Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que dizem eles

Rui Gomes, em 15.01.14
 

 

«O legado de Pep Guardiola é já enorme. Ele é bastante valorizado por todos os treinadores a nível mundial. É uma honra para mim olhar por cima do ombro dele. Ele mudou o futebol, a forma como deve ser jogado. Abriu os olhos ao Mundo. Se repararem no estilo de jogo das principais equipas europeias, constatam a inspiração do Barcelona de Guardiola.»

 

-    André Villas-Boas    -

 

Observação: A bem dizer, as opiniões do antigo treinador portista não me afectam minimamente. Comento estas suas declarações somente pelo tema que optou por abordar - a "grandiosidade" do futebol de Pep Guardiola - e, especialmente, a sua ridícula afirmação que o actual treinador do Bayern Munique "abriu os olhos ao Mundo".

 

É verdade que cada um de nós tem a sua preferência pessoal pelo estilo de futebol que gosta de ver.  Para mim, o modelo mais horroroso que apareceu no Mundo foi precisamente o "tiki-taka" de Pep Guardiola. Não posso estar mais em desacordo com Villas-Boas, pela sua afirmação que é assim que o futebol deve ser jogado. Ele não deve ser ingénuo ao ponto de não saber interpretar o futebol de posse de bola. mas ao mesmo tempo espectacular, a exemplo do que as selecções brasileiras praticaram em tempos de outrora, com o modelo que Guardiola apresentou. E, mesmo assim, que só foi possível com um plantel durante o seu consulado de quatro anos que incluía Lionel Messi, Xavi e Iniesta, entre outros da "cantera" do Barça, e mais de 200 milhões de euros investidos em jogadores externos. Este futebol produziu conquistas por falta de argumentos adequados pelos adversários, um lote supremo de jogadores e beneficências não em pouca dose, tanto na liga espanhola como na UEFA, do género que lhe permitiram - escandalosamente - conquistar duas Ligas dos Campeões.

 

Pep Guardiola abandonou o Barcelona sem se perceber bem porquê - um mistério que tem provocado muita especulação, nem toda positiva - e um ano mais tarde aceita outro desafio de menor escala: treinar o Bayern Munique, o clube alemão que historicamente tem dominado a "Bundesliga" - 22 títulos - salvo pelo recém-ressurgimento do Borussia Dortmund. O outro clube que mais se aproxima em títulos (5) - o Borussia Monchengladbach - já não vence desde 1976/77. Por conseguinte, qualquer sucesso que venha a ter no clube de Munique não será grande proeza, especialmente considerando que este emblema despende milhões ao kilo na aquisição de talentos. Com a grandiosidade que Villas-Boas lhe atribui, gostaria de ver Guardiola a liderar um clube de mais modesto poderio e, aí, "abrir os olhos ao Mundo".

 

publicado às 03:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Posts recentes


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo