Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

wlpartners.jpg

 

Segundo notícia no «Público», o Sporting vai empreender mudanças na sua estratégia de comunicação, tendo contratado, para o efeito, a empresa "WL Partners", administrada por Luís Bernardo, antigo jornalista e ex-assessor de António Guterres e José Sócrates.

 

Esta empresa, ao que consta, é "especializada em gestão de crises", e satisfaz os critérios de Bruno de Carvalho para lidar com a "forma preocupante e desgastante" como o Sporting é tratado pela "Comunicação Social e Opinion Makers".

 

A coordenação do novo gabinete de comunicação do Sporting, segundo o jornal, vai ficar a cargo de João Morgado Fernandes, disposição que vai ao encontro da informação que divulgámos ontem aqui no Camarote Leonino e que poderá explicar, em parte, pelo menos, esta tomada de decisão do Conselho Directivo do Sporting, ou para ser exacto, de Bruno de Carvalho.

 

wdiag.jpg

Não me vou alargar em comentário porque, para ser sincero, esta matéria não é do meu íntimo conhecimento, no entanto, não deixo de ficar com a sensação que o presidente está obcecado com tudo quanto é imagem, a começar pela sua, evidentemente, e que estará a levar esta obcecação a um extremo exagerado. Por outro lado, com tantas frentes de conflito, em simultâneo - diversas instigadas pelo próprio - terá realizado que não está devidamente equipado para lidar responsavelmente com todas. O que fica no ar, à espera de esclarecimento, são os benefícios para o Sporting em tudo isto, porque não me parece que seja necessário uma empresa "especializada em gestão de crises" apenas para combater a comunicação social e os "opinion makers". 

 

* Agradecemos a referência da notícia do "Público" ao nosso estimado leitor Zargo.

 

publicado às 03:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


56 comentários

Sem imagem de perfil

De Joe Parsons a 18.02.2015 às 09:08

[Esta empresa, ao que consta, é "especializada em gestão de crises"]

Não sendo (também eu) entendido sobre o assunto, não dispenso o uso do senso comum para perguntar: gestão de que crises? As que (porventura) já existem, ou as que poderão vir a existir, com base no pressuposto de "o presidente está obcecado com tudo quanto é imagem, a começar pela sua, evidentemente, e que estará a levar esta obsessão a um extremo exagerado"?
Saudações.
Sem imagem de perfil

De L a 18.02.2015 às 09:31

Até um benfiquista percebe que isto não tem nada a ver com o Sporting mas tudo com tentar lavar a imagem do Bruno.
Sem imagem de perfil

De Jose a 18.02.2015 às 10:06

Caro L,
Enquanto BdC for o presidente do SCP, não pode dissociar a imagem do BdC da do sporting.
Sem imagem de perfil

De L a 18.02.2015 às 10:36

É verdade. Mas do que estamos a falar neste post é unicamente de tráfico de influência nos media e não de nenhuma estratégia de comunicação do Sporting. De embrulhos e lacinhos.
Sem imagem de perfil

De L a 18.02.2015 às 09:23

“Uma comunicação estratégica, elevada e integrada?” Outra vez? E a Nutela? Integrou tanto que a comunicação hoje são uns putos nas redes sociais e o Bruno no facebook. E o site oficial em autogestão, dizem… Qual gestão de crises qual carapuça. Ninguém gere crises com gasolina e a prova que o Sportem não foi novidade é que não surgiu nenhum comunicado a tentar emendar a mão. Muito menos alguém gere crises numa área com zero experiência! E o Quintela? Isto só tem a ver com o sonho da reeleição do Bruno e mais nada! Tanto que a tal crise de Dezembro foi o Bruno que a criou! E de direcção de comunicação vai ter de certeza outra vez muito pouco. O que o Bruno quer recuperar para o seu grande "management" é o colinho de alguns jornalistas encarnados que entretanto perdeu.

O maior apoio do Bruno no futebol foi sempre o Benfica e mais ninguém. Antes e depois das eleições. Quando Gomes da Silva - o maior "fã" na televisão - vem dizer que o Bruno já só pensa na reeleição sabe muito bem o que está a dizer. E como foi sempre mais que óbvio ao Benfica já interessou e muito o apoio do Sporting, nunca propriamente a pessoa do Bruno. Da mesma forma que o Bruno já beneficiou e muito da media encarnada. Quase a época passada toda. E o que esta nova acessória de imprensa “mais política” visa agora é recuperar alguma dessa boa imprensa. Porque facilita muita coisa… E mais nada, até porque quem cria as crises vai continuar de certeza o excelente trabalho.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 10:17

Interessante a tua referência ao interesse do Benfica num presidente do Sporting como Bruno de Carvalho. Nunca tinha pensado nisso, mas tamanha incapacidade de desempenhar um papel significativo nas instituições do futebol e que se dedica a plantar eucaliptos e desertificar tudo à sua volta... bem, um presidente do Sporting assim, interessa ao Benfica, pois claro!
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 10:13

Não deixa de constituir uma profunda ironia que a mesma pessoa que há dois anos atrás invectivava o Sporting empresarializado com origem na dinastia Roquette, sem alma e sem memória sportinguista (Bruno dixit), entregue agora a uma empresa de Comunicação a gestão da comunicação do clube. Não importa se o novo director de Comunicação não possui cultura sportinguista e se há algum tempo designava o clube por “sportem”. É uma empresa que “vende” sabonetes ou governos, grupos financeiros como clubes de futebol, o importante é que crie factos comunicacionais que captem positivamente o cliente. Quem sabe, se a Centralcer depois deste imbróglio em que se meteu não estará interessada numa coisa assim! E se for bem sucedido no Sporting talvez aguce o apetite do Benfica ou do FCPorto, pois claro que tudo é trabalho e o João Morgado Fernandes é um “profissional”.

Por enquanto nem uma palavra a propósito da YoungNetwork empresa de Comunicação intimamente ligada a ascensão de BdC ao poder no Sporting e que tem assessorado a direcção do clube. Ficará com outras áreas, como o jornal Sporting, criará movimentos virtuais como o Basta e produzirá vídeos como aquele que identificava jornalistas que não vão comer à mão do Bruno?
Também constato a ausência de referências a José Quintela, director-geral da Quintela&Reis Consultores, empresa especializada em Comunicação, também vogal do Conselho Directivo com os pelouros da Comunicação, Marca e Reputação e, que no início do mandato de BdC foi o director do jornal Sporting.

Na estratégia comunicacional de BdC prevalece o princípio de que “o importante é a versão, não o facto”. Assim, para espalhar uma versão dos acontecimentos é necessário divulgar a versão confundindo a veracidade dos factos. Esta estratégia é favorecida pela poeira que se vai instalando com o tempo: esbate-se a cronologia da sucessão apocalíptica dos factos, o que permite a sua manipulação temporal e protegê-los com uma máscara favorável. Como diria Sun-Tzu "toda a guerra é baseada no engano".

Mas, tudo isto tem um preço e cabe questionar quanto é que o clube está a gastar no outsourcing da comunicação. Para “isto” há dinheiro a rodos?

Agora, com o patrocínio de estrategas de marketing&propaganda, BdC prepara-se para reformular e redefinir determinados ângulos de abordagem da realidade sportinguista e dos acontecimentos desportivos em geral. Incomoda-se naturalmente com os que não lhe vão comer à mão, mas, essencialmente, preocupa-se com aqueles que, tendo aplaudido no início o seu modelo presidencial, abandonaram-no quando determinadas incongruências da sua gestão se tornarem evidentes.

Apetece-me concluir com palavras sibilinas do Padre António Vieira (Sermão da Sexagésima): “E então ver cabecear o auditório a estas cousas, quando devíamos de dar com a cabeça pelas paredes de as ouvir.”
Sem imagem de perfil

De Rosa Liechtenstein a 18.02.2015 às 10:19

Quintela & Reis, YoungNetworks e agora WL Partners, não é um bocado como contratar 3 defesas esquerdos?
Sem imagem de perfil

De L a 18.02.2015 às 12:29

É um para cada plataforma porque está bravo onde dói mais, com tendência a piorar. Ninguém valoriza mais a comunicação dos clubes mas ninguém resiste a uma direcção a atacar um treinador, por exemplo. Sem estratégia desportiva não há estratégia de comunicação que lhe valha. Houve e vai continuar a haver propaganda do querido líder. E agora já não há direcção do Sporting para atacar…
Sem imagem de perfil

De Rosa Liechtenstein a 18.02.2015 às 10:42

Outra coisa que me deixa alguma confusão relativamente a esta contratação: mas o presidente Bruno não disse, desde a 1ª hora, que comunicação do Sporting só se fazia através dos canais oficiais (site, televisão e jornal) e que tudo o resto era para ignorar?

Será que elevação e a integração da comunicação em modo de gestão de crises se refere a estes canais? Haverá bulha entre a Quintela & Reis e a YoungNetworks no que diz respeito aos conteúdos dos canais oficiais e precisam de um terceiro para desempatar em caso de crise?
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.02.2015 às 10:43

Sem querer comentar a essência do post (porque não sei de quem se trata, e qual o objectivo por trás).

Queria apenas referir-me à capa de hoje do jornal ABOLA anexa a este post, que reflecte bem a importância da estratégia de comunicação de um clube, senão vejamos... hoje joga o Porto para a Champions, amanhã joga o Sporting para a Liga Europa, mas o que é importante é pôr na capa "Bruno 20 batalhas em 2 anos"... talvez seja importante manter a discussão do futebol das competições europeias fora do publico em geral não?!?
Trata-se claramente de um controlo da informação, por parte da Comunicação Social, que tem de ser dada luta, não sei de que forma, e por quem, mas a realidade é que não podemos continuar a pactuar com interesses ocultos destes na nossa CS, que promovem crises no nosso clube, mas em contrapartida, por exemplo em semana europeia preferem falar de BdC do que do facto de o Benfica ter sido eliminado, e por essa razão ficar em casa a ver os jogos de Porto e Sporting. Mas pronto, continua a telenovela para lampiões se entreterem!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 10:54

E assente nessa premissa, é uma empresa especializada em gestão de crises que vai proibir o A Bola e outros de publicarem o que muito bem entenderem ?

Estes órgãos da comunicação social, com a estratégia que descreve, só distraem as atenções dos incautos, porque a realidade é que o FC Porto joga hoje para a Liga dos Campeões e o Sporting joga amanhã para a Liga Europa.

Não meu caro, a questão é muito mais profunda do que isto e, como indico no post , veremos os supostos benefícios para o Sporting, porque não são transparentes. E não devemos ser ingénuos e pensar que não é a pessoa do Bruno que está no centro de toda esta preocupação estratégica.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.02.2015 às 13:37

Caro Rui,

Já temos falado diversas vezes sobre a mudança estratégica nos últimos tempos do jornal Record, que certamente teve a influência de BdC; portanto acho que é claro que o Sporting precisa de ter uma estratégia de comunicação externa bem definida, por forma a lutar contra este cancro que se chama "campanha anti-sporting e anti-BdC", ao qual muitos sportinguistas se juntam.

Respondendo à sua questão "E assente nessa premissa, é uma empresa especializada em gestão de crises que vai proibir o A Bola e outros de publicarem o que muito bem entenderem ?"
Comecei por dizer que ainda não entendi bem a função desta empresa, logo não critico nem aplaudo; apenas acho que é claro, que o Sporting deveria ter uma politica de comunicação externa mais profissional. Não é proibir as noticias, é transmitir a mesma noticia, mas de uma forma menos susceptível a más interpretações em que a nossa CS é perita...
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 16:26

Schmeichel

Creio que não há razão para grande espanto no que se refere à alteração da linha redactorial do Record. Álvaro Sobrinho e família (os Madaleno) são proprietários de parte da Cofina, por sua vez detentora do Record. Por outro lado, Álvaro Sobrinho (através da Holdimo) é detentor de quase 30% das acções da SAD leonina, mas com as injeções de capital que entretanto realizou (ou que estão previstas) aproximar-se-á dos 40% do capital da SAD sportinguista.
Entretanto, à cautela, colocou um homem da sua confiança como administrador da SAD sportinguista: Paulo Antunes da Silva, cujo anúncio foi feito pelo próprio Bruno de Carvalho em Junho de 2013.

Receio que um dia acordaremos lá para 2025 (o tempo das VMOCs) com o Álvaro Sobrinho como “proprietário” do Sporting e Bruno de Carvalho o administrador nomeado para o Departamento de Futebol!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.02.2015 às 17:09

Zargo, obrigado pelo esclarecimento relativamente ao Record, vindo dar razão ao meu comentário sobre os vários interesses nos editoriais dos vários jornais desportivos.

Quanto aos seus receios das VMOC, não se esqueça do que se dizia sobre a sustentabilidade do Sporting em 2013... que era insustentável a divida, que não tínhamos liquidez, que seriamos o próximo Belenenses, etc.
Pela minha análise estamos melhor hoje do que estávamos à 2 anos atrás, pelo que não compartilho desse constante receio sobre BdC como se fosse Vale e Azevedo. Em termos concretos (sem análises a personalidades ou gostos pessoais), o Sporting passou de dois anos consecutivos de prejuízos anuais de 45M€ para um lucro residual... mas um lucro.
Isto são factos, não são meras análises à personalidade de BdC, que é o que se utiliza para atacar o Presidente. Eu como sportinguista lembro-me bem do clube que BdC apanhou... e do que somos hoje passados apenas 2 anos (fomos à Champions que não íamos à 6 anos; jogamos com 8 da formação; temos um canal do clube; vamos construir um pavilhão para as modalidades, etc.) agora imagine um Presidente alternativo a BdC, o que teria feito melhor? só vejo um aspecto em que tem de melhorar... comunicação! é que as forças anti's são muito fortes, ele tem de se aperceber disso, e não lhes dar balas, para eles atacarem constantemente o Sporting.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 19:19

Schemeichel
Concordo consigo quando afirma que estamos melhores do que há dois anos atrás. Entretanto foi feita uma reestruturação financeira e tomadas medidas de contenção que equilibraram relativamente a situação. Mas, como sabe, é tudo muito precário e conjuntural.
Calculo que tenha uma opinião diferente da minha, mas penso que se o Couceiro tivesse vencido as eleições estaríamos numa situação semelhante. A reestruturação foi a possível de acordo com os interesses dos bancos que não desejavam a falência do clube endividado. Aliás, o odiado Ricciardi passou depressa a compagnon de route!

É motivo de orgulho o Sporting jogar com 7 ou 8 jogadores da formação. Mas, aí, não é grande o mérito de BdC. O mérito é de quem apostou na Academia e trabalhou as jovens promessas permitindo que chegassem onde chegaram. BdC aproveita os louros com alarde excessivo.

O Schemeichel confunde não se gostar de BdC com ser-se anti-Sporting. A questão posta nesses termos é perigosa e profundamente totalitária. BdC preside transitoriamente, o Sporting é uma instituição permanente. Pensar como o Schmeichel formula é castrador e impeditivo de crítica, evolução e transformação. O poder necessita de vigilância crítica.
Calculo que sobre isto teremos opiniões contraditórias… mas de certa forma sempre foi assim. Recordo-me de tantos presidentes, como Brás Medeiros, Henrique Nazareth, Valadão Chagas, Amado de Freitas, João Rocha, Sousa Cintra, Roquette e os outros mais recentes. Todos mereceram a crítica livre e independente. Até o maior de todos, Salazar Carreira.
Imagine que alguns, pelo menos alguns poucos, não criticassem o poder vigente e houvesse um unanimismo sufocante. Seria péssima e com terríveis consequências a médio prazo. Na minha opinião não é o paradigma do Sporting.

O BdC sendo um presidente fracturante, não é pessoa de consensos. Será assim até ao final do último mandato. Verá.

Outra coisa é insinuar-se que se é anti-sportinguista por não se apoiar BdC. Aliás, isso levaria a uma conclusão preocupante: quantos sportinguistas é que haveria? E quem estabeleceria a “medida” exacta de sportinguismo? Olhe que nem o Cherba da Tasca se metia numa alhada dessas!

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De Jose a 18.02.2015 às 17:40

Caro Zargo,

Até pode acontecer que um dia a maioria do Sporting SAD passe para as mãos do Sobrinho ou Holdimo. Não entendo é o seu espanto, afinal de contas era um cenário equacionado pelo outro candidato e pela linha Roquetista que a solução para o Sporting passava por perder a maioria da SAD.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 19:26

Amigo Jose

Se há alguém que defende que a maioria da SAD pode estar numa entidade diferente do Sporting não merece o meu apoio. Não conheço nenhum sportinguista com responsabilidades que tenha defendido essa posição. Se o Jose conhecer alguém que o tenha feito ficaria grato que me indicasse o momento em que essa pessoa aceitou e defendeu esse caminho para o Sporting.
Para mim é uma linha traçada no caminho: não darei o meu voto a quem o faça.

Cordialmente

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.02.2015 às 20:06

Zargo, a questão é esta, fazer críticas construtivas estamos todos de acordo que é benéfíco para o clube, aliás responsabiliza mais quem dirige. Agora ver críticas constantes de sportinguistas, no fundo a fazer o papel destinado ao jornal abola, nunca dando o benefício da dúvida a um homem que cumpriu 95% do que prometeu, não me parece de sportinguista. dou valor aqueles que criticam BdC mas por outro lado também sabem elogiar o que de bom tem sido feito. Muitos esquecem do mais importante, ele cumpre, quantos podem dizer isso? Tem falhas? Tem e muitas.... mas creio que a guerra contra esta sistema podre que é o futebol português não podia ser feito por Couceiro, e esta era a única forma de romper, à força...
Sem imagem de perfil

De Zargo a 18.02.2015 às 21:55

Schemeichel

O amigo refere-se a críticas “construtivas” e “destrutivas”. Reconhecerá que está no domínio da subjectividade e da relatividade absoluta. As críticas de Bruno de Carvalho a Godinho Lopes entre 2011 e 2013 eram construtivas ou destrutivas? Não sei, nem me parece que seja importante. BdC não concordava com GL e não era meigo nas palavras.

Escrevo, essencialmente, aqui no Camarote e no A Norte de Alvalade. Sou crítico de BdC. Alguns dirão: destrutivo, sempre a deitar abaixo. Mas, também, já me têm dito: uma crítica pertinente e apropriada. Depende do receptor, creio.
Não diga “não me parece de sportinguista” que lhe fica mal. É um anátema que lança sobre alguém que não conhece e que não sabe a fundamentação. Sportinguista é todo aquele que vibra com o percurso desportivo do Sporting e que o clube integra a sua memória pessoal e o seu percurso de vida. Para mim, é quanto basta.

Eu sei que por vezes admiramos profundamente alguém e surpreendemo-nos por outros não perceberem a obra que está a construir. Sempre foi assim, Schemeichel, é inerente à natureza humana: a complexidade e o paradoxo. Não há nada a fazer.
Sempre procurei encontrar virtualidades em BdC. A primeira de todas é de ter conseguido acabar com uma dinastia roquettiana que se prolongava à frente dos destinos do Sporting. Mas, deve-se dizer, BdC nunca esteve na acção contestária e reflexiva que decorreu no Sporting até 2011 que criticava a filosofia de empresarialização que estava em curso no nosso clube. BdC cavalgou uma onda para a qual não contribuiu. Mas, o que é certo que BdC estava no sítio certo no momento certo.

Apesar de simpatizar com Couceiro não imagino o que seria o mandato presidencial, mas estou convicto que seria mais profícuo do que BdC nas rupturas indispensáveis no futebol português. Penso que um dia se verificará que pouco ou nada restará da luta de BdC pela reforma do futebol porque a sua luta não possui uma base negociada e assumida por outros partipantes.

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De L a 19.02.2015 às 00:26

Com tantos investidores entregar a chave tão depressa é muito mais que 95%. Por isso é que já estão aí os novos especialistas em campanhas eleitorais. Até porque com tantas boas notícias a caminho o melhor é começar já outro mandato. Entretanto parece que o Quintela está a dar luta e ainda bem. Só para mudar outra vez os cartões de sócio do Sporting é nosso outra vez para Sportem eram mais não sei quantas contratações cirúrgicas.
Sem imagem de perfil

De jose a 18.02.2015 às 22:59

Caro Zargo,

É com espanto que leio que não tinha conhecimento de pessoas com responsabilidade no sporting e que defendiam a perda da maioria da Sad.

A maioria dos dirigentes designados linha Roquete inclusive o José Couceiro e outros designados de notáveis, de uma forma directa ou indirecta admitiam a perda da maioria da Sad. uns diziam mesmo que o sporting não tinha solução sem a perda da maioria.

Para lhe dar um exemplo, Soares Franco chegou até a assumir com todas as letras que queria "um clube só de futebol, sem sócios mas com adeptos que não se intrometam na gestão nem tenham voto nas eleições dos corpos sociais".

http://economico.sapo.pt/noticias/paiva-dos-santos-admite-perda-de-maioria-da-sad_162683.html

http://www.maisfutebol.iol.pt/sporting-sad-ricciardi-jose-maria-ricciardi-vmocs-bancos/520b70363004bc615fd22347.html

Entre muitas razões porque votei no BdC, uma delas é que assegurava que a maioria da sad pertenceria ao SCP.

Pergunte ao Sr Rui, autor deste blogue, que esclarecerá as suas dúvidas.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 19.02.2015 às 09:15

Jose

O Paiva dos Santos não é pessoa que me faça levantar da cadeira. Nunca o apoiei. O Ricciardi que já foi grande apoiante do Godinho é agora compagnon de route do Bruno. A opinião dele é perigosa porque tem poder no Sporting.
O Couceiro não apoiava a perda da maioria da SAD, mas reconheço que não defendeu com suficiente energia que a maioria continuasse no Sporting.
O Bruno defendia, com ar compungido, que o Sporting devia ter 51% da SAD, coisa que cederia no momento seguinte e lavava as mãos como Pilatos. O cínico do Ricciardi, amigo do Bruno, explicou que um investidor que avançasse era para conseguir a maioria na SAD.
Concluo que nem o Couceiro nem o Bruno me inspiram confiança nessa matéria.

Agora, o grande perigo reside em Álvaro Sobrinho que, na sombra, trabalha com duas linhas orientadoras:
- conseguir a maioria da SAD;
- se não alcançar este objectivo por ter de ser aprovado em Ass. Geral, candidatar-se à presidência do Sporting.

Num aspecto estou de acordo com o José: grandes perigos espreitam o Sporting!

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De jose a 19.02.2015 às 11:40

Caro Zargo,

Tente ser mais claro nas suas opiniões. Inicialmente dizia que não conhecia ninguém com responsabilidade que defendesse a maioria da Sad, agora já apresenta mudança de opinião.

Eu vou repetir o que já escrevi, todos os candidatos ou pré-candidatos nas últimas eleições, exceptuando o BdC, defendiam a perda da maioria da Sad. Ao contrario de si, não me recordo de momento um ex dirigente ou “notável” que não defendesse a perda da maioria , uns porque achavam que os sócios não tinham que meter o nariz como era o exemplo do Soares Franco, outros porque achavam que face a destruição total do sporting, a solução passava por encontrar alguém que ficasse com a maioria.

Não diga que o josé couceiro não defendia perda da maioria porque isso não é verdade. Faça uma pesquisa pela net e penso que ainda encontrará as suas ideias acerca deste tema. Ele defendia com todas as letras a perda da maioria da sad, apenas acrescentava, desde que os interesses do sporting fossem defendidos, isto não é acrescentar nada. Aliás, nem podia ter outra opinião porque o seu apoiante financeiro era o Ricciardi.

Não sei se é sócio e se votou, caso tenha votado, pelos seus comentários votou no JC e isso faz-me confusão porque no seu comentário anterior dizia que qualquer candidato que defendesse a perda da maioria da sad não merecia o seu apoio. Como é que ficamos?

O Ricciardi era provavelmente o rosto com mais poder no sporting a seguir a presidência do Roquete e seguramente que foi no consulado do JEB e GL.
Não é pelo facto do Ricciardi ter feito elogios ao BdC que agora passa a ser uma persona no grata. Costuma-se dizer que só não muda de ideias os burros.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 19.02.2015 às 13:06

Jose
Reconheço que não fui claro ao referir-me, em geral, a sportinguistas com responsabilidades. Claro que haverá opiniões para tudo entre sportinguistas com responsabilidades. Na realidade, o que eu tinha presente eram as posições de Bruno de Carvalho e de José Couceiro. Recordo-me que o assunto da SAD e respectiva maioria foi abordado na campanha eleitoral. BdC defendeu como última hipótese os 51% para o Sporting e JC manifestou receio que o Sporting perdesse a maioria na SAD em virtude da situação financeira.
Na altura, entre amigos, lamentei que JC não revelasse maior ousadia e coragem, mas não conheço qualquer declaração em que JC tivesse defendido a perda da maioria. O Jose reconhecerá que não é a mesma coisa que afirmou no seu comentário. No entanto, se me fornecer um texto onde JC defende a perda da maioria da SAD pelo Sporting eu darei a mão à palmatória.

No meu caso pessoal, como BdC não me inspirava confiança fiquei preocupado com o cepticismo de JC, preocupação que mantenho actualmente.
O Ricciardi é um crápula que corre atrás do poder e de quem o exerce. Neste momento o BdC é o “seu homem”.

Sou sócio do Sporting, mas interrompi o pagamento de quotas durante algum tempo. A distância e o desencanto com a Direcção da altura levaram-se a interromper a quotização. Estive no estrangeiro, regressei para viver longe de Lisboa, pelo que não exerci o direito de voto em 2011 e 2013. Se votasse em 2013 provavelmente seria o JC o meu escolhido.

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De jose a 19.02.2015 às 17:22

Caro Zargo,

Infelizmente, tenho que lhe dizer que também tive esses sentimentos de tristeza e frustração. Já não bastava a bola entrar, ainda tivemos que levar com dirigentes que além de não defender o Sporting estoiravam dinheiro ao seu bel-prazer, o nosso clube era gozado por tudo o lado...

Quanto ao José couceiro, não vale a pena perdermos mais tempo com este tema,
Nas últimas eleições havia um candidato que de forma clara defendia maioria da sad para o Sporting e o jose couceiro defendia a perda da maioria da sad. Nas entrevistas que foi dando por vezes escondia-se, não respondendo de forma directa, outras era resposta que logo se veria e outras de forma mais clara com uma estratégia de não perder votos.

Mas se você já não se lembra, basta pensar que o Ricciardi, o rosto que estava por trás da sua candidatura, para perceber que o Sporting iria perder a maioria. Tem dúvida sobre isto?

Quanto ao Ricciardi, se na altura que apoiava o José Couceiro não era um crápula passou a ser crápula depois de elogiar o trabalho do BdC?

O Ricciardi, na minha opinião teve um papel importante no sporting, arranjou dinheiro para o clube, o problema foi a incompetência dos dirigentes. Lembro-me de uma frase dele no tempo do JEB: “o problema do Sporting nunca foi a falta de dinheiro…” e é verdade, houve dinheiro a mais e estoiraram tudo.

Sem imagem de perfil

De Zargo a 19.02.2015 às 17:34

Caro Jose

Continuo à espera de uma declaração de José Couceiro onde ele defendesse que a maioria da SAD deveria estar em entidades particulares. Recordo que lhe disse que considerei o Couceiro pouco corajoso neste aspecto, que devia ser mais ambicioso.
De qualquer modo, o JC pertence ao passado, se não encontrar a malfadada declaração do JC também não vale a pena voltar ao assunto..

Ao presente pertence o BdC: aguardo com interesse e ansiedade a estratégia que vai levar a cabo para que o Sporting não perca a maioria na SAD. O tempo urge e em 2025 tudo pode estar consumado.

Quanto ao Ricciardi e a outros que tais digo-lhe o seguinte: é gente que não prezo e a quem não aperto a mão. Estejam onde estiverem. Não mudo ao som do foguetório por razões tácticas ou estratégicas. Um crápula é sempre um crápula.

Sporting Sempre (a bela e adequada palavra de ordem da Ofensiva 1906)
Sem imagem de perfil

De jose a 19.02.2015 às 20:10

Caro Zargo,
Parece-me que não acompanhou as últimas eleições, não vou perder tempo a procura de entrevistas do jose couceiro enquanto candidato. Se continua com dúvidas, faça o seguinte, procure declarações em que o jose couceiro era contra a perda da maioria da sad.

Quanto ao futuro, como diz o ditado popular a Deus pertence. Vai depender acima de tudo do sucesso desportivo e não fazia mal nenhum se houvesse mais união a volta do sporting, maior adesão dos adeptos e permita-me que lhe sugira, volte as pagar quotas mesmo sabendo que a vida não está bem para a maioria dos portugueses.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 19.02.2015 às 21:30

Jose

Acompanhei as últimas eleições à distância. Mas, hoje em dia com toda a panóplia de meios informativos, a distância não constitui obstáculo para se saber o que decorreu.

O Jose é que foi buscar uma história diabólica a propósito de posições do Couceiro sobre a maioria da SAD. Eu disse-lhe o que sabia. O Jose disse que não assim. Fez bluff. Pedi-lhe para me fornecer uma declaração do Couceiro a defender a maioria da SAD por particulares... e o Jose diz-me para procurar na net.
Ora, quem fez a afirmação é que a deve demonstrar!

Para tirar dúvidas envio uma notícia do Público sobre a questão da maioria na SAD:
http://www.publico.pt/desporto/noticia/candidatos-a-presidencia-do-sporting-nao-revelaram-investidores-1588385

Declaração de grande dignadade de José Couceiro após o acto eleitoral:
http://www.publico.pt/desporto/noticia/jose-couceiro-listas-devem-diluirse-apos-o-acto-eleitoral-1588879



Sem imagem de perfil

De jose a 19.02.2015 às 23:17

Caro Zargo,

Há coisas que tenho dificuldade em compreende-lo.

Quem comentou e afirmou que não conhecia nenhum responsável que era a favor da perda da maioria da sad foi o Zargo e eu de imediato enviei dois links. Um com a opinião do Ricciardi que era o grande apoiante do Jose Couceiro. E outro do Paiva dos Santos.

Face ao que enviei, pede mais detalhes. Não esteja a espera que ande a procura de links para lhe enviar, daí que inverti, pedi-lhe que me envia-se uma declaração do JC que fosse contra a perda da maioria, algo que não vai encontrar.

Bem, o link que me enviou no terceiro paragrafo vai na linha do Ricciard, este diz que o sporting tem de se preparar para perder o control da sad e no terceiro paragrafo do link que me enviou diz:
“... Pelo contrário, José Couceiro encara a perda da maioria de capital como uma possibilidade... “

Para concluir leu alguma declaração em que o Jose Couceiro fosse contra?

Veja o link a seguir e leia o segundo paragrafo do autor Rui Gomes.
http://camaroteleonino.blogs.sapo.pt/256073.html
Sem imagem de perfil

De Zargo a 20.02.2015 às 09:40

Caro, José

Como eu também tenho dificuldade em compreendê-lo, nomeadamente à forma como leva a conversa que lhe interessa, ficamos por aqui.

Concluindo: o Jose todo ufano afirmou que o Couceiro DEFENDIA que a maioria da SAD poderia estar em outras mãos que não o Sporting. Eu disse-lhe que não conhecia essa posição do Couceiro e pedi-lhe a prova. Acrescentei que daria a mão à palmatória. Você vai buscar dois gajos nada recomendáveis. Um deles anda assessorar o divino Bruno.
Em suma, eu falo de alhos e você de bugalhos.

Até um dia destes
Sem imagem de perfil

De jose a 20.02.2015 às 11:17

O caro Zargo não quer ver o que é evidente.

Tenho falado sempre no mesmo tema: perda da maioria da Sad.
Repito, grande parte dos apoiantes da linha designada roquetista ou continuidade aceita ou aceitava já que as coisas mudaram com a reestruturação financeira, a perda da maioria da sad.

Sobre os candidatos das ultimas eleições, BdC era contra a perda da maioria o que fez ganhar alguns votos e o Jose Couceiro aceitava a perda da maioria.

O link que me enviou para si não é claro que o jose couceiro aceitava a perda da maioria? Leu o paragrafo que o Rui Gomes escreveu sobre o Dias Ferreira e o jose couceiro?

http://camaroteleonino.blogs.sapo.pt/256073.html

"... Sabemos que Dias Ferreira é apologista, há muito, de investimento substancial na SAD e que a perda da maioria de capital pelo Sporting não o preocupa. Disposições semelhantes às de José Couceiro. ..."

Acha que o rui gomes ia opinar desta forma sobre o jose couceiro de forma gratuita?
Será que continua achar que o jose couceiro era cotnra a perda da maioria?

Sem imagem de perfil

De Zargo a 20.02.2015 às 15:51

Caro amigo Jose

O Jose persiste na manipulação das palavras e agora enveredou por um tom paternalista que é particularmente irritante. Aproveitou uma falta de rigor da minha parte, que em devido tempo corrigi, para insistir no mesmo. Creio que é assunto encerrado, até porque se por acaso me fornecer uma declaração de José Couceiro em que preconizava a maioria da SAD por particulares reconhecerei ter-me equivocado quando considerei que constituía uma alternativa para o Sporting. É tudo.
Não interessa entrar no terreno de suposições que nada acrescentam.

É uma ironia que um crente do “Divino que fala a uma só voz” recorra a uma opinião do Sr. Rui Gomes nesta querela. O Jose não sonha com o percurso do Rui Gomes no Sporting, pois ainda usava cueiros e já o Rui Gomes servia o nosso clube. Com a ascensão do Divino ao poder o Rui Gomes tornou-se “persona non grata” e foi despachado e substituído por fulanos que confundem os “5 violinos” com uma sinfonia de Beethoven. Eu e o Rui temos divergências sobre o Sporting, mas são resolvidas sem anátemas.

Peço-lhe que, futuramente, não me confunda com a presidência de Roquette e seus sucessores. Nunca alinhei por aí, pois o meu espaço nos últimos 12 anos foi o da Ofensiva 1906 e da Associação dos Adeptos Sportinguistas que lhe sucedeu. Grupo minoritário, é certo, mas que nunca deixou de combater a mistificação que era prometida aos sportinguistas por pseudo visionários endeusados e que se tornou num lodaçal financeiro e desportivo. Neste fim de semana não estarei no “Pensar Sporting 2015”, no Hotel Lutécia, porque vivo longe de Lisboa e com compromissos que não me permitem ir.

Um pouco mais acima escrevi ao Schmeichel: “Sempre procurei encontrar virtualidades em BdC. A primeira de todas é de ter conseguido acabar com uma dinastia roquettiana que se prolongava à frente dos destinos do Sporting. Mas, deve-se dizer, BdC nunca esteve na acção contestária e reflexiva que decorreu no Sporting até 2011 que criticava a filosofia de empresarialização que estava em curso no nosso clube. BdC cavalgou uma onda para a qual não contribuiu. Mas, o que é certo que BdC estava no sítio certo no momento certo.”
Isto seria outra conversa que poderemos guardar para mais tarde.

Sobre BdC e a maioria na SAD ainda vai correr muita água. Espero que ele esteja à altura das suas responsabilidades e que não enverede por manobra manhosas.

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De Luís a 18.02.2015 às 11:01

Realmente acho incrível, que sendo este um blog que se diz sportinguista, só se preocupe com o que BdC disse ou deixou de dizer, então não estaria mais de acordo com sportinguismo falar sobre a nossa equipa que amanhã vai jogar à Alemanha????Dp não querem ser acusados de fazer campanha contra BdC, qd na realidade é isso que está à vista. Se querem saber eu estou mais preocupado com o jogo de amanhã do que com intrigas.... Viva o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.....

SL
Sem imagem de perfil

De Rosa Liechtenstein a 18.02.2015 às 11:09

Explique lá isso melhor Luís... Então o presidente do Sporting acha que é uma questão importante ("decidi que chegou o momento de promover uma mudança importante para o Sporting") e nós temos de nos cingir ao futebol?

Não nos devemos preocupar com o que é considerado de importante para o Sporting? Ou só nos devemos preocupar se for para tecer loas ao Bruno de Carvalho?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 11:19

O Luís deve andar muito distraído ou, então, quer distrair os outros, à conveniência. Do que trata o muito mais extenso post anexo a este se não do nosso jogo na Alemanha e o outro sobre o árbitro ? Do que trata o outro extenso de post de ontem "O que espera o Sporting na Alemanha", se não precisamente isto, e que até só mereceu meia dúzia de comentários e não vejo lá o seu.

Para não ser rude, não comento o seu autêntico disparate, repito DISPARATE, "do blog que se diz sportinguista".

Ou será, que no meio disto, a sua real preocupação é o Bruno e não o Sporting ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 11:28

P.S. O outro post de ontem é intitulado "O desafio que espera o Sporting".
Sem imagem de perfil

De Luís a 18.02.2015 às 12:04

Realmente ainda não tinha visto os posts anteriores Rui, só ando por aqui esporadicamente, essa a razão pq nem sempre comento, hoje qd passei por este blog e vi a capa da bola publicada, fiquei logo a pensar porque razão os sportinguistas dão tanta importância a estes jornais que tanto têm prejudicado o Sporting???? Dito isto não se admire com o meu comentário anterior.
Qt ao que o Rui diz "Ou será que no meio disto tudo a sua real preocupação é o Bruno e não o Sporting" sobre isto digo-lhe o seguinte: Eu sempre apoiei os anteriores presidentes que foram legitimamente eleitos, pelo menos enquanto souberam defender com "unhas e dentes" a Instituição Sporting ,e com BdC não vai ser excepção, enquanto eu ache que está a defender o Sporting, continuarei a apoiá-lo, qd vier a verificar que o está a prejudicar, aqui digo-lhe que serei o seu crítico mais acérrimo, por enquanto só o critico na forma como tem comunicado, tem comprado demasiadas guerras, que podiam ser evitáveis, mas isso para mim não é suficiente, para achar que está a fazer um mau trabalho no Sporting, por isso continuarei a dizer sempre o que o penso neste blog, se o Rui não concordar com as minhas opiniões pode eliminar os meus comentários, pois o blog é seu, está no seu pleno direito.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 13:04

Meu caro,

Não de trata, minimamente, de editar os seus comentários por não concordar com a sua opinião, mas quando vem com insinuações derrogatórias, sinto-me no dever de lhe responder.

Poucos blogs abordarão o leque de temáticas sportinguistas que nós aqui abordamos e damos sempre prioridade a tudo quanto é desporto, nomeadamente futebol.

Dito isto, é impossível ignorar todas as outras questões associadas ao clube, especialmente ao que concerne o seu actual presidente.

Ainda recente dedicámos muitas das nossas publicações à defesa do nosso capitão. Verifiquei, com alguma surpresa, que mereceu pouco comentário por parte dos leitores, inclusive o caro Luís, que hoje se preocupou tanto com o post sobre o presidente e as suas iniciativas.

Pode e deve dizer sempre o que entender, mas deve esperar que outros façam o mesmo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 18.02.2015 às 13:50

Caro Luis nao querendo meter a foice em seara alheia , este é um dos pontos em que penso que BdC prejudica o nosso clube, as suas prioridades e os problemas da nossa Academia ficam eternamente adiados e dos putos que melhor dãos uns chutos na bola vão saindo sabe-se-lá para onde a conta gotas.
Sem imagem de perfil

De OCR a 18.02.2015 às 15:58



Eu também sempre estive mais interessado no Sporting, que nas intrigas. Mas surpreendente é ver agora os brunistas tão pouco interessados nelas, certamente porque está ao leme do Sporting o seu Deus.E como religiosos que são e respeitosos do dogma, para eles Deus não se questiona.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 18.02.2015 às 11:10

Sem estar a avaliar a escolha dos nomes, que não conheço mais do que superficialmente, creio que faz todo o sentido uma decisão deste tipo

Podem dizer que BC está mais preocupado com a imagem do que propriamente com o conteudo, mas na minha opinião é mesmo na imagem que esta direcção tem falhado

Quem olha para o desempenho desta direcção, parece que se consegue fazer o mais dificil e simultaneamente falhar no mais facil

O indice de popularidade de BC está muito ligado à forma (pessima) como comunica - para além de abrir demasiadas frentes de batalha, nem sempre o faz da melhor forma

Não é preciso recuar muito para termos um exemplo disso: veio e muito bem defender o Rui do anuncio da cerveja, mas falhou ao falar do benfica

E claro que os constantes ataques a tudo e todos, incluindo os jornalistas o faz ter uma má imprensa pronta a "escarafunchar" qualquer ferida como foi por exemplo o caso com MS

Espero que esta decisão seja uma forma de BC também admitir que tem falhado e que não o deixem falar ou postar textos no FB de forma intempestiva como tem acontecido
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 11:25

Meu caro, acho que confunde "popularidade" com populismo. De qualquer modo, primeiro decreta-se um "blackout" para silenciar o presidente - inédito na história - e, agora, vamos gastar não sei quanto na contratação desta empresa para o mesmo fim.

Será que Bruno de Carvalho não tem controlo nenhum sobre a sua própria pessoa ? Parece que a essência do problema é mesmo esse, e assim sendo, não vai ser empresa alguma especializada em crises, que o vai corrigir. Na realidade, a "crise" é ele.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 18.02.2015 às 13:45

Não confundo os dois conceitos e até lhe digo mais - quanto a mim, BC não é nem nunca será nenhum dos dois

Quanto ao resto - se BC não se consegue moderar fez bem em arranjar quem o modere

Quanto ao Black-out para calar o presidente, é apenas uma falacia que se vai repetindo vezes sem conta de forma a torna-se verdade, pois BC teve sempre a possibilidade de falar ( e fê-lo) quando quis nos meios oficiais do Sporting
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 14:24

É de admitir, que a intenção do "blackout" não era essa, até porque foi decretado por ele próprio, mas, em análise final e tendo em conta os efeitos práticos, o resultado final foi mesmo esse.

Não diz muito de um presidente que não se consegue moderar/controlar. Dá para imaginar muito do mais que ocorre entre portas fechadas.
Sem imagem de perfil

De J. a 18.02.2015 às 12:09

Eu acho que a politica de comunicação de BdC como presidente do Sporting, foi sempre um dos seus principais pontos fracos e tem sido utilizado quase sempre pelos seus detractores, como arma de arremesso contra ele.
Eu não acho que seja tanto pelas questões de fundo nas mensagens que passa cá para fora, mas mais um problema de formas e maneiras de comunicar.
Tem confudindo imenso o seu papel como blogger, adepto e presidente do clube e isso nota-se na sua propria imagem, que se nota que está cada vez mais desgastada.

Agora eu acho que seria uma pena, que nas "20 batalhas" que estamos a travar nos perdessemos pelo caminho, por problemas de concepção de mensagem, mais do que as proprias questões de fundo.
E se o JM Fernandes ou WL partners conseguirem ajudar nisso, pois serão muito bemvindos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 18.02.2015 às 12:12

Sinceramente preocupa-me essencialmente as manobras estranhas e claras de alguma imprensa desportiva como exemplo da bola em semana fantástica de jogos de equipas portuguesas na europa e concentrar-se quase unicamente no presidente do Sporting, se BdC procurava mediatismo pois o tem conseguido num efeito diário.
BdC é o fogo de artifício ideal para distrair o essencial a ausencia dos encarnados na Europa.
Quanto á reorganização interna do Sporting na area da comunicação preocupa-me a existencia de projectos defenidos e dinheiro para estas coisas e não haver para um projecto com cabeça e dinheiro para a nossa Academia onde estão a sair a toda a hora já muitos dos nossos principais jovens promissores.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.02.2015 às 13:07

Julius, essa última questão é preocupante e acaba por definir as prioridades por parte do BdC e da Direcção.

Acho que nós andamos excessivamente obcecados com aquilo que a CS faz ou não faz. Eles sempre farão o que entenderem melhor serve os seus propósitos e nós reagimos de acordo, em nossa defesa.
Sem imagem de perfil

De Joe Parsons a 18.02.2015 às 15:04

"BdC é o fogo de artifício ideal para distrair o essencial a ausencia dos encarnados na Europa"
Nada mais errado! Toda a gente sabe que o Benfica está fora da Europa. O que ditou o afastamento do Benfica das competições europeias já foi mais do que esmiuçado, com tudo o que é justificação/desculpa. Acha que o jornal "A Bola" ou outro jornal iria fazer disso um meio para vender papel? Neste momento se há coisa que pode ajudar a vender papel em matéria de jornais desportivos é a crise entre Sporting e Benfica. Não havendo nada de novo, nem de um lado, nem de outro, há que buscar-se algo que sirva. Serve qualquer assunto sobre Bruno de Carvalho e/ou Luis Filipe Vieira. Como o Bruno de Carvalho tem mais "material", é nele que o jornal "pega".
Meu caro, o que interessa ao jornal "A Bola" ou qualquer outro meio de comunicação social é vender mais ou conseguir aumentar audiências. É disso que eles vivem. Acha que alguém compra um jornal que tenhe na machete a justificação de o Benfica estar fora da Europa?
Saudações
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 18.02.2015 às 17:59

nao concordo de todo, á inumeros argumentos e nao é preciso muita imaginação para abrir uma capa de um jornal em semana europeia, " abola encarnada" procura a intriga quando lhe convém , quando se trata de uma qualquer vitória do seu clube é imediatamente motivo para pintarem a capa de vermelho.
Apesar de tudo temos hoje e ainda uma equipa na champeon league e o Sporting a jogar na alemanha e os adeptos sportinguistas são bons clientes a comprar notícias do seu clube.
A bola nao quer defraudar os seus seguidores sendo assim......!2ª feira aquela maquina de equipa , 3ª feira ainda o rescaldo do ultimo jogo da máquina e 4ª feira pois e agora? aquela máquina de equipa nao está lá, porque se estivesse nem duvide de como seria a capa e o BdC passaria para 2º plano.
A exemplo vejas as capas de Record e o Jogo a deixarem e muito bem os próximos episodios da saga BdC para depois dos jogo europeus e quê nao venderam?
A bola Quer vender papel? claro que sim mas dentro de uma "política" concertada.
Sem imagem de perfil

De A. Figueiredo a 18.02.2015 às 14:15

Se são especialistas em "crises" chegaram ao sítio certo porque até foram contratados e irão trabalhar com a sua personaficação, o único Presidente que me recordo criar as suas próprias (e nossas) crises.

A brincar a brincar já vamos no quarto "reforço" para a comunicação: com Bruno chegou o Quintela, depois veio o Bruno Roseiro após redigir o livro do primeiro ano de obra da liderança iluminada, agora chegam estes dois. Com quatro talvez já consigam segurar o homem, um em cada braço, outro nas pernas e o quarto mete a mordaça e pode ser que tenhamos alguma paz e bom senso, ainda que temporária.

Só sobra a questao de, se bem me lembro, à chegada terem despedido o anterior director de comunicação, supostamente porque não seria necessário. A bota não casa com a perdigota e isto, visto aos olhos do actual regime nos tempos da oposição era logo caso de auditoria. Por agora corre tudo bem... no "Sportem".

SL
A. Figueiredo
https://faxverdeebranco.wordpress.com/
Sem imagem de perfil

De m1950 a 18.02.2015 às 15:04

"A partir do momento em que Bruno, Zé Eduardo e o corta-miúdos Barroso meteram a “viola no saco” era mais do que previsível que Marco Silva ia mandar, pelo menos até cair em desgraça perante os adeptos, sobretudo os que, percebendo pouco de futebol, não identificam que o homem já fez muito mais do que o contentor de 10 milhões de euros de entulho e o contexto e estrtura circense que o rodeiam permitiria exigir a um treinador. Marco Silva é, até final da época, o verdadeiro Presidente do Sporting, não numa lógica de dedicar 24 horas por dia ao clube, como outros dizem fazer (esquecendo que mais importante que o número de horas é a qualidade, humildade e juízo empregue nas mesmas) mas na lógica de comandar jogadores, objectivos e histórias mal contadas que fazem dele o último decisor numa série de temas, como já havia demonstrado na forma como caracterizou a surreal contratação de Ewerton.

Marco Silva vai mandando, pelo menos até ao adeus. E isso é bom, ou não fosse Marco Silva o único que sabe o que anda ali a fazer e a dimensão do emblema para o qual trabalha, mesmo não sendo um dos “nossos”."

E eu quero perguntar-lhe se você sabe futebol , visto que diz que quem critica MS sabe pouco de futebol.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo