Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No final do empate (1-1) contra o Portimonense SC na manhã deste sábado, Filipe Pedro, treinador da equipa sub-23 de futebol do Sporting, fez a análise à partida:

"Controlámos praticamente o jogo todo. Numa das poucas vezes em que foi à nossa baliza, a equipa do Portimonense fez o golo do empate. Criámos muitas situações em que poderíamos ter feito golo. Já na primeira parte podíamos ter uma diferença no mínimo de um ou dois golos. Não o conseguimos fazer, infelizmente, e passámos pelas dores de crescimento que têm sido costume nesta competição.

É um desafio muito positivo para nós encontrarmos adversários que nos colocam este tipo de dificuldades. Já crescemos muito a nível técnico e táctico e crescemos muito como equipa. Apresentámos isso hoje em campo. Falta-nos crescer um bocadinho em termos mentais. Sermos muito mais equilibrados nos momentos de decisão e em que estamos sob alguma tensão.

Estamos a crescer bastante e é mais um aspecto em que nos vamos focar no futuro para conseguirmos segurar este tipo de jogos e estarmos mais consistentes para conseguirmos criar oportunidades até ao final. No final, já não fomos assim tão esclarecidos naquilo que é a nossa forma de jogar."

publicado às 03:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De João Gil a 13.12.2020 às 14:09

O campeonato de sub-23 é uma inutilidade desportiva. Uma perda de tempo para clubes, equipas e jogadores. Serve apenas para dar emprego e gerar custos sem que haja qualquer consequência positiva para a carreira dos jogadores. Pelo contrário, para muitos é o princípio do fim do sonho de serem jogadores profissionais em clubes de topo. O Sporting fez a escolha errada. Em vez de ter dado cabo da equipa B que essa sim tem competição a sério e prepara os jogadores para outros voos, acabou com ela e e manteve a aposta neste novo escalão. Hoje, novamente com equipa B a competir nos campeonatos nacionais, podia equacionar o termo da equipa de sub-23 e a melhoria da triagem dos jogadores da formação e a inerente poupança de custos que acarretaria por fim a uma estrutura sem competição com vista a quaisquer objectivos formativos ou desportivos. SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo