Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

24067834_10154884872446555_2761699903909028224_n.j

 

O jornal do Sporting que chegou às bancas esta quinta-feira alerta sobre a demora de resposta da FPF a uma carta de Bruno de Carvalho enviada no final de Abril, na qual pediu ao organismo que "expressamente declare e publicite que o Campeonato de Portugal, de 1921/22 a 1937/38, conferiu aos clubes vencedores o título campeão nacional de futebol e, em conformidade, reconheça os 17 títulos de campeão nacional conquistados por Sporting, FC Porto, Benfica, Olhanense, Marítimo e Carcavelinhos".


 Foram enviados à FPF uma série de documentos e recortes de imprensa da altura. O Sporting sublinha ainda que para a sua fundamentação foi preponderante o livro comemorativo dos 75 anos da FPF intitulado "1914-1989 Os Anos de Diamante do 1.º Centenário do Futebol Português" da autoria de Henrique Parreirão e que conta com textos de João Havelange (presidente da FIFA à época), Jacques George (presidente da UEFA na altura) e Silva Resende (então presidente da FPF).

 

Por enquanto, e ainda segundo o jornal Sporting, a FPF ainda não reagiu e, perante a demora, até é justo questionar se irá reagir perante uma questão deveras problemática que mesmo entre sportinguistas não é verdadeiramente consensual.

 

publicado às 03:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel Martins a 01.12.2017 às 09:37

Sei que é uma situação diferente, mas acho que tem algumas semelhanças com este caso: Há uns anos atrás os campeões da NBA era denominados "World Champions", o que era claramente abusivo. Por esse motivo alteraram a designação simplesmente para campeões da NBA. Será que daqui a uns anos vamos ter as equipas a reclamar que foram campeãs do mundo e não apenas da liga nacional americana?

A situação parece-me mais ou menos consensual e bastará atender às explicações já dadas (por exemplo pelo Rui Tovar) em relação a este tema.

O Bruno Miguel que faça por ganhar campeonatos nos estádios!
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 01.12.2017 às 09:45

Mais uma vez, o que está em causa é a abusiva alteração da história das LIGAS EXPERIMENTAIS, que tanto pelo seu nome como pela sua restritividade de clubes, eram um teste e não contavam como títulos oficiais. E a partir de 2006 passaram a contar, à revelia de todos. Não se pode alterar o passado porque no presente dá jeito.
Sem imagem de perfil

De MarcoI a 01.12.2017 às 12:17

Restritividade? :-p

O "campeonato" (segundo azevedo) de 1922 teve a participação de (tambores)... dois clubes.

O de 1923 teve 9 participantes e um espetacular numero de (tambores).... 8 jogos!

Comparar isto com uma Liga, mesmo designada experimental, com 8 clubes e 56 jogos, todos contra todos... só mesmo na cabeça de alguns maluquinhos.

É mais uma situação do "nós contra eles", uma das muitas que bdc procura despertar, porque explora a irracionalidade natural que a "futebolidade" traz ao de cima em muitos. Enquanto arranjar coisinhas destas lá se vai perpetuando.

O "nós contra eles" tem muita influencia no "povo".
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 01.12.2017 às 12:56

Não interessam comparações entre ligas e taças. O que interessa é a história e a sua adulteração. A Liga Experimental, na altura, não contava para nada e 70 anos depois decidiram que passava a contar? Não me lixem. As coisas valem o que valem na altura em que são jogadas. Não se pode vir anos depois e dizer que afinal não valiam, o que afinal valiam por títulos mundiais, por exemplo.
Sem imagem de perfil

De MarcoI a 01.12.2017 às 13:23

Também acho que nao havia necessidade, embora entenda a lógica subjacente e portanto aceito (o primeiro campeonato do mundo de seleccoes também era experimental e conta, por exemplo).

Mas a questão das ligas experimentais é, essa sim, uma questão "nao consensual", tem bons argumentos para ambas as posicoes.

A questão de dos 22 campeonatos + Olhanense + Carvavelinhos + etc nao é nao consensual, é mesmo só parvoíce (para quem analisa a documentação sem cores, ou seja com o QI todo activo. O que sabemos ser complicado por cá. Veja-se como os trogloditas trataram Rui Tovar por exemplo).

Apenas mais um capitulo do controlo de massas por parte de bdc.

Sem imagem de perfil

De Tio Capitão Gloo a 01.12.2017 às 15:03

Devolvam-nos os títulos que nos roubaram! Dêem também ao Marítimo, Carcavelinhos, e o Olhanense o título de campeão que merecem? Porque não fala o Presidente Carlos Pereira disso? O Marítimo também se pode, sim, afirmar campeão! Como Sporting, Porto, Benfica, Braga e Belenenses.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo