Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DESTAQUES

“Nunca vi o Braga a jogar em blocos baixos, escolheu foi o momento certo para pressionar. Lembro-me de um jogo no ano passado em que o SC Braga nos pressionou muito, logo na saída de bola. Na Supertaça não foi tanto assim, em Braga não foi tanto assim. Sabem que somos bons na profundidade. Creio que vai haver esse jogo: por vezes pressão alta, outras vezes vão esperar mais o momento, vão-nos bloquear certos jogadores, como nós fazemos. Temos de ter muita atenção à profundidade e 1×1 com Galeno. É completamente diferente [jogarem] com Iuri [Medeiros], só o pé é diferente, a capacidade de isolar jogadores é diferente. O SC Braga vai-se adaptar ao jogo e nós também. Sabemos os pontos fortes do Braga. Quem tiver mais inspirado e concentrado a defender, percebendo melhor o jogo, vai certamente vencer".

“Quando falei do Matheus Nunes foi para deixá-lo em alerta, para dar atenção também ao que o Dani tinha estado a fazer. Nada mais que isso. Fiz o mesmo que todos os treinadores fazem, porque nós somos uma equipa onde temos de trabalhar muito. Temos um ano a trabalhar juntos, somos melhores. Mas, se não estivermos no máximo, não vamos ganhar os jogos, portanto, sentindo aqui ou ali, que alguns jogadores possam baixar, os outros aparecem em certos jogos. Mas frisei que o Matheus, para mim, é um bom exemplo. É um miúdo fantástico. É um exemplo de trabalho. Tentamos usar as oportunidades que temos, publicamente e com eles nos treinos, para deixá-los sempre em alerta e no máximo. Só dessa forma podemos ganhar jogos e o título".

"Não vou comentar Marcus Edwards. Quem vier, será a pensar no futuro, e obviamente para o presente. Estou muito contente com os meus jogadores, são mais do que suficientes para garantir resultados até ao final da temporada. Quero apenas realçar as qualidade dos meus jogadores. O que tiver de acontecer vai acontecer".

“Fiz um reparo que não deveria ter feito, porque me parece que foi utilizado para justificar um castigo sobre o que nunca aconteceu. Não me quero alongar muito sobre isso. Estive a ver as imagens e, não sabia na altura em que falei, foi o Nuno Santos a mandar água. No relatório vem ‘gesto obsceno’. Vi as imagens todas, para saber todos os lados da história, não vi imagens desse gesto obsceno. Se mostrarem, estarei aqui na próxima semana e poderão confrontar-me com isso. Não vi nada disso. Perguntei ao jogador e ele disse-me que não.

A ilação que tiro, mais do que ficar sem o Nuno Santos e ele falhar um jogo, é ter atenção ao relatório. O Sporting CP faz muito bem em defender-se e defender um dos nossos. Podemos fazer um reparo ao nosso jogador, que levou um cartão amarelo, e levou um castigo que nunca aconteceu. Não me parece justo. Volto a dizer, o Nuno tem de aprender com estas situações, e o treinador de certeza que aprendeu com esta situação. Não estou aqui para parecer bem a ninguém ou dar reparos aos meus jogadores publicamente. Pensei que estava a ajudar o Nuno e o que vi foi que não ajudei o Nuno, apenas ajudei a justificar um castigo. Eu aprendi, o Nuno tem de aprender".

“Não gosto muito de me pronunciar, mas obviamente que alguém que aposta em mim… E a relação que tenho com a Direcção, não vou estar a mentir: tenho uma ligação diferente com a Direcção. As eleições são para os sócios do Clube, para olharem para o todo, futebol e modalidades, para tudo o que consta o Clube em si e decidirem, e não olharem só para o futebol, se gostam ou se não gostam do treinador. Deixo para os adeptos. Obviamente que tenho uma ligação especial a esta Direcção e não o vou esconder.”

publicado às 02:48

Screenshot (588).png

DESTAQUES

"Espero um jogo difícil, diferente da primeira volta. Estão mais habituados ao momento, fizeram bons jogos e cresceram. Nós também, jogamos de forma diferente em alguns aspectos. Espero um jogo melhor, com o mesmo resultado. Precisamos de vencer, manter a nossa posição e tentar algo mais".

"Todos os jogos são perigosos. Os nossos rivais estão fortes, perdem poucos pontos, nós também. Temos de vencer e jogar melhor. Temos de ter mais agressividade e intensidade, esse é o grande foco. Olhámos muito para nós, vimos o que temos de fazer melhor, não deixar o adversário chegar com tanta frequência à nossa área. Sofremos tantos golos em duas jornadas como nos outros jogos da Liga, isso são sinais. Qualquer derrota pode fazer abanar os sportinguistas. Já tivemos uma desvantagem maior para o primeiro e com a Champions pelo meio e soubemos dar a volta".

"Os jogadores que vierem são a pensar no presente e futuro. O Vitinha desmentimos para que não existam mal entendidos. Quem vier será a pensar nesta e nas próximas épocas".

"Se perdermos algum jogador não vou comentar. Passa por mim. É um pouco hipócrita dizer o que sinto por trocar jogadores. Vamos fazer o melhor para o grupo. O Paulinho foi um exemplo, esperámos até o ter. Que os adeptos saibam que temos uma ideia muito bem clara. Olhamos para a formação, jogadores com formação e que possam vir ajudar. Estou muito satisfeito com o nosso grupo. O plantel dá garantias para o resto do campeonato".

"O que eu quero é que o Pote aumente a agressividade na pressão e os golos vão aparecer. É um jogador que nos oferece muito mais do que golos. Ele tem de continuar a trabalhar porque os golos vão aparecer".

"O Pedro Porro não está e não sei quando vai estar. O Jovane começou agora a incorporar os exercícios. É um jogador que nos faz falta".

"Ugarte já provou que está pronto para ser o 6 este ano. Dormimos mais descansados porque o Palhinha no ano passado teve um desgaste muito grande. Se falhar o Palhinha, este ano estamos mais descansados. Foi uma grande contratação".

publicado às 02:33

publicado às 04:02

Algumas considerações de Carlos Fernandes, adjunto de Rúben Amorim, que, como se sabe, está em isolamento devido à Covid-19:

Jogadores convocados

"O Feddal está de regresso e será convocado, o Porro ainda não se encontra a 100 por cento e não será convocado. Em relação ao Pote, não olhámos para isso como sendo um mau momento. É importante que as pessoas olhem para o jogador como um todo. Se há um ano o Pote não marcasse golos ninguém olhava a isso. O que nós queremos é que ele faça o jogo dele sem estar preocupado se marca ou não. Isso é também um pouco da essência dele".

Houve adaptações para haver menos casos positivos à Covid-19 na equipa?

"Pedimos aos jogadores o normal. Uma maior utilização possível da máscara. Nós em estágio, tomávamos as refeições em hora diferentes, mas também deve-se ao factor sorte e ao facto de testarmos com frequência. Tem passado por aí. Mas também atribuo muito ao factor sorte".

271540712_471080444383980_7416516990368624682_n.jp

Ponto de situação do infectados

"O Ugarte regressou ontem e o Tabata regressou hoje. Continua com Covid-19 o Geny, o Marsà e o Gonçalo Inácio".

Duelo com o Leça disputado na Capital do Móvel

"Como treinadores claro que queremos que toda a gente possa jogar no seu estádio e junto dos seus adeptos. Mas não acredito, no entanto, que o Leça esteja fragilizado. Mas podem interpretar isso como um mais motivo para mostrar como não era por causa do campo. Honestamente, nem falámos sobre isso entre a equipa técnica e o nosso foco está no Santa Clara".

publicado às 04:04

DESTAQUES

"O Portimonense é uma equipa que joga muito bem, que tem mais pontos fora do que em casa, porque defende bem, é boa nas bolas paradas e tem jogadores rápidos na frente que podem sempre criar muitos problemas. Podem jogar com três centrais ou quatro defesas e isso muda um pouco a nossa preparação para o jogo, mas os jogadores estão preparados para isso".

"Rúben Vinagre  já está a treinar connosco, mas não está pronto para jogar. Ainda tem de treinar mais, ganhar confiança e depois, sim, estará pronto para integrar a equipa".

"O Jovane Cabral está muito melhor, já o vejo até com melhor cara, está a recuperar bem. O Feddal e o Porro têm de fazer o seu trajeto, deram bons sinais esta semana. Vamos ter agora o fim de ano, eles vão ficar a recuperar, terão o tempo deles para festejar o fim de ano. Estão no bom caminho, não quero dizer data mas nós podemos ter contra o Santa Clara [primeiro jogo de 2022] algumas novidades. O TT regressou, é uma boa notícia, é mais um jogador para a frente e para mexer com o jogo. Neste caso, só o Tiago Tomás é que vai voltar à convocatória entre os que estavam lesionados".

"O mais importante é o nosso jogo, em que ganhando, mantemos a nossa posição. Com um empate entre eles, ficaremos em primeiro lugar com dois pontos de avanço do FC Porto e seis do Benfica. Obviamente nós fazemos estas contas. Se o FC Porto ganhar, ficaremos com sete pontos de avanço do Benfica e em igualdade com o FC Porto, sabendo que há dois lugares de Champions. Se for o Benfica a vencer, ficaremos com três de vantagem do FC Porto e quatro do Benfica. São essas as contas que nós fazemos, mas para isso temos de ganhar ao Portimonense, uma equipa que não perde fora e que ganhou na Luz. Portanto, vamos focar no nosso jogo e depois vamos ver o clássico".

"A saída de Jorge Jesus faz parte do futebol. Não tenho muito a dizer. Temos de nos focar na nossa casa, porque isto muda muito de um momento para o outro. Isto pode acontecer com qualquer clube, com qualquer treinador e em qualquer situação. O que nós queremos é manter esta senda de vitórias, porque são esses resultados que nos trazem confiança e tranquilidade. Quando não há resultados, tudo aparece. O que nos importa é ganhar o nosso jogo e depois o que vier será sempre bom porque os rivais têm de perder pontos".

"Em relação ao fim de ano, cada um tem a responsabilidade, eles são homenzinhos, sabem bem o que têm de fazer. Nós não podemos controlar isso, é impossível, podemos, sim, ter os máximos cuidados".

publicado às 04:34

DESTAQUES

“Esperamos um jogo difícil, e o jogo em Penafiel também nos serviu de aviso, num campo característico diante de uma equipa que joga no mesmo sistema que nós e que até há poucos dias estava nos lugares de subida da II Liga, que é uma prova muito competitiva".

“O Casa Pia não tem nada a perder e nós vamos ter de ser muito sérios. Temos de entrar a saber que podemos perder porque se não formos intensos, sérios e encararmos o jogo como uma final não poderemos vencer”.

“A força deste grupo é ter toda a gente preparada. Vamos ter zero facilitismo, vai jogar a melhor equipa para ganhar. Não vou fazer poupanças, mas vou mudar algumas coisas”.

“O Pedro Gonçalves, para o bem e para o mal, não pensa muito nas coisas (penálti falhado em Barcelos). Obviamente que ele quer marcar e cada jogo é uma nova oportunidade, mas não está ansioso porque não faz parte do perfil dele”.

“O Rodrigo Ribeiro baixou agora à equipa B, o [José] Marsá continua connosco e está cada vez melhor. O Geny [Catamo] também vai voltar à B, mas esteve a dois minutos de entrar em Barcelos - antes do golo do Nuno Santos. Eles, e outros, terão de andar de escalão para escalão, por necessidade nossa e porque merecem ter oportunidades”.

publicado às 03:04

Algumas das principais considerações de Rúben Amorim...

“Estamos muito bem, houve jogadores que não tinham tanto ritmo e que fizeram um bom jogo contra uma grande equipa [Ajax]. Temos a equipa confiante e preparada para um jogo com um treinador que nos dá sempre muitos problemas [Petit], que trabalha o mesmo sistema, que sabe o que fazer para contrariar a nossa equipa e que conhece bem os nossos movimentos. Mas nós também conenhecemos a ideia do mister Petit. Estamos preparados, conhecemos bem o Boavista. Esperamos um jogo muito difícil a seguir às competições europeias. Pela informação que tenho, temos casa cheia, temos de manter esse ritmo não só de ganhar mas de jogar bem, para manter o entusiasmo nas pessoas".

“Já falei do meu futuro. Eu não recebo nada [propostas]. O Raúl, o meu agente, sabe que não vale a pena ligar-me. Como disse no fim do outro ano, aconteça o que acontecer vou ser treinador do Sporting nesta época e o Raúl lá terá uma semaninha nas férias para me passar o que tem a passar, mas estou muito contente no Sporting, sou muito feliz no Sporting".

"A Champions League ainda está muito longe. Temos uma ideia das equipas que não gostaríamos mesmo de apanhar, mas não quero dizer porque podemos apanhá-los e depois os meus jogadores ficam a saber que não quero jogar contra esta e outra equipa. Estaremos preparados para qualquer tipo de jogo, mas o nosso foco é o campeonato. Temos de estar bem porque conta muito a forma como estamos no campeonato para encarar esses jogos. Vamos como outsiders das melhores 16 equipas e vamos à luta como sempre".

“O projecto é do Clube, esta ideia já estava implementada. Quando me foi apresentada a proposta do Sporting CP, tudo isto estava pensado pela estrutura. Eu gosto é dos meus jogadores, sinto que é difícil passar deste patamar para outro sem se gastar muitos milhões. Os nossos jogadores são muito valiosos, já conhecem a ideia, para mim é mais fácil manter os mesmos jogadores. São internacionais A neste momento, o Porro também foi à selecção espanhola. Já custam muito dinheiro, para os substituir é difícil".

"Sem Paulinho, podemos jogar com falso 9, podemos jogar com o TT que pode jogar na direita, podemos meter o Pote no meio, o Pablo Sarabia no meio, o Tabata no meio, o Nuno na esquerda, o Nuno a lateral.. Depende, olhamos muito para as características do adversário (que central que joga na direita, no meio), isso foi importante na escolha dos jogadores. Vamos ver se funciona. Já tenho o 11 para amanhã, os jogadores já o sabem".

palhinha3.jpg

ADENDA

João Palhinha vai continuar a vestir de verde e branco até 2026. O internacional português de 26 anos renovou esta sexta-feira o vínculo que o liga ao Sporting e mantém a cláusula de rescisão cifrada nos 60 milhões de euros.

“É mais um grande objectivo cumprido, com muito mérito, esforço e sacrifício. É o meu sexto contrato desde que cheguei ao Sporting com 17 anos. Já lá vão quase dez anos e a real verdade é que o tempo passa a correr. Sempre acreditei, mas jamais esperei fazer este trajecto. Esta renovação é o grande reconhecimento por parte da estrutura do meu valor e trabalho.

O mister Rúben Amorim tem sabido retirar sempre o melhor de mim, é também graças a ele e ao presidente Frederico Varandas que consegui alcançar este objectivo. Tenho de agradecer ao mister e à estrutura pela confiança depositada em mim. A única coisa que posso fazer agora é continuar a retribuir com todo o meu esforço e empenho dentro das quatro linhas. Desde que cheguei sempre fui um profissional exemplar e dei tudo por este Clube”.

publicado às 18:30

publicado às 20:30

img_920x518$2021_12_02_19_07_01_1934511.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de amanhã com o Benfica:

"Não pensamos em mudar o sistema [devido à ausência de Coates e Palhinha], pensamos num dia fazer isso mas precisa de treino, as rotinas da equipa estão muito vincadas. O grande senão é se precisarmos de um segundo avançado para o jogo de cabeça, essa é a grande falha. O outro que jogar lá terá um lugar pesado mas estará preparado. Temos saldo positivo sem Coates e Palhinha. (...) O Coates é mais do que um jogador para nós. Estará em contacto com a equipa e vamos deixá-lo orgulhoso. Faz falta o Coates defesa mas também o Coates goleador. Tivemos que trabalhar outras coisas, portanto vão fazer falta os dois".

"As nossas rotinas são muito fortes e vincadas. Terá se calhar mais impacto numa equipa diferente. Mas nós mudamos muitas vezes jogadores e rotinas, mas a dinâmica está lá. Mas muda alguma coisa não saber se será um jogo de posse com o Dani ou se será o Ugarte. As coisas mudam. Se joga o Neto, o Feddal ou o Inácio. Mas não será surpresa. Temos saldo positivo sem Palhinha e Coates. É certo que não foram jogos desta dimensão e que tivemos um jogo mau com o Ajax, mas houve outros que sem ele que ganhámos. Sem o Palhinha o último dérbi começámos sem ele. E quem marcou foi o Matheus, que jogou nessa posição. É dessa forma que vemos o jogo, como o próximo".

"Temos de jogar, com a mesma responsabilidade, mesmo sem Palhinha e Coates. Vai jogar o melhor Sporting. Olhamos para o copo meio cheio, para o projeto. O Dani tem de jogar, o Ugarte tem de começar a arrancar. Quando o contratámos foi para salvaguardar a saída de um dos médios e queríamos um jovem com muito talento e sangue na guelra. Nada melhor do que estes jogos para lançar estes jogadores. São jovens, não viveram bem estes momentos, mas olhando para o copo meio cheio é entusiasmante ter estes jogos para ver estes jogadores".

"Mesmo sendo de uma equipa jovem, já estão habituados. Ganhar títulos, jogar finais e disputar jogos de Champions dá-nos essa capacidade para aguentar os jogos. Com o Dortmund o estádio estava composto, com o Besiktas estava um grande ambiente. É certo que com o Benfica é diferente, como com o FC Porto. Mas será igual... Eu conheço o estádio. 20 ou 30 mil, o barulho será muito grande, mas também estou entusiasmado pelo jogo. Não estão lá esses, mas vão outros crescer. Lembrar o que era o Palhinha quando chegou, teve de fazer um percurso. Estamos a dar passos para esses jogadores. Esta equipa tem de estar preparada, não depende de ninguém, vamos a jogo, temos de ganhar e é isso que vamos fazer".

publicado às 19:15

Algumas considerações de Rúben Amorim...

As hipóteses de ganhar: "Acredito sempre que a equipa pode fazer mais e melhor. Sei da diferença que há na experiência, no número de vezes que o Borussia Dortmund esteve cá, nesta fase da Liga dos Campeões. Eles eram favoritos no grupo, mas o Ajax merece. Foi o melhor".

O primeiro jogo na Alemanha: "Defensivamente estivemos bem, mas precisamos de melhorar ofensivamente para ganhar porque o empate dá-lhes grande vantagem. Eles estão habituados a estes momentos difíceis. Quero que os jogadores entendam o momento do jogo. Não fomos muito agressivos na forma de atacar lá, podemos ser mais agressivos. Variávamos bem, mas faltava alguma agressividade. Temos o plantel quase todo, podemos ter bola, comandar também, mas sabemos que vamos ser empurrados e que defendemos bem. Manter a capacidade defensiva e melhorar a ofensiva, é isso".

Associado a substituir Solskjaer no Manchester United: "Estamos a falar de rumores. Na semana passada falei do futuro, está claro. Não dou grande importância a essas coisas. O que posso dizer... Acho que o Manchester United devia levar o Erik ten Hag [treinador do Ajax] e já esta semana. Era algo que gostaria".

O treinador do Borussia não conheceu o seu nome: "Tanto faz. Não conhece o nome? É normal. Em Portugal também não me conheciam como treinador há três anos. Fiquei contente com o convite, ainda que não seja muito de beber. Espero sempre ganhar e lá estarei para o copo de vinho. Respondo a isso depois do jogo consoante o meu estado de espírito".

O Sporting é a equipa que mais cresceu na Liga dos Campeões? "Eu penso que sim. Também acho que era a equipa que tinha mais margem para crescer. Os dois jogos com o Besiktas ajudaram muito. Ganhámos bem lá e depois houve o jogo cá, que foi muito bem conseguido, tendo em conta também as baixas do Besiktas que ajudaram e a equipa cresceu muito. Os jogos ajudaram, a recuperação de certos jogadores também ajudou".

Mente forte: "O cenário é completamente diferente e muito daquela melhoria ofensiva vem também da parte psicológica. É precisamente isso que vamos tentar fazer amanhã. Sabendo que é um jogo decisivo, o Dortmund é favorito e nós não temos muitos jogos na nossa estadia aqui no Sporting em que o adversário é favorito. Vamos tentar usar isso no jogo de amanhã sabendo que o empate ajuda ao Dortmund e não ao Sporting. Vamos atirar-nos ao jogo com muito coração, mas também com a cabeça fria".

publicado às 03:03

Curiosamente, o treinador do Sporting foi instado a comentar a Selecção Nacional...

Momento da Selecção: "É olhar também para a actual campeã da Europa [Itália], que tinha de vencer a Irlanda do Norte e não venceu. Vamos estar no Mundial, acredito nisso. Sou um rapaz novo, mas ainda sou do tempo em que íamos sempre ao play-off. Tenho a certeza que vamos ao Mundial".

Fernando Santos e os três centrais: "O míster é que me pode dar dicas a mim. A única lição que eu tiro é que isto acontece a qualquer treinador. Eu tenho de estar muito concentrado no meu trabalho, porque o que conta é o dia de amanhã. É normal, faz parte da nossa vida. Eu estou focado, o míster não precisa de dicas e tenho a certeza que vamos estar no Mundial. Independentemente do que se ganha e do que se faz, o que conta é o dia de amanhã".

publicado às 13:15

DESTAQUES

“Ganhar é sempre importante para mantermos a nossa posição e não descermos. A série vitoriosa vale o que vale, como sempre, o que queremos é ganhar este jogo para manter a posição. As sensações para uma paragem de duas semanas são sempre melhores com uma vitória, vamos mais descansados porque nos mantivemos vivos na Liga dos Campeões, precisamos de um ponto na Taça da Liga, temos o jogo na Taça de Portugal… obviamente, será muito melhor vencer o jogo".

"A nossa forma de jogar não muda muito consoante o adversário, mas estamos preparados para um jogo muito mais físico, num campo muito mais difícil, e aquelas sensações boas de termos espaço e estarmos confortáveis no jogo, vão ser completamente diferentes. Temos de ter cuidado com os sítios onde vamos perder a bola, porque vamos sofrer com isso”.

“São fases, posso falar no Jovane, que no início foi essencial e andámos ali muito à volta das características dele, depois mudou-se para o Nuno [Santos] e agora está o Sarabia que tem estado muito bem. Aconteceu isso em várias posições, como na posição de lateral esquerdo. O Rúben Vinagre já teve as suas oportunidades, jogará quando terá de jogar e agora apostámos no Matheus Reis ali, que é a sua posição de origem e tem estado muito consistente, a ligar bem com o Pablo. Tem correspondido e merece estar a jogar”.

“Não falamos dos rivais aqui. A única coisa que posso dizer aos jogadores e a toda a gente no Sporting é que, há um mês, tínhamos duas derrotas na Champions e estávamos atrás do Benfica. O futebol é muda muito e não há bem que dure para sempre. Estas séries de vitórias não se costumam alongar muito e o que temos de fazer é ser humildes, encarando todos os jogos da mesma maneira. É indiferente o que se passa com os rivais, temos é de nos focar aqui, porque se demorou algum tempo a criar-se o ambiente que temos. Isso depende muito da forma como encaramos os desafios, a forma como as pessoas olham para nós, que abordamos os jogos da mesma forma, seja onde for, tem muito impacto. Fazendo isso, ficamos mais perto de garantir a nossa parte”.

“Não pretendo criar anda. Temos uma ideia e um orçamento, o que faço é respeitar a ideia — criar mais espaço para os jogadores da formação aparecerem na equipa principal — e o orçamento não sou eu que decido, é o Hugo Viana e o presidente, e temos de respeitar. Não dá para tudo. Se queremos manter os melhores, temos de renovar com eles a toda a hora. Há um caminho que escolhemos e perdemos umas coisas, mas ganhamos noutras".

publicado às 02:34

Algumas considerações de Pedro Gonçalves na conferência de imprensa

"A equipa está confiante, tal como estava nas semanas anteriores. Fazemos sempre o mesmo trabalho. Esperamos fazer um grande jogo".

"Estou extremamente contente por fazer parte deste grupo e deste Clube e espero dar sempre o máximo por esta camisola".

"A nossa maior obrigação é sempre ganhar porque este é um grande Clube. Temos de dar sempre o nosso máximo e conseguir a vitória. Espero que amanhã seja mais um dia [desses] e que consigamos dar a vitória aos nossos adeptos. Precisamos muito de ganhar nesta competição e o nosso objectivo é entrar sempre para ganhar".

"A minha lesão já passou, felizmente. Já fiz bastantes jogos e estou mais confiante do que nunca. Sinto a falta dos golos, mas eles vão aparecer. Não tenho pensado muito nisso"

publicado às 03:17

DESTAQUES

Maratona de jogos [cinco, entre 23 de Outubro e 7 de Novembro]: "Todas as partes são importantes. Não sabemos que jogo nos vai fazer falta no fim do campeonato. Apesar dos jogos seguidos, não temos viagens e isso ajuda. Vamos ter o estádio com gente e tudo isso é positivo. Vamos definir competições".

Estratégia para a maratona: "Manter a mesma atitude. Quando perdemos e quando tivemos derrotas pesadas. Compete fazer o mesmo, sabendo que é perigoso. Alertámos os jogadores, estão todos confiantes e mostraram que querem ser opção. Estamos a recuperar vários jogadores. Temos muita coisa a melhorar, não foi um jogo perfeito. Estão todos preparados. Temos mais um jogo importante para mantermos a nossa caminhada."

Regressa Pedro Gonçalves: "Temos vindo a ganhar. Um jogador não faz uma equipa. O Pote é um jogador muito importante, que tem um passado como médio e que o ano passado foi avançado. É um jogador de muita qualidade, mas penso que o Sporting não está apenas dependente dele. O próprio Palhinha fez um jogo melhor e quando todos estão melhores a própria equipa fica melhor."

Sobre Rúben Vinagre: "Fez excelente jogo com Os Belenenses. Lembrar que jogava lá o Nuno Mendes, que era um jogador completo, defensivamente, ofensivamente, era rápido e forte. Agora, temos de dividir o Nuno por vários jogadores. O Vinagre começou bem, o Matheus Reis sempre foi defesa-esquerdo, temos ainda o Nuno Santos quando queremos um extremo.... ".

Feddal e convocatória para a CAN: "Até Janeiro falta muito, queremos é estar cá em janeiro. Não falo sobre a selecção. Se estiver na seleção está. Se tiver de ir à selecção vai".

publicado às 02:32

publicado às 19:30

wm.jpg

Algumas considerações de Mariana Cabral - treinadora da equipa feminina de futebol - na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de amanhã frente ao Estoril Praia, da quarta jornada da Série Sul da Liga BPI:

“Todas as jogadoras sabem que um empate é negativo (Torreense) para o Sporting CP. Talvez o primeiro dia da semana não tenha sido tão alegre como é habitual, mas é perfeitamente natural. Elas sabem o que aconteceu e pensamos nesse jogo não como algo apenas negativo, mas que serviu de aprendizagem para o futuro, a começar pelo jogo com o GD Estoril Praia.

Os jogos que tivemos no início da época foram algo diferentes porque as equipas não se fecharam lá atrás. Este empate foi um alerta porque percebemos o que pode acontecer daqui em diante. É natural que haja equipas que se fecham mais lá atrás, mas cabe-nos ter a competência e as soluções necessárias para criar ainda mais ocasiões de perigo e marcar mais golos.

Temos de ir ajustando o processo de acordo com tudo isso, mas sabemos que estamos na primeira fase e, por isso, ainda temos alguma margem. Neste jogo vamos experimentar algumas coisas novas para percebermos como as jogadoras se comportam. Vamos aproveitar a paragem para melhorar pois estamos no início da época e tanto a equipa como a equipa técnica são novas. É verdade que a temporada começou bem, mas os processos demoram a implementar e a ficar cada vez melhores.

Jogar em casa é diferente pois contamos sempre com o forte apoio dos Sportinguistas, que são os melhores adeptos do Mundo. O empate diante do SCU Torreense não abalou em nada o nosso espírito do grupo, estamos prontas para enfrentar mais um encontro”.

publicado às 17:15

Screenshot (337).png

Considerações de Rúben Amorim que achei interessantes, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Arouca, realizada esta sexta-feira:

Sobre Paulinho...

"Não estou sempre a elogiá-lo, limito-me a responder às vossas perguntas. Paulinho faz tudo aquilo que eu lhe peço, só não faz o que lhe daria mais valor junto dos adeptos e da imprensa: os golos. É muito importante, tem falhado na finalização. Tem de melhorar. Há períodos em que os avançados marcam menos golos. Poderão dizer que é um período longo, mas também já vi outros que não marcam durante um ano e depois explodem. Vocês (jornalistas) é que falam nisso. Eu dou a minha opinião".

Sobre a ausência de Pote...

"Não explica tudo. Temos vários jogadores de muita qualidade, mas temos de melhorar, ter outra capacidade à frente da baliza. Dar valor às vitórias. Se estivéssemos como no ano passado, em que só tínhamos duas oportunidades e marcávamos dois golos.... Agora criamos muito e temos de marcar mais. Já somos a melhor defesa, como no ano passado. Defendemos bem, mesmo sendo uma equipa ofensiva. Mas temos de fazer mais golos".

Sobre João Mário...

"Não tenho visto o rival. Tenho visto Matheus Nunes que está na Selecção. É um grande activo do Sporting, teve um crescimento enorme. O João Mário não teria aqui o estatuto nem sequer a influência que tem no Benfica. E ele sabia. Já falámos sobre isso. Estou muito contente com os meus jogadores. Não trocaria nenhum médio por outro. Mesmo com duas derrotas e o campeonato a funcionar. Cada um está bem onde está e foi para o sítio certo. E quando assim é ficamos todos contentes".

Sobre os poucos golos marcados...

"Chegar à área compete mais ao treinador de ajudá-los nesse caminho. Tivemos várias oportunidades onde os jogadores têm de decidir ou ter um dia melhor. Lembro-me de várias na cara do guarda-redes e não marcámos, por uma ou outra situação. E pelas estatísticas, que valem o que valem, mas mostram que rematámos à baliza, chegamos à área, mas temos de meter lá mais gente. Podemos dar e fazer mais. Ter outra capacidade de finalização. Às vezes depende da inspiração. Houve fazes em que criávamos menos perigo e marcávamos mais golos. Penso sempre que no próximo jogo vamos fazer mais golos. Mas o importante é não sofrer, pois geralmente fazemos sempre um golo".

publicado às 02:47

DESTAQUES

- "O Marítimo é uma equipa muito difícil de bater, empatou em Famalicão, empatou com o Porto. Tem um treinador com boas ideias, que já fez bons trabalhos em Portugal. Não têm responsabilidade nenhuma, nós temos toda a responsabilidade do jogo. Não queremos sofrer golos. Como ficou provado no último jogo, não sofrendo golos estamos muito mais perto de vencer os jogos.”.

- "Para nós, como clube, o mais importante é o campeonato, isso é que nos garante uma boa classificação, garantindo uma boa classificação poderá garantir a Liga dos Campeões mais uma vez, garante outro encaixa, dá-nos outra experiência. Obviamente que não vamos fazer poupanças, o jogo mais importante é sempre o seguinte. Tivemos cinco dias entre jogos, no próximo teremos três. Dá para recuperar. Não estou nada preocupado com a recuperação para Dortmund porque a motivação é sempre alta".

- “O Paulinho tem de fazer o que tem vindo a fazer, tem jogado muito bem, os golos dão sumo ao que é o avançado, mas olhamos muito mais [além] do que isso, sempre o disse. Quando tive de dizer que o Paulinho falhou alguns golos que não deveria ter falhado, ele é o primeiro a ver isso. O Paulinho está muito bem, melhorou muito a equipa, melhora o TT todos os dias no treino porque o ajuda. Estamos muito satisfeitos, queremos que ele marque golos, mas isso não é o mais importante".

"O Ugarte pode fazer a posição ao lado do João Palhinha, pode dividir o jogo, quando o Palhinha não joga pode dividir o jogo com o Bragança, ou Matheus. O Ugarte demorou muito tempo a chegar à nossa equipa. Quando o negócio estava quase a fazer-se com a época em andamento, teve Covid, ficou sem treinar, voltou. Apresentou-se até muito bem, surpreendeu-nos a todos, depois o Palhinha e o Matheus têm dado pouco espaço, até ao Dani [Bragança], que tem vindo a treinar muito bem e merece espaço. Quero relembrar que o Ugarte foi para a seleção, não jogou praticamente, esteve fora da equipa, isso tudo condiciona a utilização dele. Ele está preparado para ser opção, mas está difícil de tirar o Palhinha, a culpa é mais do Palhinha do que do treinador". 

- “Só o mero facto de se dizer 'se não perder bate-se recorde' é completamente indiferente. Queremos é ganhar, estar lá em cima, ganhar títulos. Os recordes são bons, mas não interessa muito na nossa vida." (Referente à possibilidade de alcançar o registo de 26 jogos consecutivos no campeonato sem perder em Alvalade e bater recorde de há 68 anos).

publicado às 15:45

DESTAQUES

"Em relação aos nossos centrais, disse o que disse porque sei o processo em que estamos inseridos. Quando falei de outros clubes e até de outros treinadores, é porque são outros momentos. Eu não sei o que vai ser da minha carreira, estarei provavelmente noutro clube qualquer que terá outra ideia, outro projecto. O nosso passa pela formação, passa por levantar o clube em todos os aspectos e seguir um caminho. Desde o ano passado falámos que existia um projecto e ir à Liga dos Campeões não pode mudar nada. Isso para mim era muito perigoso. Não vou ser eu a ajudar a ter mais jogadores, mais soluções, o que temos de fazer é seguir o que tínhamos pensado, doa a quem doer. Sei bem o clube em que estou, a ideia, e é esse caminho que vamos seguir."

"É de lembrar que o Gonçalo Inácio quando surgiu na equipa principal era suplente, às vezes era defesa-esquerdo no sub-23 e até nos sub-19. Portanto, há jogadores aqui que surpreendem. Nós fazemos a nossa avaliação e nestas idades vai mudando muito aquilo que acontece".

"O dia de amanhã pode não ser com três centrais, fizeram a pergunta de baixar um jogador da frente para o meio campo, mas o que senti depois de ver o Ajax é que deveríamos tirar um defesa para pressionar mais na frente. São várias ideias, o futebol vai evoluindo e vou vendo os outros treinadores que sabem muito mais do que eu, que foi o caso neste jogo [com o Ajax] e vamos tirando ideias. O que sei é que o Sporting tem essas condições, tem um projecto e isso não se muda. A ideia do treinador, os miúdos que sobem, isso muda consoante cada dia."

publicado às 03:16

isa_0484.jpg

Algumas considerações de Rúben Amorim na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da Liga dos Campeões frente ao Ajax:

"O AFC Ajax aposta muito na juventude e é conhecido por criar grandes jogadores, tal como o Sporting CP. Mas são clubes em momentos diferentes. Há pouco tempo estiveram nas meias-finais da UEFA Champions League e mantiveram muitos jogadores. Temos de passar por vários mercados para chegar ao momento do AFC Ajax. São clubes parecidos e equipas parecidas na juventude, mas nesta competição o Ajax é uma equipa muito mais experiente".

"Em Famalicão deveríamos ter ganho o jogo, mas também podíamos ter perdido. Com o FC Porto fizemos um jogo muito bom. É um momento óptimo. Penso que a equipa está preparada e deve viver estes momentos. Ter um Clássico e jogar poucos dias depois contra o Ajax faz crescer esta equipa. (...) A motivação vai estar em alta".

"O treinador Erik ten Hag está há vários anos no comando técnico do Ajax. conhece bem a filosofia do clube e tem uma equipa muito perigosa, que tem sempre a bola e temos de contrariar isso".

"Gonçalo Inácio e Tiago Tomás regressam, mas Sebastián Coates e Pote vão ficar de fora e não é possível "esconder o peso" que ambos têm na equipa: "Um foi o melhor marcador e o melhor jovem da Liga e o outro foi o melhor jogador da Liga".

"Vamos lutar por todos os jogos e não vale a pena fazer contas, seja nesta prova ou no campeonato. O objectivo principal é perceber se conseguimos lutar com os melhores. Para isso precisamos de grandes equipas, como o Ajax. Queremos ser competitivos e ganhar o jogo".

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo