Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sporting. Assim não vamos lá !

Rui Gomes, em 27.07.17

 

Sporting. Assim não vamos lá. Esqueçam, vamos ter mais um ano perdido.

 

nicolau-santos-opiniao-73be.jpg

O Sporting perdeu ontem com o Vitória de Guimarães por 3-0 num jogo de preparação para a nova época que, para os leões, arranca no dia 6 de agosto, na Vila de Aves, o jogo que abre a Liga 2017/18. E o mínimo que se pode dizer é que os sinais foram preocupantes, não pelas experiências que Jorge Jesus fez ou pelas adaptações que foi obrigado a fazer, mas pelas manifestas fragilidades que se estão a tornar evidentes como resultado de uma má política de dispensas e de um sistema táctico que agrava essas fragilidades.

 

Guarda-redes: o Sporting não pode vender Beto e vender também Rui Patrício. Patrício é o melhor guarda-redes português, um dos melhores a nível mundial e garante vários pontos por época, além de dar uma enorme tranquilidade a quem está à sua frente. Beto colmata bem os jogos em que ele não puder estar presente. Vender os dois será uma desgraça, a não ser que se consiga uma alternativa magnífica.

 

Defesa: como é possível o Sporting iniciar um jogo com Bruno César a defesa-direito? É possível porque Schelotto foi dispensado, João Pereira foi vendido a meio da época passada e só há um tal Piccini, que já esta lesionado – e que, quando não estiver, não terá concorrência para o lugar. Erro crasso na política de dispensas e contratações. E o responsável chama-se Jorge Jesus. Coates não parece, para já, o jogador da época passada. O erro que ontem cometeu e que lhe valeu a expulsão aos 20 minutos de jogo é inadmissível no jogador de uma equipa que tem pretensões a ganhar títulos. Mas a intranquilidade de Coates resulta também da venda de Ruben Semedo, que colmatava em rapidez o que lhe faltava em serenidade e experiência, bem como a venda de Paulo Oliveira, com quem Jesus nunca foi à bola, mas que era de longe o mais rápido dos defesas sportinguistas e um jogador de grande entrega e muita qualidade. Em contrapartida, veio Mathieu que é pesadão, lento, com rins duros e que, a cereja em cima do bolo, já está lesionado. Se sofremos muitos golos o ano passado, cheira-me que este ano vamos sofrer muitos mais. Basta ver o que tem acontecido na pré-época.

 

Para a esquerda temos um jogador com problemas emocionais e que estava quase arrumado (Coentrão) e um jovem que precisa de jogar para ganhar confiança, mas que está longe de ser melhor que Jefferson (outro com quem Jesus nunca foi à bola e que, enquanto não despachou, não descansou). Conclusão: temos um enorme problema na defesa por culpa exclusiva de Jesus e das más opções que tem tomado, quer ao nível das dispensas, quer no plano das contratações. Esperemos que André Pinto recupere da lesão para sentar Mathieu.

 

mw-680.jpg

 

No meio-campo, temos duas incógnitas fundamentais: Adrien e William Carvalho ficam ou vão? Ficam os dois ou só um? Não fica nenhum? E se ficar um, qual será? Dos contratados, Matheus Oliveira pode ser filho de Bebeto, mas não é jogador para uma equipa que luta pelo título. Vai ser despachado rapidamente ou jogará muito pouco. Palhinha está uns furos acima dele – e é da casa. Petrovic e Battaglia também são melhores e dão mais garantias. Acima da média, contudo, só mesmo Bruno Fernandes, que tem excelentes pés e magnífica capacidade de passe. Mas lá está: sem Adrien e William, este meio-campo é pior do que o que existia com eles.

 

Finalmente, no ataque, Podence devia ter lugar obrigatório, assim como Bas Dost. Mas o que fazer com Doumbia, que é um avançado possante que pode ser muito importante contra equipas fortes? Iuri Medeiros também merece jogar. Mas o lado direito, onde ontem jogou, não é o seu terreno natural. Acuña voltou a mostrar empenho e combatividade e Gelson Dala tem a alegria dos miúdos que jogam à bola na rua. Devia ser emprestado para rodar e marcar.

 

Conclusão: o nosso calcanhar de Aquiles está, para já, na defesa – e, já agora, no sistema táctico que, pelos vistos, Jesus, quer implementar, um 3-4-3 que pode ser útil para jogos com equipas fraquinhas, mas que é um perigo contra equipas boas ou excelentes – como se viu ontem, em que a defesa foi manteiga a ser cortada por faca aquecida.

 

Com quem está neste momento no plantel, o melhor seria mesmo voltar ao 4-3-3, assim escalonado: Patrício; Piccini (que remédio), Coates, Mathieu (ai, ai… - mete o André Pinto, Jesus!) e Coentrão (ai, ai, ai!); William, Adrien e Bruno Fernandes; Podence (Iuri Medeiros), Doumbia (Acunã) e Bas Dost. E precisamos de ir rapidamente ao mercado comprar um defesa direito.

 

Mas, de qualquer modo, deixem-me ser tremendista: com estes desequilíbrios na equipa, como resultado de más opções nas compras e vendas, sobretudo para a defesa (Jesus tem um problema com os defesas esquerdos desde o tempo em que esteve no Benfica…), vamos ter mais um ano perdido. É melhor Bruno Carvalho e Jorge Jesus começarem a preparar desde já os discursos que vão fazer aos sócios no final da época.

 

 

Niculau Santos, director-adjunto jornal Expresso

 

publicado às 17:11

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 27.07.2017 às 18:38

Às vezes os jornalistas passam-se!!..
Ri-me de verdade com a composicao do 4-3-3 e os jogadores inseridos..
Esse é igualmente e realmente o problema do JJ. Ele compra um determinado jogador e depois quer inserir-lo em um determinado esquema táctico......
Conclusao, Nao dá!!.. Caos.
O JJ vai mais longe ainda...quer mudar a forma do jogador jogar. Faz isso com práticamente todos os jogadores.

-"É melhor Bruno Carvalho e Jorge Jesus começarem a preparar desde já os discursos que vão fazer aos sócios no final da época. "-
Erradooooo !!
Corretoooo!! ...É melhor Bruno Carvalho e Jorge Jesus começarem a preparar desde já --- a próxima --- época.
É que esta vinha sendo preparada desde Fevereiro e estes 6 meses nao deram para todos os detalhes..

P.S..Quanto ao resto do texto escrito, concordo Mister Niculau
Sem imagem de perfil

De J. a 27.07.2017 às 18:55

Péssimo artigo de opinião.
Não acerta em quase nenhuma posição....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.07.2017 às 19:42

Na sua opinião...
Sem imagem de perfil

De SMCM a 28.07.2017 às 04:09

Eu considero em tudo acertdo, tirando a sua opção de num 4-3-3 colocar Dumbia, Podence e Dost. Creio que deveria dizer Podence, Dost e Gelson Martins. Acho que meio campo com William, Adrien e Bruno Fernandes era um meio muito forte. Um Ataque com Podence que sabe segurar bola, cravar faltas e transportar, Dost possante e Gelson irreverente, seria um ataque forte e equilibrado. Agora a defesa parece-me novamente um buraco... acho que até preferia que apostassem no André geraldes..
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 27.07.2017 às 18:57

E o Gelson já foi dispensado ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.07.2017 às 20:22

Esqueceu-se dele.
Imagem de perfil

De Greenlight a 27.07.2017 às 19:25

Futebol não é, claramente, a especialidade de Nicolau Santos mas diz algumas coisas acertadas. A questão crucial é de facto a nossa defesa. Como é possível a poucos dias de começar o campeonato estarmos como estamos, com falta de jogadores de nível acima da média já para não dizer bons? E ainda por cima com o Mestre a insistir em sistemas defensivos que só têm dado maus resultados. Agora a minha opinião: Piccini é razoável e melhor que o Schelotto mas precisamos de outro já que o André Geraldes já demonstrou ser insuficiente. Eu preferia o Mamma Baldé mas como era da formação seria um grande risco apostar nele. O Coates é talvez o melhor central que temos mas ontem falhou clamorasamente. O Mathieu tem jogado muito mal excepto contra o Mónaco. Agora está lesionado? Mas isso é uma surpresa? O André Pinto está sempre lesionado? O Tobias é , digamos, insuficiente (para não ser antipático) mas é uma surpresa? O Domingos Duarte é melhor mas já foi emprestado. Sem surpresa parece que o Sporting quer contratar mais um central, será mais um Douglas? O Coentrão é bom mas vai jogar os 90 minutos? E quantos jogos? O Jonathan é muito insuficiente. Se o Boca Juniors o quer que vaya con dios. Contratem outro, mantenham o Marvin ou vão à equipa B. O Pedro Empis é melhor mas parece-me que já foi emprestado.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 27.07.2017 às 19:44

-"... questão crucial é de facto a nossa defesa." -
Eu diria que as táticas(não o sistema,isso é o de menos) do JJ é que não são adequadas.
Sofre defesa!!!..
Venha quem venha!!
Sem imagem de perfil

De Puro a 27.07.2017 às 20:41

Claramente que o Nicolau Santos nem sequer vê futebol. Até ao dia de hoje temos muitas e excelentes opções para a baliza, meio-campo e ataque. Já a defesa deixa algumas dúvidas, sobretudo se Mathieu e Coentrão falharem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.07.2017 às 21:39

"Algumas dúvidas" na defesa???

Pode contar os golos sofridos na pré-época e pode também, desde já, abrir um registo para os que ainda estão para serem sofridos.

Mas não é só a defesa, é também ou ainda mais o sistema defensivo de Jorge Jesus.
Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 27.07.2017 às 20:47

Péssima análise de quem dispara em todas as direções e acerta alguns tiros. Este jornalista é tão "louco" quanto Jorge Jesus, que, previsão minha que desejo estar errado,vai deixar o Sporting em cacos. Onde já se viu deixar de fora o melhor jogador, Gelson Martins?
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.07.2017 às 21:37

O caro exagera na análise. É óbvio que se esqueceu do Gelson, não pode ser outra coisa.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 27.07.2017 às 21:43

Mais um ano perdido temos meio campo e ataque mas nao temos defesa culpa do jorge jesus ele esta baralhado de ideias precisavamos de um treinador mais novo e ambicioso que conhecesse a realidade do futebol portugues este treinador nao serve vai buscar veteranos e lesionados o sporting nao merecia isto este clube nasceu com azar
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 28.07.2017 às 11:25

Está tudo perdido e vamos descer de divisão. Não temos hipóteses. Mais vale nem irmos a jogo.
Sem imagem de perfil

De Frederico Silva a 28.07.2017 às 21:18

O Jesus está a repetir os erros do ano passado, contratações que colocam muitas dúvidas, dispensas incompreensíveis, o mesmo sistema táctico, uma equipa completamente desequilibrada, ou seja, os mesmos ingredientes e provavelmente teremos os mesmos resultados e as mesmas desculpas, e muitos adeptos já perceberam isso.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo