Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sousa Cintra em entrevista

Rui Gomes, em 23.10.18

 

a.jpg

  

"Os sportinguistas estavam profundamente desiludidos e preocupados. O Sporting estava a cair a pique. A imagem do clube estava brutalmente afectada. Marta Soares não arranjava ninguém. Um dia falei com o Torres Pereira e disse-lhe: 'Você está disponível, porque não vai ajudar o Sporting?' Ele pôs as coisas nestes termos: 'Se você for, eu vou'.

 

Estou bem com a minha consciência. Foi arrumar a casa, preparar o empréstimo obrigacionista para quem chegasse. (...) as coisas não correram bem em Portimão, mas foi um acidente de percurso. A casa está arrumada, deixei o Sporting em primeiro lugar, acho que o dever foi cumprido".

 

JOSÉ PESEIRO

  

«José Peseiro foi escolha minha. Foi um senhor. Discutimos os valores, acertei tudo com ele de acordo com as nossas possibilidades [...] Ele ainda mais me surpreendeu, pois disse-me que se o futuro presidente não o quisesse ele sairia sem cobrar nem mais um dia de trabalho».

 

JOGADORES

 

«Peseiro fazia a leitura dos jogadores. Mas perdia muito tempo a analisar. Via, via, serve, não serve, houve ali alguma falta de decisão. Tenho enorme respeito pelo treinador, mas na escolha dos jogadores houve muita indecisão. Sim, depois não, depois sim, não, talvez...

 

Tivemos praticamente contratado aquele que jogou com o Benfica. Até lhes marcou um golo (Prijovic, do PAOL). Tivemos as negociações muito adiantadas. Esteve para vir. O Peseiro disse primeiro que sim, depois não, e no fim até disse que ele nem sequer iria para o banco».

 

JOVANE CABRAL

 

«O Jovane ganhava 2 ou 3 mil euros por mês. Uma vergonha. Vivia num sítio horrível, um craque daqueles. Não se compreendia. Renovei-lhe o contrato, aumentei-o dez vezes ou mais e dei-lhe 100 mil euros para comprar uma casa e viver condignamente com a mãe. Ele merecia».

 

RUI PATRÍCIO

 

«O Patrício tinha praticamente tudo acertado quando eu saí. É um grande sportinguista, um rapaz fantástico e gostaria que tivesse continuado connosco. É um dos melhores guarda-redes do mundo».

 

GELSON MARTINS

 

«Gelson estava completamente perdido. Ele estava com a cabeça no Atlético Madrid e nada o demovia. Estava perdido por ir embora. Incrível!... Estava disponível para negociar Gelson por 40 milhões, mas o Atlético não aceitou?».

 

RAFAEL LEÃO

 

«O Rafael Leão é uma 'espinha'...Triste, muito triste mesmo. Ele queria ficar no Sporting. Mas o pai e o empresário levaram-no àquele destino».

 

JORGE JESUS

 

«Sim, falei com ele. Ao Jesus corre-lhe sangue do Sporting nas veias e fez um excelente trabalho no clube. Tinha contrato assinado para ir para os árabes que o obrigava a ficar lá pelo menos seis meses. Se quisesse sair, tinha de pagar uma indemnização. Essa situação complicou a questão.

 

Quando ele lá chegou não gostou muito daquilo, ficou atrapalhado [risos] e sentiu vontade de voltar. Houve um momento em que isso esteve para acontecer, mas eles tinham o passaporte dele e as coisas ficaram por ali. Ainda falei com o Torres Pereira porque tem um irmão embaixador e ponderámos arranjar-lhe um passaporte para ele sair de lá. Houve essas conversas. Não veio por um fio?».

 

"Eu dei o meu contributo e queremos todos que o Sporting continue no bom caminho. Saí com a sensação de dever cumprido, estou com a minha consciência tranquila.

 

Queria arrumar a casa e preparar tudo para o presidente que viesse. Nunca mais serei candidato à presidência do Sporting, porque não quero ser".

 

publicado às 04:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


59 comentários

Perfil Facebook

De Maria Inês a 23.10.2018 às 12:51

Carlos,

No geral até estou de acordo consigo, mas no caso do Peseiro nao acho que seja só isso, porque a indecisao do pobre homem passa cá para fora em cada jogo, em cada substituiçao, em cada vez que abre a boca. Mas estou ainda mais de acordo com o Luís.

Também eu agradeço ao Peseiro ter aceite este desafio. Ok, agradeço mas agora já chega. Isto é o normal em qualquer grande ou pequena organizaçao. Eu todos os anos tenho de agradecer e dispensar algumas pessoas nas minhas empresas quando vejo que elas nao alcançam as perfomances minimamente aceitáveis depois de se lhes dar todas as condiçoes possíveis.

Quanto ao meu relógio, espero que pare antes de se avariar. Tenho a certeza que esta direcçao está a tomar nota de tudo isto em em breve actuará. Que a forma calma, ponderada e sem entrar no circo mediático que está a usar seja para defender todos os interesses do Sporting é o que eu desejo. Nao pode ser de outra maneira.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo