Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

1%20-%20Edifício%20do%20Tribunal (2).jpg

 

O Tribunal de Guimarães condenou, esta quarta-feira, a 5 anos e 4 meses de prisão efectiva o jovem que esfaqueou dois adeptos do Sporting na noite de 1 de Novembro de 2014. O advogado de defesa já anunciou que vai recorrer da sentença, salientando que não ficou provada a intenção de matar. O outro arguido no processo foi condenado a 1 ano e 8 meses de prisão, com pena suspensa.

 

Um dos arguidos, actualmente com 21 anos, foi condenado de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada, por ter esfaqueado uma das vítimas no tórax, uma zona do corpo que, como sublinha a acusação do Ministério Público (MP), "aloja órgãos vitais". O mesmo arguido respondeu ainda por três crimes de ofensa à integridade física qualificada e por um crime de detenção de arma proibida. No mesmo processo, foi também arguido um jovem de 19 anos, acusado de quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada.

 

Os factos remontam à noite de 01 de Novembro, no final do jogo de futebol entre o Vitória de Guimarães e o Sporting, para a nona jornada da I Liga, que a equipa minhota venceu por três bolas a zero.

 

De acordo com a acusação, quatro adeptos do Sporting, oriundos de Mirandela e trajando adereços alusivos ao clube de Alvalade, foram abordados, na rua, pelos dois arguidos, que envergavam bonés e casacos alusivos ao V. Guimarães e que estavam acompanhados por mais "6 a 7" pessoas, que as autoridades não conseguiram identificar.

 

Os ofendidos foram agredidos com socos e pontapés, mas dois conseguiram entretanto fugir do local, enquanto os outros dois ficaram "cercados" pelos agressores.

 

Um dos arguidos sacou de uma navalha de 8,50 centímetros, de abertura automática mediante mecanismo de mola, e deu uma navalhada no tórax a um dos ofendidos e duas numa omoplata a outro.

 

Mesmo depois de os ofendidos estarem no chão a sangrar, os arguidos "continuaram a dar-lhes socos e pontapés", só abandonando o local após terem sido avisados de que a polícia estava a chegar.

 

A acusação de homicídio qualificado, na forma tentada, refere-se ao caso do adepto que foi esfaqueado no tórax, já que se trata de uma zona do corpo "que aloja órgãos vitais".

 

O arguido "previu que poderia matar, resultado com o qual se conformou e quis", refere a acusação, sublinhando que a navalha utilizada era "um meio especialmente idóneo" para provocar lesões graves.

 

O MP sublinhou que os arguidos agiram "de forma inesperada, sem qualquer provocação e impulsionados por motivo fútil", traduzido "na mera disputa clubística".

 

O arguido acusado de desferir as navalhadas aguardou julgamento em prisão domiciliária, com vigilância electrónica, mas antes esteve em prisão preventiva.

 

*** Como nunca fui advogado de defesa, não é estranho eu achar (pouca) piada a alguns dos argumentos oriundos desse canto da praça jurídica: "Não ficou provada a intenção de matar" !?!

 

publicado às 19:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 03.02.2016 às 20:14

4 anos é uma pena muito reduzida para quem depois de esfaquear faz isto:

"Mesmo depois de os ofendidos estarem no chão a sangrar, os arguidos "continuaram a dar-lhes socos e pontapés", só abandonando o local após terem sido avisados de que a polícia estava a chegar.
Imagem de perfil

De Profeta a 03.02.2016 às 20:28

O Vitória de Guimarães, a seguir aos "grandes", é o maior clube português a nível de adeptos. Mas, dos clubes "pequenos", é o mais arruaceiro. Devem pensar que ainda estão no tempo dos templários...
Sem imagem de perfil

De Corvo a 03.02.2016 às 21:52

Acho que num tempo um pouco mais avançado, Para aí 1500 e anitos mais, daí a intenção das punhaladas no peito não foi matar , não senhor, e simplesmente um gênero de sangria, muito em voga na medicina da épocaa fim de lhes diminuir os ímpetos belicistas.
Sem imagem de perfil

De A Verdade a 03.02.2016 às 23:30

Não sei como avaliar este caso do ponto de vista social... mas na minha opinião, este tipo de comportamento derivante de fenómenos desportivos deve-se também à completa desagregação existente no desporto nacional como cultura.
Alguns e poucos clubes fundamentam a sua base existencial numa orientação desportiva positiva e saudável, outros alimentam a sua existência exclusivamente em vitórias, outros existem porque servem de bandeira a uma região específica de um país, e outros só existem para os seus dirigentes se servirem deles mesmos..
Todo o adepto activo – sem exceção e independentemente do clube – torna-se, aquí e alí, num indivíduo irracional, desprovido de lógica de fair-play. E quando estimulado, consegue ainda juntar todas as suas frustrações pessoas e beneficiar do comportamento de grupo, para prejudicar alguém que, no seu entender, está alí para pagar por consequência...

Temos, como pessoas e adeptos, avaliar a probabilidade elevada de casos como este poderem ocorrer muito mais vezes... E o incrível, é o facto do Vitória de Guimarães nem sequer ser um rival do Sporting – não há nenhuma lógica de "retaliação" associada a esta agressão!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo