Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em 2017, depois de uma longa ligação de 16 anos ao Sporting CP, Adrien Silva deixou o clube para rumar ao futebol inglês, numa aventura que acabaria por não se traduzir nos resultados que todos esperavam, especialmente o próprio médio, agora com 31 anos. Em entrevista ao 'The Athletic', o internacional português lembrou todo o processo, admitiu que poderia perfeitamente ter ficado nos leões para sempre, mas assumiu que sentia nessa altura necessidade de se testar. E mesmo não tendo dado certo, Adrien garante que não se arrepende.

img_920x518$2020_11_15_18_48_56_1779540.jpg

"Não, nunca!... O mais importante era o desejo que tinha de experimentar a Premier League. Não queria acabar a minha carreira sem jogar noutro país, noutra cultura e noutro grande campeonato. Por isso quis ir para o Leicester, para sair da minha zona de conforto. Sim, podia ter ficado para sempre no Sporting, pois foi lá que me fiz jogador e homem, cheguei lá com 12 anos. Foi uma longa caminhada... Dá um sentimento diferente à minha carreira. Mas todos os passos que dei foram para me tornar melhor jogador", começou por explicar o médio.

"Quando decidi ir para o Leicester foi apenas porque pensei que precisava de testar os meus limites. Joguei contra jogadores e equipas de topo. Poderia ter corrido melhor, mas agora que olho para trás estou muito feliz por ter vivido essa experiência, por ter tido a chance de jogar nesses tipos de estádios - que nessa altura estavam cheios. Um jogo sem adeptos não é bem a mesma coisa", referiu, em alusão ao facto de agora os encontros de praticamente todos os campeonatos europeus serem disputados sem público.

Adrien Silva lembrou ainda que a transferência para o Leicester poderia ter sido fechada no ano anterior. "As conversas começaram então com o Sr. Ranieri. Por uma ou outra razão, acabou por não acontecer. O Sporting CP não aceitou a oferta, por isso fiquei. No ano a seguir surgiu nova tentativa, já sem o Ranieri e aconteceu", lembrou o médio, antes de recordar também o processo do famoso atraso de 14 segundos na sua inscrição, que o fez ficar sem jogar até Janeiro.

"É um momento difícil quando um jogador não pode jogar, especialmente por não ser devido a uma lesão, mas sim por algo que está fora do seu controlo. Foi muito frustrante, mas tive de seguir em frente. Ainda assim tive a chance de jogar em Inglaterra e na Premier League. Tentei adaptar-me o mais rápido possível, manter o meu nível e esperar por Janeiro.

Também não foi nada fácil para a minha família, pois era uma cultura e um modo de vida totalmente diferentes. Havia duas coisas principais às quais tinha de me adaptar: o novo futebol e o estilo de vida, mas a minha mulher esteve sempre lá a apoiar-me. Isso foi importante para mim", referiu o jogador, que agora actua nos italianos da Sampdoria, isto depois de ter jogado uma temporada e meia por empréstimo no Mónaco.

adrien-silva-uc-sampdoria-1604586007-50589.jpg

Em Itália acabou precisamente por encontrar o técnico que o quis levar pela primeira vez para o Leicester, o veterano Claudio Ranieri. "A primeira coisa que procuro saber é o treinador e percebe se ele me conhece bem. Se me quer e se o clube me quer. Quando vi que era o Ranieri, sabia que ele já me tinha tentado contratar, por isso tinha a garantia de que ele gostava das minhas qualidades e do que podia fazer pela equipa. Foi muito importante para mim e por isso decidi vir", admitiu.

Adrien revelou ainda que houve dois jogadores portugueses decisivos na sua opção. "Não perguntei a nenhum jogador do Leicester sobre o Ranieri, mas sim ao Bruno Alves e ao Bruno Fernandes. Um porque jogou lá [na Sampdoria] e outro porque joga em Itália. Quis saber a opinião deles sobre o campeonato e tudo isso. Disseram coisas boas sobre o clube e sobre a sua mentalidade, mas também sobre o campeonato. Tudo estava no ponto certo para tomar a melhor decisão", concluiu.

Na Sampdoria, refira-se, Adrien Silva regista quatro partidas disputadas até ao momento, ainda que nenhuma tenha sido na Serie A.

Reportagem de Fábio Lima, em Record

publicado às 04:17

Adrien reafirma desejo de regressar

Rui Gomes, em 29.06.20

img_920x518$2020_06_28_17_42_38_1718895.jpg

Adrien Silva voltou a manifestar o desejo de voltar ao Sporting CP. Numa entrevista concedida à 'France Football', o médio abordou o futuro e mostrou total disponibilidade de regressar ao clube do seu coração.

"Sim, o Sporting é uma possibilidade, mas não depende apenas de mim. Quando um clube ou um treinador nos desejam as coisas tornam-se mais fáceis e isso é o mais importante", afirmou Adrien que ainda revelou que pretende falar com o Leicester para definir o seu futuro.

O antigo capitão leonino ainda recordou a conquista do Euro-2016 e manifestou o desejo de voltar às escolhas de Fernando Santos. "A selecção nacional está sempre perto do nosso coração, e depois de lá irmos não pensamos em outra coisa. Mas também sei que para ser chamado tenho de jogar com regularidade".

Para permitir o crescimento dos jovens da formação que chegam à equipa principal, seria muito importante poder contar com um jogador experiente como Adrien Silva. Dito isto, e já aqui se referiu a questão noutras ocasiões, o seu elevado salário poderá ser um obstáculo inultrapassável.

publicado às 05:45

Adrien recorda mágoa com seis anos

Rui Gomes, em 24.05.20

Adrien-Silva.jpg

Adrien Silva recordou, em entrevista à Eleven Sports, a emoção da final do Euro 2016, que a selecção nacional venceu frente à França. O antigo jogador do Sporting admitiu que esse jogo serviu para esquecer uma mágoa de 2014.

"Num dos primeiros amigáveis com o míster Fernando Santos, em 2014, jogámos contra a França, no mesmo estádio onde se disputaria a final em 2016. Estava a minha família toda na bancada, mas eu não saí do banco o jogo todo. Fiquei com uma grande azia, mas o meu pai disse-me que não me preocupasse, pois seria titular na final do Euro'2016 e Portugal venceria o torneio".

Quanto à final vencida do Europeu, Adrien admite que "foi uma mistura de sentimentos. Foi o reviver de uma história pessoal, por ter vivido em França, por ter familiares que vivem em França e por, com 11 anos, ter tido dificuldades para me adaptar a Portugal. Fiz muitos esforços para colher, mais tarde, frutos disso, e foi a melhor recompensa que poderia pedir".

publicado às 02:32

Regresso de Adrien Silva?

Rui Gomes, em 23.04.20

img_467x599$2020_04_22_23_48_43_1690580.jpg

Apesar de parecer que os nossos leitores andam algo desmotivados neste período de crise, apresentamos a oportunidade de comentar o possível regresso de Adrien Silva ao Sporting.

O antigo capitão leonino tem 31 anos, tem contrato com o Leicester até Junho de 2021 e estava emprestado até ao final da época ao Mónaco, quando a pandemia de Covid-19 fez parar o futebol no Mundo.

Na Ligue 1 regista 25 jogos, 15 dos quais como titular, acumulando 1405 minutos de jogo, uma média de 56 minutos por jogo.

A ponderar, muito além de questões salariais, é o valor do passe que é avaliado em 8,8 milhões de euros pelo portal Transfermarkt. Isto, evidentemente, desconhecendo-se as exigências do Leicester City.

No passado domingo, dia 19, referenciámos aqui declarações suas, em que deixa claro que gostaria de regressar a Alvalade.

publicado às 04:34

CSKA_Sporting_(8).jpg

Adrien Silva, actualmente no Mónaco por empréstimo do Leicester City, reconheceu no Instagram a vontade de voltar a jogar de leão ao peito, depois de ter cumprido a formação em Alcochete e chegado a capitão do Sporting, o internacional deixa aberta a porta do regresso:

"Mesmo quem não entra ali sportinguista, depois acaba por ser. Voltar ao Sporting? Nunca escondi que sim, gostaria. Infelizmente no futebol não depende só da vontade do jogador. É difícil as pessoas perceberem. É preciso estabilidade. Só assim o Sporting vai levantar-se. Não vale a pena dar a volta ao Mundo... A maior alegria dos jogadores é entrarem ali dentro e mostrar qualidade e fazer com que as pessoas que vão ao estádio disfrutem e vibrem com o jogo.

Existe também uma ligação familiar... Os meus filhos são sócios. Sentiram logo muito cedo. O Santiago com 3 anos ia ao estádio, muitas vezes ao balneário comigo, ao campo no final dos jogos. O Tomás também chegou a ir umas vezes. Ficou-me marcado."

publicado às 03:31

1263d.jpg

Adrien Silva veste actualmente a camisola do AS Monaco FC, mas não coloca de parte um possivel regresso a Alvalade.

O antigo capitão leonino (saiu do Sporting em 2017/2018) afirma, em entrevista ao jornal Record publicada este domingo, que não sabe o futuro, por isso não pode colocar de parte essa possibilidade:

"Porque não? Não fecho as portas a nada e nunca se sabe o dia de amanhã. Não quer dizer que seja só para terminar a carreira. Mas porque não voltar um dia?".

O jogador afirma ainda sentir-se triste com o momento actual da sua antiga equipa:

"A verdade é que é triste para mim ver o Sporting assim, sem grandes possibilidades de poder rivalizar com os dois rivais. Mas espero que consigam fazer um bom trabalho em breve".

Com 15 jogos realizados esta época pelo Mónaco na Liga Francesa, o jogador aponta a presença no Europeu do próximo ano como um objetivo no futuro próximo:

"Quero estar no Europeu. Representar o país é o ponto mais alto para um jogador. E em competições desse nível é um sonho. (...) Quero muito estar no Europeu do próximo ano".

Recorde-se que Adrien Silva, embora ao serviço do Monaco esta temporada, é activo do Leicester City, clube para onde foi transferido em Agosto 2017 e com o qual tem contrato até Junho 2021.

O seu passe neste momento está avaliado em 11,4 milhões de euros.

publicado às 05:01

Dores que ainda Doyen

Rampante, em 05.03.19

 

21373257_fU1fV.jpeg

 

Publicado o Relatório Semestral, tem esta direção sido questionada por algumas questões, nomeadamente acerca do negócio Rui Patrício e suposta divida à Gestifute.

 

Vamos a factos.

 

Antes de 2013, o Sporting encetou uma série de negociações e renovações com jogadores, utilizando para isso 3ªs empresas que investiram dinheiro em proporções que o Sporting não conseguia. Podemos agora questionar a ética por trás da intervenção destas empresas, mas temos de ter plena consciência de que à época este era um procedimento legal e comummente utilizado por aqueles clubes que não tinham dinheiro para investir e num momento em que a banca tinha fechado as torneiras do crédito.

 

Assim, os clubes viram nestas empresas o acesso viabilizado a dinheiros que não tinham e as empresas viram aqui oportunidades de negócio milionários.

 

Os saudosistas pela Direcção de BdC, gostam de abanar a bandeira a dizer que foi ele que liderou uma guerra contra os Fundos e Empresas 3ªs, no entanto não dizem que BdC apenas se tornou contra os Fundos quando tentou “passar a perna” a um desses Fundos, numa ação que custou milhões ao SCP. Falo aqui da Doyen e na sacanice que a direcção de BdC fez (ou tentou fazer).

 

Para além da situação com a Doyen Sports, aquando das renovações de Adrien Silva e Rui Patrício em 2016, o Sporting (ou BdC) tentou afastar a Gestifute do processo de forma unilateral, excluindo-a dos seus direitos como se nada fosse. Foi utilizada a exacta mesma estratégia que para com a Doyen, com consequências que podiam ter sido semelhantes.

 

Esta distinta “sacanice” foi feita à vista de todos e ainda hoje me pergunto como é que as autoridades fiscalizadoras, bem como a PWC que audita as contas do SCP, nunca se referiu ao seguinte facto:

 

Até 31-12-2015 o SCP indicava que possuía 65% dos direitos económicos de Rui Patrício e 50% dos de Adrien Silva. No 1º semestre de 2016, por via das renovações de contrato, o Sporting adquiriu a percentagem que cada um detinha (17,5% e 30% respectivamente) e anunciou o Sporting à CMVM que passou a deter 82,5% dos direitos económicos de Rui Patrício e 80% de Adrien Silva (o restante dos passes dos 2 jogadores seriam da Gestifute).

 

Acerca dos dois referidos jogadores, nunca mais houve comunicações à CMVM, nem foi feita referência em qualquer relatório e contas, NO ENTANTO, após Junho de 2016 o SCP passou a reflectir nos seus documentos que detinha 100% dos direitos económicos destes dois jogadores SEM evidenciar qualquer contingência a favor da Gestifute pelos direitos que a mesma detinha. Incrível esta “contabilidade” criativa…

 

No Mundo do “faz de conta” em que BdC vivia, tudo isto era muito bonito, até ao dia em que a realidade lhe bateu à porta e esse dia foi aquando da negociação de Rui Patrício. Nesse dia a Gestifute terá pedido um acerto de contas que consistiria em 20% de 29,5M€ da venda de Adrien Silva e 17,5% da venda de Rui Patrício, o que daria 9,05M€ (5,9M€ + 3,15M€), mais de metade do valor a que estava a ser vendido Rui Patrício.

 

Com a saída de Bruno de Carvalho do Clube, as negociações tornaram-se mais “simples” e Rui Patrício, à semelhança do que Adrien já havia feito, abdicou de valores que tinha a receber do Sporting por forma a facilitar as negociações e a Gestifute, por forma a não se envolver em litígios aceitou receber 4.459K€ ao invés dos pouco mais de 9M€ a que tinha direito.

 

Ao contrário do que os “alucinados” pela anterior Direcção querem fazer crer, as dividas à Gestifute eram evidentes e mesuráveis e este foi MAIS UM problema que BdC deixou para os outros resolverem...

 

...no entanto a Direcção de Varandas também não está a conseguir sair com a imagem “limpa”, pois segundo este relatório semestral existe um valor de 1,5M€ (e não 2M€ como tem sido divulgado) por justificar. Zenha, com visível embaraço, disse que este valor era referente a um protocolo com o Wolves para o Sporting entrar no mercado Chinês. Uma justificação que além de não ser convincente, levanta mais questões do que deu respostas e se Varandas não quer começar a deixar “pontas soltas” é bom que ele ou alguém da sua Direcção venha a publico clarificar esta situação sob pena de perder já a transparência que tanto apregoou durante a sua campanha eleitoral.

 

Nota final:

 

Porquê o título “Dores que ainda Doyen”?

 

É uma simples alusão ao facto de que um processo infantil, liderado por mentes infantis, pode fazer sofrer o Sporting muito para além do tempo expectável… Toda esta confusão com a Gestifute arrastou-se no tempo por causa do processo Doyen… e mais… à custa da infantilidade de BdC, o SCP ainda tem neste momento mais de 2M€ penhorados na UEFA, dinheiro que neste momento faz imensa falta à tesouraria de Alvalade. Os “alucinados” podem não querer acreditar, mas o Sporting CP vai demorar muito tempo até recuperar definitivamente do efeito Bruno de Carvalho.

 

publicado às 03:19

 

Adrien+Silva+Leicester+City+v+Fleetwood+Town+R0xJo

 

A acreditar nos rumores noticiosos, o Sporting já anda há algum tempo a tentar convencer o Leicester City a ceder Adrien Silva até ao final da época.

 

O principal obstáculo nas negociações recairá sobre os valores de uma eventual cedência, não só no que refere ao preço que o emblema estará a exigir como também ao salário do jogador que, dá para imaginar, deve ser bastante elevado. Neste contexto, consta que o Sporting estará disposto a assumir metade.

 

Adrien estará receptivo a regressar a Alvalade, não só por já conhecer bem a casa, como também porque procura jogar com regularidade e elevar o seu nível de performance. A dúvida é se o conseguirá fazer, tendo em consideração que desde que chegou ao Leicester ainda não conseguiu apresentar a qualidade de jogo que lhe era reconhecida antes da transferência.

 

Os seis meses que esteve inicialmente inactivo pelo lapso na sua inscrição atrasaram a sua adpatação e integração na equipa e até terão afectado a sua performance. Esta época, apenas participou em cinco jogos, quatro como titular, e somente dois na Premier League, acumulando 323 minutos de jogo, uma média de 64,6 minutos por jogo.

 

Especialmente pela lesão de Wendel, o Sporting necessita urgentemente de reforçar o seu meio campo, nomeadamenre com um "8" de qualidade. Adrien Silva é a solução ?

 

publicado às 11:12

Foto do dia

Rui Gomes, em 08.11.18

 

image (1).jpg

 Sporting teve visitas no hotel em Londres - Eric Dier e Adrien Silva

 

publicado às 03:34

 

img_920x518$2018_09_04_13_16_08_1443786.jpg

 

É mesmo conversa para inglês ver, mas não só, também para consumo dos sócios do Sporting nestes últimos dias de campanha eleitoral.

 

Refiro-me ao artigo de hoje no Record, obviamente encomendado pela candidatura de José Maria Ricciardi, sobre as supostas démarches em curso para devolver Adrien Silva a Alvalade na próxima janela de transferências de Janeiro.

 

Ele tanto vai regressar como Slimani regressou. Foi contratado pelo Leicester há um ano por 24,5 milhões de euros. Devido aos problemas de registo com a sua inscrição, só começou a treinar em Janeiro 2018. Tem contrato até Junho de 2021 e apesar do seu passe ter sofrido alguma desvalorização, ainda bate nos 20 milhões de euros. Além disso, nem sequer vale a pena falar do seu salário, muito distante das capacidades orçamentais do Sporting.

 

No entanto, indica o referido jornal que os "homens fortes" de Ricciardi, José Eduardo e Marco Caneira, já conseguiram um suposto "princípio de entendimento" com o jogador e, posteriormente, abordarão a sua entidade patronal, caso, evidentemente, Ricciardi seja eleito presidente.

 

Tudo conversa "fiada" sem o mais pequeno fio de verdade, que visa apenas caça ao voto. Ironica e lamentavelmente, há quem acredita em toda a "banha da cobra" que surge no mercado. Não há mais de duas horas tive uma conversa com um amigo meu sportinguista que defende veemente a fábula.

 

publicado às 16:39

 

5a5f55620515d8588800003a.jpeg

 

Em entrevista à RTP, o ex-capitão do Sporting e actual jogador do Leicester City voltou a abordar a transferência para o clube da Premier League no último Verão, nomeadamente o seu desapontamento com Bruno de Carvalho. O médio, recorde-se, esteve quatro meses sem jogar devido a um atraso de 14 segundos na sua inscrição, que o obrigou a treinar separado do restante plantel:

 

"Bruno de Carvalho não entendeu que tinha de me retribuir. Preferiu entender as coisas da maneira que quis ou da maneira que lhe dava jeito".

 

O seu momento de forma e as dificuldades que sentiu em apanhar o ritmo dos seus colegas de equipa:

 

"A partir do momento em que uma equipa está lançada, as rotinas de jogo, depois para entrar é sempre mais difícil, mas eu não gosto de arranjar desculpas".

 

A sua eventual chamada à Selecção Nacional, mesmo considerando que ainda só jogou cerca de 750 minutos pelo clube inglês:

 

"Se me pergunta se eu quero, quero. Se mereço? Muitos merecem, eu sou um deles por tudo aquilo que fiz para recuperar o tempo que perdi".

 

publicado às 03:49

Foto oportuna mas desnecessária

Rui Gomes, em 20.03.18

 

img_770x433$2018_03_20_13_54_48_1377685.jpg

 

Por razões que só Bruno de Carvalho poderá explicar - provavelmente mais um caso em que o ego levou a melhor sobre a sensatez, se é que esta existe - voltou ao Facebook para abordar novamente a recém-entrevista de Adrien Silva, e desta fez publicou duas fotos muito oportunas, uma delas, publicada aqui, em que acompanha o antigo capitão do Sporting no jogo de Janeiro de 2017, frente ao Feirense, em que o jogador foi retirado do relvado por lesão.

 

Foto indiscutivelmente oportuna, sem dúvida alguma, até a levar um cínico a pensar que foi bem coreografada, no entanto, não era necessária. Por confusas que as declarações de Adrien tenham sido, a questão já foi comentado e, agora, passa a ser um não assunto do passado.

 

Mais uma ocasião em que Bruno de Carvalho devia reflectir antes de agir, por muito que confronte o seu "habitat natural".

 

publicado às 17:00

Finalmente... a estreia de Adrien

Rui Gomes, em 02.01.18

 

image.jpg

 

Cinco meses depois, Adrien Silva estreou-se finalmente com a camisola do Leicester, ao entrar em campo nos minutos finais da vitória sobre o Huddersfield, por 3-0, num jogo em que Slimani foi titular e marcou o seu primeiro golo da época na Premier League.

 

O avançado argelino está uma sombra daquilo que foi no Sporting, pela escassa utilização. Entre campeonato e Taça da Liga, soma 510 minutos de jogo, ou seja, pouco mais de cinco jogos completos. Anda sem alegria, pouca ou nenhuma confiança, desesperadamente à procura de ser servido em condições. Quando aconteceu, marcou um belo golo, mas este Leicester não abunda em finesse.

 

Já no que diz respeito a Adrien, rapidamente vai-se impor nesta equipa, sendo um talento superior à maioria. Lamento a sua saída do Sporting. Desportivamente, uma decisão que deixa muito a desejar, tanto para o Clube como até para o próprio jogador, apesar de competir agora no melhor campeonato do Mundo.

 

publicado às 03:37

Adrien Silva comenta Slimani

Rui Gomes, em 24.12.17

 

ELEJ2RGC.jpg

 

"Slimani é um jogador muito competitivo e quer jogar. Para um futebolista como ele é muito difícil encaixar o facto de estar de fora, por isso, poderá ser uma opção muito boa regressar, pois adora Portugal, adora o Sporting e mostrou grande qualidade. Seria positivo para ele".

 

publicado às 04:34

A dor de cotovelo de Paulo Futre

Rui Gomes, em 06.10.17

 

x240-dqa.jpg

 

Por razões explanadas mas mesmo assim deveras ambíguas, Paulo Futre, antigo jogador e actual "paineleiro" at large de tudo quanto é mediático, sente-se incomodado com a despedida de Adrien Silva em pleno Estádio José Alvalade, no intervalo do jogo entre o Sporting e o FC Porto.

 

Na sua óptica, o Sporting não tinha que "homenagear" o Adrien e que o jogador nem sequer merecia a consideração.

 

Enviaram-me o vídeo do programa em que o personagem comenta este assunto, mas infelizmente o blogue não aceita o respectivo URL, impedindo a sua publicação, como eu gostaria.

 

Se há pessoas a quem eu prefiro não dar "tempo de antena", Paulo Futre está muito perto do topo da lista, mas entendi que devia pelo menos fazer este breve reparo sobre sua aparente "dor de cotovelo".

 

Há dias, em conversa generalizada com um amigo, surgiu-me a reflexão que por este andamento mediático, não faltará muito para termos mais comentadores/paineleiros nos ecrãs televisivos do que jogadores de futebol no País.

 

P:S.: Depois do aeroporto na Madeira com o nome de Cristiano Ronaldo e a avenida, em Setúbal, com o nome de José Mourinho, acho que Futre pretende fazer uma chamada de atenção à Câmara Municipal do Montijo.

 

publicado às 15:50

FIFA rejeitou recurso do Leicester

Rui Gomes, em 05.10.17

 

mw-860.jpg

 

É oficial: Adrien Silva, vai ficar sem jogar até Janeiro. O recurso interposto pelo Leicester City e a Federação Inglesa de Futebol à FIFA para a inscrição do ex-capitão do Sporting fora da janela de transferências foi rejeitado.

 

“Podemos confirmar que a decisão do Comité do Estatuto dos Jogadores: o recurso apresentado pela Federação Inglesa para a emissão do certificado internacional do jogador Adrien Silva no Leicester foi rejeitado”, anunciou em comunicado a FIFA.

 

O médio português, vendido por 25 milhões de euros, viu o seu futuro embargado em Setembro, depois da FIFA ter recusado emitir o certificado internacional referente à sua transferência, dado que os documentos foram enviados 14 segundos após o fecho do mercado de transferências.

 

O Leicester City pondera recorrer da decisão para o TAS.

 

Entretanto, a acreditar no que está a ser noticiado, o Leicester ainda não procedeu ao pagamento de qualquer valor acordado, defendendo que não o fará enquanto o futebolista não puder representar o clube em competições oficiais.

 

Embora se desconheça os termos do negócio selado entre os dois clubes, parece-me uma tomada de posição injusta dado que para todos os efeitos Adrien deixou de ser um activo do Sporting e, pelas informações disponíveis, a responsabilidade do timing da inscrição é inteiramente do emblema inglês. Gostaria de ver o Sporting esclarecer esta questão.

 

publicado às 14:46

O «capitão» disse adeus

Rui Gomes, em 02.10.17

 

 

publicado às 17:03

Foto do Dia

Rui Gomes, em 02.10.17

 

img_FanaticaBig$2017_10_01_20_29_54_1318666.jpg

Adrien Silva despediu-se pessoalmente dos adeptos do Sporting

ao intervalo do encontro com o FC Porto. O antigo capitão foi ao

centro do relvado e falou aos sócios, não aguentando

as lágrimas pela emoção. Com ele, Paulinho.

 

publicado às 06:01

 

sport-preview-adrien-silva.jpg

 

De acordo com o jornal britânico Daily Mirror, o veredicto do recurso do Leicester City sobre a inscrição de Adrien Silva será conhecido em breve e tudo aponta para que luz verde seja dada ao ex-capitão do Sporting.

 

A transferência do jogador para a equipa inglesa não chegou a ser confirmada pelos "foxes" e está ainda nas mãos da FIFA. O atraso, de 14 segundos, na entrega da documentação de Adrien levou a que o futebolista ficasse impedido de jogar no imediato. O Leicester recorreu da decisão e, a acreditar nesta notícia, o caso será resolvido nos próximos dias.

 

Na passada quinta-feira Adrien Silva prometeu através das redes sociais deixar uma mensagem aos adeptos leoninos assim que lhe seja "oportuno e autorizado".

 

Para ser sincero, parece-me uma notícia sem real fundamento, até porque nem sequer é claro que o Leicester recorreu da decisão da FIFA em não aceitar a inscrição de Adrien. O clube inglês nunca o confirmou directamente e a imprensa inglesa surge a admitir cenários favoráveis, mas sem confirmação de fonte oficial. Entretanto, Adrien nem sequer está autorizado a treinar com os "foxes" e continua no ar a possibilidade de não poder regressar a actividade até Janeiro.

 

publicado às 14:09

Mensagem de Adrien Silva

Rui Gomes, em 15.09.17

 

img_770x433$2017_09_14_22_11_12_1312467.jpg

 

Adrien publicou esta quinta-feira na sua página de Facebook uma mensagem dirigidas aos adeptos sportinguistas. O antigo capitão leonino diz que assim que for oportuno e estiver autorizado irá explicar a sua decisão de se transferir para o Leicester, sublinhando que continuará sempre a torcer pelo Sporting.

«Caros sportinguistas, 15 anos não são 15 dias e não deixarei de enviar-vos uma mensagem assim que me seja oportuno e autorizado. Continuo e continuarei sempre a torcer por vós. Até breve».

Adrien assinou pelo Leicester, no entanto viu a FIFA recusar a sua inscrição pelos foxes, depois do processo ter sido submetido com 14 segundo de atraso face ao fecho do mercado de transferências, não podendo jogar até Janeiro.
 

publicado às 03:45

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo