Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



242116740_10157943712966555_1919676535592632934_n.

Não houve falta de apoio, os adeptos aplaudiram os jogadores

leoninos apesar da goleada sofrida.

Erik Ten Hag, treinador do Ajax...

"Gostei de ver o público do Sporting, que tentou motivar a equipa até ao final. Foi fantástico."

E ainda transcrevo este breve texto/comentário de Nação Valente que reflecte os meus sentimentos na íntegra:

"Todos queremos que a nossa equipa ganhe todos os jogos. Neste, jogámos numa competição de topo. Quisemos bater-nos de igual para igual, mas enfrentamos uma equipa superior. Perdemos, e uma derrota é uma derrota, por cinco ou por dois. Apesar disso, tudo correu bem ao adversário, e tudo correu mal à nossa equipa. Faltou-nos a estrelinha. Podíamos ter marcado mais e não marcamos. Além disso, não estivemos na máxima força, embora isso não sirva de desculpa. A defesa pode ser acusada de cometer erros, mas em qualquer jogo, a responsabilidade é da equipa toda.
Perdemos um jogo. É preciso pôr os pés na terra e aceitar que não somos invencíveis. Cada jogo é um jogo, com a respectiva história. Não alinho nesses slogans para vender audiências, como "foi a segunda pior derrota". Foi apenas uma derrota. Ponto. Também discordo do que aqui vi escrito, que perder um jogo desprestigia o Clube. Em competição uns ganham, outros perdem. Se há algo que desprestigia, é não mostrar empenho. E isso não faltou. E enquanto assim for, serão mais as vitórias, que as derrotas".

publicado às 03:01

Screenshot (251).png

O presidente da Liga de clubes profissionais acredita que em Setembro a percentagem de adeptos nos estádios possa ser revista e aumentada.

As conversações com a Direcção Geral da Saúde (DGS) mantêm-se e a expectativa de Pedro Proença é positiva.

"As conversações entre a Liga e a DGS têm acontecido. Queremos que rapidamente os 33 por cento subam, temos expectativa que no início de Setembro esses números possam ser revistos. Queremos trazer o público para os estádios e queremos que esses números sejam incrementados", referiu.

Nas primeiras jornadas do campeonato, o “cartão do adepto” provocou algum desconforto e motivou a contestação dos espectadores. Pedro Proença esclarece que se trata de um imperativo legal que a Liga está a cumprir.

"É uma imposição inteiramente legal e que estamos a cumprir, uma normativa imposta pelo Governo. Sabemos de antemão os vários inconvenientes que o cartão tem e em devida altura já colocámos todas as nossas questões, mas vamos todos ter nos habituar", referiu Proença.

publicado às 03:32

Foto do dia

Rui Gomes, em 05.08.21

231713514_10157878179136555_1479100253750577885_n.

Os adeptos estão de volta!

publicado às 05:31

Foto do dia

Rui Gomes, em 01.08.21

img_920x519$2021_07_31_20_38_22_1884276.jpg

Os adeptos voltaram aos estádios

publicado às 06:16

Governo corrige Liga de Futebol...

Rui Gomes, em 10.07.21

cartoon-sport-fans-vector-illustration-260nw-43846

A decisão sobre o regresso dos espectadores aos estádios das competições profissionais de futebol, anunciada esta sexta-feira pela Liga de clubes, ainda não está tomada, esclareceu fonte oficial do Governo.

A mesma fonte explicou à Lusa que têm decorrido reuniões entre a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Direção-Geral da Saúde (DGS), de preparação para a próxima época, mas a decisão ainda não está tomada.

Relativamente a esta medida, qualquer decisão sobre o regresso do público aos recintos desportivos deverá ser tomada e anunciada após reunião de Conselho de Ministros.

A LPFP anunciou esta sexta-feira que as competições profissionais vão começar com a possibilidade de 33% de lotação dos estádios, depois de reuniões com o Governo e a DGS.

"No seguimento das reuniões levadas a cabo nas últimas semanas com o Governo e a DGS foi hoje definida a norma que será aplicada ao regresso do público aos estádios. Depois de uma luta da direcção da LPFP e das sociedades desportivas, é com enorme satisfação que vemos concretizada a reivindicação da Liga e das suas associadas de ter os adeptos de regresso aos estádios", refere o organismo, em comunicado.

A Liga, liderada por Pedro Proença, explica que, em breve, a DGS vai publicar "todas as regras e condições de acesso do público aos estádios", acordadas com a LPFP, que passam por um arranque das competições profissionais com "a possibilidade de 33% de lotação dos recintos".

publicado às 04:15

image_content_3036947_20200602181801.jpg

Há em nós, sportinguistas, um fervor pelo Clube que também se encontra nos adeptos de outros clubes. Mas, no nosso caso em particular, trata-se de um crer e de um querer insuperáveis, caldeados pelo grande orgulho e esperança num sentimento genuinamente português.

De alguma forma, esse crer e esse querer têm consequências. É sentido e percepcionado, pelos jogadores do Sporting, o que para eles constitui uma motivação extra. Para nós, sportinguistas, constitui como que um "direito" a sermos felizes de uma maneira muito própria, leonina.

Texto da autoria de Leão Zargo

publicado às 03:18

Onda verde em Vila do Conde

Rui Gomes, em 06.05.21

_jl21997.jpg

Grande força de adeptos a apoiar a equipa em Vila Do Conde

182188783_10157706723116555_8428740902003992775_n.

publicado às 04:16

Foto do dia

Rui Gomes, em 20.04.21

174805924_10225948511279763_6172173124609668703_n.

Sportinguistas apoiam a equipa no regresso a Lisboa após a vitória em Faro.

Foto publicada nas redes sociais por João Palhinha e um dos que

deu um "Like" foi Fredy Montero. Lembram-se dele?

publicado às 05:01

O que dizem os adeptos

Rui Gomes, em 02.02.21

Screenshot (582).png

Carlos Xavier, antigo jogador

"Foi um jogo equilibrado, mas o Sporting ganhou com mérito. Favorito? O Sporting está em crise. Há três meses que não sobe na tabela classificativa. Só foi pena não ter sido o Palhinha a marcar. Jogo teve um árbitro como deve ser e as duas equipas conseguiram jogar futebol."

Aldo Lima, humorista

"O Sporting foi a equipa que quis ganhar. O Benfica estava resignado com o empate e o Sporting fez mais para ganhar o jogo, foi superior. Ainda falta muito campeonato e este resultado não afasta o Benfica. Mas o Sporting está a fazer tudo para ser campeão, a cumprir todos os passos."

Domingos Castro, antigo atleta

"O jogo até podia acabar empatado mas, se alguém merecia ganhar, era o Sporting. Benfica fica a nove pontos e com o terceiro lugar em perigo por causa do Sp. Braga. O Sporting tem de assumir que é favorito ao título. Acredito nisso, mas não vai ser fácil, sobretudo pelo FC Porto."

E... João Palhinha agradece

"Vamoooos Sporting!... Enorme vitória em nossa casa. Obrigado a todos pelo enorme apoio que nos fizeram chegar desde o primeiro minuto".

Luís Neto não abdicou de manifestar a sua alegria

"Fomos globalmente melhores, em alguns momentos o Benfica equilibrou, especialmente no início da segunda parte, mas acreditámos até ao fim. Nós queríamos muito ganhar este jogo. O mister disse muito isso, e era o nosso compromisso para ficarmos invencíveis em casa...e se pudéssemos aumentar a vantagem num dérbi. Estamos muito felizes pelo que aconteceu".

publicado às 14:00

Screenshot (450).png

O Sporting CP agradeceu o apoio dos seus sócios e adeptos nos últimos dias, com destaque especial para a 'escolta' ao autocarro da equipa feita ontem por vários simpatizantes e claques leoninas, desde a Academia até Alvalade, onde se registou um ambiente de enorme euforia antes do jogo com o Paços de Ferreira:

"O Sporting Clube de Portugal vem agradecer a todos os seus Sócios e adeptos o apoio demonstrado desde o apito final do jogo com o FC Famalicão.

O movimento de união que se gerou em torno da equipa e o apoio de hoje por parte de todos aqueles leões que se deslocaram a Alcochete, a Alvalade e que por todo o mundo apoiaram incondicionalmente a equipa, marca a História do desporto em Portugal no combate pelo caminho certo.

O Rugido do Leão fez sentir-se, e muito, dentro e fora de campo e onde vai um, iremos sempre todos."

publicado às 04:01

bf121116c3defaultlarge_1024.jpg

Apenas metade dos estádios da primeira liga inglesa de futebol vão ter autorização para receber alguns adeptos nos jogos, quando as restrições impostas devido à pandemia de Covid-19 abrandarem na próxima semana, anunciou o governo britânico.

Dos 20 estádios da Premier League apenas dez vão poder ter espectadores nas bancadas, nomeadamente na cidade de Londres, visto que os recintos excluídos estão situados em áreas consideradas de maior risco de infecção, a exemplo de Manchester.

Aston Villa, Burnley, Leeds, Leicester City, Manchester City, Manchester United, Sheffield United, Wolverhampton e West Bromwhich Albion não podem receber adeptos.

Arsenal, Chelsea FC, Fulham, Tottenham, West Ham, Everton, Liverpool, Southampton, Crystal Palace e Brighton podem receber até dois mil adeptos.

Na segunda-feira, primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o regresso oficial de adeptos aos estádios a partir do dia 2 de Dezembro, mas com um limite entre 2.000 e 4.000 espectadores, segundo as restrições impostas pelas autoridades sanitárias locais.

Os jogos da Premier League têm sido disputados à porta fechada desde que a competição foi retomada, após o confinamento decretado em Março, devido à pandemia.

As autoridades britânicas chegaram a anunciar a realização de jogos de teste com público, no mês de Outubro, mas estes acabaram por ser cancelados devido ao aumento do número de casos de covid-19 no Reino Unido.

publicado às 04:45

1024px-Alvalade0023.jpg

O jogo amigável entre as selecções de Portugal e Espanha, agendado para esta quarta-feira, pelas 19h45, vai preencher 5% da lotação do Estádio José Alvalade. 

Foram distribuídos, via online, 2500 bilhetes para a partida. Os ingressos são nominais, isto é, cada adepto está devidamente identificado, pois a cada bilhete corresponde um email com os respectivos contactos de quem estará no estádio. 

Os bilhetes são destinados a adeptos do clube de fãs das selecções Portugal +, parceiros e família do futebol.

É absolutamente obrigatório o uso permanente de máscara, estarão disponíveis vários pontos de higienização das mãos nas entradas do estádio, onde será feito o controlo da temperatura (quem apresente igual ou superior a 38 graus não terá autorização para entrar). 

Os lugares foram atribuídos com o distanciamento físico e a entrada é desaconselhada a crianças, a pessoas com mobilidade reduzida ou pertencentes a grupo de risco para a COVID-19.

Os contactos dos adeptos presentes poderão ser, em caso de necessidade epidemiológica, disponibilizados às Autoridades de Saúde.

Em termos práticos e tendo sempre em conta a segurança de todos os presentes, foram desenhados perímetros de circulação bem definidos, com sinalética abundante e clara. A entrada dos espectadores será efectuada por várias portas, respeitando o distanciamento físico. Não haverá serviço de bar (a venda de produtos será feita ao lugar), nem guarda objectos.

Os adeptos com bilhete podem entrar no estádio a partir das 18h00.

publicado às 16:21

img_1280x720$2020_04_14_02_35_31_936750.jpg

A questão dos adeptos nos campos é polémica e complexa. O comportamento dos adeptos, pelo menos, de parte, é incontrolável dentro do campo. Teria de haver um controlo muito apertado, que exige bastantes meios. Mas a melhor prova é fazer a experiência.

Quando não se está no centro do furação é muito fácil acusar quem tem de lidar com ele. Não houve nenhum milagre português, e nem me parece que essa ideia fosse propalada, sendo elogiados muitas vezes, como fundamentais, o comportamento dos portugueses. O que realmente houve, foi um vasto leque de medidas que permitiram que a situação não se descontrolasse, contrariamente ao que aconteceu, em muitos outros países.

Os "parlapatões" nas suas palavras, estão em todo o mundo. Veja-se o que se passa, neste momento - só para falar da Europa - em Espanha, na França, na Alemanha e até na impoluta Inglaterra, que nos marginalizou, mas que está numa situação muito pior, à beira de grande descontrole. Tudo "incompetentes".

Lidar com um surto pandémico desta dimensão e imprevisibilidade é muito complicado, como se vê a nível global. Ser treinador de bancada, no futebol, ainda se admite. Num caso sério com este, enfim... Criticar a autorização ou não de adeptos nos estádios é aceitável. Fazer apreciações políticas, na minha perspectiva. sem fundamento e conhecimento de causa, chama-se oportunismo. Nem vem a propósito neste espaço.

Texto da autoria de Nação Valente

ADENDA

Parece-me pertinente fazer um esclarecimento a este comentário, contextualizando-o. Este texto resultou de uma resposta ao leitor Greenlight a propósito da questão de não serem autorizados adeptos nos estádios de futebol, com base numa transcrição de declarações do presidente Varandas.

O referido leitor criticou, com todo o direito, essa postura da DGS. Mas para além disso aproveitou, na minha opinião, fora do contexto, para atacar o Governo português, como responsável pela evolução da epidemia, numa perspectiva de posicionamento político, que não me pareceu adequado ao que estava em debate.Reafirmo que o debate de adeptos nos estádios faz parte da manifestação livre de opinião, no âmbito em que se insere.

Espero ter esclarecido eventuais leitores sobre o que escrevi.

Nação Valente

publicado às 04:18

2020-06-03 (18).png

"Relativamente ao distanciamento social, o ideal são os dois metros. Mesmo se estiverem a assistir pela televisão em espaços fechados, não devem esquecer esta regra e outra, muito importante, que é a partilha de objectos como copos ou garrafas -- não fazer isso, de todo", disse ontem Graça Freitas na conferência de imprensa diária sobre a Covid-19, referindo-se à eventual concentração de adeptos junto a hotéis onde estão as equipas ou a estádios.

A responsável da Direcção-Geral da Saúde (DGS) avisou que, "na altura da comemoração dos golos, a tendência vai ser para comemorar como antes", com "contacto físico", apelando para que a celebração "sendo exuberante, mas com distância. Isto, a menos que se trate de pessoas que vivam na mesma casa".

Graça Freitas afirmou que "foi uma dura conquista a retoma do campeonato" e que "a tentativa de chegarmos ao fim será boa para todos", designadamente do ponto de vista social e económico.

"Mas temos de garantir que o que foi conquistado não pode agora retroceder por um comportamento menos prudente. E a prudência indica que temos de manter as regras", notou.

publicado às 04:45

2020-06-03.png

Os presidentes de SAD de clubes da I Liga de futebol, que será retomada esta quarta-feira, apelaram aos adeptos que cumpram todas as regras definidas pelas entidades de saúde, na defesa de um regresso seguro do futebol.

Frederico Varandas defendeu que todas as associações desportivas foram, nestes últimos meses, obrigadas a readaptar-se e a lidar com as consequências da pandemia da Covid-19, com impactos na sociedade e no futebol:

“A nível económico e desportivo o regresso da I Liga é encarado pelo Sporting CP com grande otimismo e revestido de extrema importância, nunca esquecendo que esta ‘nova normalidade’ requer adaptação e cuidados especiais, de forma a salvaguardar, sempre, a saúde dos nossos atletas, colaboradores, sócios e adeptos.

O Sporting vai entrar em campo demonstrando todo o seu esforço, dedicação e devoção, características que sempre fizeram parte do seu ADN e assume-se preparado para as vitórias.

Contamos com todo o apoio dos nossos sócios e adeptos e apelamos a que a ‘Família Sportinguista’ tenha em conta toda as indicações e normas definidas pelas entidades de saúde pública, salvaguardando o bem-estar e saúde pública”.

publicado às 06:01

19740811_3QhEz.jpeg

C  O  M  U  N  I  C  A  D  O

O Sporting Clube de Portugal vem mais uma vez alertar para os episódios de violência que são frequentes no futebol nacional e o mancham, por vezes de sangue e morte.

Desta vez, outro adepto do Sporting CP foi hospitalizado na sequência de episódios de violência gratuita – segundo foi noticiado, o adepto terá sido espancado e esfaqueado por 20 elementos de um clube rival, que fugiram do local com a chegada da polícia. O episódio aconteceu na zona do Estoril.

Com o aproximar da data do reatar da competição (I Liga) é urgente agir sobre este tipo de comportamento que ameaça o bem-estar do adepto comum do Desporto em Portugal.

A violência não pode fazer parte do Desporto e da Sociedade portuguesa do século XXI. 

O Sporting CP solicita, por isso, às autoridades competentes acção e consequência sobre estes actos.

E ainda apela a que todos os clubes, agentes desportivos e adeptos venham a terreiro, sem receios, travar, de frente, esta luta contra a violência no Desporto.

____________________________________________________

Reportagem do jornal Record sobre o incidente em questão, assente, pelos vistos, numa outra reportagem do Correio da Manhã.

img_920x519$2020_05_27_15_28_27_1704372.jpg

Tarja supostamente da claque Torcida Verde. Não é claro se se relaciona com este episódio de violência ou se é dirigida, na generalidade, à retoma do futebol competitivo.

publicado às 11:31

2020-05-18 (1).png

***Este texto é da autoria de Nação Valente.

Já tive ocasião de escrever num outro texto que estes tempos extraordinários que vivemos, com condicionamentos e reflexos imediatos, nomeadamente na economia mundial, não vão mudar nada nos comportamentos e atitudes.

Se agíssemos de acordo com bons princípios e reflectíssemos à luz do que se está a passar, perceberíamos que a nossa condição humana é extremamente frágil, e deveríamos chegar à conclusão que, para bem de todos, devemos ser mais solidários, mais humildes, mais racionais.

Mas nós somos o que somos... egoístas, arrogantes,com baixos níveis de formação cívica, porque é essa a genética da natureza humana. Muitos pensadores através dos séculos têm defendido que a natureza humana pode ser melhorada através da educação, mas até agora a evolução é muito reduzida.

Tudo isto e mais se reflecte na incapacidade de nos colocarmos no lugar do outro para o compreender e respeitar. Estes jovens que praticam agressividade gratuita, mostram até que, em certas camadas populacionais, estamos perante uma séria involução. As claques dos clubes são um refúgio de jovens sem valores, que se associam, não tanto em função do apoio ao desporto, mas muito mais para formarem grupos radicais, que funcionam com gangues violentos.

Desta vez foi (supostamente) um grupo associado ao SLB que atacou adeptos do SCP, possivelmente a comemorar publicamente, sem autorização, em tempos de confinamento. Foram os agredidos. Mas, noutra altura, poderão ser agressores. Quando é que os adeptos ordeiros percebem, de uma vez por todas, que esta gente não faz falta ao futebol?

Por outro lado, o Rui Gomes diz que o mal não está só nos dirigentes, mas também está nas autoridades. Veja-se o que se passa a propósito da utilização dos estádios no recomeço do campeonato. Não aprenderam nada e nem sequer vão aprender. O nosso futebol, com raras excepções, está inundado por mau dirigismo. E é também graças a isso que estas situações violentas continuam.

publicado às 04:17

2020-05-18.png

Confrontos entre adeptos marcaram a noite de domingo, no Lumiar, em Lisboa. Membros do Directivo Ultras XXI festejavam o seu 18.º aniversário quando foram surpreendidos por um grupo de 15 homens, supostamente membros de uma claque afecta ao Benfica.

Três dos adeptos do Sporting sofreram ferimentos, dois deles obrigando a internamento hospitalar em estado grave, consequência de agressões a murro e pontapé.

O Sporting já reagiu através de comunicado:

""O Sporting Clube de Portugal repudia, mais uma vez, os episódios de violência que continuam a marcar a vida do Desporto em Portugal. Neste caso, as agressões que tiveram lugar ontem à noite, perto das imediações do Estádio José Alvalade, na zona do Lumiar, que resultaram na hospitalização de dois adeptos.

A visão do Clube assenta no princípio basilar de que o desporto é um meio para atingir um fim – e que tem como objectivo melhorar o bem-estar da vida das pessoas.

No dia em que faz 24 anos da morte de um adepto do Sporting CP, no estádio do Jamor, vítima de um very-light, é lamentável e preocupante que estes episódios continuem a acontecer.

O Clube vai continuar a liderar o processo e debate de promoção de um clima saudável e de melhoria do espectáculo desportivo em Portugal e apela por isso, mais uma vez, à intervenção rigorosa das autoridades num problema que extravasa o âmbito meramente desportivo".

As autoridades locais já estão a investigar o incidente, mas, ao que consta, a PSP ainda não identificou nenhum dos intervenientes:

"Foi accionada para a zona do Lumiar, no dia 17 de Maio pelas 22h19, por haver notícia de alegadas agressões entre indivíduos.  Foram encontrados três feridos, dois dos quais estão hospitalizados.

Terão sido agredidos por um grupo de cerca de 15 indivíduos, desconhecendo-se a sua identidade neste momento. Está-se a desenvolver diligências no sentido de apurar a identidade dos intervenientes.

img_920x518$2015_03_12_09_16_00_943216.jpg

Violência gratuita nunca precisa de razão de ser, mas é deveras perplexo o propósito desta ocorrência. Por ser o 24.º aniversário da morte de Rui Mendes, adepto do Sporting, depois de ter sido atingido com um very light no Jamor?

publicado às 15:21

2020-01-20.png

O clube italiano Lazio pediu uma indemnização aos seus adeptos que foram identificados como responsáveis por saudações fascistas no jogo da Liga Europa de futebol, em outubro passado, frente ao Rennes, gesto que custou ao clube 50 mil euros.

O presidente do clube, Cláudio Lotito, assinou uma carta, que foi enviada a vários adeptos que se encontravam sentados na ‘curva norte’ do estádio Olímpico no dia do jogo, na qual os informou de que haviam sido identificados pelas câmaras de segurança do recinto.

As saudações fascistas protagonizadas por estes adeptos custaram uma sanção à Lazio por ‘responsabilidade objectiva’, de 20 mil euros e o fecho da ‘curva norte’ no jogo seguinte da Liga Europa, disputado a 24 de Outubro contra os escoceses do Celtic.

Através dos vídeos dos organismos da UEFA e das investigações da polícia ficou claro que você foi responsável por gestos sancionáveis, pelos quais foi aberto um procedimento pelo Ministério Público de Roma”, pode ler-se na carta enviada pela Lazio e difundida em vários jornais desportivos e generalistas italianos, ainda que a mesma não tenha sido publicada oficialmente pelo clube.

Na mesma missiva a Lazio refere que o prejuízo causado ao clube é da responsabilidade dos adeptos identificados, razão pela qual recomenda a cada um dos visados que “entre em contacto com o clube para acordar, se o desejar fazer, uma forma de pagamento da indemnização, visto que, se não o fizer, o clube fará valer os seus direitos pela via legal”.

A concluir, o clube ainda informou os adeptos em causa que o acesso ao estádio Olímpico lhes será vedado nos próximos três desafios da Serie A e que podem apresentar recurso desta decisão no prazo de dez dias.

publicado às 04:00

Foto do dia

Rui Gomes, em 29.12.19

img_920x519$2019_12_28_20_02_30_1643688.jpg

Pequenos/grandes leões à entrada do treino solidário do Sporting

publicado às 03:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds