer para prejudicar e destruir uma instituição.
Deverá ficar para memória futura, como o pior e maléfico exemplo sofrido pelo Sporting, cometido alegadamente por elementos pertencentes a claque própria.
O Sporting precisa urgentemente de estabilidade e coesao, e por conseguinte de continuidade de mandatos para conclusão de ideias e projetos.
Aceite um sincero Abraço Leonino.
Força Sporting.
SL
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 18.11.2019 às 15:35

Rumo Certo - Ventos Favoráveis

Admiro a sua lucidez e o modo positivo e optimista (mas realista) como encara em frente, para o futuro. Com credibilidade institucional e reorganizado o clube enfrentaremos as patologias interinas que nos têm corroído. Sem dúvida.

Um sincero Abraço Leonino.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo