Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sem vencedores, só sobreviventes

Rui Gomes, em 27.10.20

img_192x192$2015_10_20_12_03_36_1006065_im_6366770Há uma semana escrevi neste mesmo espaço que o futebol nativo se assemelha a uma guerra nuclear em que não há vencedores, mas apenas sobreviventes. E os últimos dias confirmaram que também pode ser comparado a uma igreja do Reino de Deus, em que muitos assistem e poucos entendem. Porque não é fácil compreender como é que um penálti revertido tenha servido para Frederico Varandas exibir finalmente a juba que há em si. Começou por ser difícil enxergar como é que as referências, não identificadas, do líder leonino a "escutas" e "processos judiciais" tenham bastado para Pinto da Costa contrapor que Varandas foi o único a beneficiar da invasão a Alcochete e que o Sporting CP só terá a ganhar quando ele regressar à medicina, como se andar de estetoscópio lhe retirasse juridicidade.

Neste crescente desvario, não só apadrinhou a notória tese da oposição ligada a Bruno de Carvalho, como depreciou a malvadez de quem protagonizou um dos piores momentos da história do futebol português ("a grande maioria das pessoas que foram a Alcochete era gente de bem"), o que diz mesmo muito em termos de moralidade e, vá lá, da influência das claques. Daí até Varandas recordar as escutas do "Apito Dourado" e precisar que "um bandido será sempre um bandido" foi um pequeno passo dado por quem ainda dias antes se sentara ao lado de quem agora retrata como um patifório (pela recepção do Sporting ao FC Porto).

Excerto da crónica semanal de Bruno Prata, em Record

publicado às 02:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Carla Pinho a 27.10.2020 às 09:22

Um exemplo magnifico de como "dar uma no cravo, outra na ferradura".
Eles (jornalistas) bem têm vontade de explodir da boca pra fora o que guardam à anos sobre duas personagens "beyond fiction" da cena futebolistíca nacional.

Mas depois, como se tem ouvido amiúde, há contas pra pagar...

Por isso, entre "faits-divers" e figuras de estilo, lá vão sendo forçados a assumir que o Presidente Varandas disse o que vai na mente de toda a gente com coluna vertebral.

Off-topic: acho muita graça à troca de acusações entre bandidos... como se o roto pudesse ensinar ao nú.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo