Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




thumbnail_Sporting sub 23 2018-19.jpg

O Desportivo das Aves foi o vencedor da primeira edição da Liga Revelação (sub 23), somando mais um ponto que o Sporting e mais dois que o Rio Ave, respectivamente segundo e terceiro classificados. Na fase de apuramento de campeão, em dez jogos, os leões obtiveram cinco vitórias, dois empates e três derrotas. A equipa leonina inviabilizou a conquista do título na penúltima jornada quando foi derrotada nos descontos pelo Estoril Praia. 

O Sporting também participou na Taça Revelação. Eliminou o Vitória de Setúbal nos quartos de final (3-1), mas perdeu nas meias finais com o Rio Ave (4-2).

O campeonato da Liga Revelação tem como matriz a Premier League sub-23 e assume como finalidade favorecer a transição da formação para as camadas seniores dos jovens futebolistas. Apesar do campeonato sub 23 ter sido fervorosamente disputado até à última jornada, permanecem sérias dúvidas quanto à real competitividade da prova e em que medida substitui realmente a 2ª Liga.

Houve grande instabilidade desde o início da época no que refere à orientação técnica da equipa. José Lima substituiu Luís Martins por razões de saúde no final do mês de Julho e foi o treinador até à 14ª jornada. Depois, Tiago Fernandes sentou-se no banco em dois jogos, Francisco Barão apenas num jogo e Alexandre Santos a partir da 18ª jornada.

Essa instabilidade teve naturalmente consequências no desempenho desportivo, mesmo considerando que neste escalão os jogadores possuem ciclos específicos de crescimento e afirmação.

Foram utilizados trinta e cinco jogadores nas dezanove jornadas da Liga Revelação (dois não chegaram a sair do banco):

Guarda-redes

Diogo Sousa - 15 jogos 2º ano

Luís Maximiano - 18 jogos 1º ano

Vladimir Stojković - 6 jogos 4º ano

Defesas

Thierry Correia - 26 jogos 1 golo 1º ano

João Oliveira - 15 jogos 1º ano

Euclides Cabral - 1 jogo 1º ano (até Janeiro)

Kiki Kouyaté - 18 jogos 3º ano (até Janeiro)

João Queirós - 14 jogos 2º ano

João Silva - 27 jogos 1 golo 1º ano

João Ricciulli - 11 jogos 1 golo 1º ano

Ronaldo de Souza - 6 jogos 1 golo 2º ano (desde Janeiro)

Tiago Djaló - 7 jogos júnior (até Janeiro)

Pedro Empis - 23 jogos 3º ano

Abdu Conté - 27 jogos 2º ano

Médios

Bruno Paz - 26 jogos 1 golo 2º ano

Daniel Bragança - 20 jogos 5 golos 1º ano (até Janeiro)

Bubacar Djaló - 7 jogos 2º ano

Tomás Silva - 36 jogos 2 golos 1º ano

Nuno Moreira - 25 jogos 3 golos 1º ano

Miguel Luís - 10 jogos 1 golo 1º ano

Paulinho Lucas - 34 jogos 4 golos 3º ano

Matheus Nunes - 10 jogos 2º ano (desde Janeiro)

Francisco Geraldes - 1 jogo 5º ano (desde Janeiro)

Carlos Jatobá - não jogou 5º ano (até Janeiro)

Avançados

Dimitar Mitrovski - 31 jogos 5 golos 1º ano

Marco Túlio - 28 jogos 8 golos 2º ano

Mees de Wit - 21 jogos 1 golo 2º ano

Jovane Cabral - 2 jogos 2º ano

Elves Baldé - 16 jogos 5 golos 1º ano (até Dezembro)

Gonzalo Plata - 4 jogos Júnior (desde Janeiro)

Diogo Brás - 3 jogos Júnior

Pedro Mendes - 34 jogos 18 golos 1º ano

Pedro Marques - 23 jogos 7 golos 2º ano

Leonardo Ruiz - 1 jogo 3 golos 4º ano (até Agosto)

David Wang - não jogou Júnior

(Dados da Wiki Sporting)

img_2793.jpg

O melhor momento da época para a equipa verificou-se entre meados de Novembro e o início de Janeiro de 2019, período em que alcançou seis vitórias e um empate nos jogos que disputou. Então, parecia ter consolidado processos e filosofia de jogo, com um bom o equilíbrio entre o jogo defensivo e um futebol rápido que envolvia sempre vários jogadores no processo ofensivo. Mas, seguiu-se acentuada instabilidade competitiva como já de tinha verificado no início da época quando nunca conseguiu três vitórias consecutivas.

Dos jogadores que integraram o plantel sub 23, apenas quatro foram chamados a alinhar pela equipa principal esta época: Jovane Cabral participou em trinta e um jogos (Liga Portuguesa, Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa), Miguel Luís em catorze jogos (Liga Portuguesa, Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa), Thierry Correia dois jogos (Liga Europa) e Bruno Paz um jogo (Liga Europa). Abdu Conté e Pedro Marques foram convocados, mas não chegaram a sair do banco.

Houve jogadores que se destacaram pela qualidade desportiva e espírito competitivo. Os guarda-redes Diogo Sousa e Luís Maximiano, os defesas laterais Thierry Thierry, João Oliveira e Abdu Conté, os centrais rápidos Kiki Kouyaté, João Queirós e João Silva, os médios Bruno Paz, Tomás Silva, Nuno Moreira e Paulinho Lucas, o médio ofensivo Marco Túlio e os avançados Pedro Marques e Pedro Mendes, o goleador da equipa.

Elves Baldé e Daniel Bragança, emprestados ao Paços de Ferreira e ao Farense, justificam uma observação muito atenta. Gonzalo Plata, Matheus Nunes e Ronaldo de Souza foram contratados em Janeiro e revelaram-se jogadores interessantes.

Este escalão (sub 23 ou equipa B) constitui uma fase competitiva essencial na transição entre os juniores e os seniores. Muitos observadores consideram que a Liga Revelação tem uma competitividade inferior à 2ª Liga e que responde essencialmente às necessidades dos clubes que não possuem equipas B. Assinalam que Benfica, FC Porto, Braga e Vitória de Guimarães continuam a competir na 2ª Liga. Tem constado que a Direcção do Sporting está a analisar a possibilidade de voltar a haver uma equipa B.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.05.2019 às 15:47

Caro Leão Zargo,

Excelente trabalho neste seu post. Hoje é sexta-feira e o pessoal anda mais afastado, mas não deixa de ser uma importante referência para futura consulta.

Apenas uma observação: não vejo e nunca vi a Liga Revelação surgir para substituir as equipas B, dado que a II Liga é uma competição distinta. Aliás, acho que seria muito útil o Sporting recuperar a B, devido ao mais elevado nível competitivo da prova.

Vejo a equipa sub-23 como mais uma ponte, um ele de ligação, à equipa principal, dando seguimento à formação, nomeadamente com aqueles jovens que ainda não estão aptos a integrar uma equipa B.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 16:37

Caro Rui Gomes

Creio que tem razão na avaliação que faz. Por alguma razão o Benfica e o FC Porto, por exemplo, continuam a competir com equipa B. O Benfica utilizou os jogadores mais jovens e com menos experiência nos sub 23, os mais experientes e promissores na 2ª Liga. O FC Porto não tem equipa sub 23.

Não se trata de copiar o que os outros fazem, mas de ponderar as melhores decisões para o futebol do Sporting.

Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 24.05.2019 às 18:56

Leão Zargo------------As opiniões sobre este assunto não são conclusivas . O SCP tem sub-23, que se espera seja o trampolim para os jogadores darem o salto para a primeira equipa. Estão inseridos num campeonato pouco competitivo, pois são poucas as equipas a disputarem o mesmo, o que me parece errado.
Por outro lado fala-se que o SCP vai regressar com a equipa B , o que acarreta mais despesas e certamente algumas contratações.
Ora, os dirigentes do SCP sabem as despesas que têm com os jogadores emprestados, que são muitos..
Supomos, que o SCP paga os ordenados por inteiro a estes jogadores que estão longe de Alcochete e nós sabemos que a maioria nem jogam, pelo que a sua carreira tem sempre retrocesso.
Na minha modesta opinião o SCP continuaria com a equipa sub-23, jogando com os júniores do último ano, que sejam aproveitáveis, não com a opinião de apenas um treinador, mas por um conjunto de técnicos dos diversos escalões, pois todos sabem a matéria prima que formaram. Se se confirmasse que o SCP paga os ordenados dos emprestados eu mandaria regressar todos os jogadores e escolheria uma equipa, que servirá para o treinador principal os lançar na primeira equipa , quando entender e que disputam um campeonato competitivo. Todas as aquisições de jogadores jovens seriam incorporados na equipa B onde podem progredir. O que tenho a certeza é que maioria dos nossos jogadores emprestados limpa os bancos dos suplentes.
O SCP tem muitos técnicos que sabem o que o SCP necessita. Embora o nosso Presidente nos diga que está dentro das necessidades que se impõem a curto prazo, a verdade é que esta situação não é saudável e tem repercussões nos jovens, que antigamente escolhiam o SCP e hoje vemos clubes de menor dimensão a tirar pontos ás nossas equipas da formação, isto sem falar nos "tubarões", que nas maternidades já andam à procura de futuros craques.
É um assunto que tem de ser bem estudado, pois se analisarmos os jogadores do SCP que saíram, a custo zero, e que certamente valeriam umas centenas de milhares ou milhões de euros, tudo isto é impensável num clube que forma jogadores e que depois nem desportivamente nem financeiramente se protege dessas saídas.. Esta época e anteriormente tivemos maus exemplos, que não se devem repetir. Fernando Albuquerque
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 19:53

Caro Fernando Albuquerque

Há uma determinada análise e avaliação da competitividade da Liga Revelação que a considera inferior à do campeonato da 2ª Liga. Na verdade, na Liga Revelação não existem equipas do nível do Paços de Ferreira, Famalicão, Académica ou Estoril, por exemplo. É interessante o caso de Luiz Phellype que beneficiou desse nível competitivo. Em Portugal, esta época, muitos jogadores que se revelaram vieram da 2ª Liga.

Concordo consigo quanto à necessidade (e importância) de organizar em bases competentes os departamentos técnicos do Sporting nos diversos escalões. É muito caro manter em funcionamento a Academia de Alcochete, mas um mau funcionamento torna-a ainda mais dispendiosa.

Oxalá que a nossa equipa consiga amanhã um bom desempenho e o consequente triunfo. O caminho faz-se com vitórias.

Saudações leoninas
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 24.05.2019 às 20:10

Caro Leão Zargo,

O balanço que se justifica para os leitores, embora estes se mostrem distantes de tudo que não seja a equipa principal. Acredito que a "estrutura" também faça a sua avaliação em termos de decisões para o futuro. A reflexão sobre a melhor forma de continuar a formação parece-me apropriada.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 21:33

Caro Nação Valente,

na verdade os adeptos em geral estão mais atentos ao imediato, ao que está pronto a "servir". Também acredito que a "estrutura" realizou uma avaliação criteriosa da matéria-prima existente.

Um boa vitória na final da Taça!
Sem imagem de perfil

De sloct a 24.05.2019 às 20:46

Talento está longe de ser uma coisa abundante nesta equipa.

Nem nos jogadores nem nos treinadores.

Max, Bruno Paz, Jovane, Elves, Pedro Mendes e eventualmente (neste momento é impossível concluir o que quer que seja) Gonzalo Plata. Não vejo mais ninguém com capacidade de poder singrar na equipa principal.

Thierry, Miguel Luís, Bragança, Pedro Marques, Conté, Paulinho e mais um ou outro são claramente sobrevalorizados. Obviamente não são maus jogadores, mas para titulares dum grande nem pensar.

Mas isto é apenas a minha opinião, o que é que eu percebo disto...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 21:37

sloct,

uma avaliação ponderada, sem dúvida, mas daria mais algum "espaço" a Thierry e a Conté.

Um abraço.
Sem imagem de perfil

De sloct a 24.05.2019 às 21:42

Ao Conté ainda poderia dar, ao Thierry sinceramente não.

Não é má vontade, e se calhar o defeito é meu, mas não consigo ver nada de nada no Thierry. Aliás gostei muito mais do que vi do João Oliveira.

Um abraço para si também!





Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 21:59

sloct

Claro que não é má vontade, nem sequer defeito. Decorre da avaliação...

Aliás, seria bom (muito bom!) sermos mais optimistas quanto à qualidade individual do plantel sub 23!

Uma boa vitória amanhã!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.05.2019 às 09:19

Há jogadores que merecem o benefício da dúvida e a oportunidade, claro, mas por muito que se fale nele, um dos que ainda nunca me convenceu é Thierry Correia. Não lhe vejo a dimensão de jogo para chegar à equipa principal.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 25.05.2019 às 09:05

SLOCT----------Aceito a sua opinião, mas permita-me discordar dela. Não sei se tem visto estes jogadores jogarem Espero que no futuro tenha uma surpresa, . na listagem dos jogadores que estão "sobrevalorizados" . Estou de acordo consigo em relação aos treinadores, que alguns são excelentes, mas infelizmente a regra não é esta.
Os Sportinguistas são muito exigentes, pois os Figos e os CR7, existem mas demora décadas a descobrir atletas com a mesma dimensão.
Por outro lado os treinadores da equipa principal, na minha opinião são os culpados do insucesso de muitos jogadores, , ao não acreditarem na qualidade dos mesmos. Dois exemplos,. Manuel Luís e Jovane. Todos vimos excelentes jogos destes dois jogadores. De repente eclipsaram-se dos jogos. Entram em jogo no final do mesmo e outras coisas semelhantes. O SCP necessita de um treinador que acredite na nossa formação e infelizmente nos últimos anos não o tivemos. JJ comprou camiões de jogadores jovens , sem qualquer resultado positivo e da formação lançou o fugitivo de Madrid. . Kaiser até ao presente treina com jovens, mas por receio, ou qualquer outro motivo, não aposta neles. No seu reinado fugiram dois centrais, um está a ser notícia. positiva e já é procurado por equipas de bom nível e no SCP ninguém viu as sua qualidade.
O SCP não descobriu agora a formação, pois chegámos a ter 7/8 jogadores na equipa principal. Não ganhámos nada, ou quase nada, com eles, mas quatro foram campeões EUROPEUS de futebol e nessa equipa estavam dez jogadores formados em Alcochete. Ninguém se pode gabar dessa situação.
Temos de confiar na nossa formação, que vai ganhando torneios, campeonatos cá dentro e lá fora, e não me digam que os meninos não têm qualidade. É preciso acreditar neles e dar-lhes oportunidades de jogarem, que é o que eles pretendem, pois no banco de suplentes ninguém é feliz. Fernando Albuquerque
Perfil Facebook

De Nandinho Alvega a 24.05.2019 às 20:49

A Liga Revelação trouxe uma lufada de ar fresco ao futebol português.
Uma liga muito disputada e onde se viu em muitos jogos futebol de qualidade. Além que parecendo impossível e mesmo incrível teve grandes arbitragens protagonizadas por arbitros jovens.
Eu também sou apologista que se tenha a equipa B, no entanto acho que essa equipa pode muito bem ser a extensão desta equipa de sub-23.
Quanto aos valores individuais desta equipa, viu-se que ela era constituída por miúdos com alguma qualidade mas com alguns deles a fazerem notar o mau trabalho que se vinha a fazer na formação em que se deixou de potenciar o jovem para se conquistar títulos de qualquer forma.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.05.2019 às 21:40

De acordo, Nandinho Alvega, a Liga Revelação tem potencialidades próprias, mas talvez não chegue para um clube como o Sporting. De qualquer forma, na próxima época ainda não haverá equipa B, portanto há a necessidade de preparar um bom plantel sub 23 para 2019-20.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 25.05.2019 às 09:26

Leão Zargo--------A notícia que me está a dar em relação à equipa B é um retrocesso na carreira dos jogadores. Sem estar a louvar ou tentar copiar, que não me preocupa nada com isso , mas para os sub-23 deveriam ser canalizados os júniores e até outros que mostrassem qualidade , assim como contratações de jovens com interesse futuro. Nós em Portugal temos a mania da idade dos jogadores., pois quando lá fora vemos muitos jogarem, que nem sequer fizeram 20 anos, aqui falta-lhes experiência etc. etc. Faltando a equipa B, os jogadores vão ser todos canalizados para os sub.23 , ou seja temos 30/40 jogadores , quando só podem jogar 11+3 em cada jogo e isso esta época notou-se em jogadores que pouco ou nada jogaram. O SCP necessita de uma grande reflexão e estudo profundo, , pois a formação tem de ser bem aproveitada. , S e não vendemos, nem aproveitamos jogadores , julgo que é dinheiro mal investido. Fernando Albuquerque
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 25.05.2019 às 11:06

Caro Fernando Albuquerque

Em Abril passado, Paulo Gomes, o director-geral da Academia de Alcochete, referiu numa entrevista ao jornal A Bola que o Sporting está preparar uma equipa B para a época de 2020-21.

Na altura afirmou que "para esta Direcção, faz sentido ter uma equipa B e estamos a trabalhar nesse sentido". Apontou também a necessidade de haver melhores condições logísticas na Academia para receber o novo plantel.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo