Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sporting ataca arbitragem

Rui Gomes, em 12.01.22

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting, no programa Raio-X da Sporting TV, adiantou várias críticas, considerando que "Não foi um fim-de-semana feliz para a arbitragem".

Miguel Braga questiona os critérios aplicados nos três jogos dos 'grandes' em situações que considera semelhantes: a expulsão de Daniel Bragança, no Santa Clara-Sporting (dirigido por Rui Costa, com Luís Ferreira no VAR), lances que envolveram Otamendi, Everton ‘Cebolinha’ e Denilson Jr., no Benfica-P. Ferreira (Vítor Ferreira foi o árbitro e Luís Godinho o vídeo-árbitro), e ainda outro momento que teve Mbemba como protagonista, no Estoril-FC Porto  (arbitragem de António Nobre, com Artur Soares Dias no VAR).

apito.jpg

"Não pode existir dualidade de critérios em jogos diferentes. Ora, no jogo do Benfica vimos uma gritante dualidade de critérios com o mesmo árbitro, no mesmo jogo, na mesma parte. Ou seja, não foi para o intervalo, comeu uma laranja que lhe caiu mal e depois teve outro critério. Não. Foi tudo nos mesmos 45 minutos, três lances com três critérios diferentes. E, se formos comparar com o lance do Daniel Bragança, faz ainda mais confusão. Um árbitro não pode ter uma atitude à sexta-feira, outra ao sábado e outra ao domingo. Isto não faz bem ao futebol. Pior ainda, mais difícil de explicar, volto a dizer, é o mesmo árbitro, no mesmo jogo, na mesma parte ter com as duas equipas critérios diferentes. E foi isso que vimos no jogo do Benfica. Se o lance do ‘Cebolinha’ e o do Otamendi são vistos como meros lances casuais, faz-me muita confusão que o do Paços de Ferreira seja visto como expulsão".

"Parece que o regresso do público provocou no sector da arbitragem a ânsia de expulsar por estes contactos quase normais no futebol. Faz-me a maior confusão que se expulse com esta facilidade e ainda mais a falta de critério ou dualidade de critérios. Quem pode e deve contribuir para a verdade desportiva é o sector da arbitragem, e o que aconteceu este fim-de-semana não nos leva a dizer isso".

"Naquela entrada do Mbemba não houve sequer amarelo; no lance do Daniel Bragança houve expulsão. São ambos pisões… É uma boa discussão. Os vários players do futebol deveriam falar sobre isto abertamente com a arbitragem para se perceber que não podemos diabolizar certos lances e a expulsar jogadores por dá cá aquela palha. Tem sido muito normal as equipas não acabarem com onze o que, em si mesmo, é anormal".

A intervenção dos diferentes vídeo-árbitros nos lances em questão, segundo Miguel Braga, não foi uniforme.

"Mais uma vez, tem a ver com o critério. O que vimos neste fim-de-semana foi a ausência de critério de jogo para jogo e, mais grave, num jogo apenas, vimos esse critério mudar consoante a equipa que sofreu ou que fez a falta. Não faz bem à arbitragem em Portugal.

Em 17 jogos, o Benfica tem menos 20 cartões amarelos do que o Sporting. E se olharmos para estes dois lances começamos a perceber o porquê desta disparidade ao fim da primeira volta, entre dois clubes que estão a lutar pelos primeiros lugares".

O Estoril-FC Porto ficou marcado por um golo anulado a Rui Fonte, aos 63 minutos, que teria resultado no 3-1 para os canarinhos, por alegada falta de Gamboa sobre Evanilson. Miguel Braga entende que a decisão foi errada e insiste que em Portugal os árbitros apitam em demasia, ou sem critério.

"Relativamente ao jogo do FC Porto, o lance mais caricato será o do golo anulado ao Estoril. E o golo é anulado por uma faltinha. É no mínimo perigoso começarmos a marcar as faltinhas que existem ao longo de um jogo. Vamos ficar atentos e ver como é que o Pepe e o Fábio Cardoso defendem nos cantos do FC Porto, por exemplo. Será que vamos então passar a marcar as faltinhas todas?... Parece-me um total disparate nós alinharmos o nosso futebol por estas faltinhas. O golo na minha opinião é limpo. Aquilo não é uma falta, é uma faltinha. Não faz nenhum sentido, ainda para mais com o apoio do vídeo-árbitro, o árbitro anular o golo daquela forma, por aquela faltinha".

A propósito do jogo com o Santa Clara...

"O que vimos infelizmente neste fim-de-semana foi quase um caos. Porque no jogo do Sporting tivemos um árbitro que apitou muitas vezes mas o crime compensou, no sentido em que as faltas do Santa Clara na primeira parte não valeram sequer um único cartão amarelo, apesar das repetições. Ao Sarabia, que eu tivesse contado, há pelo menos duas estaladas, ou uma estalada e uma cotovelada, obviamente sem querer mas que lhe acertam, e não são sancionadas pelo árbitro. Se eu não vir amarelo de cada vez que faço uma falta, passo o jogo todo a fazer faltas e impeço o meu adversário de atacar. Isto é uma estratégia como outra qualquer mas os árbitros, para estratégias menos claras, deviam estar cá para ajudar o futebol e o espectáculo desportivo, e não me parece que tenha sido isso que aconteceu".

A verdade desportiva e a classificação...

"Acabarmos a primeira volta com estes casos, com expulsões, critérios diferentes, golos limpos anulados…  Já custa muito olhar para a verdade desportiva e para a verdade da classificação. E se pensarmos ainda nos jogos contra nove e coisas do género, que já aconteceram nesta primeira volta, interrogámo-nos onde estará essa verdade ou, pelo menos, onde estarão as pessoas que lutam por essa verdade desportiva, que fazem falta especialmente ao futebol português".

publicado às 03:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 11.01.2022 às 18:51

Falou e falou bem, portanto já sabemos que vai ser castigado, os árbitros e quem os dirige, não querem que se diga a verdade, assim e’ infelizmente, querem mandar, sem ninguém protestar, até parece que já chegamos a’ Coreia do Norte.
Oxalá me engane.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.01.2022 às 20:16

O treinador do Estoril queixou-se do "campo inclinado" e do golo anulado no jogo do FC Porto e a APAF veio logo com uma queixa.

Camada de corruptos!!!
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 12.01.2022 às 11:05

Infelizmente é sempre isto.. Como o SPC nunca alimentou os vícios de quem manda, vai ganhando campeonatos apenas quando os outros falham estrondosamente nas contratações/equipa técnica.
Sem imagem de perfil

De HY a 11.01.2022 às 18:52

A propósito do ASD, peço licença ao Rui para deixar aqui um link referente ao 3-3 em Guimarães em alguns anos. Sei que o Rui não gosta, mas acho que este vale mesmo a pena. Que me digam como é que quem não viu este empurrão (vejam as repetições, há uma em que se vê claramente que ele está a olhar para lá sem ninguém à frente) pode ter visto o empurrão para anular o golo do Estoril…só vê o que quer ver! Isto tem um nome…

https://vsports.pt/tsf/vod/vitoria-sc-soares-89-vitoria-sc-3-3-sporting-cp-32396

O Sporting devia ser muito mais incisivo na denúncia desta gente!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.01.2022 às 20:13

O nome é corrupção, moral e/ou material. Não fecha os olhos para agradar aos seus botões!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 12.01.2022 às 08:27

O Miguel Braga não pode ser castigado. Ele não emitiu nenhuma opinião sobre o caráter dos árbitros. Limitou-se a apontar critérios diferentes baseados em vídeos dos lances. Não falou em campos inclinados. Ele é bastante inteligente na forma como diz as coisas. A par de Ruben Amorim ele é a melhor contratação que o SCP fez, a meu ver.
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 12.01.2022 às 11:19

Mike concordo consigo e se o tentarem castigar o tad tira-lhe o castigo outra vez e penso que depois de a segunda vez o Sporting já pode por um processo por perseguição pois não foi apenas um erro.
Sem imagem de perfil

De RCL a 12.01.2022 às 18:55

O árbitro espanhol Ytturralde González considera o golo do Estoril legal.
Só o VAR, o tal que deu 2 cartões amarelos a Gonçalo Inácio, em 15 minutos, no Braga x Sporting da última época, considerou ilegal.
SL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.01.2022 às 20:05

É sempre mais do mesmo, o Sporting é prejudicado em toda a linha, já é difícil lutar contra adversários quando jogam contra o Sporting fazem o jogo da vida deles,,e depois lutar contra estes esquemas mafiosos, temos menos campeonatos a pala destas situações
Sem imagem de perfil

De Yazalde a 12.01.2022 às 20:08

Eu sou o yazalde que comentou este poster

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo