Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




21970245_PN8cu.jpeg

A SAD do Sporting apresentou esta quarta-feira o relatório e contas referente ao primeiro semestre desta temporada, tendo atingido um lucro de 58,3 milhões de euros no período referido, naquele que acaba por ser o melhor resultado semestral de sempre da sociedade leonina. A título de exemplo, houve um acréscimo de 10,8 milhões comparativamente aos dados apresentados no primeiro semestre de 2022/23.

No comunicado enviado à CMVM, a SAD do emblema de Alvalade destaca ainda o volume de negócios que chegou ao valor de 178,1 milhões de euros, também um número recorde neste aspecto, e que se deve, segundo o Sporting, a uma "boa performance operacional e rendimentos de transacções de jogadores, mesmo num ano sem as receitas da Liga dos Campeões".

Este valor recorde tem também por base as transacções realizadas pela SAD no primeiro semestre, ou seja no último mercado de transferências de verão, com o documento a retratar um total de 122,8 milhões de euros nas transacções de futebolistas como Manuel Ugarte, Porro, Chermiti e Tiago Tomás. De resto, na presente época, o valor de mercado do plantel leonino alcançou a fasquia dos 120,1 milhões de euros, algo justificado pelas "compras efectuadas no final da época 2022/23 e do mercado de transferências de 2023/24".

Nestas contas já se engloba também as contratações de Viktor Gyökeres (20 milhões de euros fixos, mais 4 milhões possíveis em objectivos), Morten Hjulmand (18 milhões de euros fixos, mais 3 milhões em objectivos) e Iván Fresneda (9 milhões de euros fixos, mais 2 M€ em objectivos), as compras leoninas do último defeso do verão.

Relativamente ao merchandising, a SAD também tem grandes motivos para sorrir, já que, neste primeiro semestre de 2023/24, atingiu logo uma receita no volume de negócios de 9,2 milhões de euros, um registo idêntico ao de toda a época de 2022/23 e até o dobro do que foi conseguido em igual período da temporada passada. A isto se deve em grande parte a facturação e sucesso de vendas pelo terceiro equipamento, em homenagem a Cristiano Ronaldo.

Noutro aspecto, a Sporting SAD vincou ainda a importância da reestruturação financeira e da dívida, que resultou na compra dos VMOCs e permitiu ao clube passar a deter 88% da sociedade leonina, consolidando a maioria do capital.

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Hugo T a 22.02.2024 às 10:12

Todos gostamos de resultados financeiros positivos, ainda para mais aliados a boas perspectivas de resultados desportivos.
A questão que preocupa é o crescimento contínuo do passivo e a ausência de qualquer plano ou sequer intenção em inverter este processo, que deixa o Sporting (SAD) numa situação de constante aperto e pessoalmente o mau pressentimento de que um dia terá de vir um tal grupo económico "salvador" que compra o vlube em troca de pagar dívida.
SL
Sem imagem de perfil

De enterra a 22.02.2024 às 11:44

"A questão que preocupa é o crescimento contínuo do passivo"

E a valorização dos jogadores, que faz com que a equipa no seu conjunto tenha hoje um valor muito superior ao que tinha anterior...então isso não conta?
Sem imagem de perfil

De Hugo T. a 22.02.2024 às 12:40

Claro que conta, mas se o Gyokeres se lesionar "amanhã " ou entrar em litígio, baixar de forma etc, o ativo baixa (logo é subjetivo ), se o Gerente da empresa credora ou fornecedor partir uma vértebra e duas pernas, adivinhe... a dívida permanece e até a pressão face à mesma pode sofrer alterações.
SL
Sem imagem de perfil

De Diogo Machado a 22.02.2024 às 12:56

Não esquecer que o valor do activo também subiu e estamos com capitais próprios positivos, com bastante margem.
Não sou especialista em finanças, mas normalment este são indicadores de saúde financeir.
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 22.02.2024 às 18:56

O valor de ativo, nas contas, é o valor de aquisição+despesas associadas, não é o potencial valor de mercado.
Sem imagem de perfil

De P.A. a 22.02.2024 às 14:26

Aumento para 7,2% do passivo para 331M e os há recordes lucros?
Mais preocupante, se retiramos as vendas, os resultados operacionais são negativos e destacam-se como o segundo pior registo nos últimos sete anos.
Sem imagem de perfil

De enterra a 22.02.2024 às 14:39

Pois, SAD mentiu e quem tem os umeros exactos e sabe da poda é você!

Há cada um!
Sem imagem de perfil

De P.A. a 22.02.2024 às 15:40

Não mentiu, o enterra é que não sabe ler.

"Contudo, o resultado operacional da SAD leonina sem a contabilização da transação de passes de jogadores alcançou um valor negativo de 14,5 milhões de euros, que foi potenciado, “sobretudo, pela redução muito significativa das receitas provenientes das provas UEFA”, justifica a administração da SAD, como resultado de o Sporting competir na UEFA Europa League em vez da UEFA Champions League.

É preciso recuar até dezembro de 2019 para se encontrar um resultado operacional da Sporting SAD sem transações de jogadores tão negativo. No entanto, o resultado operacional global da SAD fixou-se nos 51,8 milhões de euros, menos 4,4% face ao período homólogo.

Os números da SAD verde e branca mostram também uma subida homóloga de 36% do capital próprio para 67,2 milhões de euros no final do ano passado e ainda um aumento de 7,2% do passivo nos últimos seis meses para mais de 331 milhões de euros, que é “explicada, por um lado, pelo crescimento dos fornecedores, mas por outro, pela redução dos financiamentos e de outras rubricas da posição financeira da Sporting SAD”, refere o comunicado."
Sem imagem de perfil

De enterra a 22.02.2024 às 17:18

Vem com essa lengalenga do aumento da dívida agora, porque tem a intenção de mostrar que nem tudo é perfeito, como se numa sociedade com o tamanho da Sporting SAD não possa haver altos e baixos na sua gestão da dívida. Imagino o que é que diria se não houvesse um lucro de 58,3 milhões de euros!
Como prova da sua intenção, é que nada diz da valorização enorme que teve o plantel nos últimos 3 anos, pelo menos.
A exigência à conveniência dos rigoristas como você, são bem conhecidos. Não trouxe nada de novo.
Sem imagem de perfil

De Pedro Casimiro a 22.02.2024 às 12:16

Excelentes notícias, falta agora traduzir os bons resultados financeiros sucessivos em títulos sucessivos.
Eu preferia ter metade do lucro e ter ido buscar um extremo/avançado de qualidade em Janeiro. É que agora queremos rodar os jogadores da frente e pura e simplesmente não dá. Jogam sempre os mesmos de 3 em 3 dias.
Sem imagem de perfil

De Diogo Machado a 22.02.2024 às 12:53

Podemos estar a viver uma era dourada no nosso clube. Temos resultados financeiros, estabilidade, rumo e excelentes jogadores e equipa técnica.
Sei que no futuro só nos iremos lembrar se conquistarmos títulos, mas temos as bases necessárias para ter sucesso.
Excelente trabalho desta direção.
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 22.02.2024 às 15:08

Ainda não tive oportunidade de ler o R&C relativo ao primeiro semestre. Só li as gordas. Ponto positivo, resultado amplamente positivo. Ponto negativo, resultado operacional negativo, passe o pleonasmo, só compensado largamente pelas vendas. Conclusão, sem Champions as coisas ficam sempre muito mais complicadas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.02.2024 às 23:00

A Champions ajuda muito, obviamente, mas não resolve tudo.
Sem imagem de perfil

De Diz verdades a 22.02.2024 às 17:39

Acho que o Sporting ainda tem a receber das televisivas, que acaba em 2025, abrindo a porta a nova negociação, de televisão por mais dez anos , em 2015 acho que foi de 550 milhões era b.carvalho, agora a a possibilidade de fazer novo contrato melhor, o Sporting tem activos de jogadores valiosos ,e depois tudo depende da academia der bons jogadores, a liga dos campeões e importante,para melhorar as contas do clube, está mais difícil de futuro, só um é que vai que é o primeiro, este ano o segundo também dá, para o ano não sei , não ganhando a liga por se logo a venda de jogadores, mas se vier outros melhor

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo