Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

cd-santa-clara-sporting-cp-7863727.png

 

Assistimos a um Sporting muito trabalhador e com controlo de bola, nomeadamente nos primeiros 45 minutos, mas pouco inspirado e com clara deficiência de último passe e finalização, à excepção óbvia do lance do golo, que se fica a dever a um lançamento alerto e oportuno de Acuña para um desmarcado Bruno Fernandes, que serviu Raphinha com perfeição.

 

Com isto, não pretendo desvalorizar o Santa Clara, uma equipa com um ataque pouco potente - 32 golos na época -. mas com um futebol muito organizado e compacto, que veio a Alvalade justificar o seu 8.º lugar na tabela classificativa.

 

download.jpg

 

O onze inicial do Sporting:  Ristovski, Coates, Mathieu e Borja; Doumbia, Wendel e Bruno Fernandes; Raphinha, Acuña e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin, André Pinto, Thierry Correia, Miguel Luís, Diaby, Jovane e Phellype.

 

Confesso que não consigo determinar se o futebol que o Sporting pratica a partir do meio campo se deve à má execução dos jogadores, a um carente sistema de jogo, ou a ambos. Gudelj foi substituído por Doumbia, que acusou muita falta de ritmo, porventura porque até ontem apenas contava 177 minutos de jogo. Fica Wendel como o outro factor em comum, que continua a ser um talento muito promissor mas, na minha opinião, ainda não tem a dimensão de jogo exigida para ser um titular indiscutível.

 

download (1).jpg

 

Segundo Marcel Keizer... "Subimos o Ristovski para construir melhor. Na segunda parte metemos o Acuña mais alto o Ristovski mais atrás, mas não estivemos bem no passe. Claro eles defenderam bem, mas temos de olhar para nós porque as coisas não correram bem. O último passe foi errático como na semana passada e não criámos oportunidades suficientes".

 

Ainda sobre Bas Dost:

 

"Penso que Bas Dost trabalhou bem na luta pelos pontos com a equipa. Marcar depende do desenvolvimento do jogo. Hoje não foi feliz. Veremos no jogo da próxima jornada. Mantenho a confiança nele. É um excelente finalizador e tem marcado muitos golos"

 

Em análise final, não minimizamos a importância da vitória e os respectivos três pontos, que permitem ao Sporting subir provisoriamente ao 3.º lugar. O SC Braga visita o Vitória de Setúbal esta tarde.

 

publicado às 03:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


29 comentários

Sem imagem de perfil

De João Gil a 16.03.2019 às 13:12

Fingir é uma “força de expressão”. Puseram-se à defesa e limitaram-se a esperar pelo futebol do Sporting que, logo para azar dos adeptos, ficou em casa. O resultado? Um jogo sem pinga de emoção. Isso para mim é fingir que se joga à bola. Empenho e vontade de ganhar e subjugar os adversários é o que eu vejo nos jogos do Benfica e do Porto. Peço desculpa pela franqueza e para quem não gosta que se fale dos rivais. No Sporting não se vislumbram tais atributos. Se um 8 lugar na 1 liga portuguesa confere ao Santa Clara uma espécie de estatuto de grande equipa capaz de justificar a dificuldade apresentada pelo Sporting no jogo de ontem, nem vale a pena pensar no tema. Provavelmente é melhor esquecer, passar à frente e esperar pela repetição do comentário do Bruno Fernandes após o próximo jogo.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 17.03.2019 às 19:36

Por muito que me custe, não deixo de dizer que tem completa razão, futebol miserável, equipa sem idéias ou fio de jogo muito mau, ganhámos porque a defesa não deu o golo infantil da ordem e o adversário só quis defender, além de que o nosso golo caiu do céu num erro da defesa do Santa Clara.
Como já disse várias vezes, não ponho em causa o trabalho da atual direção, apenas acho que quanto ao futebol profissional a politica tem que mudar, Keiser foi um erro e persistir no erro não é bom , por mim era despachado no fim da época, porque se isso não acontecer lá para Setembro/Outubro estaremos a despedi-lo com todas as consequências de despedir um treinador com a época em andamento.
Onde estão os nossos jogadores da formação?
Porque motivo se dispensou Montero se este Philippe não tem qualidade para jogar no Sporting? Enfraquecer a equipa com a época em andamento? Para quê? Para poupar uns tostões? Tenham dó, os sócios e adeptos merecem mais.
Atenção! BdC NUNCA MAIS!
Sem imagem de perfil

De João Gil a 17.03.2019 às 22:30

É simples. Não há dinheiro. E sem dinheiro, como se diz, “não há palhaços..”. Pelo menos palhaços que nos façam rir, que é para isso que servem os palhaços. Como sabe temos inúmeras entidades a reclamarem dívidas de milhões ao Sporting, que incumpriu à esquerda e à direita com fornecedores, clubes, agentes, obrigacionistas, investidores, um nunca mais acabar de gente que está a arder com o Sporting. Essa gente, querendo, paralisa o Sporting. Se quiser uma comparação, lembre-se do que teve de aceitar Portugal quando em 2011 o país entrou em pre bancarrota. Portugal foi obrigado a contrair um empréstimo de 78 mil milhões de euros para pagar as suas contas e ficou a dever a uma Troika de credores, que nos fez e continuará a fazer pagar os empréstimos com língua de palmo por muitos e muitos anos ainda. Quem podia, saiu daqui e foi procurar uma vida melhor no estrangeiro. Saíram os mais qualificados e não voltaram porque entretanto são mais bem pagos e mais reconhecidos lá fora. No Sporting tivemos o nosso Sócrates, a nossa bancarrota e a nossa debandada de profissionais mais qualificados...agora é preciso pedir emprestado para pagar as contas, apertar o cinto, fazer das tripas coração e seguir viagem. Os sócios não aguentam? Como diria Fernando Ulrich, ex presidente do BPI a proposito do aumento inevitável de impostos quando a Troika se instalou em Portugal, ai aguentam, aguentam.
Infelizmente, é o que é.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 18.03.2019 às 09:00

Se não há dinheiro porque motivo se investiu uns milhões no mercado de inverno??
Mais uma razão para apostar na formação, onde está essa aposta?
E isso por si só justifica este futebol miserável e este treinador reles?
Os jogadores não estão a receber ao fim do mês?
Só agora, ao fim de 6 ou 7 meses de nova direção apareceram as dívidas?
A situação do Sporting é complicada mas a política para o futebol profissional não tem sido a melhor
Sem imagem de perfil

De João Gil a 18.03.2019 às 12:04

No mercado de janeiro a direção procedeu a um corte na massa salarial global no futebol da ordem dos 10 milhões de euros/ano, segundo as notícias e as informações prestadas pelo clube. Portanto, aquilo que sucedeu resultou em princípio não num gasto, mas numa poupança. Quanto à formação, nao sei se viu ontem as duas (pelo menos) casas monumentais que o Ivanildo Fernandes deu contra o Benfica e que resultaram em dois golos oferecidos ao adversário (Ivanildo é o tal central maravilha da formação do Sporting que se diz que no ano que vem volta ao plantel para disputar um lugar de central..). O JJ custava 7 milhões por ano. Eu por exemplo defendo que se contrate não o JJ por 7, mas o Pep Guardiola, que custa 20 milhões por época. Só ele. Se conseguir convencer o Guardiola a vir treinar o Sporting na próxima época, vamos a isso. As dividas foram anunciadas na campanha eleitoral. Certamente se lembra que todos os candidatos, TODOS SEM EXCEPÇÃO, referiram nos vários debates os cerca de 130 milhões de déficit anual de exploração da SAD do Sporting. Foi tema diário de comentário durante meses nos jornais e nas TV’s. É público, está nos relatórios e contas do Sporting. São factos. As dívidas já lá estavam e a responsabilidade pelas mesmas tem dono(s) e rosto(s). Pode ignorá-las e fingir que não sabia. Como os anteriores não as pagavam, apareceram os credores para as executar. Pode não pagar e deixar que os tribunais lhe fechem a porta. É uma escolha dos Sportinguistas, claro. Eu sou Sportinguista e não quero que o clube feche a porta. Prefiro não ter basketball ou voleibol ou goalball ou outras modalidades que não têm público e gastam dinheiro do que não ter futebol à altura e ganhar campeonatos de kitesurf , de Karting ou de petanca, por muito respeitáveis que sejam algumas modalidades. Mas enfim, agora a culpa é do treinador e da nova direção. Pergunte ao Podence se quer voltar, ao Rafael Leão, ao William Carvalho, ao Gelson Martins e ao Rui Patricio...e já agora ao Tiago Djalo e ao Félix Correia. Quem criou as condições para hoje não termos futebol capaz nem formação suficientemente competente e em quantidade para a equipa principal não foram Frederico Varandas nem a actual direção. Se pensar um bocado mais friamente perceberá que a política é a possível, embora seja sempre possível fazer melhor e escolher outros caminhos para chegar ao objectivo desejado. SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo