Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As Notas de Julius 2021/22 (06)

Julius Coelho, em 16.09.21

Nesta rubrica, o leitor tem a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que eu atribuí aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo com o Ajax de Amesterdão da 1.ª jornada da fase de grupos da Champeon League, que resultou numa derrota por 5-1. Golo de Paulinho (33').

Colapso total da defesa, faltou o comandante e andaram todos à deriva sem nunca acertarem com o tempo de entrada dos adversários que lhes apareciam pela frente, principalmente pela porta escancarada que o Rúben Vinagre lhes abriu à esquerda e que nunca conseguiu fechar. Uma equipa do Ajax que com uma tremenda qualidade de passe fez toda a diferença e caiu em cima de uma equipa do Sporting de forma implacável sem a deixar pensar o jogo. Fica para a história umas fugazes reacções da equipa leonina após o golo do Paulinho que ainda deram para ameaçar reentrar no jogo. 

Screenshot (318).png

DESTAQUE - MATHEUS NUNES - 3.5 - Foi o mais esclarecido do meio campo; tentou por várias vezes levar a bola até as linhas mais recuadas do Ajax, ganhou quase sempre os duelos com o adversário respondendo na mesma velocidade e intensidade. Mas lá atrás na defesa era cada tiro cada melro.

ANTONIO ADÁN - 2.5 - História curta no jogo, sofreu 5 golos e não os conseguiu parar, sentiu-se quiçá pela primeira vez deveras desprotegido e nada pôde fazer para mudar o rumo aos acontecimentos.

PEDRO PORRO  - 3.5 - Dos melhores da equipa, deu muita luta e raramente perdeu nos duelos, principalmente com o Dusan Tadic, está em grande forma e como o Matheus Nunes tentou levar a bola pelo seu corredor conseguindo algumas vezes ter êxito, teve 2 bons remates que quase surpreendia o guarda redes holandês, um deles levava o caminho do golo mas a bola acabou por bater no poste e ir parar às mãos do keeper do Ajax.

GONÇALO INÁCIO - 1 - Voltou a lesionar-se e muito cedo no jogo, aos 20 minutos, mas já os holandeses tinham marcado dois golos em que não esteve isento também de culpas.

LUÍS NETO - 1 - Noite para esquecer, nem nos sonhos conseguirá fazer de Coates; nunca encontrou a fórmula para poder ajudar a estancar aquela rotura à esquerda da defesa e também foi comido de cebolada com as entradas dos avançados holandeses nas suas costas. Que o diga o Sébastien Haller, que aproveitou muito bem para marcar 4 golos em Alvalade.

ZOUHAIR FEDDAL - 1 - Está em nítida má forma, foi o pior dos centrais. Já o tem sido e jogos do campeonato, para azar do Rúben Vinagre que fica entregue a si próprio. Teve um bom cabezazo na área dos holandeses que em melhor forma e mais confiante seria golo.

RÚBEN VINAGRE - 1 - Mais uma noite para esquecer, foi do seu lado que a equipa se desmoronou, nada lhe saiu bem e depois entrou em desespero, tudo que fazia ou decidia fazer dava asneira, foi um passador para os holandeses que fizeram dele o que quiseram. Terá que crescer muito ainda para poder estar ao nível destes jogos, que medite muito bem tudo o que não fez para poder melhorar. 

JOÃO PALHINHA - 3 - Esforço ingrato porque a maior parte do tempo andou perdido sem saber o que fazer, se devia recuar e dar uma ajuda lá atrás ou se ousava avançar mais no terreno para ajudar nas escapadas do Matheus Nunes com mais uma linha de passe. Ficou confuso e o seu futebol acabou também por sair baralhado.Os holandeses apostaram na pressão e nos passes curtos já dentro da área do Sporting com desmarcações que deram cabo dos rins ao Luís Neto e ao Feddal; tudo isso se passou longe dos terrenos do João Palhinha.

JOVANE CABRAL - 1 - Jogou? Nem demos por ele, a equipa jogou seguramente com um elemento a menos enquanto ele esteve em campo. Esperamos que não entre em algum processo do tipo Manénização, (Carlos Mané). Não fez seguramente a parte que lhe estava destinada.

NUNO SANTOS - 3 - Acabou por ser dos melhores da equipa, mostrou sempre muito inconformismo e lutou por cada bola sem nunca a dar por perdida, andou sempre na luta de mangas arregaçadas, o ataque da equipa podia ter tido outra expressão caso a defesa não desmoralizasse tanto a todos. O Nuno mostrou que o Ajax também tem fragilidades e que em outras circunstâncias podem ser aproveitadas.

PAULINHO - 3.5 - O terceiro elemento do trio que esteve em melhor plano, lutou muito e ganhou algumas vezes nos poucos duelos que o jogo lhe permitiu disputar, marcou um golo que podia levar a equipa a entrar no jogo porque pouco depois fez o segundo que seria um fabuloso golazo de cabeça se o VAR não o invalida por fora de jogo duvidoso.

RICARDO ESGAIO - 1 - Entrou aos 20 minutos de jogo para o lugar do lesionado Gonçalo Inácio. Foi solidário com o descalabro dos colegas da defesa e o Ajax voltou a marcar por mais três vezes. Fora da sua posição mais natural foi um remendo que não surtiu qualquer efeito

PABLO SARABIA - 2.5 - Não trouxe grande diferença ao jogo do meio campo da equipa, o VAR sacou o segundo golo ao Paulinho e logo depois o Ajax voltou a marcar e a moral caiu para todos, geriu o seu esforço espreitando a possibilidade do contra golpe que raramente apareceu. Não está ainda preparado fisicamente para jogar os 90 mimutos.

MATHEUS REIS - 3 - Até que surpreendeu ter entrado bem no jogo e esteve muito melhor que o Rúben Vinagre a defender, inclusive viu-se em algumas tentativas de participar na construção ofensiva já perto da área do Ajax.

TIAGO TOMÁS - 2 - Entrou para o lugar do muito desgastado Nuno Santos para que a equipa mantivesse a pressão na primeira linha holandesa; tirando essa função nada mais se viu de grande registo.

DANIEL BRAGANÇA - 2 - Entrou para os quinze minutos finais quando o resultado já estava fechado, todavia entrou bem e viu-se com alguns bons pormenores no passe entre as linhas holandesas.

RÚBEN AMORIM - 1 - Por muita culpa que tenham tido alguns jogadores no jogo e que tiveram claramente o treinador será sempre o primeiro responsável. A verdade é que o sistema da equipa que para os jogos do campeonato português encaixa muito bem, pode não ser suficiente contra equipas que têm outra capacidade de pressão e um nível muito elevado no passe. Se o sistema é para manter nesta competição terá que o afinar melhor e depois jogar sem o Coates, quiçá seria melhor recuar mais o Palhinha e meter a jogo o Ugarte.

ERIK TEN HAG - 6 - Lição táctica em Alvalade, apresentou uma equipa muito bem trabalhada, uma verdadeira equipa, que sabe pressionar de forma tremenda durante os 90 minutos de jogo e ainda com uma qualidade fantástica no passe. Foram muito eficazes numa noite em que tudo lhes saiu bem.

JOSÉ MARÍA SÁNCHEZ MARÍNEZ (Árbitro) - 2.5 - Arbitragem sofrível tanto técnica como disciplinarmente. Errou muitas vezes e o mais prejudicado foi sempre o Sporting, não interpretou da melhor forma vários lances cortando erradamente contra ataques do Sporting e levou uma eternidade a dar o primeiro amarelo aos jogadores holandeses que usaram e abusaram da agressividade, frequentemente violenta. Aliás, cometeram (foram assinaladas) 27 faltas contra as 11 do Sporting, e mais teriam sido.

ALEJANDRO HERNÁNDEZ ( VAR) - 3 - Sem casos de maior não foi foi chamado a intervir. No golo do Paulinho é uma fora de jogo milimétrico duvidoso.

publicado às 03:03

img_920x518$2021_09_15_22_30_24_1904154.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do encontro com o Ajax:

Ingrato começar a sofrer dois golos?

"Logo no primeiro minuto... depois temos de ir atrás e eles estavam confortáveis. Equipa algo inexperiente. Tentámos dar a volta, sofremos o terceiro, fizemos um que foi anulado e poderia mudar o jogo. Depois sofremos o quarto e não soubemos gerir. Tenho muito orgulho neles, são muito corajosos. Disse para fecharem em 5x4x1 e eles não quiseram. Ajax foi melhor."

Ausência de Coates e lesão de Inácio

"Foi complicado. Foi tudo. São jogadores importantes. É uma noite infeliz que acontece. É um grande sofrimento para os jogadores. Há que olhar para isto como sendo futebol e seguir em frente."

O golo anulado a Paulinho e o 1-4

"Mata o jogo, seria diferente se contasse. Anulando o nosso e sofrendo a seguir acabou o jogo. Jogadores estiveram a sofrer em campo e há jogos assim. Eles são homens, já se viu no ano passado. Já fizeram muito, vamos crescer… é o que é."

"Sofro muito mais por eles do que por mim. Durmo bem a preparar o jogo e sabíamos o que fazer. Esta é uma equipa muito experiente na Europa, nós não. E sentimos os dois primeiros golos. Tivemos alguns jogadores nervosos, mas guardo a forma como reagimos.

Temos de aprender, principalmente o treinador. É olhar para o jogo e ver bem o que fizemos mal. Esta equipa tem muito coração, tenho orgulho neles. Se fazem isso sempre, têm sempre o treinador do lado deles".

O aplauso dos adeptos no fim

"Não estava à espera, sei bem o amor que os adeptos têm pelo Clube. Eles estão atentos e sabem o que é este projeto. Mas não podemos ter tantos erros, o ano passado perdemos 4-1 e quando isso acontece o responsável é o treinador. Obrigado aos adeptos, sei que não dura para sempre mas eles reconhecem o que está a ser feito (...) temos de conquistar isto diariamente mas sabemos que estamos no bom caminho no que respeita ao projecto".

publicado às 03:02

242116740_10157943712966555_1919676535592632934_n.

Não houve falta de apoio, os adeptos aplaudiram os jogadores

leoninos apesar da goleada sofrida.

Erik Ten Hag, treinador do Ajax...

"Gostei de ver o público do Sporting, que tentou motivar a equipa até ao final. Foi fantástico."

E ainda transcrevo este breve texto/comentário de Nação Valente que reflecte os meus sentimentos na íntegra:

"Todos queremos que a nossa equipa ganhe todos os jogos. Neste, jogámos numa competição de topo. Quisemos bater-nos de igual para igual, mas enfrentamos uma equipa superior. Perdemos, e uma derrota é uma derrota, por cinco ou por dois. Apesar disso, tudo correu bem ao adversário, e tudo correu mal à nossa equipa. Faltou-nos a estrelinha. Podíamos ter marcado mais e não marcamos. Além disso, não estivemos na máxima força, embora isso não sirva de desculpa. A defesa pode ser acusada de cometer erros, mas em qualquer jogo, a responsabilidade é da equipa toda.
Perdemos um jogo. É preciso pôr os pés na terra e aceitar que não somos invencíveis. Cada jogo é um jogo, com a respectiva história. Não alinho nesses slogans para vender audiências, como "foi a segunda pior derrota". Foi apenas uma derrota. Ponto. Também discordo do que aqui vi escrito, que perder um jogo desprestigia o Clube. Em competição uns ganham, outros perdem. Se há algo que desprestigia, é não mostrar empenho. E isso não faltou. E enquanto assim for, serão mais as vitórias, que as derrotas".

publicado às 03:01

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 16.09.21

GoalPoint-Sporting-Ajax-Champions-League-202122-90

Eis o que Paulinho teve para dizer...

"O golo acaba por não saber a nada. Temos de ter a frieza, deixar a emoção de lado e perceber que foram três pontos e deixar o resultado de lado. Perceber o que fizemos bem e menos bem e não deixar que seja que um resultado pesado, foram três pontos. O Sporting, no ano passado, também foi eliminado em casa por números desta natureza mas reagiu bem e é isso que nós vamos fazer: reagir.

Não sei se o golo anulado foi um momento-chave, mas se calhar foi um dos momentos importantes. Marcámos golo e foi anulado, mas também mandámos ao poste e o Ajax reagiu com golo. A eficácia acabou por ditar o que foi o resultado.

O importante é que seja cada vez muito mais viável para nós crescermos. Claro que não estamos aqui para aprender, nem dar vitórias morais, estamos aqui para ganhar, mas quando não ganhamos temos de crescer e aprender. É isso que vamos fazer".

publicado às 03:00

O que podia correr mal... correu mal!

Rui Gomes, em 15.09.21

Screenshot (315).png

publicado às 21:55

1cl_7042.jpg

O Sporting CP estreou-se com um empate (1-1), esta quarta-feira, na UEFA Youth League na recepção ao Ajax na primeira jornada do grupo C. Frente-a-frente estiveram duas das melhores escolas de formação do Mundo e os adeptos não faltaram à chamada, enchendo as bancadas do Estádio Aurélio Pereira - cumprindo as restrições impostas pela Direcção Geral da Saúde (DGS).

Neste jogo que marcou também o regresso dos jovens Leões à prova europeia pela quarta vez, além dos muitos técnicos e jogadores da formação presentes, Frederico Varandas, presidente do Conselho Directivo, Rúben Amorim, treinador da equipa principal e vários elementos dos plantéis principais de futebol masculino e feminino também estiveram a assistir ao jogo.

Do lado leonino, Filipe Pedro liderou um conjunto constituído por jovens jogadores de diferentes gerações, nascidos entre 2002 e 2004, sendo Diego Callai, David Monteiro, Martim Marques e Mateus Fernandes os mais novos no onze inicial.

Mateus Fernandes, médio de 17 anos, inaugurou o marcador aos 10 minutos. No geral, o Sporting até esteve melhor no jogo, com mais remates e remates enquadrados, mas alguma ineficácia de finalização e boas defesas do guarda-redes holandês impediram a vitória.

Sporting CP: Diego Callai [GR], David Monteiro, Gilberto Batista, Chico Lamba, Martim Marques (Diogo Travassos 31'), Renato Veiga, João Daniel [C], Miguel Menino (Tiago Ferreira 63'), Mateus Fernandes, Lucas Dias (Isnaba Mané 77') e Paulo Agostinho (Nicolai Skoglund 77').

publicado às 16:15

isa_0484.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da Liga dos Campeões frente ao Ajax:

"O AFC Ajax aposta muito na juventude e é conhecido por criar grandes jogadores, tal como o Sporting CP. Mas são clubes em momentos diferentes. Há pouco tempo estiveram nas meias-finais da UEFA Champions League e mantiveram muitos jogadores. Temos de passar por vários mercados para chegar ao momento do AFC Ajax. São clubes parecidos e equipas parecidas na juventude, mas nesta competição o Ajax é uma equipa muito mais experiente".

"Em Famalicão deveríamos ter ganho o jogo, mas também podíamos ter perdido. Com o FC Porto fizemos um jogo muito bom. É um momento óptimo. Penso que a equipa está preparada e deve viver estes momentos. Ter um Clássico e jogar poucos dias depois contra o Ajax faz crescer esta equipa. (...) A motivação vai estar em alta".

"O treinador Erik ten Hag está há vários anos no comando técnico do Ajax. conhece bem a filosofia do clube e tem uma equipa muito perigosa, que tem sempre a bola e temos de contrariar isso".

"Gonçalo Inácio e Tiago Tomás regressam, mas Sebastián Coates e Pote vão ficar de fora e não é possível "esconder o peso" que ambos têm na equipa: "Um foi o melhor marcador e o melhor jovem da Liga e o outro foi o melhor jogador da Liga".

"Vamos lutar por todos os jogos e não vale a pena fazer contas, seja nesta prova ou no campeonato. O objectivo principal é perceber se conseguimos lutar com os melhores. Para isso precisamos de grandes equipas, como o Ajax. Queremos ser competitivos e ganhar o jogo".

publicado às 03:04

img_920x518$2021_09_12_18_55_28_1902727.jpg

O duelo de quarta-feira entre Sporting e Ajax vai marcar o regresso do leão à Liga dos Campeões, mas também será especial para Marvin Zeegelaar. É que de um lado estará o seu clube de formação (e do coração) e do outro um conjunto leonino que, assume, lhe ficou na memória pelos bons momentos que viveu. Em entrevista ao Ajax Showtime, o lateral de 31 anos lembrou isso mesmo, assumiu o seu entusiasmo pela partida e lançou uma 'dica' aos holandeses para essa partida.

"Foi bom de ver e estou muito entusiasmado pelo jogo. São dois clubes onde joguei, mas também dois clubes nos quais me diverti imenso, por isso será divertido de ver. O Ajax continua a ser o meu clube. Nasci em Amesterdão e claro que será sempre o meu clube, jogar lá foi sempre um sonho. Mas o Sporting foi um grande passo na minha carreira. Aprendi muito sobre futebol lá. Senti o sabor do futebol. Percebi o que é jogar num clube mesmo grande, o que é jogar na Liga dos Campeões e lutar pelo título. O Ajax também luta por títulos, mas eu estava mais na equipa de jovens.

A Liga dos Campeões é o real sonho de todos. Tive a oportunidade de jogá-la pelo Ajax algumas vezes, mas acabou por não acontecer. Sempre foi um sonho meu, poder jogar contra todas aquelas estrelas. Tive essa experiência no Sporting CP e foi uma sensação agradável. Jogar nesta prova é o meu sonho de criança.

O Sporting joga de uma forma agressiva, está-lhes no ADN. Querem sempre atacar, mas isso não é muito diferente no Ajax. Há uma mentalidade de futebol de rua que se vive no Sporting. Mas acho que o Ajax tem uma equipa boa o suficiente.

São clubes que formam jogadores e que depois os vendem. São clubes com o mesmo ADN, a mesma visão".

publicado às 04:02

Foto do dia

Rui Gomes, em 09.05.19

 

img_920x519$2019_05_08_22_18_23_1544548.jpg

"Uma imagem vale mais que mil palavras"... sem dúvida !

Jogadores do Ajax após o desaire frente ao Tottenham na Liga dos Campeões

 

publicado às 05:30

Lembra-se dele ?

Rui Gomes, em 15.05.18

 

32468689_1726418680738806_8697105068396118016_n.jp

 

Antigo jogador do Sporting, Zakaria Labyad foi esta segunda-feira apresentado como reforço do Ajax para a próxima temporada, deixando o Utrecht, clube que representou nas duas últimas temporadas.

 

A transferência foi acordada a troco de 5,5 milhões de euros (pode chegar aos 6), e Labyad assinou contrato até Junho de 2022. No clube de Amestardão vai-se reencontrar-se com o técnico Erik Ten Hag, com o qual já trabalhara no Utrecht.


Refira-se que 2017/18 foi a melhor época da carreira do marroquino, que em 29 partidas marcou 12 golos no campeonato, registo que contribuiu para o seu clube assegurar um lugar na Liga Europa da próxima temporada.

 

publicado às 05:20

Rumores do mercado: Mitchell Dijks

Rui Gomes, em 09.11.17

 

 

Mitchell Dijks, lateral-esquerdo do Ajax, interessa ao Sporting já para o mercado de Inverno, garantia do jornal Telegraaf. O defesa de 24 anos disputou oito jogos como titular pela principal equipa do clube de Amesterdão na actual temporada, mas o último foi a 24 de Setembro - jogou depois dois jogos na equipa secundária -, o que pode ser entendido como um sinal a favor do clube leonino, caso o interesse se confirme.

 

"Não posso desmentir nem confirmar isso. Há muitos interessados", afirmou o agente do jogador, citado pela referida publicação, que também indica a cobiça de clubes de Itália, Alemanha e Inglaterra.

 

Dijks, que também alinha a defesa central, foi emprestado ao Norwich, da Premier, em Janeiro da época passada, a troco de 2,75 milhões de euros, onde realizou 15 jogos como titular, acumulando 1260 minutos de jogo (média de 84 minutos por jogo), com um golo marcado.

 

O portal Transfermarkt atribui o valor de 2 milhões de euros ao passe do jogador que é produto das escolas do Volendam e do Ajax. Tem contrato com o emblema holandês até Junho de 2018, o que significa que poderá assinar por outro clube em Janeiro, a custo "zero".

 

publicado às 19:20

Mais uma para José Mourinho

Rui Gomes, em 24.05.17

 

Ajax-v-Manchester-United.jpg

 

Nunca uma equipa com José Mourinho ao leme perdeu uma final europeia, registo que continua intacto após a vitória do Manchester United sobre o Ajax, por 2-0, na disputa da edição de 2016/17 da Liga Europa.

 

Duas equipas jovens - talvez o Ajax mais jovem - que lutaram muito, sem deslumbrar, e acabou por vencer aquela que foi mais eficaz na finalização.

 

Nenhuma conquista desportiva pode compensar a trágica perda de vida humana que a cidade de Manchester sofreu em dias recentes, mas decerto que esta vitória contribuirá de algum modo para elevar os ânimos um pouco.

 

Recorde-se que de acordo com as novas regras, o vencedor da Liga Europa tem acesso directo à fase de grupos da Liga de Campeões na próxima época.

 

publicado às 21:34

 

Depois do apuramento do Real Madrid e da Juventus para a final da Liga dos Campeões, a ser disputada no dia 3 de Junho, em Cardiff, temos o Manchester United e o Ajax, dois históricos do futebol europeu, com encontro marcado para o dia 24 de Maio, em Estocolmo, para decidir o vencedor da actual edição da Liga Europa. No total, 38 títulos vão a jogo nas duas finais.

 

É bem verdade que nenhum clube português vai estar presente, no entanto, ambas as finais vão ter presença lusa. Na Champions, Pepe, Fábio Coentrão e, claro, Cristiano Ronaldo. Na segunda prova teremos o líder dos "red devils", José Mourinho e os seus adjuntos, Rui Faria, Silvino Louro e Ricardo Formosinho.

 

og-default.jpg

Nas meias-finais, cuja segunda mão se disputou esta quinta-feira, o Manchester United afastou o Celta de Vigo, ao passo que o conjunto de Amesterdão eliminou o Olympique de Lyon, de Anthony Lopes.

 

Esta será uma final inédita a todos os níveis: ingleses e holandeses vão defrontar-se, pela primeira vez na sua história, na decisão final de uma competição europeia que nunca conquistaram. A Liga Europa, que sucedeu à saudosa Taça UEFA, nunca viu United ou Ajax recolher o seu troféu.

 

Na história da Liga dos Campeões - anterior Taça dos Clubes Campeões europeus - o Ajax venceu a prova por quatro ocasiões enquanto o Manchester United foi campeão europeu por três ocasiões.

 

A final da Liga Europa desta época está marcada para uma quarta-feira, na Friends Arena, em Estocolmo. A bola começa a rolar às 19h45.

 

publicado às 11:28

Foto do Dia

Rui Gomes, em 10.05.16

 

img_FanaticaBig$2016_05_09_20_09_54_1099862.jpg

 

O Ajax deixou este domingo escapar o título de campeão holandês para o PSV, depois de empatar com o De Graafschap - 17.º classificado - e acabou por ser obrigado a recolher tudo aquilo que tinha pronto para celebrar... Inclusivamente o autocarro !

 

O futebol, por vezes, é imprevisível... salvo em Portugal, claro, onde tudo decorre de acordo com a "norma" !

 

Tags:

publicado às 05:23

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds