Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A título de curiosidade

Rui Gomes, em 26.02.21

21945096_ZeIGs.png

Apesar do título da rubrica, hoje o caso vai um pouco (muito) além de simples curiosidade.

Eis as nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para o jogo de amanhã no Dragão:

Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: David Silva
VAR: Artur Soares Dias
AVAR: Rui Licínio

Não sei bem o que pensar de João Pinheiro. Quase preferia Artur Soares Dias mesmo após as suas erráticas decisões, como VAR, no jogo em Famalicão. E, vale o que vale, aqui está ele novamente como vídeo-árbitro.

Veremos o que isto vai dar...

publicado às 04:03

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 19.02.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 20.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-Portimonense SC
Árbitro: Rui Costa
Assistentes: Nuno Manso e João Bessa Silva
4.º árbitro: Bruno Rebocho
VAR: Rui Oliveira
AVAR: Nélson Cunha

SC Braga-CD Tondela
Árbitro: Tiago Martins
Assistentes: Pedro Mota e Hugo Ribeiro
4.º árbitro: Flávio Lima
VAR: Bruno Esteves
AVAR: José Luzia

SC Farense-SL Benfica
Árbitro: Hugo Miguel
Assistentes: Bruno Jesus e Ricardo Santos
4.º árbitro: João Malheiro Pinto
VAR: Vasco Santos
AVAR: Pedro Ribeiro

publicado às 03:02

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 12.02.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem para os jogos da 19.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-FC Paços de Ferreira
Árbitro: André Narciso
Assistentes: Paulo Brás e José Luzia
4.º árbitro: Hugo Silva
VAR: Luís Ferreira
AVAR: Paulo Miranda

FC Porto-Boavista FC
Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Jorge Fernandes e Luciano Maia
4.º árbitro: João Gonçalves
VAR: Vítor Ferreira
AVAR: Bruno Rodrigues

CD Santa Clara-SC Braga
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: Miguel Nogueira
VAR: Fábio Veríssimo 
AVAR: Pedro Martins

Moreirense FC-SL Benfica
Árbitro: Manuel Oliveira
Assistentes: Tiago Leandro e Nélson Cunha
4.º árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Fábio Melo
AVAR: Rui Licínio

publicado às 04:33

img_920x519$2021_02_08_23_29_17_1812858.jpg

Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting CP, reagiu, no programa Raio-X da Sporting TV, às recém-críticas do FC Porto à arbitragem:

"Quem ouvir os responsáveis do FC Porto a falar e ver a realidade, não bate a bota com a perdigota. No jogo do FC Porto vi dois amarelos bem mostrados, se o 1º não é amarelo então pelo amor de Deus…

"Não podemos passar a vida toda com esta linguagem agressiva e estratégia bélica do FC Porto em tudo o que faz, vide o caso dos falsos positivos, e depois deparamo-nos com a realidade que nos diz exactamente o contrário: é a equipa com mais penáltis a favor e menos amarelos. Acho extraordinário".

publicado às 03:05

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 09.02.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para o encontro do Sporting da 18.ª jornada da Liga NOS:

Gil Vicente - Sporting

Árbitro: Nuno Almeida
Assistentes: André Campos, Pedro Felisberto
4.º árbitro: João Malheiro Pinto
VAR: António Nobre
AVAR: Nelson Pereira

publicado às 03:03

Ditadura ou democracia, no futebol?

Naçao Valente, em 03.02.21

naom_5790b6f1198e9.jpg

Quem não viveu numa ditadura, pode imaginá-la mas nunca vai conhecê-la. A experiência é a mãe de todas as coisas. Vivi numa ditadura e sei bem o que é. Por isso, quando em 25 de Abril de 1974, se iniciou o processo que levaria à construção de uma democracia em Portugal, pude ver qual a real diferença.

Ao fim de quarenta anos, temos um país melhor, mais desenvolvido, mais justo e livre. Mas os resquícios do poder ditatorial continuam a viver na mente de muita gente. No seu dia a dia, nos seus comportamentos, vêm muitas à superfície tiques ditatoriais. Digamos que a ditadura não está na Lei, mas continua nas mentalidades.

No desporto em geral, e no futebol muito em particular, os tiques de poder totalitário são constantes. Atrevo-me até a dizer, que as diversas formas de poder ditatorial ainda se encontram plasmadas na própria lei que rege o sector desportivo. Pergunto: haverá algum clube desportivo, onde se pratica, em pleno, uma verdadeira democracia?

Mas muito do que se passa nos diversos órgãos que regem o futebol, leva a questionar se ali se pratica autêntica democracia. Qual o processo que leva à composição desses órgãos? Arranjinhos, compadrios, pressões, influências? 

Vem isto a propósito, mais especificamente, dos órgãos que dirigem a arbitragem. Não se parecem com corporações próprias de um poder totalitário? E os árbitros na sua actuação, que limites têm eles ao poder discricionário? Não será mais um sector onde o erro não tem consequências? Ou faz de conta que tem?

Os árbitros são necessários, como juízes, claro, para a realização do jogo. Mas será que não confundem arbitrar com tornar-se os artistas do espectáculo? Os artistas não têm que ser exclusivamente os atletas no campo? Será que sem estes, os homens do apito teriam razão para existir? Pergunta retórica.

No entanto, analisando o problema por outra perspectiva, não terão os clubes também responsabilidade, por muito do que acontece, ao aprovarem os regulamentos, que o sector da arbitragem aplica, a seu belo prazer? Ou de uma forma dogmática? Não serão os clubes que lhes dão o excesso de poder de que se queixam?  

Em jeito de conclusão, pergunto simplesmente: não estará o mundo do futebol a precisar de uma revolução? Não estará o sector da arbitragem a precisar do 25 de Abril que nunca teve?

publicado às 03:34

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 25.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 15.ª jornada da Liga NOS:

Boavista FC-Sporting CP
Árbitro: Fábio Veríssimo
Assistentes: Bruno Rodrigues e Sérgio Jesus
4.º árbitro: Hugo Silva
VAR: António Nobre
AVAR: Nélson Pereira

SL Benfica-CD Nacional
Árbitro: Rui Costa
Assistentes: Nuno Manso e João Bessa Silva
4.º árbitro: Flávio Lima
VAR: Nuno Almeida 
AVAR: André Campos

SC Farense-FC Porto
Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Jorge Fernandes e Luciano Maia
4.º árbitro: Marcos Brazão
VAR: Hélder Malheiro
AVAR: Rui Cidade

SC Braga-Gil Vicente FC
Árbitro: Manuel Oliveira
Assistentes: Tiago Leandro e Tiago Mota
4.º árbitro: João Gonçalves
VAR: Rui Oliveira

publicado às 14:30

A título de curiosidade (e não só)

Rui Gomes, em 22.01.21

Final da Taça da Liga.png

Nomeação da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para a final da Allianz Cup:

Árbitro: Tiago Martins
Assistentes: André Campos e Pedro Mota
4.º árbitro: Manuel Mota
VAR 1: Hugo Miguel 
VAR 2: António Nobre
AVAR: Ricardo Santos

publicado às 12:50

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 18.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da meias-finais da Allianz Cup:

Sporting CP-FC Porto
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: Manuel Oliveira
VAR: Vítor Ferreira
AVAR: João Bessa Silva

SC Braga-SL Benfica
Árbitro: Fábio Veríssimo
Assistentes: Bruno Rodrigues e Sérgio Jesus
4.º árbitro: Hélder Malheiro
VAR: Rui Costa
AVAR: Nuno Manso

publicado às 13:30

"Cada vez entendo menos"

Rui Gomes, em 13.01.21

Screenshot (536).png

Instantes depois do FC Porto ter empatado o jogo na Choupana, esta terça-feira, Zouhair Feddal recorreu ao Twitter para dizer: "Cada vez entendo menos".

A referência óbvia é ao facto de Taremi ter ajeitado a bola com o braço no início do lance. Até se admite que o árbitro (António Nobre) não tenha visto, mas já o mesmo não se pode dizer de Vasco Santos, que desempenhou a função de vídeo-árbitro na partida.

Com superioridade numérica a seu favor desde os 64 minutos, a equipa portista acabou por ganhar a eliminatória, no prolongamento, sem grandes dificuldades.

Sérgio Conceição no final do encontro... "Houve lances duvidosos que ainda não tive oportunidade de ver".

Pois... nem vale a pena agora, o resultado está feito.

publicado às 03:19

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 05.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 12.ª jornada da Liga NOS:

CD Nacional-Sporting CP
Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Paulo Miranda e Luciano Maia
4.º árbitro: Iancu Vasilica
VAR: António Nobre
AVAR: Pedro Martins

SC Braga-Marítimo M,
Árbitro: Hélder Malheiro
Assistentes: Rui CIdade e Gonçalo Freire
4.º árbitro: Flávio Lima
VAR: Artur Soares Dias
AVAR: Rui Licínio

Artur Soares Dias novamente como VAR, embora desta vez no jogo do SC Braga. Pelos vistos, o Conselho de Arbitragem está satisfeito com o seu desempenho nessa função, até mesmo depois da calamidade em Famalicão.

publicado às 18:45

21933450_DbcuU.png

No programa Raio-X da Sporting TV, esta segunda-feira, Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting CP,  voltou à carga sobre a arbitragem:

"A percepção que tenho é que os árbitros têm medo de, em caso de dúvida, tomarem certas decisões que possam prejudicar o Benfica ou o FC Porto. Um amarelo perdoado a Romário Baró em Guimarães que resultaria na sua expulsão, uma falta flagrante que antecedeu o primeiro golo do Benfica ao Portimonense, falta para grande penalidade cometida por Vlachodimos não assinalada...

Apesar dos processos instaurados pelo Conselho de Disciplina da FPF ao Sporting CP, Rúben Amorim e Emanuel Ferro, não quero acreditar em perseguição. É preciso perder o medo de ir contra o poder instituído que é representado pelo Benfica e o FC Porto."

publicado às 04:34

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 01.01.21

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 12.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-SC Braga
Árbitro: Fábio Veríssimo
Assistentes: Bruno Rodrigues e Sérgio Jesus
4.º árbitro: António Nobre
VAR: João Pinheiro
AVAR: Tiago Costa

CD Santa Clara-SL Benfica
Árbitro: Hélder Malheiro
Assistentes: André Campos e Rui Cidade
4.º árbitro: Flávio Lima
VAR: Rui Costa
AVAR: Nuno Manso

FC Porto-Moreirense FC
Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Jorge Fernandes e Luciano Maia
4.º árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Vasco Santos
AVAR: Pedro Ribeiro

Com Fábio Veríssimo a dirigir o encontro, dois ou três dos cinco jogadores do Sporting que estão no limite dos amarelos (Coates, Feddal, Luís Neto, João Palhinha e Nuno Santos) vão ser alvo do quinto.

E... talvez até não seja o pior cenário. Precisamos de começar a "limpar" antes dos jogos com os outros rivais.

publicado às 03:05

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 26.12.20

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 11.ª jornada da Liga NOS:

Belenenses SAD-Sporting CP
Árbitro: Rui Costa
Assistentes: Nuno Manso e João Bessa Silva
4.º árbitro: João Malheiro Pinto
VAR: André Narciso 
AVAR: Paulo Brás

FC Famalicão-Gil Vicente FC
Árbitro: Artur Soares Dias
Assistentes: Rui Licínio e Paulo Soares
4.º árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Vasco Santos
AVAR: Bruno Rodrigues

SC Farense-FC Paços de Ferreira
Árbitro: Luís Godinho
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4.º árbitro: Nuno Almeida
VAR: João Pinheiro
AVAR: Luciano Maia

As equipas de arbitragem para os jogos do Benfica, FC Porto e SC Braga ainda não foram divulgadas, nota-se, no entanto, Artur Soares Dias e Luís Godinho em plena actividade.

publicado às 03:00

Factor Comunicação e Propaganda

Rampante, em 20.12.20

propaganda.jpg

Capa do livro "Spinning History"

Todos os sportinguistas, incluindo os apoiantes mais próximos de Frederico Varandas, sempre admitiram que um dos grandes problemas do Sporting CP era a comunicação.

Ninguém, incluindo o presidente, conseguia comunicar devidamente e cada vez que se ouvia alguma coisa vinda de Alvalade, era de colocar as mãos à cabeça. "Vergonha alheia", foi uma das muitas expressões utilizadas.

Curiosamente, quis o destino que esta mesma Direcção fosse contratar aquele que se está a revelar como porventura um dos melhores comunicadores mundiais dentro do futebol, e com o bónus de ser treinador... e dos bons ainda por cima.

Ruben Amorim já mostrou que sabe falar, e bem. Fá-lo com mestria antes dos jogos... Fá-lo quando o Sporting perde, e tem-lo feito quando o Sporting ganha.

Já a nível de balneário também se verifica os jogadores completamente alinhados com o discurso do treinador e a fazerem bom uso duma inteligência pouco comum no futebol, tal como Luís Neto ontem bem mostrou na flash interview ao dar a "bicada" ao VAR.

Até a Direção do Sporting foi "contagiada" por esta "boa comunicação", que nos últimos meses têm gerido este aspecto tão importante no futebol com elevada mestria.

Este foco na comunicação é essencial e é bom que seja o treinador a conseguir controlar a forma como a mesma é feita, pois a forma como o futebol é falado tem o duplo efeito de colocar ou retirar pressão aos jogadores. Ser o treinador a controlar esses momentos é simplesmente fulcral.

No entanto, como tudo no Sporting, o trabalho tem de ser a dobrar. Basta ver a "pressão" que a comunicação social está a colocar sobre o jogo de ontem, querendo fazer eco dos desejos de quem segue mais abaixo na tabela, de que o Sporting foi "ajudado".

Este é ainda, um dos problemas que o Sporting enfrenta.

Urge que o presidente se recorde das aulas que teve no Colégio Militar, em particular daquelas em que se mostrava que a "propaganda" é das armas mais letais em qualquer guerra. É necessário compreender que neste "campo" o Sporting está quase ausente e isso acaba por complicar a vida ao próprio Clube!

O Sporting não necessita de controlar a Comunicação Social no seu todo, mas deve pelo menos conseguir exigir que a mesma não interfira na "pressão" da equipa, obrigando-a a ser justa!... E este per si so, é já um trabalho colossal.

Em relação ao jogo de ontem:

Vender a ideia que o penálti não existiu, num lance onde existiram dois claros, é de uma falta de honestidade monumental. E para envergonhar muitos destes "jornalistas" e "comentadeiros" basta rebobinar a cassete e ver o que os mesmos disseram quando em Junho deste ano o Porto beneficiou de um penálti extremamente parecido contra o Aves, ou de quando o SCP sofre um penálti semelhante contra o Belenenses em Abril de 2018.

Em todos esses momentos os penálties não levantaram dúvidas (sendo mais duvidosos) e o de ontem é duvidoso...

Coerência, pois claro!

P.S.: Ontem fui o único a sentir falta do célere conforto comunicacional do Conselho de Arbitragem em defesa do árbitro?

publicado às 13:15

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 17.12.20

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos a contar para a 10.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-SC Farense
Árbitro: André Narciso
Assistentes: Paulo Brás e Marco Vieira
4.º árbitro: Hugo Silva
VAR: Bruno Esteves
AVAR: José Luzia

Pela publicação deste post, ainda não tinham sido divulgadas as equipas de arbitragem para os jogos dos principais rivais.

21940255_IzibG.jpeg

Este André Narciso é o mesmo apitador que no encontro com o Gil Vicente exibiu o cartão amarelo a João Palhinha aos 36 segundos de jogo.

Cautela Sporting... esta nomeação não terá surgido por mero acaso!

publicado às 03:03

istockphoto-538037534-612x612.jpg

Uma partida de futebol são noventa minutos, mais os descontos. E deve ser analisado na totalidade desse período. No jogo com o Famalicão, o Sporting foi superior. Marcou golos e desperdiçou oportunidades. Cometeu erros (dois) que não deveria cometer, mas fazem parte do jogo. Qual é a equipa que não os comete?

Em função do jogo jogado, no final, o SCP teria de ser vencedor, inequivocamente. Não foi, não pelas suas falhas, mas por factores que não controla, nem lhe compete controlar.

Os homens do apito são parte do jogo com uma função específica. São juízes para dirimir "conflitos" do jogo, com a isenção que se exige a um qualquer juiz. Mas antes disso são homens, imperfeitos e sujeitos ao erro. Para evitar naturais erros criou-se uma estrutura de apoio com base nas tecnologias avançadas. O que avançou? Pouco ou nada.

O erro pode ser realmente genuíno, mas ao mesmo tempo, voluntário, embora mascarado de involuntário. A diferença entre a desonestidade e a honestidade está nos pormenores. Os juízes do futebol que praticam a desonestidade, encontraram no VAR mais uma via para direccionar e dissimular os seus actos.

Sem qualquer calimeirismo, os factos comprovam que o Sporting está na lista negra de alguns juízes, ao serviço de outros interesses. Quando põe em causa esses interesses é preciso refreá-lo. Foi o que aconteceu em Famalicão. Toda a estrutura destes juízes, dentro e fora do campo, se uniu de uma forma arrivista. E não foi apenas um lance que esteve em causa, foi todo o jogo.

Neste mundo onde a corrupção é descarada, o Sporting não tem direito a falhar. Não basta ser superior tem de ser muito superior. O "sistema", agora com duas faces, está bem vivo. Protestar não chega. É preciso agir. Como? Essa é a minha grande dúvida..

Texto da autoria de Nação Valente

publicado às 03:33

Screenshot (437).png

"Voltámos a ter um árbitro no VAR a ter influência num momento capital. Este lance final de anular o golo ao Coates, se fosse com um dos rivais, Benfica ou FC Porto, nunca seria anulado. Num jogo de futebol existem erros normais, o que me preocupa é a natureza e a forma como é visto o VAR. Este lance é um golo limpo. O que acontece é: 'vamos utilizar o VAR e encontrar algo que justifique o que anule o golo'. Com uma câmara microscópica, com uma ampliação de 64 vezes... este golo jamais seria anulado para os nossos rivais. Como presidente do Sporting custa-me ver quatro pontos retirados onde se utiliza mal o VAR. Já falei com o presidente do CA. Vêm os especialistas, vêem um frame em que o braço toca, mas o golo é limpo. Eram 4 pontos de avanço e começam a tremer. Mas quanto mais tremem mais força dão ao grupo", disse aos jornalistas.

___________________________________________________

"A actuação do árbitro já era de esperar... Até neste blogue se fizeram vários avisos à navegação durante a semana.

O futebol em Portugal é tão previsível, que até dá para antecipar os roubos nos jogos... incrível!

Mas mais... serei o único a estranhar que menos de 2 horas depois do fim do jogo, existam notícias (plantadas) em vários jornais a dizer que o Conselho de Arbitragem considera certa a decisão do árbitro???

Na história do futebol em Portugal, existe registo de algum jogo em que o Conselho de Arbitragem tenha reagido tão rápido em relação a um lance de jogo???

Surreal... simplesmente surreal".

Comentário do nosso colega redactor Rampante

___________________________________________

"O jogo foi um lamentável déjà vu. Mais grave do que os vários erros de Luís Godinho, só mesmo a reacção via imprensa do Conselho de Arbitragem. Deve ser recorde nacional.

O mesmo VAR que anulou um golo limpo a Coates, não viu este empurrão grosseiro a João Mário. Aguardamos a qualquer momento a posição do Conselho de Arbitragem".

Comentário de Miguel Braga, Comunicação do SCP

publicado às 03:19

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 04.12.20

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 9.ª jornada da Liga NOS:

FC Famalicão-Sporting CP
Árbitro: Luís Godinho
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4.º árbitro: Dinis Gorjão
VAR: Artur Soares Dias
AVAR: Rui Licínio

FC Porto-CD Tondela
Árbitro: Tiago Martins
Assistentes: Pedro Mota e Hugo Ribeiro
4.º árbitro: Fábio Melo
VAR: Hugo Miguel
AVAR: Bruno Jesus

Benfica e SC Braga estão agendados para jogar no domingo e, por qualquer motivo, a FPF optou por não revelar as respectivas equipas de arbitragem para esses jogos.

publicado às 04:47

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 27.11.20

21945096_ZeIGs.png

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 8.ª jornada da Liga NOS:

Sporting CP-Moreirense FC
Árbitro: Vítor Ferreira
Assistentes: Paulo Miranda e Valdemar Maia
4.º árbitro: Bruno Rebocho
VAR: Rui Oliveira
AVAR: Sérgio Jesus

CD Santa Clara-FC Porto
Árbitro: João Pinheiro
Assistentes: Tiago Costa e Nuno Eiras
4.º árbitro: Fernando Ferreira
VAR: Bruno Esteves
AVAR: Rui Cidade

SC Braga-SC Farense
Árbitro: António Nobre
Assistentes: Pedro Ribeiro e Nuno Pereira
4.º árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Vasco Santos
AVAR: Bruno Rodrigues

Por razões que me ultrapassam, o site da FPF não indica a equipa de arbitragem para o jogo Marítimo - Benfica, agendado para segunda-feira, dia 30 de Novembro.

publicado às 04:47

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo