Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

21764863_10154728616601555_2759917003691297143_n.j

 

O Sporting gastou 28,3 milhões de euros em aquisições de jogadores para esta época, um valor a que se acrescentam ainda 5,15 milhões em comissões pagas pelos negócios de 14 jogadores: Salin, Mathieu, André Pinto, Piccini, Battaglia, Bruno Fernandes, Matheus Oliveira, Acuña, Demiral, Euclides Cabral, Echedey Verde, Filipe Ribeiro, Leonardo Ruiz e Pedro Mendes.

 

O jogador mais caro foi Marcos Acuña, com um custo de 9,67 milhões de euros por 100% do passe, tendo o Sporting pago 800 mil euros de comissão a Marcelo Simonian, representante do jogador. Logo a seguir, na lista dos mais caros, está Bruno Fernandes, com um custo total de 9,35 milhões de euros, com 8,5 a serem referentes à compra de 100% do passe. No caso do médio português a comissão paga foi de 850 mil euros, à Position Number. Por André Pinto, central que chegou livre, o Sporting também pagou 800 mil euros de comissão, neste caso à PP Sports. Mathieu, também central e quem também chegou sem contrato, deu origem ao pagamento da comissão mais alta, de dois milhões de euros, paga à Team Spirit Football Consulting.

 

No que toca a empréstimos, o Sporting contabiliza cinco situações. Fábio Coentrão, Doumbia, Ristovski, Paulo Lucas Paula, Kenedy Có e Sphephelo Sithole. Pelos três jogadores da equipa principal os leões pagaram 2,6 milhões de euros, 1 milhão por Coentrão, 1,1 milhão por Ristovski e 500 mil euros por Doumbia. Nestes dois últimos casos, o Sporting tem opção de compra, estabelecida em 1,15 milhões de euros no caso do lateral, e 3 milhões, por 70% do passe, para o avançado.

 

No que toca a saídas, a que rendeu mais aos cofres de Alvalade foi a de Adrien Silva. O Sporting contabiliza 24,5 milhões de euros, que já inclui a "renúncia de direitos que se encontravam registados como passivos e passivos contingentes no valor de cerca de 4,5 milhões de euros." Os leões, que pagaram 1 milhão de euros de comissão à Soccer Club Properties, podem ainda receber 5 milhões, em bónus, e ficam com 15% de uma futura mais valia.

 

Rúben Semedo foi quem rendeu mais, depois do capitão, com a venda a ser registada por 14 milhões de euros. Os leões informam que pagaram 1,4 milhões de euros de comissão à Buttonpath, a mesma empresa que recebeu mais 530 mil euros pelas transferências de Paulo Oliveira para o Eibar e Marvin para o Watford que, em conjunto, renderam 6,5 milhões de euros.

 

O Sporting enumera a saída de 21 jogadores, alguns em fim de empréstimo, como foi o caso de Joel Campbell, com uma receita total de 51,8 milhões de euros. Nas vendas os leões pagaram 6,3 milhões em comissões.

 

Nota: Segundo o que foi noticiado além do jornal Sporting, as opções sobre Ristovski e Doumbia tornaram-se obrigatórias pelas respectivas primeiras convocatórias de Jorge Jesus.

 

É evidente que não vamos disputar o que o próprio Sporting reporta, mas até agora era a ideia que Bruno Fernandes tinha sido a transferência mais cara, num total de 9,69 milhões de euros, ligeiramente acima de Acuña, assentes em 8,5 milhões valor de aquisição e 1,19 outros encargos.

 

publicado às 11:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De J. a 21.09.2017 às 11:56

Podemos estar mais ou menos de acordo com certos valores, mas acho que o mais importante aqui é realçar a transparência em mostrar todos os valores incluido comissões que o Sporting paga e recebe pelas suas transações.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.09.2017 às 14:19

Meu caro,

A chamada transparência tem tanto valor quanto a exactidão da informação revelada, caso contrário seria apenas e tão só um veículo para ludibriar.

Com isto, não pretendo questionar a veracidade das contas do Sporting. Respondo ao seu comentário relativamente ao valor de "transparência".
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 21.09.2017 às 14:54

Rui esta informação é comunicada à CMVM.

http://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/FR65867.pdf
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.09.2017 às 15:05

Não duvido disso Sérgio. Agora, a exactidão dessa informação é outra conversa. E repito, não questiono a sua veracidade, mas só confiarei totalmente numa auditoria independente.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 21.09.2017 às 13:49

Somando todas as parcelas:
- Valor pago ao clube de origem (aquisição & empréstimo); 34,79
- Comissão; 3,8485
- Prémio assinatura; 5
- Mecanismos de solidariedade; 0,483

Temos a quantia de 44,123M€

Ao nível das vendas;
- Valor venda;51,825
- Comissão; 3,15

Temos a quantia liquida em vendas de 48,675M€ (51,825 - 3,15);
Sem imagem de perfil

De Davide Ferreira a 21.09.2017 às 16:47

Talvez mais importante que comentar numeros, talvez seja dizer que este ano ao contrario de épocas anteriores os reforços, são de facto reforços, quer para serem titulares indiscutiveis, caso do Bruno Fernandes até ao momento, quer bons suplentes, caso do Ristovski.

André Pinto, é um dos poucos casos que ainda não se viu, embora o valor da contração seja relativemente baixo comparado com os outros.

Cumprimentos,

Davide Ferreira
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.09.2017 às 16:54

Alguém se está a esquecer do Acuña ;)
Sem imagem de perfil

De Davide Ferreira a 21.09.2017 às 17:25

Não falei nele, porque para mim ainda é uma incognita.

Pelo valor dele deveria ser um titular indiscutivel, mas não sei... ainda é muito cedo para decidir isso. Nunca vai ser um elo fraco na equipa, mas ainda não vi mestria.

É muito lutador, não dá bolas por perdidas e ajuda imenso ao nosso meio campo, ainda assim gostava de ver mais talento, que dizem que têm.

Espero que consiga subir a "titular indiscutivel" para mim... para o treinador provavelmente já o é.

Como se costuma dizer o que é bom custa dinheiro, neste caso parece que sim, mas espero não estar enganado.

Se fosse ao valor/qualidade, posso dizer que os MVPs seriam o nosso "novo" defesa central e o Bruno Fernandes, que consegue resolver jogos mesmo quando não joga espectacularmente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.09.2017 às 17:39

Caro Davide Ferreira,

Subscrevo a análise, nomeadamente no que diz respeito a Acuña. Não é um flop de modo algum, mas tendo em conta os valores envolvidos esperava muito mais e ainda não me convenceu. Recordo, também, que ele era a terceira opção da SAD e só acabou por vir pelas exigências associadas aos outros.

Tem alguns positivos, sem dúvida, mas carece de técnica. É muito insuficiente no um a um e dificilmente penetrará com regularidade, tanto pela ala como pelo interior.

Mas, vamos deixar passar mais algum tempo...
Sem imagem de perfil

De A. Coelho a 21.09.2017 às 19:41

À vossa consideração no que respeita ao Acuña:
1. A 3ª opção da SAD? Quem eram as duas primeiras? Falaram nos jornais e nos blogs de um tal Pitti (?) Martinez. Foi convocado para a selecção argentina?
2. Concordo que pode melhorar tecnicamente nalguns aspectos, mas não tenho dúvidas que sofreremos muito menos golos e marcaremos muitos mais pela ala esquerda do quem épocas anteriores.
3. Há jogadores nossos dos quais digo, que quase basta a dedicação para gostar deles. Neste caso há muito mais do que só dedicação e a sua qualidade ultrapassa de longe os 10 M.
4. Não comparem com o Bruno Fernandes, porque esse é um achado e não consigo perceber como é que o fomos buscar por aquele valor. Acho que apanhámos toda a gente a dormir.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.09.2017 às 20:41

Da minha parte, não é uma questão de comparação com Bruno Fernandes. Jogadores e casos distintos. Dou a opinião sobre Acuña assente no que tenho visto, nada mais.

As preferências do Sporting eram Cristian Pavón, por quem o Boca Juniors exigiu 18 milhões, e o tal Gonzalo (Pity) Martinez, do River Plate, 16,5 milhões.

Não desgosto do Acuña, simplesmente ainda não me convenceu totalmente, mesmo reconhecendo alguns dos seus dotes.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 22.09.2017 às 08:31

É verdade que Acuña só tem 1 golo marcado mas estão-se a esquecer que é o jogador, neste momento, com mais assistências da equipa (5). Ninguém chega perto dele em assistências.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo