Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Só podemos esperar mais dissabores !

Rui Gomes, em 15.02.19

 

ponturi-pariuri-sporting-vs-villarreal-europa-leag

 

Cheguei finalmente à conclusão que eu mais receava: com Marcel Keizer ao leme, não há hipótese!

 

Este Sporting é um conjunto que existe no abstracto e que pratica um futebol agonizante. Se já havia causa para duvidar da sua capacidade, o golo sofrido aos 3' foi o suficiente para revelar uma equipa sem o mínimo de chama, dinâmica e intensidade de jogo, que passou o resto do primeiro período sem sequer ameaçar a baliza adversária.

 

Nem vale a pena falar de Bruno Gaspar novamente como titular, porque só o treinador vê nele aquilo que nos elude a todos, mas com um meio campo constituído por Petrovic e Miguel Luís - sim, o muito desejado Miguel Luís - era missão praticamente impossível sair dali algo minimamente construtivo.

 

img_920x519$2019_02_14_22_38_47_1505650.jpg

 

Na linha da frente, um Bas Dost a trabalhar muito mas pouco ou nada consequente, dado que só uma ou duas vezes foi servido de modo a poder tentar violar a baliza do Villarreal, e numa dessas ocasiões o guarda-redes fez uma grande defesa.

 

Raphinha com uma primeira parte desastrosa, e ocasionalmente ameaçador no período complementar, rematando até ao poste, mas longe do melhor que já vimos dele. Jovane Cabral muito esforçado, mas a acusar falta de ritmo, porventura pela sua pouca utilização em dias recentes e porque também nunca rendeu muito quando é titular.

 

Por fim, o incontornável Marcus Acuña, a deixar a sensação que o seu objectivo prioritário neste momento é fazer as malas e seguir caminho para a Rússia. Até sofreu falta no lance que levou ao primeiro amarelo, mas protestar com um árbitro com disposição inclinada, só podia ter um fim. Quando essa oportunidade surgiu, aos 77', o juiz francês nem hesitou.

 

img_920x519$2019_02_14_22_29_19_1505636.jpg

 

Houve dois jogadores no relvado que deram o que nas circunstâncias tinham para dar: Coates e Bruno Fernandes. Muito pouco para tanto. Outros que não deram mais porque o seu pouco talento não o permite e ainda alguns que simplesmente não executaram como se exige.

 

Tudo isto, complementado por um sistema de jogo quase impossível de compreender, faz com que a missão se torne muito complicada. O resultado alimenta a esperança de se poder dar a volta à eliminatória em Espanha, mas não a jogar como se jogou ontem, nem com algumas das mesmas opções do técnico. E... só a pensar que no domingo temos o SC Braga.

 

Ao longo dos meus anos no futebol tive ocasião de demitir alguns treinadores, mas como mero adepto, é um acto muito longe do meu pensamento. Hesito em adiantar que se deve tomar medidas agora e não esperar pelo fim da época, apenas porque não sei qual será a melhor solução. Uma coisa é certa; salvo uma mudança nada menos do que drástica, este Sporting só vai sofrer mais dissabores.

 

Nota: Alerto, desde já, que se surgirem aqui os usuais opositores de má fé a tentarem aproveitar-se da ocasião menos agradável, como é seu hábito, é minha intenção eliminar todos os seus comentários.

 

publicado às 03:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


165 comentários

Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 15.02.2019 às 08:56

Para mim, seria tentar saber se Silas tem algum interesse em agarrar o projecto Sporting, como está e com a janela de transferência de verão em perspectiva. Apesar de Keizer não ter tido a oportunidade de uma janela de transferências, o seu futebol resume-se ao que se vê em todos os jogos. Não sabe organizar a equipa defensivamente, não sabe avaliar os jogadores, não consegue alterar taticamente o rumo de um jogo que está a correr mal, mau timing em tudo, e não tem opções táticas e pragmáticas para equilibrar o seu jogo ofensivo, jogando de forma exigente ou de bola para a frente (entendam que estou a avaliar pelo que Keizer nos tem presenteado ao longo das jornadas, chamando sempre os mesmos apesar da falta de qualidade, por isso, assumo que não saiba avaliar qualidade).

Foram mesmo apenas 3 jogos para inglês ver, infelizmente. Ao primeiro embate de frente, tremeu e continua a tremer das pernas. Não sei se deveríamos aguentar este treinador até ao final da época, mas fica a questão se, com essa decisão, não estaríamos a hipotecar desde já a próxima?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.02.2019 às 08:59

Não posso dizer que sei que Silas representa a solução e, de qualquer modo, não é agora que vai mudar de clube. Pelo menos, não me parece viável.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo